Secretário de Cultura de Guarujá é alvo de denúncia no MP

Por Lincoln Spada

O ex-presidente da OAB de Guarujá e recente secretário municipal da Cultura, Paulo Roberto Fiorotto Rodrigues Júnior, é alvo de denúncia enviada na última semana ao Ministério Público (MP). A Controladoria Geral de Guarujá e a Câmara de Vereadores receberam a mesma representação, ambas apresentadas pelo advogado Rodrigo Rocha Ferreira.

O denunciante anexou a cópia da condenação de Fiorotto por crime de desacato ocorrido em Praia Grande. A versão acolhida na primeira instância é que o atual secretário ofendeu servidores, entre eles, três guardas municipais, de “merdas, bostas e macacos”.

Segundo a Lei Municipal de Guarujá 3841/2011, é vedada a nomeação para cargos em comissão de pessoas que foram condenadas em decisão finalizada. Assim, Rodrigo afirma ao Diário do Litoral que o político deve ser exonerado, pois “uma vez que ele não preenche os requisitos legais para ocupar o cargo para o qual foi nomeado por deter ficha suja”.

A Advocacia Geral do Município esclarece que a representação foi recebida e foi dado o direito ao denunciado de se justificar. Para o jornal A Tribuna, Paulo Fiorotto considerou a denúncia como uma “calúnia” e afirmou já ter revertido a decisão em segunda instância.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s