Arquivo da categoria: Guia de artes

Feira Criativa de Cubatão terá edição natalina em dezembro

Por Lincoln Spada

Uma edição especial de Natal está sendo preparada para a próxima Feira Criativa de Cubatão (FCC). A mostra está prevista para os dias 10 a 21/dez, das 9h às 17h, no saguão da Prefeitura (Praça dos Emancipadores, s/nº, Centro/Cubatão). A abertura será o dia 10/dez às 15h, com coral das Oficinas Criativas no CEU das Artes, sob a regência do arte-educador Mário Leite.

Artesanato, moda e gastronomia são alguns dos setores que compõem a feira, que tem como objetivo alinhar o desenvolvimento de formas e modelos de negócios ou gestão de bens e serviços, focando no conhecimento e na criatividade das pessoas, visando à geração de trabalho e renda.

De acordo com o diretor de Políticas Públicas para a Diversidade Cultural, Marcio Teixeira, “a FCC foi um programa exitoso realizado durante esse ano, agregando os artistas locais com a economia criativa, um dos setores em crescimento no PIB nacional”.

Mais de 20 expositores apresentam seus trabalhos, desde porta-jóias a camisetas, conjuntos de sabonete até bonecas artesanais. A iniciativa do FCC é uma realização da Prefeitura via Departamento de Políticas Públicas para a Diversidade Cultural.

Porto Circense comemora 1º ano com programação dia 8

Com informações de Ugo Castro Alves

A Associação Cultural Porto Circense realiza programação cultural de seu 1º aniversário neste sábado (8/dez), a partir das 17h e segue até 1h, em sua sede (Av. Almirante Cochrane, 404, Macuco/Santos). O ingresso custa R$ 10.

O evento contará com muitas atrações, como ‘Espaço de Brincar’, com a Ecobrincar (17h), a vivência-oficina ‘O circo vem daí’ (18h30), o espetáculo ‘Cabaré Móbile’ (20h) e forró elétrico com a banda Saramandaia (21h30). O espaço será abrilhantado com exposições de lambes de Fabrício Lopez, regado ao sabor de pratos do Chef Eduardo Turati.

A Porto Circense iniciou seus trabalhos em dezembro de 2017, com a arte do circo para a Baixada Santista. “Sendo ministrando aulas ou através de seus eventos, a Porto trabalha incansavelmente para espalhar a magia do circo ao seu redor”, relatam os produtores da associação.

Direitos Humanos e Hip Hop pautam mostra na Vila Criativa

Por Lincoln Spada

Os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos pauta o evento do Muito Prazer! Meu Nome é Hip Hop (MPMNH2). A mostra ‘Direitos Humanos sob a ótica do Hip Hop’ será nestá neste sábado (8/dez), das 15h às 21h, na Vila Criativa da Vila Nova (Praça Rui Ribeiro Couto, s/nº/Santos), com apoio da Prefeitura. A entrada é franca.

O encontro visa ressaltar a importância dos quadros elementos da cultura de rua na luta pelas liberdades fundamentais, combate à discriminação racial e desigualdade social. A abertura contará com a performance ‘Girando o Mundo’, do rapper Pedrinho da Rima (15h), seguido de bate-papo sobre o tema do evento (15h30).

A programação também terá live paint com grafiteira convidada (16h), performance da dança ‘Direto ao Assunto’, do Mad Feeling Crew (16h30), tempo poético com Slam dos Andradas e convidados (17h), duelo de rimas com MCs da região e discotecagem de Mamuth DJ (18h). Ainda, batalha de Breaking 1 x 1 com DJ Dog (18h30) e pocket show com bandas do Festival de Juventude, Fragmentes, USREC e MOÇ, além da rapper Jordana Tostes (20h).

 

Em temporada gratuita, Teatro do Kaos encena ‘Vocifera’

Por Lincoln Spada

Livremente inspirado em obra de Ibsen, ‘Vocifera’ entra em cartaz até o próximo dia 16/dez, com sessões gratuitas de quinta-feira a domingo, às 20h, no Teatro do Kaos (Largo do Sapo, Sítio Cafezal/Cubatão). A peça da companhia teatral comemora os 20 anos do coletivo e tem classificação indicativa de 16 anos.

A montagem trata dos (des)caminhos da conjuntura política atual e das razões que exigem a decisão entre direitos básicos da comunidade, como cultura e saúde. Na sinopse, a alusão do antigo teatro da Cidade que se tornará em um centro oncológico. Assim, a peça lança mão de questões aparentemente locais e corriqueiras para uma análise crítica sobre o pensamento conservador pautado no discurso do medo e na violência sistêmica.

Com base em ‘O Inimigo do Povo’, a peça tem dramaturgia de Victor Nóvoa, direção de Marcos Felipe e Lucas Beda, direção musical de Gustavo Sarzi e elenco formado por Fabiano Di Melo, Levi Tavares e Lourimar Vieira. A temporada é uma realização do Ministério da Cultura por meio da Lei Rouanet com patrocínio do Grupo EcoRodovias e apoio cultural da Prefeitura.

 

Flávio Viegas Amoreira ministra oficina literária nesta sexta

Por Lincoln Spada

A última edição da oficina literária ‘Como se tornar um escritor’ será realizada nesta sexta-feira (7/dez), das 19h30 às 20h30, pelo autor santista Flávio Viegas Amoreira na Associação Cultural José Martí (Rua Joaquim Távora, 217, Vl. Mathias/Santos). A oficina custa R$ 20. Informações: (13) 3307-1494.

O autor de diversas obras (‘Pessoa Doutra Margem’, ‘Maralto’, entre outros) ministrará uma atividade formativa será baseada em reflexões das seguintes questões: quais contos e poemas são essenciais para um literato? Quais as perspectivas editorias contemporâneas? Qual o futuro do romance na pós-modernidade?

Poeta, contista e crítico literário, Flávio é uma das mais inventivas vozes da literatura nacional contemporânea, na ‘Geração 00’. O escritor utiliza forte experimentação formal e inovação de conteúdos, alternando gêneros em sintaxe fragmentada, apontado como uma das vozes da pós-modernidade literária brasileira em pesquisas de universidades norte-americanas e europeias.

Patrimônio industrial de Cubatão é tema de seminário

Por Lincoln Spada

A historiadora Celma do Carmo de Souza Pinto ministrará o seminário ‘Desafios para a Preservação do Patrimônio Industrial de Cubatão’, iniciativa do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e da Prefeitura de Cubatão. O evento gratuito será na próxima terça-feira (11/dez), das 9h às 12h e das 14h às 17h, na Câmara de Vereadores (Praça dos Emancipadores, s/nº, Centro/Cubatão).

Celma é mestre em Teoria e História da Arquitetura e doutoranda em Teoria, História e Crítica (ambas na Universidade de Brasília, UNB) e atualmente trabalha no Iphan. Realizando pesquisas nas áreas de patrimônio cultural e na relação de paisagem e patrimônio industrial, ela já publicou três livros sobre Cubatão, ‘Anilinas’, ‘Meu lugar no mundo: Cubatão’ e ‘Cubatão, história de uma cidade industrial’.

O seminário visa a participação de especialistas e membros dos conselhos de Turismo, de Defesa do Patrimônio Cultural e de Políticas Culturais, além de demais interessados da comunidade.

Cinedebate de ‘Pássaro Transparente’ ocorre no Galpão Cultural

Por Lincoln Spada

Um poeta e sua caminhada por um futuro do presente distópico é o mote do filme ‘Pássaro Transparente’, que terá exibição inédita em Cubatão em cinedebate gratuito neste sábado (8/dez), às 19h, no Galpão Cultural (Parque Anilinas, s/nº, Centro). Com apoio do Coletivo 302, o bate-papo será com o protagonista do longa, o escritor cubatense Marcelo Ariel.

Sob o gênero de ‘Filme Manifesto’, a obra usa da linguagem de documentário para criar uma narrativa de ensaio e poesia. Assim, o cineasta Dellani Lima se insere na categoria dos cineastas pesquisadores do hibridismo de linguagens dentro da cinematografia atual. Como uma obra que reflete sobre o visionarismo, a performance, o transe e o poema.

Ariel detalha que: “Nas filmagens me entreguei ao que podemos chamar de fluxograma da interioridade, tentei dizer sem estabelecer uma autocensura ou projeção de formatações psíquicas, tentei me entregar a uma naturalidade surtológica, na medida em que o surto é uma forma de conhecimento expansivo e mergulho em estados radicais de alteridade”.

Ficha técnica

Direção, roteiro, montagem, direção de arte, cenografia e figurino: Dellani Lima; direção executiva e de produção: Eduardo Consonni, Dellani Lima e Rodrigo T. Marques; fotografia: Marques; Trilha sonora: Daniel Nunes; Mixagem: Ricardo Zollner; Som direto: Consonni; Edição de som: Consonni e Marques; Colorista: Daniel Mendes; Empresa produtora: Colégio Invisível; Coprodução: Complô e O2; Elenco: Marcelo Ariel.