Sinfônica de Cubatão homenageia Simonal e Taiguara

01

Inovação com paladar de Música Popular Brasileira. Wilson Simonal e Taiguara serão homenageados pela Banda Sinfônica de Cubatão neste fim de semana. O concerto acontece dia 6/9, às 20h30, no Bloco Cultural (Pça. dos Emancipadores, s/nº).

O maestro Marcos Sadao Shirakawa, que vai reger o Grupo Artístico nesta apresentação, explica que o concerto é uma releitura do espetáculo de mesmo nome apresentado há 10 anos. “Na época, este espetáculo abriu um novo leque de apresentações da Sinfônica de Cubatão, unindo o erudito e o popular. E foi, sem dúvida alguma, fundamental para divulgar ainda mais os trabalhos mais significativos da MPB”, afirmou o maestro.

Como na apresentação original, este concerto conta com roteiro de Edson Carlos Bril. Dois atores – Amaro Gomes e Wagner Skilo – recontam a vida e obra de Taiguara e Simonal entre uma música e outra. Em 2014, as músicas imortalizadas por Simonal e Taiguara serão interpretadas por Deblas Alves e Fabrício Melo, com arranjos de Edielson Aureliano e Ronaldo Oliveira.

No repertório, 12 músicas como Universo no Teu Corpo, Nem Vem Que Não Tem, Hoje, Geração 70, Maria do Futuro, Sá Marina, Que Maravilha, Meu Limão Meu Limoeiro, Piano e Viola, Você Abusou, Carne e Osso, Tributo a Martin Luther King e País Tropical.

Simonal – Wilson Simonal foi um dos canrores de grande sucesso nas décadas de 1960 e 1970 e chegou a comandar um programa na extinta TV Tupi. Detentor da esmeralda técnica e qualidade vocal, imortalizou músicas como Balanço Zona Sul, Lobo bobo, Mamãe passou açúcar em mim, Sá Marina e País Tropical, de Jorge Ben Jor. Seus filhos Max de Castro e Simoninha também seguiram a carreira artística. Morreu em 2000. Simonal foi eleito, em 2012, o quarto melhor cantor brasileiro de todos os tempos pela revista Rolling Stone Brasil.

Taiguara – Nascido no Uruguai, Taiguara Chalar da Silva foi um artista considerado símbolo da resistência à censura durante a ditadura militar brasileira. Foi um dos compositores mais censurados da história da MPB, tendo 68 canções proibidas. Escreveu Caveleiro da Esperança, em homenagem a Luís Carlos Prestes. Em 1975 se úne com músicos do calibre de Hermeto Pascoal, Wagner Tiso, Toninho Horta, entre outros e grava um lindo disco, confiscado pela ditadura dias depois. Morreu em 1996

*Prefeitura de Cubatão

Exposição ‘Humor e Meio Ambiente’ reúne DaCosta e Marcus Vinícius Batista

Discutir a preservação ambiental e o impacto do homem sobre a natureza por meio do humor. Com este propósito, a exposição “Humor e Meio Ambiente” será inaugurada, em 12 de setembro, uma sexta, a partir das 21 horas, no Lobo Estúdio (Rua Luis de Camões, 12/Santos). A mostra “Humor e Meio Ambiente” estará em cartaz até dia 30 de setembro.

A mostra reúne 14 cartuns e 12 textos que abordam diversos aspectos do meio ambiente, de energia nuclear ao uso da água, de poluição atmosférica à produção e consumo de alimentos transgênicos. A exposição é o encontro do cartunista DaCosta e do jornalista Marcus Vinicius Batista. No dia da abertura, haverá também um bate-papo com a dupla, além da exibição de curtas-metragens sobre meio ambiente.

A mostra nasceu após uma conversa informal, em que DaCosta percebeu quanto a temática ambiental era recorrente na obra dele. A partir daí, Marcus Vinicius Batista elaborou os textos, baseando-se apenas no tópico satirizado pelo cartunista. A exposição já passou pelo Jardim Botânico de Santos, Universidade Santa Cecília, Unimep (Piracicaba) e no Centro Cultural Martha Watts, também em Piracicaba. No mês passado, veio o convite para expor no Lobo Estúdio, espaço marcado pela diversidade cultural, que envolve de teatro à apresentações musicais, de mostras fotográficas à debates sobre a cultura contemporânea.

Osvaldo DaCosta se formou na Faculdade de Belas Artes, em São Paulo. Mestre em Comunicação, ele é professor da Universidade Santa Cecília. Premiado em diversos salões de humor dentro e fora do país, DaCosta foi considerado por Ziraldo o último desenhista de humor brasileiro.

DaCosta já publicou ilustrações e cartuns em vários jornais da imprensa brasileira. Trabalhou, por exemplo, na Folha de S.Paulo, Diário do Povo, A Tribuna, Editora Abril. Em 2014, DaCosta foi premiado pela segunda vez no Porto Cartoon Festival, em Portugal. Ele também foi jurado no Salão Internacional de Humor, em Piracicaba, o maior da América do Sul, após vencê-lo duas vezes.

Marcus Vinicius Batista é jornalista há 21 anos. Formou-se também em História e é mestre em Educação. Há 12 anos, leciona em cursos de Comunicação na Universidade Santa Cecília e na Universidade Católica de Santos. Trabalhou no jornal Folha de S.Paulo e em emissoras afiliadas das redes Globo, Record e Manchete. Atualmente, é colunista do jornal Boqnews, colaborador de revistas e dos sites Cinezen Cultural, Culturalmente Santista e Jornalirismo. Também edita blogs sobre política, futebol e crônicas.

*André Azenha

Programação oficial do 1º Nerd Cine Fest Santos

01

Não é de hoje que a região da Baixada Santista possui um público ávido por quadrinhos e, mais recentemente, pela cultura geek: que engloba pessoas obcecadas por HQs, animes, séries, games, tecnologia, artigos eletrônicos. Se anos atrás ser geek, ou nerd, era motivo de sarro na escola, hoje se transformou em algo descolado. Não à toa foi desenvolvida toda uma indústria para atender essa demanda, incluindo roupas, óculos, etc. Hollywood, como exemplo, sobrevive hoje em grande parte por conta dos filmes de super-heróis, especialmente os produzidos a partir da Marvel e da DC Comics.

Com o objetivo de discutir esse segmento dentro do cinema e da cultura pop, contribuir para a formação de público para artistas e produtores santistas inseridos na cultura nerd, e entender o cenário brasileiro, os sites CineZen Cultural e CinemAqui e o Cine Roxy promovem, entre 2 e 9 de setembro, o 1º Nerd Cine Fest Santos – Festival de Cinema e Cultura Nerd e Geek do Litoral Paulista. O projeto surgiu da paixão de dois críticos de cinema e jornalistas santistas: André Azenha e Vinicius Carlos Vieira. Ambos trabalham com a sétima arte, mas também gostam e acompanham os quadrinhos.

A abertura será na terça, dia 2, a partir das 20h, com pré-estreia do filme “Sin City – A Dama Fatal”, na sala 3 do Roxy 5. Ao longo dos oito dias de programação, é esperado um público rotativo de cinco mil pessoas, inclusive turistas. Dezenas de profissionais de cinema e quadrinhos estarão envolvidos direta e indiretamente.

“Em 2013, com o sucesso do evento ‘Dragon Ball Day-Santos’, na pré-estreia de ‘Dragon Ball Z: A Batalha dos Deuses’, que reuniu mais de 500 jovens no Cine Roxy, e entendendo que o cinema baseado em HQs representa um nicho importante, que ajuda a sustentar o mercado cinematográfico e gera empregos ao redor do mundo, decidimos dar vida ao festival. Essa primeira edição ocorre em setembro por conta dos filmes que abrem e fecham a programação, e que estreiam oficialmente no circuito dia 11 de setembro. Ano que vem o projeto será em julho, aproveitando as férias escolares”, explica Azenha.

“O Nerd Cine Fest Santos é um importante tentativa de aproximar mais ainda o público da região a um evento cultural que foca, principalmente, nesses fãs de cinema, quadrinhos, literatura e mais um monte de referências nerds/geeks. Estreitar essa relação e mostrar que há sim espaço para que, quem já conhece, se junte e interaja com novos fãs, assim como novos filmes e novas ideias, tudo à partir do ciclo de debates e da série de filmes que farão parte da programação”, ressalta Vinicius.

O homenageado

03Muito provavelmente o nome mais importante da crítica cinematográfica brasileira, o jornalista santista Rubens Ewald Filho será o principal homenageado do Nerd Cine Fest Santos: o patrono do evento e, sim, fã do Capitão Marvel. Ele receberá uma singela homenagem, como o “Super Crítico”, em referência aos super-heróis retratados no festival. Na ocasião, ele falará de crítica de cinema e filmes de super-heróis, respondendo perguntas dos críticos André Azenha, Vinicius Carlos Vieira e Waldemar Lopes.

“Será a reverência de três críticos mais jovens para aquele que abriu as portas da profissão para todos nós, que tornou conhecida, no Brasil, em horário nobre, a profissão crítico de cinema. Rubens também sempre levou o nome de Santos pelo país e é alguém, um profissional, que a cidade devia ter mais perto mais vezes”, afirma Azenha.

“E isso, tanto pela sua carreira, quanto ainda pelo seu trabalho atual, que serviu e serve de inspiração não só para profissionais da área, como para seus leitores. É muitas vezes através de suas linhas e comentários que espectadores e amantes do cinema descobrem que sob aquela projeção em uma tela branca há tantos significados e histórias que deixam até o mais raso dos filmes se tornar um poço de conhecimento, arte e diversão. E o que é o nerd e o geek senão alguém afoito por desmembrar a cultura pop até seu âmago? E o que seriam deles sem a voz de Rubens Ewald Filho?”, pergunta Vinicius.

02

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Abertura
Terça-feira, 2 de setembro
Cine Roxy 5
20h – Pré-estreia de “Sin City – A Dama Fatal”*
*Retirada de ingressos uma hora antes na bilheteria do cinema.
**Haverá distribuição gratuita de gibis após a sessão.

Quarta-feira, 3 de setembro
Sala 1 do Cine Roxy 4 do Shopping Pátio Iporanga
19h30 – Homenagem ao crítico Rubens Ewald Filho e bate-papo sobre crítica de cinema e filmes de super-heróis.
Mediação: André Azenha, Vinicius Carlos Vieira e Waldemar Lopes.
* Sorteio de brindes ao fim do bate-papo.
**Distribuição gratuita de gibis ao fim do evento.
***Entrada franca por ordem de chegada. Sala com 150 lugares sujeita à lotação.

Quinta-feira, 4 de setembro
Ao Café.
19h30 – Bate-papo: “Nerd e geek: será que eles criam o cult?”
Debatedores: Emílio Baraçal (Supernova), Marco Aurélio (Comic-Con Santos), Daniel Oliveira (site Cinéfilo em Série).
* Haverá sorteio de brindes.

Sexta-feira, 5 de setembro
Sala 1 do Cine Roxy 4 do Shopping Pátio Iporanga.
21h – Sessão de “Batman”, de Tim Burton, em homenagem aos 25 anos do filme.
* Haverá sorteio de brindes.
** Distribuição gratuita de gibis ao fim da sessão.
*** Entrada franca por ordem de chegada. Sala com 150 lugares sujeita à lotação.

Sábado, 6 de setembro
Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes
14h – Sessão da animação “Batman – O Cavaleiro das Trevas”, partes 1 e 2 na sequência.
16h30 – Bate-papo> “75 anos do Batman”. Debatedores: André Azenha, o jornalista André Rittes.

Shopping Pátio Iporanga
19h30 – Lançamento da Exposição “A construção de uma ideia: do esboço à animação”, de Daniel Pudles, com breve bate-papo com o artista.

Domingo, 7 de setembro
Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes
15h – Sessão do filme “Akira”, animação japonesa clássica de 1988.
17h30 – Maratona de curtas do Daniel Pudles
17h45 – Bate-papo “As variadas formas de produzir animação para cinema”. Debatedores: Leandro Altafin, Alexandre Shinji (Animelan), Alexandre Valença Alves Barbosa, o Bar.

Segunda-feira, 8 de setembro (feriado)
Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes – Dia em homenagem aos 15 anos do filme “Matrix”.
15h – Maratona “Animatrix”, com curtas de animação baseados no universo do filme.
17h – Bate-papo “15 anos de Matrix”. Debatedores: Waldemar Lopes, Leandro Altafim, Vinicius Carlos Vieira, André Azenha.

Terça-feira, 9 de setembro

Cine Roxy 5
19h20 – Desfile cosplay e exposição de miniatura organizado pelo grupo Animelan.
19h45 – Pocket-show da banda Ryujin
20h30 – Pré-estreia do filme “Cavaleiros do Zodíaco – A Lenda do Santuário”.
* Haverá distribuição gratuita de gibis.
** Entrada na sessão do filme mediante convite.

Endereços. Ao Café – Av. Siqueira Campos, 462, esquina da rua Lobo Viana com o Canal 4.
Cine Roxy 5 – Av. Ana Costa, 443, Gonzaga.
Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes – Av. Bartolomeu de Gusmão, S/N – Boqueirão
Shopping Pátio Iporanga – Av. Ana Costa, 465, Gonzaga.

O 1º Nerd Cine Fest Santos – Festival de Cinema e Cultura Nerd e Geek do Litoral Paulista é organizado por CineZen Cultural, Cine Roxy e CinemAqui, com parcerias do Shopping Pátio Iporanga, Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes e tem apoios do Ao Café, das distribuidoras Imagem Filmes e Diamond Filmes, da Secretaria Municipal de Cultura de Santos, da Vídeo Paradiso, do grupo Animelan e banda Ryujin.

*André Azenha – CineZen Cultural

Miguel Falabella estrela ‘O que o Mordomo viu’ no Coliseu

01

Miguel Falabella dirige, traduz e estrela a comédia criada por Joe Orton ‘O que o Mordomo Viu’ em cartaz em Santos nesta sexta-feira (dia 29, às 21h), sábado (às 19h e 21h30) e domingo (às 18h) no Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237/Santos). A co-direção é de Cininha de Paula e o elenco conta com Arlete Salles, Marcello Picchi, Alessandra Verney, Ubiracy Paraná do Brasil e Magno Bandarz. Ingressos de R$ 50 a R$ 150.

‘O que o mordomo viu’ é uma farsa escrita em 1967 pelo inglês Joe Orton, considerado o melhor texto concebido no período mais amadurecido do autor. Orton, que foi assassinado, se fixou como um ícone dos anos 60. O espetáculo, que estreou no Queen´s Theatre em Londres em 1969 e desde então tem sido sucesso absoluto, chega finalmente ao Brasil e promete divertir a plateia, falando de temas atuais como sexualidade, poder, mentiras, traições e corrupção.

A história gira em torno do psiquiatra Dr. Arnaldo (Miguel Falabella) e sua atraente secretaria, Denise Barcca (Alessandra Verney). O espetáculo começa com a secretária sendo examinada pelo doutor, durante uma entrevista de emprego. Como parte da entrevista ele a convence a se despir. A situação vai se tornando mais intensa, à medida que a entrevista avança, até a entrada em cena da Sra. Mirta (Arlete Salles), esposa de Dr. Arnaldo.

Neste momento ele tenta encobrir o que se passava e, sem tempo para pensar, esconde a secretária Denise atrás de uma cortina. A partir daí se desenrola um grande jogo de erros, pois sua esposa também está escondendo algo: a promessa do cargo de secretário a Nico (Magno Bandarz), por quem está sendo chantageada.

Aos poucos vão aparecendo outros personagens, enriquecendo ainda mais a trama. Como se não bastasse a trapalhada instaurada, a clínica de Dr. Arnaldo passa por uma inspeção do governo liderado por Dr. Ranço (Marcello Picchi), revelando então o caos na clínica. Situação essa que além de atrair o Detetive Matos (Ubiracy Paraná do Brasil) para uma investigação, também será usada pelo Dr. Ranço ara desenvolver um novo livro.

O espetáculo de Joe aborda com muito humor, as atitudes sociais em relação à sexualidade, como homens e mulheres se sentem e se comunicam, sobre seu desejo pelo poder e como lidam com esse poder. E tem todos os ingredientes de uma brincadeira muito agradável: manias dos personagens, enredos tortuosos, confusão de identidades, portas batendo, roupas que desaparecem, e, acima de tudo, a sagacidade subversiva de Orton, que foi considerado um dos dramaturgos mais criativos do século 20.

Dany Romano comemora aniversário com CD no Sesc-Santos

01

O músico santista Dany Romano que comemorou 43 anos no último sábado vai dar o presente de aniversário ao público com o lançamento do CD ‘Carne, Osso & Coração’, nesta quinta-feira, às 21h30, na Comedoria do Sesc-Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136). Ingressos de R$ 3 a R$ 15. A apresentação faz parte do projeto Santos de Casa.

Quarto álbum do artista, o disco apresenta quinze faixas inéditas, em que se alternam os gêneros que têm marcado a trajetória de 15 anos de carreira do músico: pop folk, rock e rythm’n’blues. O cantor também apresenta canções de seus três álbuns anteriores Desencanado (2006), O Meu Sonho (2008) e Contato (2012), além de releituras de artistas que o influenciam. Além de cantar, Dany Romano toca gaita e violão no show e é acompanhado por Paulo Faria no baixo, Enrico Bagnato na bateria e Marcus Wood na guitarra.

Inscrições abertas para o 21º Salão de Artes Plásticas de PG

As inscrições para o 21º Salão de Artes Plásticas de Praia Grande estão abertas. Podem participar artistas plásticos de todo o Brasil e exterior, nas categorias desenho, gravura, escultura, pintura, fotografia e objeto. Considerado um dos mais importantes do País, o Salão distribuirá no total, entre os quatro primeiros lugares e menção honrosa, prêmio de R$ 20.000,00.

As obras deverão ter no máximo 2 metros de largura por 1,80 metros de altura e no caso de obras tridimensionais, a profundidade de 1,50m. As inscrições devem ser feitas na Seção de Ação Cultural da Sectur, localizada no Palácio das Artes, ou por correio até o dia 30 de agosto de 2014 pelo site.

O Salão de Artes Plásticas de PG

Iniciado em 1989 (com um recesso de suas atividades entre os anos de 2005 e 2010), o Salão de Artes Plásticas de Praia Grande ganhou credibilidade por premiar obras representativas no cenário artístico de cada época e se tornou um dos mais tradicionais eventos culturais da região.

Durante as últimas edições, o salão premiou talentos como Denise Agassi, Edilson Viriato, Andre Komatsu, Frederico Dalton, Nino Cais, Paulo Camillo Pena, Ding Musa, Vitor Misael, Bettina Vaz Guimarães e Márcio Pannunzio, alguns sem grande notoriedade até então. Diversos nomes importantes passaram entre a lista de jurados, dentre eles: Celso Fioravante, Fernando Oliva, Denise Grinspum, Ricardo Antonio Trevisan, Lizete Lagnado, Tadeu Chiarelli, Leda Catunda, Renata Mota e Sergio Romagnolo.

Ao longo dos anos, 130 obras premiadas foram acrescidas ao acervo municipal, que, em breve, farão parte do Museu de Arte Contemporânea de Praia Grande como reconhecimento aos artistas e júris participantes dos salões. A seleção das obras que fazem parte da mostra é dividida em duas etapas. A primeira conta com a avaliação das fotografias das peças. E na segunda o corpo de jurado analisa as obras e seleciona as que irão compor o Salão, além das três primeiras colocadas que recebem premiação em dinheiro. Outras informações no telefone 3496-5713.

Curso de Introdução à História, Teoria e Crítica de Cinema em setembro

Quais são os filmes mais importantes da história. O que levou esses filmes a influenciarem gerações. Os truques, técnicas e trajetórias dos maiores cineastas, bem como um panorama dos principais movimentos, países e realizadores do cinema. Essas questões serão abordadas no curso “Introdução à História, Teoria e Crítica de Cinema”, com duração de três meses, que terá início em 10 de setembro e será ministrado pelo jornalista e crítico André Azenha.

“Além da história, o curso buscará treinar o olhar do aluno para entender os códigos cinematográficos. Buscaremos ainda elucidar como funciona a realização de um filme, os papeis de cada profissional, as premiações e festivais e o que é a crítica cinematográfica”, explica André.

O curso é livre, e acontecerá sempre às segundas e quartas. Estão abertas matrículas para turmas da manhã, com aulas das 8h30 às 11h30, e da noite, 19h30 às 22h30. A primeira aula será no dia 10 de setembro, uma quarta-feira. Ao todo, o curso terá 25 encontros de três horas cada (incluindo intervalo de 10 minutos), indo até 8 de dezembro (levando-se em conta os feriados). As matrículas podem ser feitas à sede da escola Open House Idiomas, à Rua Minas Gerais, 85, no Boqueirão, de segunda a sexta, entre 15h e 20h. O telefone da escola é 3289-4660.  Dúvidas sobre formas de pagamento e valores também podem ser tiradas nesse horário.

As aulas terão caráter demonstrativo e reflexivo. “Assistiremos juntos muitas cenas de filmes. Já, em casa, os alunos serão indicados a ver, na íntegra, filmes que vamos sugerir e que são importantes para a compreensão da história do cinema”, explica Azenha. “A ideia é que esse curso atenda uma demanda por um curso teórico, gostoso, que será indicado tanto para quem quer começar a se enveredar profissionalmente na área, jovens que pretendam ser críticos de cinema um dia, e até para pessoas que queiram gastar seu tempo livre conversando e aprendendo sobre cinema. Tudo dentro de uma sala aconchegante, devidamente decorada com pôsteres de clássicos e grandes artistas da sétima arte”, ressalta.

André Azenha. Jornalista, crítico de cinema, produtor cultural. Colunista no PortalG1 Santos, editor dos sites  www.cinezen.net e www.santoscultural.net.  Estudou roteiro na Escola de Cinema Digital de São Paulo e História do Cinema Mundial na Academia Internacional de Cinema. Trabalhou com o crítico de cinema Rubens Ewald Filho entre 2008 e 2009. Realizou 49 sessões do projeto Cine Comunidade desde agosto de 2013.

Ministrou e realiza oficinas de jornalismo cultural e crítica de cinema, a exemplo do Sesc (ciclo Documentários Comentados-2011 e Oficina Quadrinhos no Cinema-2012), Semana Ceciliana de Jornalismo (da Unisanta, em 2012 e 2013), Semana Literária do colégio Liceu Santista (2013), Unifesp (2011), etc.

Em janeiro de 2014, realizou a primeira edição da Mostra Cine Brasil Cidadania, que consiste em exibições do cinema nacional contemporâneo seguidas de bate-papos com seus diretores. Idealizou a primeira edição do Nerd Cine Fest Santos, evento que ocorrerá de 2 a 9 de setembro.

Já teve textos publicados também nas revistas Brasileiros, Época São Paulo, sites, jornais e revistas do interior do estado, Recife, Rio de Janeiro e da capital, além de Santos. Tem três livros artesanais publicados, “Poesia a Quatro Mãos”, feito em parceria com a mãe, Regina, “Coletânea CINEZEN | Vol. 1” (Costelas Felinas), e “Meu Namoro com o Cinema” (Edições Caiçaras). Também trabalha como assessor de imprensa e produtor cultural.

*André Azenha