Arquivo da categoria: Teatro

Casa da Música em Itanhaém inicia as obras

Na última terça-feira (6), foram iniciadas as obras na sede da Casa da Música. O prédio está recebendo reparos na infraestrutura com a reforma dos telhados, nova pintura, modernização nas instalações elétrica, hidráulica e manutenção dos banheiros. Com isso, os estudantes das Oficinas Culturais terão um ambiente melhor para as atividades deste ano.

De segunda a sexta-feira a Casa da Música recebe mais de mil alunos nos períodos da manhã, tarde e noite. Os matriculados frequentam aulas de violão, contrabaixo elétrico, bateria, teclado, piano, flauta doce e transversal, saxofone, guitarra, flugel, trompa, trompete, trombone, euphonium, tuba, percussão, desenho, pintura, canto coral e linha de frente.

“A intervenção proporcionará ambientes saudáveis, com condições físicas para o desenvolvimento do estudo, contribuindo para um melhor desempenho no processo de ensino-aprendizagem”, ressaltou o diretor de Cultura de Itanhaém, Rodrigo Zanella.  A reforma deve durar entre 60 a 90 dias. O início das aulas está prevista para o mês de março.

Pagu oferece diversos cursos para os apaixonados pelas artes

A Oficina Cultural Pagu, unidade do programa das Oficinas Culturais do Governo do Estado de São Paulo, gerenciado pela Poiesis  – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e a Literatura , a partir do dia 13/1 (terça feira) abrirá  inscrições para os cursos de verão, são 150 vagas disponíveis na Baixada Santista.

De olho na programação: 

FOTOGRAFIA

WORKSHOP: FOTOGRAFIA COM CELULAR E USO DE APLICATIVOS
Coordenação: Paula Machado
31/1 – sábado – 10h às 13h e 14h às 17h
Público: interessados a partir de 14 anos que possuam smartphones
Inscrições: 13 a 30/1
Seleção: primeiros inscritos
20 vagas

Este workshop pretende transmitir as informações necessárias a respeito dos processos que envolvem a realização, tratamento e compartilhamento de imagens por smartphones. Serão abordados: conceitos básicos de luz e composição; recursos dos equipamentos (foco, timer, exposição EV, modo vídeo e armazenamento); aplicativos de tratamento de imagem; formas de compartilhamento de imagens em tempo real pelas redes sociais. 

OFICINA: FOTOGRAFIA NA MODA
Coordenação: Guilherme Godoy
24 a 26/2 – terça a quinta-feira – 18h45 às 21h45
Público: fotógrafos, artistas e demais interessados a partir de 16 anos
Inscrição: 13/1 a 19/2
Seleção: currículo breve
15 vagas

Reflexão sobre a fotografia de moda contemporânea, a oficina apresenta uma análise dos caminhos da linguagem visual fashion na atualidade. Na parte prática, os participantes irão desenvolver um projeto de ensaio fotográfico que reúna qualidade técnica, conceitual e estética.

EXPOSIÇÃO: FOTOGRAFIA NA MODA
Abertura: 6/3 – sexta-feira – 20h | 
Visitação: até 31/3 – terça a sexta-feira – 14h às 20h | sábado – 14h às 18h
Classificação: livre

Mostra dos trabalhos realizados pelos participantes da oficina “Fotografia na Moda”, coordenada por Guilherme Godoy. 

OFICINA DE PÓS-PRODUÇÃO FOTOGRÁFICA: TRATAMENTO E FLUXO DE TRABALHO
Coordenação: Paula Machado
24 a 27/3 – terça a sexta-feira – 18h45 às 21h45
Público: fotógrafos e estudantes de fotografia, a partir de 16 anos, que possuam notebook com o programa Lightroom 5
Inscrições: 13/1 a 18/3
Seleção: carta de interesse
15 vagas

Oficina direcionada a fotógrafos que desejam aperfeiçoar seus conhecimentos em pós-produção de imagens, especialmente no uso do software Adobe Ligthroom, que permite melhorar o fluxo de trabalho, organizar arquivos e tratar imagens em série. 

LITERATURA

VERÃO ENTRELINHAS, UMA OFICINA DE ESCRITA CRIATIVA
Coordenação: Lu Menezes
22/1 a 10/2 – terças e quintas-feiras – 18h45 às 21h45 (e 31/1 – sábado – 15h às 18h)
Público: professores, escritores e demais interessados a partir de 18 anos
Inscrições: 13 a 22/1
Seleção: primeiros inscritos
20 vagas

Esta oficina de escrita criativa apresenta técnicas, ferramentas e exercícios com o objetivo de liberar o fluxo criativo e aperfeiçoar habilidades e estilo de cada participante. Abordando temas como estrutura discursiva, criação de personagens e diálogos em narrativas curtas (crônicas, contos e minicontos), o objetivo é desenvolver o poder de observação de situações cotidianas e buscar histórias com enredos envolventes.  

TEATRO 

OFICINA DE IMPROVISAÇÃO TEATRAL
Coordenação: Alexis Nehemy
27/1 a 4/2 – terças e quartas-feiras – 18h45 às 21h45
Público: atores, estudantes de teatro e demais interessados a partir de 16 anos
Inscrições: 13 a 27/1
Seleção: primeiros inscritos
20 vagas

A oficina tem a proposta de inserir os participantes nos domínios da Impro (improvisação teatral), nos moldes do Teatro-Esporte e da Improvisação-como-Espetáculo. Por meio de exercícios práticos individuais e coletivos, serão trabalhadas a cumplicidade e a generosidade do fazer em conjunto, a escuta de si mesmo e do outro, a livre associação de ideias e a aceitação e adaptação de propostas. O objetivo é promover o desbloqueio, permitir uma maior rapidez nas respostas e reações aos estímulos internos e externos, desenvolver o poder de criação e a espontaneidade de cada um, tornando possível a construção de cenas improvisadas de qualidade, coesas e coerentes.

ATIVIDADES NA REGIÃO 

AÇÕES ITINERANTES INTERMUNICIPAIS

ARTES PLÁSTICAS

PROJETO ESPECIAL DE VERÃO: XILOGRAVURA NO XILOMÓVEL
Coordenação: Xilomóvel Ateliê Itinerante
Contemplado pela Funarte com o Prêmio Interações Estéticas – Residências em Pontos de Cultura em 2009 e 2010, o projeto Xilomóvel é um ateliê de arte itinerante que leva oficinas de gravura em madeira a qualquer um e a qualquer lugar. Luciana Bertarelli, Márcio Elias e Simone Peixoto, os artistas do projeto, levam todo o material necessário, proporcionando aos participantes a oportunidade de conhecer a técnica, produzir uma matriz de xilogravura e imprimi-la, levando para casa a estampa. O Xilomóvel já percorreu mais de 12 mil km, passando por todo o interior paulista e realizando oficinas de xilogravura com aproximadamente 13 mil pessoas.

Informações gerais:
Público: interessados a partir de 12 anos
Inscrições: meia hora antes do inicio da atividade
Seleção: primeiros inscritos
15 vagas por município

Programa:

São Vicente
22/1 – quinta-feira – 14h às 18h
Local: Praça Tom Jobim – Praia do Gonzaguinha

Praia Grande
23/1 – sexta feira – 15h30 às 19h30
Local: Tenda na Praia – Vila Caiçara 

Santos
24/1 – sábado – 15h30 às 19h30
Local: Fonte do Sapo – Jardim da Praia da Aparecida

Cubatão
25/1 – domingo – 15h30 às 19h30
Local: Parque Anilinas – Avenida Nove de Abril, s/nº   

FOTOGRAFIA

“FOCO CAIÇARA”: EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA ITINERANTE

A exposição reúne trabalhos dos participantes do projeto “Foco Caiçara”, ministrado em 2014 pelos fotógrafos Tom Leal, Rodrigo Morales e Alyson Montrezol na Oficina Cultural Pagu. Concebido como um espaço de troca e formação destinado a fotógrafos profissionais e amadores, o projeto teve a proposta de registrar a identidade caiçara do litoral paulista, buscando as diferentes formas de ver e entender a relação do ser humano com o mar.

Programação:

Bertioga
27/1 a 27/2 – segunda a sexta-feira – 10h às 17h
Local: Casa da Cultura: Avenida Thomé de Souza, 130 – Centro

São Vicente
6 a 30/3 – segunda a sexta-feira – 10h às 17h
Local: Oficinas Culturais: Rua Tenente Durval do Amaral, 72 – Catiapoã

 * www.oficinasculturais.org.br . Os interessados poderão inscrever-se pelo email:pagu@oficinasculturais.org.br ou pessoalmente no endereço da sede: Espírito Santo, 17  – Campo Grande  – Santos de 2a a 6a feiras das 14h ás 20h. Maiores informações pelos telefones: 3219 2036 / 3219 1741.

Tendas de verão são dicas de lazer na temporada de férias

Dança, literatura e recreação estão entre as atividades gratuitas que as Tendas de Verão oferecem à população durante a temporada de férias. Nesta quinta-feira (8), na Tenda 1 (Pompeia), tem dança de salão (10h e 11h15) e samba de gafieira (12h30). Para quem procura mais tranquilidade, a 2 (Gonzaga) é reservada para atividades literárias, das 10h às 14h.

A Tenda 3 (Boqueirão), que abriga diversas ações direcionadas para a melhor idade, oferece aula de rítmica (10h e 12h), tai chi chuan (11h) e alongamento (13h). Na 4 acontecem aulas de dança de salão (10h) e zumba (11h15 e 12h30). Já na 5 (Aparecida) tem tai chi chuan (10h), pilates de solo (11h), dança de salão (12h) e lambaeróbica (13h).

À noite, das 19h às 22h, as crianças podem curtir os Espaços Kids, enquanto nos palcos ocorrem as seguintes exibições: Forró do Viajante & Samuel Melo (1), Kleber Serrado (2), Caiçara Groove (3), By Night (4) e Trio de Ferro (5). Gratuito.

Realização: Prefeitura.

A face criança do diretor Antunes Filho segundo amigos

Um mutirão silencioso se arrastava em Santos em 2012 aguardando a aparição de um menino prodigioso, alto, levemente curvado, de 84 anos. Foi com esse espírito levado, de moleque, que o jornalista Sebastião Milaré descreveu seu amigo pessoal e protagonista do livro ‘Antunes Filho – Poeta da Cena’, lançado no Festival Mirada. “Ele continua a ser aquele meninão que conheci há anos, jogador de peladas da Bela Vista (SP)”.

Hoje, Antunes prefere assistir aos jogos do São Paulo pela tevê, mas sabe driblar: anda apressado e, bom conversador, tem respostas espontâneas. Milaré tem razão sobre o tom brincalhão do mítico coordenador do Centro de Pesquisa Teatral do Sesc (CPT).

04

Ele vive a desafiar as pessoas, a fazer pegadinhas, fingir-se de sério. Num ensaio, pediu a opinião do fotógrafo Emídio Luisi (que assina o livro com Milaré). Ao ouvir uma crítica sobre a iluminação, exigiu que Luisi falasse da ribalta, diante de todo o elenco. “Depois, senti que ele tinha testado minha convicção. Como um cartão de visita para trabalhar com ele”.

Por esse batismo, Luisi é grato ao encenador. Garante que é uma dádiva observar o trabalho do CPT, que a companhia lhe deu um rumo em sua carreira, e que Antunes seria um generoso mestre ao formar atores, dramaturgos e, principalmente, pessoas.

02E Antunes formou. Por quase 60 anos, cresceu junto a elencos com Jardel Filho, Cleyde Yáconis, Maria Della Costa, Stênio Garcia, Paulo Autran, Eva Wilma e Lilian Lemmertz. Sendo essas duas últimas atrizes, na montagem de Antunes ‘Esperando Godot’ (1977), que inspiraram Lígia Cortez a ingressar no universo teatral.

“Quando trabalhamos juntos, ele nunca deixava os espetáculos iguais a outros. Todo dia, ele fazia uma alteração conosco”, lembra a atriz. Talvez essa seja a melhor resposta de Antunes aos seus maiores medos: a aposentadoria e o estereótipo nos palcos. Para ele, o ator precisa ser orgânico em cena.

Um exemplo de seu perfeccionismo: em ‘A Hora e a Vez de Augusto Matraga’ (1986), passou quase 12 horas ensaiando a entrada de um único ator com uma carroça. Uma passagem simples, porém, que deveria evidenciar a exaustão da personagem. A precisão do encenador é tamanha, que sua antiga colega, Isabel Ortega, alega “que o Antunes nos ensinava literalmente a ler”.

Eterno curioso do comportamento humano, Antunes lê e relê o mundo. Tem o hobby de assistir a filmes (prefere o neorrealismo italiano), ler obras e exige que o elenco também viaje pela narrativa – o CPT obriga a leitura de 23 livros para quem quer entrar na companhia.

03Crê que o conhecimento é indispensável ao homem. Antes do Milaré publicar seu primeiro livro sobre o método do CPT em ‘Hierofania’, o próprio encenador recomendava que, por oito meses, o elenco discutisse e realizasse exercícios teorizados na obra.

Hoje, é esse comportamento inquieto e rígido de Antunes que suscita elogios do coordenador geral do Sesc, Danilo Miranda. Cita sua paixão visceral pelo teatro e eleva-o, junto a Zé Celso Martinez e o saudoso Augusto Boal como um dos principais diretores do País. “Mais que um diretor, é ele quem introduz o teatro no Brasil”.

Também o leva para além das fronteiras. Marco do teatro nacional, ‘Macunaíma’ (1978) esteve em turnê por mais de 20 países. Ator e, depois, diretor do Teatro Brasileiro de Comédia, Antunes colheu aplausos com espetáculos de outras companhias. São tragédias gregas, dramas estrangeiros e obras de Nelson Rodrigues. O encenador justifica seus sucessos com a breve lição: “seja humanista”.

*Publicado originalmente em A Tribuna em 14 de setembro de 2012

Fonte do Sapo recebe teatros e show natalinos nesta semana

O projeto Natal Cultural 2014 apresenta espetáculos gratuitos nesta quinta-feira (11), sexta (12) e sábado (13), sempre às 20h, na Fonte do Sapo (orla da Aparecida), em Santos. O evento visa incentivar a produção artística local, destacando trabalhos com temática natalina.
Nesta quinta-feira (11), a Bella Cia. exibe Me conta vai, espetáculo de contação de histórias dirigido por Plínio Soares, que busca resgatar os valores e as formas como os adultos brincavam na infância.
Na sexta (12) será a vez do projeto Mensagens de Natal, realizado pelo músico e produtor cultural Fábio Luiz Salgado, que apresenta diversas composições natalinas em show instrumental.
Os atores e músicos André Nunes, Diego Alencikas e Rafael Palmieri exibem no sábado (13), a montagem Os Trigêmeos Magos, com direção de Platão Capurro Filho. Na peça, os artistas tocam instrumentos, cantam e contam, de forma bem humorada, a história do nascimento de Jesus.
*A Tribuna On-Line

Inscrições para o 4º Festkaos até o dia 20 de dezembro

Estão abertas as inscrições até o dia 20 de dezembro do 4ª Festkaos – Festival de Teatro do Kaos. O evento que tem como objetivo fomentar a discussão sobre o fazer teatral, valorizar e promover a troca de experiências de grupos em nível nacional será realizado de 23 a 31 de janeiro de 2015 em Cubatão.

01Poderão participar as companhias amadoras e profissionais de todo o País, enviando pessoalmente ou pelo correio a ficha de inscrição e um DVD com informações do espetáculo na sede do Teatro do Kaos (Praça Cel. Joaquim Montenegro, 34/Cubatão).

Serão selecionados oito espetáculos na categoria Adulto para participarem do festival. Também haverá entrega de prêmios no dia 31, às 19h, no próprio teatro para as categorias: Ator, ator coadjuvante, atriz, atriz coadjuvante, direção, figurino, cenografia, iluminação, trilha sonora, texto, maquiagem e espetáculo. Os três melhores espetáculos receberão R$ 3, R$ 2 e R$ 1 mil. Acesse aqui  o regulamento e a ficha de inscrição.