Mostra de Verão Curta Santos acontece toda terça na tenda 3

A Mostra de Verão Curta Santos, irá exibir os trabalhos dos artistas que produziram: curtas, longas e clipes na ultima edição Curta Santos. A programação está diversificada e promete agradar todos os gostos. Este é o momento de prestigiar o pessoal de audiovisual e todos os artistas envolvidos da região.

 De 13/1 a 10/2 – Terças feiras

Local: Tenda 3 da Praia do Boqueirão – Santos/SP

 Sessão de Longas – às 20h

• 20 janeiro: “Hércules”
• 03 fevereiro: “Se Eu Ficar”

Sessão de Curtas e Videoclipes caiçaras
13 janeiro às 19h30:

“Só Nós Dois”
Banda: Freeside | Dir.: Lucas Romor de Lima | Cidades: Santos e Guarujá |Sinopse: Duas pessoas se encontram e vivem dias felizes juntos graças a interferência de forças maiores.

SóNósDois1.jpg

“O Espantalho Dedicado”

Direção: Carlos Avalone | Gênero: Animação | Cidade: Santos| Sinopse:O drama de um jovem espantalho protegendo uma plantinha solitária.

 “Par ou Ímpar”

Direção: Lívia Quintanilha | Gênero: Ficção | Cidade: Santos| Sinopse: Edu ama Carol, que ama Caio, que ama outra pessoa. Ok, 99 % das pessoas do mundo já sofreram por um amor não correspondido. Mas nessa história, eles decidem assumir o que sentem ao mesmo tempo e acabam vivendo a frustração do “não amor”. Mais do que um filme sobre o amor, esse é um filme sobre a coragem que é preciso ter para assumir um sentimento, deixar de ser ímpar e se tornar um par.

 “Continue a Nadar”

Direção: Thais Xabu | Gênero: Documentário | Cidade: Santos| Sinopse:Muitas vezes desitismos de coisas que tanto queríamos por medo de enfrentar os problemas e acabarmos ficando presos em nossos próprios medos. O filme é sobre a importância de nunca desistirmos de viver. Esse documentário mostra os diversos problemas de pessoas que tiveram coragem de sair de seu aquário, enfrentando seus medos e adversidades, aprendendo que para isso, é preciso nadar todos os dias e ir atrás de seu mar de sonhos.

“Maria”

Direção: Caroline Fernandes e Roberta Lapetina | Gênero: Ficção | Cidade: Santos| Sinopse:O curta-metragem retrata a relação de amor entre Clara e a sua avó. Entre lembranças e saudades, ela se perde em momentos marcantes de seu passado.Maria1.jpg

“A Pedra Que Canta Também Chora”

Direção: Louiz Baptista | Gênero: Documentário | Duração: 15min | Cidade: Itanhaém 
Sinopse: Um retrato de um movimento de arte de rua que sofre repressão em 2012.
13 de janeiro às 20h40:

“Sonar”

Direção: Victor Allencar | Gênero: Documentário | Duração: 13min20 | Cidade: Santos 
Sinopse: Invasor, nostálgico e elemento não-físico, na alma se sente e o corpo reage. O som é universal e, em sua plenitude, é possível ouvi-lo, tocá-lo e vivê-lo.

“Anseios Que Permeiam Meus Tempos de Paz”

Direção: Eduardo Ferreira | Gênero: Documentário | Cidade: Santos| Sinopse:Livremente inspirado no monólogo de Sgismundo, de Pedro Calderón de La Barca, o curta retrata o momento de indecisão de Daniel, que em tempos de ebulição dos movimentos sociais e passeatas, sente-se pressionado a fazer parte de algo maior, mas está desconfortável com as consequências que suas ações possam causar à sua vida estável e segura.

anseiossite

“Brasil”

Ficha técnica indisponível

 “ Mnemosyne”

Direção: Cláudia Gomes | Gênero: Ficção | Cidade: Santos| Sinopse: Artur sempre sonhou em ser um escritor famoso, mas o destino não o levou aonde ele queria. Ao invés disso, herdou o antiquário da família, onde passa seus dias cuidando dos objetos e criando seu próprio mundo. As pessoas são seus personagens. Os objetos, sua fonte de inspiração. Porém, conforme ele nega a sua realidade e vive num mundo de fantasia escrita, o mundo ao seu redor continua seguindo, fazendo-o perder coisas que a vida oferece. O choque com a realidade o levará a se decidir permanecer em sua realidade imaginativa ou aceitar o mundo a sua volta.

“Uma Tragédia Anunciada”

Direção: Diego Moura | Gênero: Documentário | Cubatão| Sinopse: Em 24 de fevereiro de 1984, a Vila Socó, uma favela fincada sobre um mangue na cidade de Cubatão, explodiu em chamas. Até hoje não se sabe o número exato de mortos. O documentário resgata essa triste memória que não pode ser esquecida.

“Homem Máquina”

Banda: Parelio | Dir.: Kennedy Lui | Duração: 4min13 | Cidade: Santos|
 Sinopse: Acordar, trabalhar, divertir-se, mas não muito, voltar para casa e dormir. Não, não, estamos falando de você. Mas bem que poderia né? Estamos falando do homem máquina. Essa é a nossa rotina ilustrada pela música da banda Parelio. 490232387_640

 27 janeiro às 19h30:

“Nosso Tempo Começou”

Banda: Music Box | Dir.: Bruno Couto e Fabrízio Toniolo | Duração: 3min38 | Cidade: Santos 
|Sinopse: A história de uma garota que procura constantemente o garoto que ela é apaixonada na praia, onde ele costuma surfar. Após tentar encontra-lo e não ser bem sucedida, a garota fica brava e volta para casa pra pensar no que fazer. A garota decide voltar a praia e dessa vez encontra quem ela tanto queria.

“Honoré – Itinerário de Balzac”

Direção: Antonio Abreu | Gênero: Ficção | Cidade: Santos| Sinopse Gabriel é um artista plástico em crise existencial, a procura de respostas para suas dúvidas e anseios. Encontrando nas suas observações diárias no ônibus, durante o trajeto até o seu ateliê, formas distintas e inusitadas de vidas. Quando é pedo de surpresa por uma invasora inesperada, que entra em seu mundo e sua mente. Transformando-se assim em parte da arte de Gabriel. Ele demonstra aceitar a invasora na tentativa de encontrar as suas respostas.

 “Visão Privilegiada

Direção: Kamilli Semenov e Maria Paula Rodrigues | Gênero: Documentário | Duração: 10min | Cidade: Santos| 
Sinopse: Com uma forma diferente de olhar a vida, pais registram momentos de uma criança de três anos que, desde o seu nascimento, conta com uma dedicação e carinho a mais.

VisãoP1.jpg

“Cronos”

Direção: Victor Allencar | Gênero: Ficção | Cidade: Santos| Sinopse: Duas pontas de uma mesma vida, o que pode ocorrer quando elas se encontram?

“Prelado”

Direção: Vitor Vilaverde | Gênero: Documentário | Duração: 17min | Cidade: Santos/Iguape| 
Sinopse: Os moradores do Prelado, uma vila de pescadores no litoral sul de São Paulo, contam suas histórias ao mesmo tempo em que se preparam para o baile da Folia de Reis. Cada história, seja ela real ou fantástica, pode ser verdadeira, sejam macacos gigantes que vivem no mato, fantasmas no cemitério ou uma bola de fogo que cruza o céu de sete em sete anos.

 “O Sótão”

Direção: Nehn de Paiva | Gênero: Ficção | Cidade: Santos | Sinopse: Após uma queda de energia, Lili acorda e percebe que seu irmão de seis ano não está no quarto. Em meio a escuridão, ela tenta descobrir o que está acontecendo. O Sotão1.jpg

27 de janeiro às 20h40:

O Sentido”

Gênero: Ficção / Direção: Patrizia Vizzuoso e Leonardo Loddani | Cidade: Guarujá| Sinopse: Pedro, de 11 anos, escuta uma conversa de seus pais combinando uma viagem que ele ainda não pode saber. Triste em pensar que vai se mudar, ele reflete sobre a importância de amigos em sua vida.

“Making of: O Filme”

Gênero: Ficção / Direção: Rubens de Farias | Cidade: Santos| Sinopse: Rubens, Eduardo e Victor são três amigos que trabalham com audiovisual e enfrentam diversos problemas para realziar seus projetos. Depois de uma convrsa, Rubens dá a audaciosa ideia de produzir o primeiro filme de super-herói local. Em tom documental, o curta mostra as etapas que o trio passou para realizar o projeto que se tornou um marco no cinema nacional.

Makingof1.jpg

“Máquina do Tempo”

Gênero: Documentário / Direção: Luisa Ferreira | Cidade: Santos| Sinopse:Em uma cidade que cresce cada vez mais, seo José, seo Jessé e seo Josué ajudam a manter viva uma parte da história de Santos, o bonde – uma maneira de embarcarmos em uma viagem no tempo.

“A Última Pincelada”

Gênero: Ficção / Direção: Gabriel Sau Rios Riccieri | Cidade: Santos|Sinopse:O filme é uma metáfora subjetiva da vida de muitos jovens na época de escolha do seu futuro. Anna, após a morte de sua mãe, passa por um momento de crise psicológica onde sonha em seguir sua vida através da arte. Porém, seu pai César a reprime fortemente e suas palavras e atitudes agravam a situação de Anna, levando-a a terminar sua última obra de arte.

“Cadarços”

Gênero: Documentário / Direção: Antonio Abreu e Eliane Almeida | Cidade: Santos |Sinopse:O Gênero: Documentário retrata de forma diferente e simplória o teatro e suas influências no ser humano. Emoções e sentimentos, que conquistam e dominam tanto o espectador como o realizador. O filme tenta passar essa loucura de emoções e sensações.

“Eu Também Estava Lá”

Banda: Madrenegra | Dir.: Bruno Couto e Fabrízio Toniolo | Duração: 4min56 | Cidade: Santos 
Sinopse: A música discorre abordando diversos fatos que ocorreram na história da humanidade e, ao decorrer do videoclipe, podemos assistir através de imagens apropriadas diversas cenas desses fatos, juntamente com imagens da banda.

 10 fevereiro

ás 19h30:

“Poltergeist: O espírito da escadaria”

Banda: Bruno Ayres | Dir.: Bruno Ayres | Duração: 1min51 | Cidade: Santos 
Sinopse: Você conhece os seus fantasmas? Durante o sono, um rapaz é forçado a participar de uma festa da qual ele não tem consciência, e, aparentemente, tudo que não é vivo vai fazê-lo de brinquedo.

Poltergeist1.jpg

“A libélula e o sapinho”

Gênero: Animação / Direção: Carlos Avalone | Cidade: Santos| Sinopse:Mamãe sapa incentiva seu filhote a capturar uma libélula apra servir de lanche da tarde. O que ela não sabia é que libélula é um lanche rápido.

“Puerto Quijarro- Sensaciones Reportados”

Gênero: Documentário / Direção: Rafael Roncarati | Cidade: Santos| Sinopse: É um Gênero: Documentário que são abordados relatos das sensações vividas em uma expedição à cidade de Puerto Quijarro, no estado de Santa Cruz, na Bolívia.

“Limbo”

Gênero: Ficção / Direção: Delson Gomes | Cidade: São Vicente| Sinopse:Em um período em que a água é escassa e vira moeda de troca, Pedro – um traficante de água do período pós-apocalíptcio – tem sua casa e seu estoque de água roubados. Sem água e com sua filha Pérola de três meses, Pedro sai em busca de um dos últimos locais onde ainda pode haver o líquido precioso: a antiga represa. Ele então corre contra o tempo para salvar sua filha.

Limbo1.jpg

“Janelas”

Gênero: Documentário / Direção: Bruno Arrivabene | Cidade: Santos| Sinopse:As concepções de sociedade, as individualidades, a observação, a criatividade, a interação social, o aprisionamento, as fugas mentais, e outras grandes questões do homem moderno. Janelas propõe um passo atrás para olhar a janela em si e pensarmos nela e a relação conosco.

 “Anamnese”

Direção: Mônica Donatelli | Gênero: Documentário | Duração: 11min | Cidade: Santos 
Sinopse: Fragmentos de toda uma vida. A amizade entre Estela, Helena e Vitalina, três derradeiras irmãs dos 14 Soares que encheram por mais de um século a Cidade de Santos de virtudes e delicadezas.

 10 de fevereiro às 20:40:

“Tiros”

Direção: Gabriel Izaguirre | Gênero: Ficção | Duração: 10min | Cidade: Santos 
Sinopse: A obra narra a história de uma professora e três alunos que, sitiados em uma sala de aula durante a invasão de um atirador, vivem momentos de pânico e os acontecimentos da última noite vem à tona.

 “Árvore”

Direção: Fabiana Conway e Gabriella Drummond | Gênero: Ficção | Duração: 10min46 | Cidade: Santos 
Sinopse: Thom é um artista plástico que namora Sophia há quatro anos. Quando tem seu amor colocado em dúvida, por não assumir um casamento, refugia-se em seu ateliê e busca respostas por meio da arte.

 “Body Count tá na área”

Direção: Marco T. Alves | Gênero: Ficção | Duração: 10min58 | Cidade: Santos 
Sinopse: Body Count é um lutador de rua, um campeão marginal. As feridas de seu conturbado passado nunca cicatrizaram, tornando-o uma máquina de guerra e fúria. Os vídeos de suas lutas bombam na Internet e, entre as porradas da vida, ele vai ajustar as contas com seu passado.

BodyCtna1.jpg

 “ Marcelo”

Gênero: Documentário / Direção: Jéssica Lopes | Cidade: Santos| Sinopse:Por meio da mistura de sons e o silêncio, você conhcerá o universo sonoro de Marcelo – uma criança em fase de adaptação ao implante coclear.

“Amarga Sina”

Gênero: Ficção / Direção: Gui Pan e Nathalia Lira | Cidade: Santos| Sinopse:Julia e Murilo são dois jovens que se apaixonam loucamente durante a época que viveram em São Paulo, e com poucos meses de relacionamento decidem se casar. Só que tudo munda quando um segredo do passado é revelado,d esmoronando todo o rumo de uma relação perfeita.

“Don’t Waste My Time”.

Banda: Awaking the Crowd | Dir.: Iam Leite Pimentel | Duração: 3min34 | Cidade: São Paulo| 
Sinopse: Primeiro videoclipe da banda caiçara Awaking The Crowd

DontWasteMyTime1.jpg

 

 

Casa da Música em Itanhaém inicia as obras

Na última terça-feira (6), foram iniciadas as obras na sede da Casa da Música. O prédio está recebendo reparos na infraestrutura com a reforma dos telhados, nova pintura, modernização nas instalações elétrica, hidráulica e manutenção dos banheiros. Com isso, os estudantes das Oficinas Culturais terão um ambiente melhor para as atividades deste ano.

De segunda a sexta-feira a Casa da Música recebe mais de mil alunos nos períodos da manhã, tarde e noite. Os matriculados frequentam aulas de violão, contrabaixo elétrico, bateria, teclado, piano, flauta doce e transversal, saxofone, guitarra, flugel, trompa, trompete, trombone, euphonium, tuba, percussão, desenho, pintura, canto coral e linha de frente.

“A intervenção proporcionará ambientes saudáveis, com condições físicas para o desenvolvimento do estudo, contribuindo para um melhor desempenho no processo de ensino-aprendizagem”, ressaltou o diretor de Cultura de Itanhaém, Rodrigo Zanella.  A reforma deve durar entre 60 a 90 dias. O início das aulas está prevista para o mês de março.

Venda de ingressos para o Carnaval começa no dia 15 de janeiro

A partir do dia 15 de janeiro, pela primeira vez na história do Carnaval santista, os bilhetes para o Desfile Oficial das Escolas de Samba serão comercializados pela internet, por meio do site www.ingressorapido.com.br, facilitando o acesso à Passarela do Samba Dráusio da Cruz a turistas e moradores das cidades vizinhas. Além disso, a compra também poderá ser efetuada em dois postos fixos: bilheteria do Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias) e na Administração Regional da Zona Noroeste (Av. Nossa Senhora de Fátima, 456, Caneleira), que funcionarão de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

O preço das entradas está definido: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada para estudantes, professores e maiores de 60 anos). Quem doar um quilo de alimento não perecível, exceto sal e açúcar, que será encaminhado ao Fundo Social de Solidariedade de Santos, também paga a metade. Pela internet, o pagamento pode ser efetuado com cartão de crédito, débito ou boleto bancário. Os postos fixos aceitam somente dinheiro.

Os desfiles ocorrem nos dias 14, 15 e 16 de fevereiro, a partir das 21h, na Passarela do Samba Dráusio da Cruz (Av. Afonso Schmidt, Areia Branca), que já começa a ser preparada para a folia. O sambódromo terá capacidade para receber público de 10.500 pessoas por noite de desfile, acomodado em confortáveis arquibancadas no estilo Fórmula 1 e camarotes (informações pelo tel. 3226-8000, ramal 8179).

Ordem dos desfiles

No sábado (14), o desfile será aberto pelas duas agremiações pleiteantes: Mãos Entrelaçadas e Unidos da Baixada. Na sequência entra o Grupo de Acesso, que vem com Camisa Alvinegra, Dragões do Castelo, Unidos da Zona Noroeste, Império da Vila e Mocidade Dependente do Samba.

No domingo (15) e segunda-feira (16), desfilam as escolas do Grupo Especial. No domingo tem Bandeirantes do Saboó, Real Mocidade Santista, Mocidade Amazonense, União Imperial e Padre Paulo. Já na segunda: Vila Mathias, Sangue Jovem, Unidos dos Morros, Brasil e X-9.

*Prefeitura de Santos

São Vicente promove reunião sobre a festa de Iemanjá

Com a proximidade dos tradicionais festejos à Iemanjá, a Secretaria da Cultura convida todos os interessados para uma reunião de apresentação sobre o projeto 10º Presente à Iemanjá 2015 – União para prosperidade, com mais detalhes sobre a celebração do orixá. O encontro será segunda-feira, dia 12, às 18 horas, no Parque Cultural Vila de São Vicente (Praça João Pessoa, s/nº, Centro).

Segundo o membro da equipe da Secretaria da Cultura e responsável pelo evento, Renato Azevedo, “os idealizadores e colaboradores do culto religioso de matriz afro-brasileira, têm participado ativamente da construção desta manifestação cultural tradicional da cultura negra”.

Rainha do Mar

Cultuada principalmente pelo candomblé e umbanda, o nome de Iemanjá vem de “Yèyé omo ejá”, do idioma yorubá, e significa “mãe cujos filhos são como peixes”. Por isso é mãe de todos os orixás e de Rainha do Mar, padroeira dos navegantes e das famílias. De acordo com a tradição religiosa, seria ela quem ampara a cabeça dos bebês no momento do nascimento.

GRAFITEIROS PREPARAM EXPOSIÇÃO DE MÓVEIS CUSTOMIZADOS APÓS DESCARTE EM SÃO VICENTE

Treze grafiteiros da Baixada Santista se reúnem novamente entre dezembro e janeiro para a realização do projeto Vias Vivas – Lixo que Vira Arte, da Secretaria da Cultura de São Vicente. Eles já estão desde dezembro para organizar uma exposição de 12 móveis revitalizados após serem descartados irregularmente pelas ruas da Cidade. A mostra gratuita ocorrerá entre 21 e 25 de janeiro na Praça Tom Jobim, próximo à arena onde será realizada a Encenação da Fundação da Vila de São Vicente 2015.

As obras restauradas e customizadas têm o objetivo de “valorizar a arte urbana do grafite promovendo e divulgando todas as suas possibilidades transformadoras”, descreve o secretário Amauri Alves, como também “promover a conscientização ambiental nos moradores de São Vicente, especialmente em relação ao descarte inadequado de resíduos sólidos e suas consequências”. Assim, promover a adesão das pessoas ao serviço da Coleta Seletiva desenvolvida pela Codesavi (3464-7158).

Nesta iniciativa, móveis recolhidos pela Codesavi foram reformados pela equipe da Secretaria de Desenvolvimento e Mobilidade Urbana e repassados aos artistas. Estes irão colorir as peças nesta primeira quinzena de janeiro. Após a exposição, as obras serão reutilizadas por serem doadas a creches municipais e repartições públicas.

A mostra contará com as artes dos grafiteiros: Aline Benedito (Fixxa), Carlos Silva (Catts), Dionísio Guimarães, Fabião Nunes, Guilherme Leite, Kika Graffitti, Léo Martins, Milton Santana, Pat Campos, Ramello Graffs, Ricardo Arruda (Rico), Val Maltas e Vinil Colante.

Projeto Vias Vivas

20150109_113815 O projeto Vias Vivas teve início no dia 14 de setembro, quando em 10 horas ininterruptas, cerca de 80 grafiteiros do estado de São Paulo fizeram uma maratona de criar um corredor cultural ao colorir os postes nos bairros Catiapoã e Centro de São Vicente. Todas as artes visuais foram embaladas por shows de DJs, músicos, grupos de dança de rua e poetas urbanos.

*Prefeitura de São Vicente

Filme retrata vida de santista e será rodado na cidade em agosto

Em agosto deste ano iniciam as gravações da parte brasileira do documentário “Ópera Prima” – o terceiro filme de uma trilogia intitulada por seu diretor, Tomás Lipgot, de Trilogia da Liberdade. Trata-se da história de vida de Moacir, santista que nasceu no Morro do Pacheco em 1944. Após ter um surto psicótico, originado pela esquizofrenia paranoide que sofria, viajou à Argentina nos anos 80, trabalhou como lavador de carros e foi interno do hospital psiquiátrico Borda, onde conheceu o diretor argentino, que realizava um filme na mesma época.

Por isso, o documentário será uma co-produção entre Brasil e Argentina e já conta com o apoio da Santos Film Comission, do Consulado Argentino em São Paulo, da Embaixada do Brasil na Argentina e mais uma série de instituições vinculadas à Saúde Mental.

O primeiro filme de Tomás Lipgot, “Fortalezas”, mostra como vivem pessoas em situações de encerro, como prisão, leprosário e o hospital psiquiátrico. Foi aí que o diretor conheceu Moacir, quando ainda era paciente em um uma unidade em Buenos Aires e na época fazia oficinas de arte-terapia. Moacir foi um dos vários personagens retratados nesse filme.

No segundo filme, “Moacir”, o diretor conta a sua saída do hospital, quando teve alta médica, e a gravação de um disco de composições próprias cuja autoria Moacir registrou logo quando chegou à Argentina na década de 80.  A ideia de realizar o terceiro documentário, “Ópera Prima”, partiu do próprio Moacir, que manifestou vontade de dirigir seu primeiro filme. Tomás Lipgot percebeu que poderia levar adiante o projeto, permitindo a ele a oportunidade de extravasar seu lado criativo e, ao mesmo tempo, registrar sua história de superação frente às dificuldades que encontrou na vida.

“Ópera Prima”, a primeira obra audiovisual de Moacir, é o filme que fecha essa trilogia e narra a ficcionalização de eventos do cotidiano. Moacir convoca as pessoas do seu entorno para atuarem em seu filme, em cenas como sua festa de aniversário de 70 anos, por exemplo. A parte mais documental fica por conta da viagem de regresso ao Brasil, quando Moacir pretende voltar a Santos e reencontrar seus familiares e seus lugares na cidade.

A pesquisa em Santos já começou a ser feita desde janeiro deste ano. A equipe de produção do filme esteve no cartório de registro civil para buscar informações do paradeiro da família. Também está sendo realizada uma pesquisa na escola de samba X9, onde supostamente um sobrinho seu tocou na bateria. Em homenagem ao filme e ao santista, a escola vai compor um samba-enredo contando a história de sua vida.

A equipe também está em processo de captação de recursos para a realização do documentário, que será filmado em agosto, e busca empresas parceiras, interessadas em fazer parte do projeto. Uma opção é aplicar uma parte do imposto de renda – IR, como possibilita a Lei do Audiovisual.

*Rachel Munhoz

Grupos Artísticos de Cubatão passam por reestruturação

A Secretaria Municipal de Cultura imprime um novo olhar sobre os Grupos Artísticos de Cubatão e promove mudanças significativas em seus comandos a partir desta quinta-feira (8). Banda Sinfônica, Programa Banda Escola – BEC e Grupo Rinascita passam a ter novos regentes e coordenador.

A decisão de reestruturar os Grupos Artísticos vai ao encontro à uma nova tendência no meio musical erudito, que abrange a modificação nos comandos de tempos em tempos, novas formulações para escolha de regentes, resgate das características originais das formações musicais, de acordo com Roberto Farias, coordenador dos Grupos Artísticos de Cubatão. Para ele, “a proposta é inovadora e um desafio mas se faz necessário neste momento. Nossa ideia é sempre promover a excelência artística das equipes e o compromisso com o trabalho”.

> Confira entrevista com o maestro Marcos Sadao

Depois de 12 anos frente à Sinfônica de Cubatão, o maestro Marcos Sadao Shirakawa deixa o comando da Banda. O estilo ímpar de conduzir o Grupo, divulgando novos repertórios e realizando espetáculos de qualidade inquestionável foi a marca registrada de Sadao neste tempo. Quem assume interinamente o cargo é o regente-assistente, Ulysses Damacena.

02“A Banda Sinfônica de Cubatão deu um salto de qualidade nesse período. Por conta do valioso trabalho do maestro Sadao, a equipe manteve a referência de qualidade que Cubatão conquistou ao longo dos tempos no aspecto musical e na difusão de repertório específico para bandas sinfônicas. Espetáculos como ‘Queen Sinfônico’, ‘Sheherazade’, ‘Concertango’, ‘Quadros de uma Exposição’, entrem muitos outros, merecem ser lembrados sempre”, comentou o secretário de Cultura, Welington Borges, isso, sem esquecer as parcerias com os Demônios da Garoa, Raíces de América, presença de regentes estrangeiros como o húngaro Laszlo Marosi.

O próximo regente da Sinfônica deverá ser escolhido por meio de um processo seletivo, sem indicações, de acordo com Farias. Haverá seleção de currículos, provas e a garantia de dois anos de atuação do profissional. A renovação desse período dependerá do desempenho do regente, de acordo com Farias. “Já realizamos essa ação de busca em outro cargo, o de transcritor musical. O resultado foi bastante positivo”, disse.

03O Programa Banda Escola de Cubatão, que também era coordenado pelo maestro Marcos, passa a ser administrado, interinamente, por Germano Blume, músico da Sinfônica e, até então, monitor do BEC. A escola musical vai ampliar o atendimento – que hoje chega a 500 alunos, firmando novas parcerias com a Secretaria de Educação e com a Escola Técnica de Música e Dança da cidade (o Conservatório Municipal). Todo o corpo docente passará por avaliações. A ideia é que o BEC continue sendo um núcleo formador de bons músicos para todos os Corpos Estáveis do município, como já vem acontecendo. Atualmente, 15% dos instrumentistas da Banda Sinfônica vieram da Banda Escola do muncípio. A intenção é que esta porcentagem aumente ainda mais.

Grupo Rinascita e Banda Marcial

O Grupo Rinascita de Música Antiga também contará com um novo regente, a partir do início de fevereiro. Albino de Oliveira deixa o cargo depois de 7 anos no comando do Rinascita. A modificação não é novidade. De acordo com Roberto Farias, é uma prática na Música Antiga ter essa rotatividade.

01Mas desta vez, a escolha do novo coordenador do Grupo começou internamente. Os próprios integrantes do Rinascita tiveram a oportunidade de apresentar projetos artísticos. Dois foram escolhidos pela consistência artística e pedagógica que apresentaram. Em uma forma inédita de condução, um dos projetos será aplicado em 2015 e o outro, em 2016, sendo que cada músico assume o Grupo no ano em que o projeto estará em prática. Os novos nomes serão anunciados em 1º de fevereiro.

Já a Banda Marcial passará por um processo de resgate de suas características originais. Segundo Farias, o grupo atuará não somente na formação para concerto, mas com apresentações para a comunidade junto com o Corpo Coreográfico em formação de desfile, que a tornou conhecida em toda a Região e até mesmo fora dela. O objetivo é que a Marcial torne-se, novamente, referência nacional.

Segundo o secretário de Cultura, todos os outros Corpos Estáveis mantidos pela administração municipal passarão por esse novo olhar da Secult. “A ideia é que as pessoas estejam disponíveis para melhorar a maneira de atuação, abrangendo novos públicos e sempre fomentando a cultura da cidade, seja aqui ou em outras cidades, estados ou países. O Coral Zanzalá, por exemplo, teve a experiência fantástica de cantar Handel em Nova Iorque, ano passado. Cubatão continua sendo um celeiro de talentos”, afirmou Welington Borges.

Entre as novidades está, ainda, a realização de um concurso de regência, envolvendo artistas brasileiros e estrangeiros, uma maneira de colocar os Corpos Estáveis e o município de Cubatão em evidência. A previsão é de que aconteça ainda este ano.

*Prefeitura Municipal de Cubatão