Arquivo da categoria: Sem categoria

Fim do 2º ato: Revista Relevo terá novo formato em 2018

Por Lincoln Spada | Foto: Sander Newton

Como pólvora, o ‘eu te amo’ espontâneo e tresloucado dela em uma ligação telefônica de duas horas reacendeu mais uma tentativa de reconquistá-la em julho de 2014. O rastro já se alastrava com minha saída num bom emprego, a busca de um segundo lar e, na mão, um terceiro diploma por uma estabilidade paulistana.

Dos vínculos santistas, tão somente almejava retribuir a gratidão dos artistas que, desde o fim de meu antigo blog, O Palco Santista (1º ato), repercutia até então como repórter de A Tribuna e Expresso Popular. Mas em vez de um blog específico de teatro regional, a abrangência de segmentos já integrou minha passagem nas redações: a ambição seria de fortalecer o cenário de artistas independentes de todo o Estado de São Paulo.

O nascimento 

Nascia assim, em agosto de 2014, a Revista Relevo. No entanto, nem moça ou município me acolheram, e a plataforma virtual se especializou de vez pela Baixada Santista. Mais do que divulgar as agendas dos coletivos, houve também relatórios, estudos e mapeamentos, desdobrados em antigos portais desde registro do teatro santista e de aprovados do Facult. Em vez de testemunhar os palcos, assumir o papel de militar pelas políticas culturais na região.

Reequlibrando a vida no litoral paulista, a gratuidade de atualizar diariamente a revista desde então não me impedia do esforço utópico de difundir preferencialmente os trabalhos dos artistas locais, seja perpassando seminários, seja atravessando madrugadas com publicações. O sentimento platônico em pó ganhou lufadas de um amor pelas causas dos artistas: da Cadeia Velha até as manifestações de rua. Por vezes, o projeto de vida se misturou com o projeto da revista virtual. O mesmo se deu com a Nina Gagli, última parceira profissional da Relevo.

O contexto

E infelizmente as premissas iniciais da Relevo precisam ser atualizadas. Com as redes sociais, os eventos culturais já pipocam sem precisão do blog; as casas de arte independente e local se fecharam nestes anos; a divulgação dos calendários municipais já se profissionalizou; e as políticas públicas necessitam de recursos e disponibilidade maior para serem analisadas, o que já não é possível manter na utopia de um par de jovens.

Confesso que na Baixada Santista, desconhecemos outro formato de blog abrangente em segmentos e políticas culturais que nunca contou com patrocinadores, anúncios em redes sociais, publipost, etc. Assim, agradecemos cada um dos que nos 166 mil visitantes nestes mais de três anos. Graças a vocês, a Revista Relevo contou com 3.845 publicações, 250 mil visualizações, 2,2 mil inscritos nas redes sociais e outros 1,5 mil via e-mails.

A transformação

Com o fim deste segundo ato, agora é hora de equilibrarmos nossos rumos em comum com a Revista Relevo. Evitaremos um adeus. Em novo formato, mesmo com frequência reduzida, a partir de hoje, publicaremos tão somente em momentos oportunos os textos mais analíticos sobre as artes locais e políticas culturais da Região, além dos principais festivais e mostras previstas nos calendário da Baixada Santista. Feliz 2018! Ah, amamos vocês.

Em busca da essência do Va’a, expedição motiva crowdfunding

Informações de Fernanda Câmara
.
Seis remadores brasileiros se lançam numa incrível e inédita expedição. Partindo de Niterói no dia 27/12/17, remarão durante 12 dias, percorrendo o litoral até Santos, com chegada prevista para o dia 08/01/18. A bordo de uma canoa havaiana V6, os atletas contarão apenas com seus próprios recursos, navegando sem revezamento e sem barco de apoio!
.
> Acesse a vaquinha digital CLICANDO AQUI.
A equipe Anamauê é formada pelos remadores José Paulo e Caio Guerra, do clube Canoa Caiçara (Santos – SP), Lucas Miom e Ubajara Iakowsky, do Ubatuba Hoe (Ubatuba – SP), Douglas Moura, do Icarahy Canoa Clube (Niterói – RJ) e Francisco Viniegra, do Praia Vermelha Va´a (Rio de Janeiro – RJ). Por meio dessa expedição, almejam vivenciar a experiência dos povos polinésios, que há mais de 3 mil anos desbravaram os mares, realizaram grandes travessias e colonizaram as ilhas da polinésia.
.
As canoas polinésias eram originalmente fabricadas a partir de um único tronco de árvore, assim como as canoas dos povos caiçaras do litoral brasileiro, que herdaram tais práticas de grupos indígenas como os tupinambás e os tupiniquins.
.
Além de completar esse grande desafio e divulgar a prática do esporte no Brasill, os integrantes da Expedição Anamauê pretendem vivenciar a essência do Va’a (canoa polinésia) e os seus valores, muito próximos aos dos caiçaras: união, coletividade, respeito ao mar e aos rios e a preservação da biodiversidade. No contexto atual, é fundamental valorizar e e discutir culturas e modos de vida nos quais a preservação dos recursos naturais é condição fundamental da própria sobrevivência e reprodução da vida e da sociedade.
.
O valor proposto nesta vakinha é referente aos custos de transporte da canoa e dos atletas, alimentação, hospedagem, equipamentos, material de divulgação e produção audiovisual. Mahalo nui loa! Gratidão!

Sesc Santos abre em janeiro pré-inscrições do programa Curumim

Por Corina de Assis e Felipe Veiga

O Curumim é um programa permanente de educação não formal para as crianças de 7 a 12 anos, que visa o desenvolvimento integral da criança por meio da realização de atividades educativas, culturais e de lazer, compreendidas em atividades físicas, esportivas, artísticas, socioambientais, de promoção da saúde, cidadania e sociabilização.
.
Criado há mais de 30 anos, esse programa tem sua base em valores como a ludicidade, o direito à informação, o domínio do meio e o exercício da cidadania, além da preocupação com o estabelecimento de relações sociais, formação de grupos, intercâmbio de conhecimentos e a convivência entre diferentes. No Curumim, as crianças têm a oportunidade de fazer amigos e viver novas experiências, o que colabora para seu desenvolvimento e aprendizado.
.
>> Turma Manhã – terça a sexta, das 8h às 11h30
>> Turma Tarde – terça a sexta, das 14h30 às 18h
>> Início das atividades: 27/2/2018
.
>> Quem pode participar: Crianças de 7 a 12 anos, com prioridade para os filhos de trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo (com Credencial Plena). As vagas remanescentes poderão ser preenchidas por crianças sem credencial. Saiba mais em: curumim@santos.sescsp.org.br e (13) 3278-9819.

1º Bazar Cultural de Natal é realizado dias 16 e 17 em SV

Por Alessandro Cruz
.
O Espaço Amigos da Cultura promove o seu 1º Bazar Cultural de Natal, nos dias 16 e 17/dez, das 14h às 22h, na sua sede, localizada, na Avenida Capitão Luiz Horneaux de Moura, 507 (São Vicente).
.
O evento tem entrada franca, com objetivo de reunir artesanato, música, doces, salgados, comidas típicas e uma variada exposição de produtos a um preço especial em um espaço que inspira alegria e criatividade.

Em SV, Etecri tem inscrições para vários cursos técnicos

Por Prefeitura de São Vicente
.
Quer se especializar para entrar no mercado de trabalho ou aprimorar o que já sabe? A unidade vicentina das Escolas de Técnicas de Economia Criativa (Etecri) tem inscrições abertas para diversos cursos. É uma ótima oportunidade para munícipes acima de 16 anos ou pessoas que estão desempregadas. As aulas começam no primeiro bimestre de 2018.
.
Entre as opções estão os cursos de Assistente de Produção de Áudio e Vídeo, Food Styling (Gastronomia), Grafite, Práticas em Mídias Sociais, Recreacionista, Técnicas de Design de Moda, Técnicas de Web Design e Vitrinista.
.
A formação dura até três meses, a carga horária é de até 160 horas/aula, nos períodos da manhã, tarde e noite. As turmas serão formadas por até 20 pessoas. O Centro Paula Souza ficará responsável pela execução, enquanto a Associação de Desenvolvimento Econômico e Social às Famílias (Adesaf), cuidará da gestão administrativa.
.
Para realizar a inscrição, é preciso residir no Estado de São Paulo, ser alfabetizado, entrar no site do Via Rápida (www.viarapida.sp.gov.br), preencher o cadastro e selecionar o curso que deseja. Caso o candidato seja selecionado, receberá um email, carta ou telegrama informando a vaga disponível.
.
Depois de se formar, o aluno tem a possibilidade de se registrar como Microempreendedor Individual (MEI) e receber suporte da Junta Comercial do Estado de São Paulo. Dessa forma, pode abrir o próprio negócio de prestação de serviços, com direito a emissão de nota fiscal. São Vicente tem duas unidades da Etecri: na Avenida Nações Unidas, 1.714, Vila Margarida; e na Rua do Canal, 70, México 70.

Artistas podem inscrever obras em mostra aos 472 anos de Santos

Por Secult Santos
.
Com a proposta homenagear os 472 anos de Santos, a Coordenadoria de Museus e Galerias (Comug), da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), organiza uma exposição coletiva e busca obras para compor parte da mostra, que ocupará a Galeria de Arte Braz Cubas de 25 de janeiro ao dia 9 de fevereiro.
.
Os artistas interessados podem participar com duas obras que tenham tema relacionado à Cidade, em qualquer modalidade das artes plásticas, pintura, gravura, fotografia, desenho e esculura.
.
Os trabalhos devem ser entregues na Comug (5º andar da Secult – Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias) até o próximo dia 12 de janeiro. Ao término da exibição, cada artista deverá retirar suas obras no mesmo local de entrega, entre os dias 15 e 16 de fevereiro. Mais informações pelo telefone 3226-8010.

.

Foto: @clicksdosan

MISS recebe exposição sobre o cotidiano dos bombeiros

Por Secult Santos
.
Com abertura nesta sexta-feira (15), às 19h, a exposição ‘Humanos Bombeiros – A rotina fora da ação’, da fotógrafa santista Susan Hortas, traz ao Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss) 34 imagens que revelam o cotidiano da corporação. Visitação até o dia 20 de janeiro, de segunda a sexta-feira, das 14h às 19h, com entrada franca.
.
Realizadas durante outono de 2017, período em que Susan acompanhou a rotina dos bombeiros dos quatro postos implantados em Santos, as fotos têm edição e finalização de Noelle Falchi.
.
‘Humanos Bombeiros – A rotina fora da ação’ esteve no Shopping Pátio Iporanga entre junho e julho deste ano e iniciou as celebrações do ‘Dia dos Bombeiros’.
.
O Miss fica no piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão, na Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. A entrada é gratuita. Mais informações pelo tel. 3226-8000.