Mostra das Minas e Curta Santos fazem edição especial no domingo

Informações de Mostra das Minas e Curta Santos

A Mostra das Minas realiza uma edição especial em parceria com o Curta Santos – Festival de Cinema de Santos. Juntos, apresentam curtas e longa-metragem de modo gratuito na Praça Nagasaki (ao lado do Mercado Municipal) neste domingo, a partir das 20 horas. A sessão conjunta tem 2h20 de duração.

A princípio, acontece a exibição da matinê com ‘O Pequeno Monstro’, ficção santista de Nildo Ferreira e Kauê Nunes. Em seguida, ‘Bola de Trapo’, animação santista de Carlos Avalone, ‘O Menino que sabia voar’, animação paulistana de Douglas Alves Ferreira, e ‘O Coração do Príncipe’, outra animação paulistana, assinada por Caya Ryuchi.

Na Mostra das Minas, há o documentário de Nana Della Gatta e Julia Bergmann, ‘De vez em quando sou marrom’. Na obra, um morador inusitado do centro de São Paulo que se torna o elo de ligação entre pessoas de origens diversas, dá exemplo de amor e amizade.

Também será apresentada ‘Próxima’, ficção de Luiza Campos. Na telona, aos doze anos, Carol percebe que o mundo ao seu redor está muito parecido: suas tias e primas, as amigas da escola, as mulheres nas lojas, as cantoras da internet, todas estão com o cabelo liso. Menos ela.

Precisamos falar do assédio

Por fim, ocorre a sessão de ‘Precisamos falar do assédio’, longa de Paula Sacchetta. No documentário, durante a semana da mulher, uma van-estúdio parou em nove locais em São Paulo e no Rio de Janeiro. O objetivo era coletar depoimentos de mulheres vítimas de qualquer tipo de assédio. Ao todo, 140 decidiram falar.

São relatos de mulheres de 14 a 85 anos, de zonas nobres ou periferias das duas cidades, com diferenças e semelhanças na violência que acontece todos os dias e pode se dar dentro de casa, em um beco escuro ou no meio da rua, à luz do dia. No filme, temos uma amostra signicativa, 26 deles.

Nos depoimentos puros, sem qualquer tipo de interlocução ou entrevista, acompanhamos um desabafo, um momento íntimo ou a oportunidade de falarem daquilo pela primeira vez. Após os filmes, o encerramento será com o Coletivo Futuráfrica.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s