Arquivo da categoria: Música

Neste feriado, samba e forró são celebrados no Porto Circense

Por Porto Circense

A Associação Cultural Porto Circense (Av. Almirante Cochrane, 404/Santos) recebe dois eventos neste feriado. Nesta quinta-feira, a partir das 21h, ocorre o projeto ‘Samba no Salto’, com entradas a R$ 15. Este grupo traz quatro talentosas cantoras: Elenira Ribeiro, Simone Ancelmo, Monna e Rafaella Laranja e um time de bambas para acompanhá-las.

O projeto surgiu da vontade das artistas da Baixada Santista em dividirem o mesmo palco em um show. Elenira é compositora e já foi contemplada com prêmios da Secretaria da Cultura de SP e do Santander Talentos.

Por sua vez, Monna é técnica em música erudita, compositora e pianista com grande trajetório pelo ritmo do samba. Rafaella é autêntica, afinadíssima e cheia de ritmo, vai do samba canção ao samba de breque. E Simone, além de cantar, é atriz e costuma levar pro palco sua voz e alma.

Já no sábado (20/abr), a partir das 21h, com entradas a R$ 15, ocorre a nova sessão do ‘Cais no Forró?’, com o grupo natural de Cariri (CE), o Forró do Junú, que vai chegar com tudo, acompanhado por uma banda incrível, botando geral pra dançar!

Junú (voz, flauta e percussão) é compositor, brincante, cantor e instrumentista, e mescla músicas da cultura popular e clássicos da música nordestina. O seu conjunto é formado por Nanda Guedes (sanfona, teclado e vocal), Lipe Torres (tambor, zabumba e vocal) e Sandra Daniela (percussões e vocal). O evento também conta com o DJ Cabelinho. Ambas as noites contamc om a cozinha do Chef Edutardo Turati.

Com novos cursos, Fábrica Cultural abre segunda etapa de inscrições

Por Secult Santos

Trazendo como novidade os cursos de guitarra e design gráfico, o projeto Fábrica Cultural abrirá, a partir de sábado (20), a segunda etapa de inscrições do ano. Desta vez, a Secretaria de Cultura (Secult) está oferecendo mais 1 mil vagas gratuitas, em diversos pontos da Cidade, para as áreas de artes cênicas, artes visuais, artes integradas, música e dança. As inscrições terminam no próximo dia 26.

Os interessados devem preencher os campos obrigatórios no site https://egov.santos.sp.gov.br/fabricacultural. Ao término do processo de inscrição digital, o site vai gerar um protocolo com o endereço do local onde o aluno deve se apresentar antes das aulas. Para confirmar a matrícula é obrigatório comparecer no local informado portando RG (original e cópia), comprovante de residência de Santos e uma foto 3×4.

A idade mínima e máxima para se inscrever pode variar de acordo com o curso. Para as inscrições de menores de 18 anos é necessário informar e apresentar os documentos (RG ou Certidão de Nascimento) do aluno e de seu responsável legal, que também deve comparecer à secretaria para efetivar a matrícula. Candidatos às atividades de dança devem entregar atestado médico que indique aptidão física para a modalidade. Não será permitido o início no curso sem a apresentação do documento. Informações: 3202-3570.

> Centro de Cultura Patrícia Galvão (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias)
Capoeira (5 a 80 anos, 40 vagas); Dança de Salão (de 15 a 80 anos, 80 vagas); Danças Urbanas – Dança de Rua Infantil/K-Pop (de 9 a 16 anos, 45 vagas); Danças Latinas – Ritmos, Axé retro e zumba (18 a 70 anos, 150 vagas); Dança de Rua para adultos (de 16 a 80 anos, 100 vagas).

> Centro Cultural da Zona Noroeste (Av. Afonso Schmidt s/n°, Areia Branca)
Balé Clásico (de 6 a 9 anos, 55 vagas; a partir de 8 anos, com 2 anos de experiência, 33 vagas); Balé Moderno e Contemporâneo (de 8 a 11 anos, 13 vagas; de 12 a 35 anos, com 2 anos ou mais de experiência, 23 vagas); Dança do ventre (a partir de 15 anos, 22 vagas); Balé Adulto (a partir dos 18, com no mínimo de 2 anos, 26 vagas); Dança de Rua K-pop (de 8 a 16 anos, 11 vagas); Zumba (a partir dos 15 anos, 26 vagas); Teatro infanto juvenil (de 8 a 17 anos, 18 vagas); Teatro adulto (a partir dos 50 anos, 39 vagas); e Mangá (de 12 a 50 anos, 2 vagas).

> Centro de Atividades Integradas – CAIS Milton Teixeira (Av. Rangel Pestana, 150, Vila Mathias)
Design gráfico (de 12 a 60 anos, 60 vagas); Guitarra (de 18 a 60 anos, 40 vagas); Bordado da Ilha da Madeira (de 15 a 90 anos, 9 vagas); Pintura em Tela (de 15 a 80 anos, 20 vagas); Artes Integradas (de 7 a 8 anos, 20 vagas); Coral Canto Livre (de 18 a 55 anos, 10 vagas, para pessoas com experiência); Mangá (de 12 a 50 anos, 12 vagas); Violino coletivo (de 9 a 50 anos, 3 vagas); Teclado (de 10 a 70 anos, 15 vagas); Teatro (de 9 a 60 anos, 97 vagas); Bale Clássico para adultos (de 18 a 80 anos, 20 vagas); Dança em cadeira de rodas (de 7 a 70 anos, 20 vagas); Dança Esportiva (de 16 a 70 anos, 20 vagas); Desenho básico (de 14 a 80 anos, 4 vagas); Pintura (14 a 80 anos, 2 vagas).

> Centro Turístico, Esportivo e Cultural do Morro São Bento (Rua São Luís s/n°)
Balé clássico (de 6 a 12 anos, 22 vagas); Violão (de 10 a 60 anos, 10 vagas).

> Biblioteca Plínio Marcos (Praça das Palmeiras s/n°, Caruara)
Escultura (de 8 a 65 anos, 10 vagas).

> Gibiteca Marcel Rodrigues Paes (Posto 5 – Praia do Embaré)
Mangá (de 12 a 50 anos, 6 vagas); Desenho em HQs (de 9 a 14 anos, 10 vagas); Roteiro em HQs (de 14 a 60 anos, 15 vagas).

Conheça a programação de abril do Galpão Cultural no Parque Anilinas

Por Lincoln Spada

Epicentro de coletivos teatrais de Cubatão, o Galpão Cultural é um espaço gerido por artistas independentes no Parque Anilinas. E, neste mês, tem ampla programação gratuita voltada à comunidade. O local pertence à Prefeitura via Secretaria de Turismo.

Aos sábados (13 e 20/abr), às 18h30, terá a oficina de moda sustentável, da Saia da Guiu. Já aos domingos (dias 14, 21 e 28/abr), às 9h30, ocorrem as aulas abertas da Oficina de Humor. Nas terças-feiras (dias 16, 23 e 30/abr), às 14h, ações formativas de sustentabilidade ambiental, com o projeto Ecoterça.

Ainda, segue a todo vapor o TNT – Toda Quinta Tem, a partir das 19h, uma proposta de potencializar artistas locais, além de gerar exibições de filmes, artes visuais, saraus e rodas de reflexão política. Haverá a Sessão Pirata Venezuela (18/abr) e Batalha de Conhecimento (25/abr).

Uma oficina de dança está prevista no dia 26/abr, às 17h. Destaques para as programações de sábado. No dia 20/abr, às 20h, ocorre o CineTeatro com o documentário do Grupo Galpão. Por sua vez, o dia 27/abr contará com a apresentação do monólogo ‘Nostalgia de um amor ausente’, com direção de Deia Oliveira e adaptação textual e atuação de Pri Calazans.

Forró e roda de samba são destaques neste fim de semana no Porto Circense

Por Associação Cultural Porto Circense

A Associação Cultural Porto Circense conta com show de forró e roda de samba neste final de semana. A programação será realizada na Av. Almirante Cochrane, 404/Santos.

No sábado (13/abr), às 21h, será mais uma edição de ‘Cais no Forró?’. Dessa vez, aliado à iniciativa do Studio Contratempo, o ‘Forrozeá, encontro de forró da Baixada Santista’, com o show do cantor e compositor Diego Alencikas e o Baião de 3 (Rodrigo Suzuki na sanfona e voz e Ebert Fagilde com na voz e zabumba).

Com formato tradicional de um trio de forró pé-de-serra, eles interpretam dos clássicos ao contemporâneo, passando por ritmos como baião, xote, xaxado, maracatu, forró, arrastapé, coco, entre outros. Um pouco do repertório: Luiz Gonzaga; Dominguinhos; Trio Nordestino; Jackson do Pandeiro; Sivuca; Elba Ramalho; Alceu Valença. As entradas são a R$ 20.

Já no dia seguinte, a partir das 17h, acontece a 5ª ediçao do projeto ‘Mulheres Candaces’, idealizado pela artista Simone Ancelmo com objetivo de unir cantoras e instrumentistas. O evento também conta com oficina de circo (das 17h às 18h) e território de brincar e cozinha do Chef Eduardo Turati (das 18h às 19h).

“Candace era um título atribuído a uma espécie de dinastia de rainhas guerreiras, mulheres guerreiras que detinham o poder do reino de Meroé, no sul do Egito, pouco tempo antes da era cristã, formando uma sociedade matrilinear”, destaca Simone, que contará com a participação do Grupo Zabelê.

Venha para a primeira roda de samba feminina de Santos com muita musicalidade, charme e o gingado da mulher, no canto com Simone Ancelmo, Ana Black e Roberta Querino. E todo ritmo e harmonia no cavaquinho Valéria Alves, no violão Dama nas percussões:, Sol Rosa, Lelê Lotus e participação de Renata Leal. Ingressos de R$ 8 (crianças) a R$ 15 (adultos).

5ª Mostra de Blues de Santos difunde ritmo e oficinas; acesse a programação

Por Secult Santos

Criado a partir dos cantos espirituais e lamentos do povo negro escravizado nos campos de algodão do sul dos Estudos Unidos, o Blues cresceu para além da tristeza e do protesto, e já se fundiu com diversos ritmos e culturas, gerando outras vertentes musicais, além de despertar a alegria em outras nações do mundo. O gênero musical será celebrado na Cidade, até 27/abr, na 5ª Mostra de Blues de Santos.

Este ano, o festival, que teve início no último dia 4, promove doze shows na comedoria do Sesc-Santos, na Concha Acústica e em bares da Cidade. A 5ª edição também oferece cinco oficinas no Sesc e na Vila Criativa da Vila Progresso. O objetivo é despertar no jovem a vontade de tocar um instrumento e mostrar que é possível fazer música individualmente ou em dupla. Outro intuito é apresentar a atividade da luthieria (arte de fabricar ou realizar consertos em instrumentos), como uma fonte de renda possível.

O mês de abril foi o escolhido em comemoração ao nascimento de Muddy Waters, artista revolucionário e um dos pilares do ritmo, que sintetizou o blues rural do Mississippi na música urbana de Chicago, influenciando milhares de músicos ao redor do mundo, inclusive no Brasil. A produção do evento é da Mannish Boy Produções. Confira abaixo a programação:

> 11/abr | 21h | Sesc Santos (R. Cons. Ribas, 136) | R$ 5 a R$ 17 | Show de Big Chico e Banda;
> 12/abr | 20h | Quintal da Véia (R. Júlio Conceição, 263) | Ingresso sujeito à cobrança | Show de Mauro Hector e Marcos Paulo;
> 13/abr | 19h | Concha Acústica (Orla do Gonzaga x Canal 3) | Gratuito | Show de Val Tomato e Lucas Wild;
> 13/abr | 21h | Monkeys Beer Pub (R. Guanabara, 298, P. Grande) | Ingresso sujeito à cobrança | Show de Pedro Bara;
> 18/abr | 15h | Sesc Santos | Gratuito | Oficina com Duca Belintani;
> 18/abr | 21h | Sesc Santos | R$ 5 a R$ 17 | Show de Duca Belintani e banda;
> 19/abr | 16h | Vila Criativa da Vila Progresso (R. 3, s/nº) | Gratuito | Oficina com Ivan Márcio e Daniel Kaverna;
> 19/abr | 20h | Tekoá Cervejaria (Av. Almirante Cochrane, 88) | Ingresso sujeito à cobrança | Show de Ivan Márcio e Daniel Kaverna;
> 20/abr | 19h | Concha Acústica | Gratuito | Show de Márcio Scialis e Little Will;
> 25/abr | 15h | Sesc Santos | Gratuito | Oficina com Jefferson Gonçalves;
> 25/abr | 21h | Sesc Santos | R$ 5 a R$ 17 | Show de Jefferson Gonçalves;
> 26/abr | 10h | Vila Criativa da Vl. Progresso | Gratuito | Oficina com Kleber Dias;
> 27/abr | 19h | Concha Acústica | Gratuito | Show de Fábio Brum e Baby;
> 27/abr | 20h30 | Mucha Breja (R. Rei Alberto 1º, 161) | Ingresso sujeito à cobrança | Show de Dog Joe Duo.

Projeto promove bate-papo musicado sobre a história do samba

Por Secult Santos

Um espaço aberto para um bom bate-papo, e o melhor, com uma animada roda de samba. No próximo dia 18, às 20h, o Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico) será palco da abertura do projeto Falando de Samba.

Comandado pelo sambista e compositor, Rubens Gordinho, o encontro com músicos convidados traça um painel do gênero musical mais popular do país, através de sambas de grandes mestres, contando histórias e causos curiosos.

“A história do samba é muito rica, e merece um lugar para dar voz àqueles que a construíram”, comentou Gordinho, lembrando que as próximas edições serão realizadas uma vez por mês. Para abertura do projeto, os ingressos gratuitos podem ser retirados no dia do evento, na portaria do Teatro Guarany, a partir das 19h30.

Nua e crua, nova edição da intervenção urbana ‘A_Front’ será dia 13

Pelo Movimento ELA

A próxima edição do evento ‘A_Front’ será neste sábado (13/abr), a partir das 23h30, na Praça da República (Santos). O intuito da festa com intervenções urbanas é promover a cultura livre através de ocupações de espaço público protagonizados por mulheres, trans, e pessoas não binarias. O evento contará com: Carolina Martins, a DJ Profana; a rapper Emily Santos, a Smile MC; a DJ Litta Afrontite; a cantora Meduza Brava; a DJ Nanne Bonny, entre outras artistas.

‘A_Front’ não tem fins lucrativos, é cultura de rua, na rua, é visibilidade pra quem não tem, é empoderamento e lugar de fala. “Mulheres no front, profania na rua, várias rabas que avoam pra mostrar pra vocês com quantos golden shower se faz um pós-carnaval”, emite em nota as organizadoras.

A iniciativa é realizada pelo ELA – Empoderamento, Liberdade e Arte, um movimento de mulheres artistas que surgiu com o intuito de fomentar o protagonismo feminino na arte e na cultura. O movimento desenvolve diversas atividades que não só priorizam a visibilidade das mulheres artistas como tambem lutar pela sua emancipação e autonomia, financeira, artística, e pessoal.