Arquivo da categoria: Guia de artes

Polícia diz que cantor da Tr3vo foi assassinado por razão passional

O músico santista Daniel Nunes Aquino, o Dan Nunes, da banda Tr3vo, teria sido assassinado por razão passional. O crime ocorreu na madrugada do dia 30, e o enterro do cantor do trio de pop reggae foi na manhã desta terça-feira (dia 31).

De acordo com Bruno Lima, repórter de A Tribuna, a polícia procura o marinheiro Thiago Batista de Barros, de 30 anos, o Chupeta, apontado como o autor do disparo nas costas da vítima. Segundo o relato do delegado Jorge Álvaro Gonçalves Cruz ao jornal, “Ele tem um temperamento violento e não aceitava o fim do namoro, há seis meses”.

> Justiça decreta prisão de suposto assassino; está foragido
> Conheça mais sobre a trajetória de Dan Nunes

Thiago era ex-companheiro de uma moça que se relacionara brevemente com Dan há dois anos atrás. Conforme depoimento da moça, ela sequer estava no show do Baccará, onde o músico foi baleado momentos depois. A última vez que teriam se visto foi quando ela assistiu a uma apresentação dele no mesmo bar há meses.

O delegado afirma que após o crime, Thiago telefonou para a ex-namorada confessando ser o assassino. “Fiz uma besteira. Acabei de matar o Dan”. A informação é de uma pessoa ligada a moça, que prefere não se identificar com medo do marinheiro. A ex-namorada e Chupeta têm um filho de 1 ano e sete meses. Mesmo assim, o rapaz vivia a ameaçando. Há duas semanas, ele a agrediu com chutes na perna, puxões de cabelo e xingamentos.

A reportagem de GIlmar Alves Jr., do Diário do Litoral, afirma que não é a primeira vez que Thiago premedita a morte de Dan. Ele já teria ameaçado por telefone o cantor em fevereiro de 2012, segundo Boletim de Ocorrência. “Como o cantor não entrou com uma representação criminal (…), não houve nenhum tipo de punição judicial”, relata o jornal.

A Polícia Civil divulgou as imagens que mostram o exato momento do crime e confirma que o autor do disparo é Thiago. Os investigadores procuraram o suspeito em três endereços diferentes, sendo dois em Santos e um em São Vicente, mas ele não foi localizado. O G1 publicou o vídeo e A Tribuna divulgou momentos do velório e enterro do cantor.

Dan Nunes

O vocalista nasceu em Santos em 13 de fevereiro de 1990. Desenvolvendo a aptidão musical na adolescência, além de trabalhar como fotógrafo, ingressou na banda de groove Selo Nacional em 2010. Com o grupo, sempre cantava em temporadas nos bares e palcos da Baixada Santista.

No final de 2013, junto do ex-integrante Helinho de Sousa e do amigo de infância deste, Dahuí, criou o Tr3vo. A banda de pop reggae tem como diferencial o revezamento no microfone. Lançada em fevereiro, já entrou no circuito abrindo shows dos Detonautas e Natiruts no festival Budweiser Zero Treze no mês seguinte.

O grupo musical ainda gravou um EP divulgado em outubro, cativando os fãs com o hit autoral ‘Mago’. Em letra romântica, a canção diz: “Vê se traz o meu amor de volta em sete dias / Vê se amarra o meu nome no coração dessa menina / Vê se cruza o destino dela com a minha sina / Enfeitiça mago / Do jeito que ela já me enfeitiçou”. Em fevereiro deste ano, o trio celebrava na imprensa o 1º aniversário da trajetória do Tr3vo.

*Lincoln Spada

Bate-papo em Santos: Vinil pra quem ouviu e pra quem nunca viu

Muitas mudanças ocorreram desde que o bom e velho vinil foi substituído pelo CD e este, pela música digital. Estas mudanças atingiram o mercado fonográfico, assim como a forma como hoje acessamos nossas músicas preferidas. E a imagem, antes tão presente nas capas dos discos, como interage com as obras dos artistas?

Estes assuntos são o mote de um evento que o Sesc Santos realiza nos dias 16 e 17 de abril, sempre às 19 horas. Na programação, conversas, histórias, livros, leituras, capas de discos e exposição de uma coletânea selecionada de discos antigos, tudo embalado a muita música ambiente.

Amantes da música e afins estão convidados para este debate-papo cultural. O primeiro, no dia 16, intitulado “Reflexões sobre as mudanças do vinil e a transformação para a música digital”, contará com a participação de Fernando Iazzetta, Fernando Naporano e Sérgio Pinto.

No dia 17, Herom Vargas e Itaici Brunetti falarão sobre “Arte de capa no vinil e a arte visual na música dos dias de hoje”, sua representação e importância que marcou épocas. A mediação dos dois debates será feita pela jornalista e pesquisadora Márcia Costa.

A atividade faz parte do evento “Vinil pra quem ouviu e pra quem nunca viu – ateliê sonoro”, que o Sesc Santos vem promovendo ao longo do ano. O evento ocorre na Sala de Internet da unidade (Rua Conselheiro Ribas, 136/Santos). Durante os dois encontros haverá sonorização com o DJ Sílvio Luiz e exposição de vinis raros.

OS CONVIDADOS

01Itaici Brunetti, produtor e músico, autor do projeto “Indiscotíveis”, lançado em 2014, um livro que retrata 14 discos clássicos da música brasileira.

Herom Vargas, doutor em Comunicação e Semiótica (PUC-SP), autor de “Hibridismos Musicais de Chico Science & Nação Zumbi” (Ateliê Editorial, 2007) e coorganizador de “Mutações da Cultura Midiática” (Paulinas, 2009). Coordena o Programa de Pós-Graduação em Comunicação da USCS.

02Fernando Iazzetta, professor livre-docente na área de Música e Tecnologia do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da USP e pesquisador do Laboratório de Acústica Musical e Informática (LAMI). Autor do livro “Música e mediação tecnológica”. São Paulo, Perspectiva (2009).

Fernando Naporano, poeta, jornalista especialista em música, atuou em várias publicações internacionais, a exemplo da revista Rolling Stone. Criou a banda “Maria Angélica Não Mora Mais Aqui”. Foi um dos pioneiros no jornalismo rock nos anos 80.

Sérgio Pinto: formado em Composição e Regência (IA/Unesp), com especializações em Gestão Cultural (Universidade de Girona/Espanha e Itaú Cultural) e Criação de Imagem e Som em Meios Eletrônicos (Senac). Atualmente é gerente adjunto do Sesc Pompeia.

02Sílvio Luiz: sua proposta como DJ mescla gêneros variados como baião, samba, pós-caipira, mangue beat e carimbó soul, jazz e axé music. Tocou em eventos como Mostra de Arte Popular Maracatu Quiloa, Vitrolada e Balaio Groove. Formado em comunicação social e programador musical do Sesc Santos.

Márcia Costa: doutoranda em Comunicação Social, estuda Jornalismo Cultural com foco nas relações entre arte e comunicação, imagem e hibridação cultural.

*Márcia Costa

 

Zeca Baleiro faz show no Coliseu em Santos

O cantor e compositor maranhense Zeca Baleiro é a atração desta quinta-feira (2), no Teatro Coliseu, em única apresentação, às 21h30. No palco, ele apresenta canções autorais, além de músicas conhecidas de seu repertório em arranjos acústicos.

No formato solo, Zeca Baleiro estará acompanhado apenas de seus violões, garantindo uma proximidade maior com o público, com espaço para improvisos e surpresas.

O artista iniciou sua carreira em 1997, mas foi em uma participação no Acústico MTV de Gal Costa que ficou conhecido nacionalmente. Com mais de 11 álbuns de sucesso, Zeca já emplacou vários hits ao lado de Lenine, Fagner e Zé Ramalho, entre outros músicos.

Ingressos custam de R$ 60,00 a R$ 120,00. Venda na bilheteria do Coliseu, das 12h às 17h; pelo site http://www.compreingressos.com; ou no telefone 4062-0016. O Teatro fica na Rua Amador Bueno, 237, Centro.

*Prefeitura de Santos

 

Livro narra vidas de mulheres que enfrentaram doenças incuráveis

As jornalistas Beth Soares e Jessika Nobre lançam no próximo sábado o livro-reportagem ‘Até o Fim’. O lançamento acontece a partir das 18 horas, na Estação da Cidadania (Av. Ana Costa, 340/Santos).

O livro conta a história de quatro mulheres que convivem com doenças consideradas incuráveis. Dona Eguimar, por exemplo, tem absoluta certeza de que São Pedro vai recebê-la com samba. “A morte desistiu de mim.” Silvia Gonçalves fala com serenidade da virada de mesa que a vida lhe deu, mas a compreende porque teve coragem – nas palavras dela – de continuar em frente.

Sandra Coutinho driblou prognósticos negativos. Teve um filho dez anos depois de ser desaconselhada por seis médicos. “Minha fé sempre encontra um jeito.” E Fabíola Perroni garante que a cruz ficou mais fácil depois que instalou rodinhas nela. “Meu nome recebeu um asterisco, o que me torna única.” A biografia destas quatro mulheres é um conselho sobre a consulta, dia-a-dia, do cardápio da vida.

Além disso, ‘Até o Fim’ relata a trajetória de dois médicos, especializados em Cuidados Paliativos, especialidade que trata do acompanhamento de pacientes que possuem enfermidades ditas incuráveis. Cuidar de maneira paliativa implica em reunir uma equipe multidisciplinar para acompanhar o paciente no final da vida, permitindo a ele enfrentar o que resta da supervisão médica sem sofrimento, com dignidade. Na Baixada Santista, nenhum hospital possui o setor de Cuidados Paliativos.

A jornalista Beth Soares explica que “muitas pessoas têm medo de falar sobre a morte. É cultural. Mas este livro não é sobre morte, como se pode pensar de início. É um livro sobre a celebração da vida.” O livro-reportagem é segunda obra da editora Ateliê de Palavras, que pertence à própria Beth e ao jornalista Marcus Vinicius Batista. ‘Até o Fim’ é fruto de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Jornalismo, na Universidade Santa Cecília (Unisanta), sob a orientação do professor André Rittes. O livro tem prefácio do jornalista André Azenha.

*Marcus Vinicius Batista

 

Confira agenda cultural deste fim de semana de Santos

Um dos destaques deste fim de semana é a apresentação do grupo ‘Os Melhores do Mundo’, com o espetáculo ‘Hermanoteu na Terra de Godah’. A peça humorística, que conta de maneira divertida algumas das passagens do antigo testamento da Bíblia, terá três sessões em Santos. No sábado, às 19h e às 21h30, e no domingo, às 18h, todas no Teatro Coliseu, que fica na rua Amador Bueno, 237, no Centro. Os ingressos custam R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia entrada) e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro, das 12h às 17h.

Cinemateca

03Prossegue sábado (28), às 20h, na Cinemateca de Santos, a Mostra de Cinema Político, que traz nesta edição o filme ‘A Classe Operária Vai ao Paraíso’. Lulu Massa (Gian Maria Volonté) é um trabalhador exemplar, admirado por seus chefes e detestado pelos demais funcionários. Por conta dos baixos salários e das péssimas condições de trabalho, o sindicato decide entrar em greve, mas Lulu opta em não se envolver com o movimento político.

No entanto ele sofre um acidente com uma das máquinas e perde um dedo. Com o descaso de seus patrões, ele decide participar dos grupos revolucionários. Endereço: Rua Ministro Xavier de Toledo, 42, Campo Grande. Apoio: Vídeo Paradiso. Classificação: 16 anos. Informações: tel. 3251-1613. Gratuito.

Musical

04‘The History – A Tribute Show to Abba’ é show dessa sexta-feira (27), às 21h, no Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237, Centro Histórico). A produção traz os músicos Mari Moraes, Patrícia Andrade, Diego Sena e Jheff Saints interpretando sucesso do Abba, como ‘Chiquitita’, ‘Take a chance on me’ e a famosa ‘Dancing Queen’.

Os ingressos custam R$ 80,00 (inteira). Estudantes, professores e idosos acima de 60 anos pagam meia-entrada. Informações e venda pelo http://www.compreingressos.com ou na bilheteria do Coliseu, das 12h às 17h. Detalhes: 4062-0016.

Baile na Praia

O conjunto Ramajo’s Show Band é a atração de domingo (29) do projeto Baile na Praia, que ocorre das 18h às 22h, na Fonte do Sapo (orla da Aparecida). O público poderá apreciar sucessos da música dançante, com destaque para samba, forró, MPB e hits internacionais. Se chover, a apresentação é adiada. Realização: Prefeitura de Santos. Gratuito.

Chorinho

Sábado (28), às 18h, é a vez do ‘Chorinho no Aquário’ receber o grupo santista Aqui tem Choro. O quarteto formado por Jota R (bandolim), Paulinho Ribeiro (cavaco), Arizinho 7 cordas (violão) e Nino Barbosa (pandeiro), leva ao público grandes clássicos do ritmo.O palco da apresentação fica na (Praça Luiz La Scala), em frente ao Aquário Municipal na Ponta da Praia. Em caso de chuva, o evento é cancelado. Realização: Prefeitura.

Concha Acústica

01O grupo Dança de Rua do Brasil é o destaque de sábado (28) da Concha Acústica Vicente de Carvalho (Canal 3, orla do Gonzaga). Os dançarinos da companhia promovem oficina aberta no local, às 16h, e apresentam na sequência o espetáculo ‘Homens de Preto’. Já às 19h tem a performance ‘Mar Selvagem’, do grupo Percutindo Mundos.

Domingo (29), às 10h30, a atração é o ‘Projeto Conchinha’, que traz o infantil ‘Soldadinho de Chumbo’, da Cia. Arueiras do Brasil. À noite, quem ocupa o palco a partir das 19h é o músico Ederson dos Santos (samba e pagode). Gratuito. Realização: Prefeitura de Santos.

Gibiteca no Cais

Uma tarde dedicada aos jogos de tabuleiro e RPG ocorre neste sábado (28), a partir das 14h, no Centro de Atividades Integradas Cais Milton Teixeira. Fábio Ribeiro e Italino Staniscia Neto são os responsáveis pelo evento, intitulado ‘TOB – Todos On Board’. O objetivo é levar desafios e jogos que estimulem a concentração, a memorização e a interação social.

Os jogos dessa versão serão os da Galápagos, FunBox e Retropunk. A atividade acontece no local, por conta da reforma da Gibiteca Municipal. O encontro vai até às 18h e a entrada é gratuita. Endereço: Av. Rangel Pestana, 150, Vila Mathias.

*Prefeitura de Santos

 

Pia Fraus encena infantil ‘Círculo das Baleias’ em Santos

O espetáculo “Círculo das Baleias” foi contemplado em dezembro de 2014 no Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem na categoria “Sustentabilidade”. E está em cartaz neste domingo (29/mar), às 17h30, no Sesc Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136). Ingressos de R$ 5 a R$ 17.

O novo espetáculo infantil da companhia é uma viagem ao fundo do mar. As crianças conhecerão uma parte do ciclo de vida das baleias jubarte, – a baleia brasileira por excelência – bem como as condições necessárias para a sobrevivência destes animais. O objetivo de “Círculo das Baleias” é propor uma reflexão para as crianças a respeito da importância da preservação ambiental e da conservação das águas da nossa costa.

Os bonecos da Cia. Pia Fraus mergulham no mar. Jujuba, uma pequena baleia-jubarte, nascida na Bahia, conta com a ajuda de Gardel, um simpático pinguim argentino, que a ajudará em suas aventuras ate chegar ao polo sul. O enredo é uma reflexão a respeito da importância da preservação ambiental e da conservação das águas da nossa costa marítima.

Com texto de autoria de Beto Andreetta e direção de Wanderley Pìras, o elenco é formado por Ana Elisa Mattos, Cristiano Bacelar, David Caldas e Natalia Gonsales.

*Sesc Santos