Projeto Bispo em apresentação única no Sesc Santos

O Coletivo faz a primeira apresentação do ano com o espetáculo “Projeto Bispo – “Tratados como bicho, comportam-se como um”, no Sesc Santos no dia 17 de janeiro. A apresentação será às 19 horas. Com direção de Kadu Veríssimo, o espetáculo é encenado por Junior Brassalotti, Juliana Sucila, Renata Carvalho, Rafael de Souza, Wnedell Medeiros, Lucas Oliveira, Malvina Costa, Sérgio Bratz, Zecarlos Gomes e Thalita Nascimento. Ingressos de R$ 5 a R$ 17.

A obra traça um panorama que conduz a uma imersão na perspectiva do excluído e um mergulho no labirinto do artista. Onde o passado e o presente se fundem, assim como elementos da religião, do simbólico e questões sociais que se apresentam como um pano de fundo onde a realidade e a ficção se misturam.

10410355_310927045781969_3527445047567505019_n

O enredo utiliza a dicotomia loucura/liberdade, num sentido metafórico. A impermanência das coisas se estabelece como a própria estrutura dramatúrgica, em que os atores continuamente desconstroem uma realidade cênica para construir outra, criando uma atmosfera dual entre loucura e prisão, arte e liberdade de expressão.

Na apresentação no Sesc, o público será levado para novas experiências, em que a arquitetura fará toda diferença na apresentação. Em cada rua e cada esquina, o espectador pode se deparar com personagens que estão todos os dias nas vielas e que muitas vezes passam desapercebidos por nossos olhares treinados para ignorar tudo o que não  convém no dia a dia

projeto bispo 2O projeto foi inicialmente fruto da  imersão na produção artística de Arthur Bispo do Rosário e de Stela do Patrocínio, mas ganhou dimensões maiores. Estabeleceu uma viagem profunda na chamada “loucura”, em seus vários momentos históricos, nuances e tratamentos sociais. O próprio processo é denso e revelador, por estabelecer um caminho de vivências, que reuniu atores, não-atores, pesquisadores, interessados em geral, e vários “loucos”, que durante 15 meses se entregaram ao estudo e ao processo. Todos experimentaram diversos sentimentos e questionamentos internos.

Durante o percurso, o encontro com os abismos dos incompreendidos, sejam artistas, poetas, profetas, sábios, encarcerados, desfigurados, desordenados – mas libertos dos grilhões e conformações sociais. Essa imersão evoca em vários momentos a chamada “Nau dos Insensatos”, transportando os tipos sociais que a sociedade excluiu, encarcerou, evitou, maltratou e não quis (ou não conseguiu) entender.

10849802_310927915781882_6314393540845555154_nVale lembrar que a loucura está bem ao lado de todos nós, como uma sombra, relacionando as fraquezas, ilusões e sonhos, e representando um sutil relacionamento que o homem mantém consigo mesmo. É um tênue fio que separa lucidez e sombra. A loucura não diz respeito à verdade do mundo, mas sim ao homem e à verdade que ele distingue de si mesmo. Ela pode ser o refugio, a prisão, mas também a liberdade criativa. O que fazer com ela é que pode ser trágico e cruel e principalmente revelador dessas sombras. O percurso é um convite a uma viagem simbólica em busca de histórias dos destinos e verdades, de onde ninguém sairá indiferente.”

A loucura das ruas é livre, assim como é livre o louco inserido no contexto urbano, ainda que prisioneiro de seus delírios e abandonado a própria sorte. O louco já foi o sábio de outrora, o que permeava universos desabitados e o excluído.

10349088_310926862448654_9022714297524455627_nAbandonado ou encarcerado, o louco é a representação da liberdade, uma metáfora de que não é possível não se ajustar aos moldes da cultura, pois esse liberto será sempre rejeitado, “a alegoria da caverna de Platão” é muito reveladora desses contextos. No entanto, a loucura em cada época é compreendida como um espelhamento da forma como se lida com as diferenças e com os que seguem outras rotas, além das impostas pela cultura. Como diz Tom Zé: a tradição é composta por uma multiplicidade de medos. E analogamente a liberdade é composta da experimentação e do lançamento rumo ao desconhecido, aos desmoldes.

 *Junior Brassalotti

Inscrições para Oficina Cultural Carlos Gomes começam hoje

A Oficina Cultural Carlos Gomes, em parceria com a Prefeitura de Limeira, promove uma série de cursos nas mais variadas formas de expressão artística e cultural. As inscrições estarão abertas a partir desta terça-feira, 13 de janeiro. Dentre os temas abordados haverá aulas sobre a tradicional técnica de encadernação japonesa, ministrada pela artista visual e fotógrafa Magali Medina. Outro destaque é para o ensino da técnica “time lapse”, em que a câmera fotografa uma mesma cena diversas vezes pelo mesmo ponto de vista, com um intervalo regular de tempo entre cada registro. Após editadas em sequência, as fotos mostram todas as mudanças e movimentos que ocorreram na cena, como se fosse um filme. Essa oficina ficará sob a responsabilidade do especialista em Artes Visuais, Thiago Ming.

Confira a programação completa:

WORKSHOP: TÉCNICAS TRADICIONAIS DE ENCADERNAÇÃO JAPONESA
Dias: 21/2 a 7/3 – sábados – 14h às 18h
Público: artistas e demais interessados, a partir de 16 anos
Inscrições: 13/1 a 12/2
Seleção: carta de interesse
15 vagas
Objetivo: difundir a arte da encadernação artesanal japonesa ao desenvolver atividades práticas em que o participante irá produzir pequenos volumes: sketchbooks, livros de artista, portfólios, álbuns de fotografia ou cadernos de anotações.

 

OFICINA: TIME LAPSE – LIMEIRA: PAISAGENS EM MOVIMENTO
20/2 a 6/3 – sextas-feiras – 18h30 às 21h30 e sábados – 9h às 12h, e das 14h às
17h;
Público: interessados em cinema e fotografia, a partir de 18 anos
Inscrições: 13/1 a 7/2
Seleção: questionário
15 vagas

Objetivo: Tendo por tema as paisagens de Limeira, esta oficina aborda o processo de
criação, produção e pós-produção de um curta-metragem, realizado com a técnica do time lapse.

OFICINA DE DESIGN: KRAT – DA CAIXA DE EMBALAGEM À CADEIRA 

13 a 21/3 – sextas-feiras – 18h30 às 21h30 | sábados – 14h às 17h30

Público: artistas, designers, arquitetos, estudantes e público interessado em arte contemporânea a partir de 18 anos.
Inscrições: 13/1 a 4/3
Seleção: carta de interesse
14 vagas
Objetivo: estimular o raciocínio projetual, a partir de uma metodologia dinâmica, que incorpora noções básicas de geometria e marcenaria durante a construção de uma cadeira. O exercício será inspirado no sistema “Krat”, desenvolvido pelo designer holandês Gerrit Rietveld, célebre por traduzir e materializar os ideais neoplásticos no campo da arquitetura e do design.

OFICINA: PERCEPÇÃO ANALÓGICA, FOTOGRAFIA DIGITAL
19/2 a 9/4 – quintas-feiras – 18h30 às 21h30
Evento de resultado: 10/4 – sexta-feira – 19h
Público: fotógrafos, artistas visuais e demais interessados com conhecimento na área, acima de 18 anos
Inscrições: 13/1 a 14/2
Seleção: aula aberta no primeiro dia da atividade
15 vagas
Objetivo: Voltada a desenvolver a percepção no ato de fotografar, a oficina pretendehabilitar o participante à utilização dos recursos das câmeras digitais e ampliar seu nível de conhecimento das possibilidades expressivas e criativas da linguagem fotográfica.

OFICINA DE FOTOGRAFIA: CENAS URBANAS
24/2 a 14/4 – terças-feiras – 18h30 às 21h30 (exceto nos dias 10/3 e 7/4);
14/3 e 11/4 – sábados – 9h às 12h
Público: interessados a partir de 15 anos que possuam câmera com ajustes
manuais de exposição
Inscrições: 13/1 a 14/2
Seleção: questionário
20 vagas
Objetivo: A atividade tem como objetivo proporcionar ao iniciante no campo da fotografia a descoberta de uma série de elementos presentes no ato de fotografar. As aulas passarão por: história da fotografia; teorias, técnicas e exemplos práticos; saídas de campo; análise do material produzido durante as aulas; produção de um varal fotográfico no encerramento da oficina.

OFICINA “ELIS – 70 ANOS: PARA COMEMORAR EM CENA”
27 a 31/1 – terça a sexta-feira – 18h30 às 21h30 | sábado – 14h às 17h
Público: interessados em geral a partir de 16 anos, com ou sem experiência em artes cênicas
Inscrições: 13 a 22/1
Seleção: primeiros inscritos
15 vagas
Objetivo: Tendo como objetivo a criação de cenas teatrais baseadas nas músicas de Elis
Regina, esta oficina promoverá um trabalho de conexão entre corpo, voz e música, usando como referência a atitude performática da cantora que, em 2015 completaria 70 anos. No final da atividade será criado um exercício cênico aberto ao público.

OFICINA DE MÍMICA CORPORAL DRAMÁTICA

10 a 14/2 – terça a sexta-feira – 18h30 às 21h30 | sábado – 14h às 17h
Público: atores, dançarinos, artistas plásticos, artistas circenses, performers e outros interessados em artes cênicas, formados ou em processo de formação, a partir de 18 anos.
Inscrições: 13 a 30/1
Seleção: carta de interesse e currículo
15 vagas
Objetivo: A Mímica Corporal Dramática, criada pelo francês Étienne Decroux, é uma
técnica que traz para o corpo os princípios que regem a própria estrutura do drama (o conflito e a ação). Visando instrumentalizar o participante em seu processo criativo como artista cênico, a oficina apresenta os fundamentos dessa proposição, que trata a cena como um terreno simbólico e visual, o ator como ferramenta de transposições e a plasticidade tridimensional como recurso de condensação de tempo e espaço.

Os interessados poderão, ainda, participar de oficinas de artes cênicas, design e fotografia digital.
A Oficina Cultural Carlos Gomes localiza-se no Largo da Boa Morte, 11, Centro. Telefone: 3495-1028.

* Prefeitura de Limeira

Abertura da exposição “Naturezas Descontroladas” acontece nesta semana

A Secretaria de Cultura de Santos convida o público para o coquetel de abertura da exposição coletiva, “Naturezas Descontroladas”, quinta-feira, 15 de janeiro às 19 horas, na Galeria de Arte Braz Cubas.

A exposição foi organizada em torno do trabalho dos nove artistas que integram o grupo de acompanhamento de processos artísticos que a crítica de arte e curadora Juliana Monachesi mantém há 3 anos no espaço independente Casa Contemporânea, na Vila Mariana, em São Paulo. O acompanhamento envolve a discussão quinzenal, entre todos os participantes, de seus trabalhos e projetos em andamento.

De curadoria da própria Juliana Monachesi, a exposição apresenta um grupo heterogêneo de artistas, processos e obras e embora não possua um tema comum ou um conceito específico que organize o conjunto, o título da mostra se refere à presença, em todos os trabalhos, de algum aspecto da natureza, entendida em sentido amplo. “Descontroladas” foi o adjetivo mais pertinente para indicar as subversões e  processamentos operados pelos nove artistas na natureza de que tratam.

Os trabalhos são recentes, alguns inclusive, feitos especialmente para a exposição e incitam aproximações e diálogos entre eles.

A exposição estará aberta ao público até 22 de fevereiro na Galeria de Arte Braz Cubas, Av. Senador Pinheiro Machado 48, 2º piso, de segunda à sexta-feira, das 13h às 21 horas, aos sábados e domingos das 10h às 19 horas.

* Coordenador Museus e Galerias SECULT

Equipe da Coordenadoria de Museus e Galerias de Arte de Santos.

Telefone: (13) 3226-8010

Facebook: https://www.facebook.com/galeriasdesantos

Matrículas abertas para o curso Grandes Ídolos do Cinema

Após a formatura da primeira turma do curso “Introdução à história, teoria e crítica de cinema”, em dezembro, a Open House Idiomas e o jornalista e crítico André Azenha dão sequência à parceria com um curso de verão que abordará as obras e as vidas de três grandes ídolos da sétima arte: Marilyn Monroe, Marlon Brando e James Dean. É a primeira edição do curso “Grande Ídolos do Cinema: Introdução”.

O curso é livre, e terá duas turmas: em três segundas-feiras na parte Ex-alunos de cinema da escola e alunos dos cursos de idiomas terão desconto de 10%.

As aulas terão caráter demonstrativo e reflexivo. “São três grandes mitos do cinema, que surgiram com muita força nos anos 50. Assistiremos juntos muitas cenas de filmes. Já, em casa, os alunos serão indicados a ver, na íntegra, filmes que vamos sugerir e que são importantes para a compreensão das carreiras desses três artistas”, explica Azenha. “Tudo dentro de uma sala aconchegante, devidamente decorada com pôsteres de clássicos e grandes artistas da sétima arte”, ressalta.

*Para ter passe livre no  curso:

Matrículas de segunda à sexta, das 15h às 20h, na Open House Idiomas – Rua Minas Gerais, 85, Boqueirão. Informações sobre valores e formas de pagamento pelo telefone 13 3289-4660 (da escola) ou pelo email editor.cinezencultural@gmail.com.

Turma dos sábados:Aulas dias 17, 24 e 31 de janeiro, das 8h30 às 11h30.
Turma das segundas:Aulas dias 19 e 26 de janeiro e 2 de fevereiro, das 19h30 às 22h30.

Sobre o Azenha:

André Azenha – Jornalista, crítico de cinema, produtor cultural. Colunista no Portal G1 Santos, editor dos sites  www.cinezen.net e www.santoscultural.net.  Estudou roteiro na Escola de Cinema Digital de São Paulo e História do Cinema Mundial na Academia Internacional de Cinema. Trabalhou com o crítico de cinema Rubens Ewald Filho entre 2008 e 2009. Realizou 49 sessões do projeto Cine Comunidade desde agosto de 2013. Ministrou e realiza oficinas de jornalismo cultural e crítica de cinema, a exemplo do Sesc (ciclo Documentários Comentados-2011 e Oficina Quadrinhos no Cinema-2012), Semana Ceciliana de Jornalismo (da Unisanta, em 2012 e 2013), Semana Literária do colégio Liceu Santista (2013), Unifesp (2011), etc. Em janeiro de 2014, realizou a primeira edição da Mostra Cine Brasil Cidadania, que consiste em exibições do cinema nacional contemporâneo seguidas de bate-papos com seus diretores. Idealizou a primeira edição do Nerd Cine Fest Santos, evento que ocorrereu de 2 a 9 de setembro. Já teve textos publicados também nas revistas Brasileiros, Época São Paulo, sites, jornais e revistas do interior do estado, Recife, Rio de Janeiro e da capital, além de Santos. Tem três livros artesanais publicados, “Poesia a Quatro Mãos”, feito em parceria com a mãe, Regina, “Coletânea CINEZEN | Vol. 1” (Costelas Felinas), e “Meu Namoro com o Cinema” (Edições Caiçaras). Também trabalha como assessor de imprensa e produtor cultural.

cartaz-page-001

Mostra de Verão Curta Santos acontece toda terça na tenda 3

A Mostra de Verão Curta Santos, irá exibir os trabalhos dos artistas que produziram: curtas, longas e clipes na ultima edição Curta Santos. A programação está diversificada e promete agradar todos os gostos. Este é o momento de prestigiar o pessoal de audiovisual e todos os artistas envolvidos da região.

 De 13/1 a 10/2 – Terças feiras

Local: Tenda 3 da Praia do Boqueirão – Santos/SP

 Sessão de Longas – às 20h

• 20 janeiro: “Hércules”
• 03 fevereiro: “Se Eu Ficar”

Sessão de Curtas e Videoclipes caiçaras
13 janeiro às 19h30:

“Só Nós Dois”
Banda: Freeside | Dir.: Lucas Romor de Lima | Cidades: Santos e Guarujá |Sinopse: Duas pessoas se encontram e vivem dias felizes juntos graças a interferência de forças maiores.

SóNósDois1.jpg

“O Espantalho Dedicado”

Direção: Carlos Avalone | Gênero: Animação | Cidade: Santos| Sinopse:O drama de um jovem espantalho protegendo uma plantinha solitária.

 “Par ou Ímpar”

Direção: Lívia Quintanilha | Gênero: Ficção | Cidade: Santos| Sinopse: Edu ama Carol, que ama Caio, que ama outra pessoa. Ok, 99 % das pessoas do mundo já sofreram por um amor não correspondido. Mas nessa história, eles decidem assumir o que sentem ao mesmo tempo e acabam vivendo a frustração do “não amor”. Mais do que um filme sobre o amor, esse é um filme sobre a coragem que é preciso ter para assumir um sentimento, deixar de ser ímpar e se tornar um par.

 “Continue a Nadar”

Direção: Thais Xabu | Gênero: Documentário | Cidade: Santos| Sinopse:Muitas vezes desitismos de coisas que tanto queríamos por medo de enfrentar os problemas e acabarmos ficando presos em nossos próprios medos. O filme é sobre a importância de nunca desistirmos de viver. Esse documentário mostra os diversos problemas de pessoas que tiveram coragem de sair de seu aquário, enfrentando seus medos e adversidades, aprendendo que para isso, é preciso nadar todos os dias e ir atrás de seu mar de sonhos.

“Maria”

Direção: Caroline Fernandes e Roberta Lapetina | Gênero: Ficção | Cidade: Santos| Sinopse:O curta-metragem retrata a relação de amor entre Clara e a sua avó. Entre lembranças e saudades, ela se perde em momentos marcantes de seu passado.Maria1.jpg

“A Pedra Que Canta Também Chora”

Direção: Louiz Baptista | Gênero: Documentário | Duração: 15min | Cidade: Itanhaém 
Sinopse: Um retrato de um movimento de arte de rua que sofre repressão em 2012.
13 de janeiro às 20h40:

“Sonar”

Direção: Victor Allencar | Gênero: Documentário | Duração: 13min20 | Cidade: Santos 
Sinopse: Invasor, nostálgico e elemento não-físico, na alma se sente e o corpo reage. O som é universal e, em sua plenitude, é possível ouvi-lo, tocá-lo e vivê-lo.

“Anseios Que Permeiam Meus Tempos de Paz”

Direção: Eduardo Ferreira | Gênero: Documentário | Cidade: Santos| Sinopse:Livremente inspirado no monólogo de Sgismundo, de Pedro Calderón de La Barca, o curta retrata o momento de indecisão de Daniel, que em tempos de ebulição dos movimentos sociais e passeatas, sente-se pressionado a fazer parte de algo maior, mas está desconfortável com as consequências que suas ações possam causar à sua vida estável e segura.

anseiossite

“Brasil”

Ficha técnica indisponível

 “ Mnemosyne”

Direção: Cláudia Gomes | Gênero: Ficção | Cidade: Santos| Sinopse: Artur sempre sonhou em ser um escritor famoso, mas o destino não o levou aonde ele queria. Ao invés disso, herdou o antiquário da família, onde passa seus dias cuidando dos objetos e criando seu próprio mundo. As pessoas são seus personagens. Os objetos, sua fonte de inspiração. Porém, conforme ele nega a sua realidade e vive num mundo de fantasia escrita, o mundo ao seu redor continua seguindo, fazendo-o perder coisas que a vida oferece. O choque com a realidade o levará a se decidir permanecer em sua realidade imaginativa ou aceitar o mundo a sua volta.

“Uma Tragédia Anunciada”

Direção: Diego Moura | Gênero: Documentário | Cubatão| Sinopse: Em 24 de fevereiro de 1984, a Vila Socó, uma favela fincada sobre um mangue na cidade de Cubatão, explodiu em chamas. Até hoje não se sabe o número exato de mortos. O documentário resgata essa triste memória que não pode ser esquecida.

“Homem Máquina”

Banda: Parelio | Dir.: Kennedy Lui | Duração: 4min13 | Cidade: Santos|
 Sinopse: Acordar, trabalhar, divertir-se, mas não muito, voltar para casa e dormir. Não, não, estamos falando de você. Mas bem que poderia né? Estamos falando do homem máquina. Essa é a nossa rotina ilustrada pela música da banda Parelio. 490232387_640

 27 janeiro às 19h30:

“Nosso Tempo Começou”

Banda: Music Box | Dir.: Bruno Couto e Fabrízio Toniolo | Duração: 3min38 | Cidade: Santos 
|Sinopse: A história de uma garota que procura constantemente o garoto que ela é apaixonada na praia, onde ele costuma surfar. Após tentar encontra-lo e não ser bem sucedida, a garota fica brava e volta para casa pra pensar no que fazer. A garota decide voltar a praia e dessa vez encontra quem ela tanto queria.

“Honoré – Itinerário de Balzac”

Direção: Antonio Abreu | Gênero: Ficção | Cidade: Santos| Sinopse Gabriel é um artista plástico em crise existencial, a procura de respostas para suas dúvidas e anseios. Encontrando nas suas observações diárias no ônibus, durante o trajeto até o seu ateliê, formas distintas e inusitadas de vidas. Quando é pedo de surpresa por uma invasora inesperada, que entra em seu mundo e sua mente. Transformando-se assim em parte da arte de Gabriel. Ele demonstra aceitar a invasora na tentativa de encontrar as suas respostas.

 “Visão Privilegiada

Direção: Kamilli Semenov e Maria Paula Rodrigues | Gênero: Documentário | Duração: 10min | Cidade: Santos| 
Sinopse: Com uma forma diferente de olhar a vida, pais registram momentos de uma criança de três anos que, desde o seu nascimento, conta com uma dedicação e carinho a mais.

VisãoP1.jpg

“Cronos”

Direção: Victor Allencar | Gênero: Ficção | Cidade: Santos| Sinopse: Duas pontas de uma mesma vida, o que pode ocorrer quando elas se encontram?

“Prelado”

Direção: Vitor Vilaverde | Gênero: Documentário | Duração: 17min | Cidade: Santos/Iguape| 
Sinopse: Os moradores do Prelado, uma vila de pescadores no litoral sul de São Paulo, contam suas histórias ao mesmo tempo em que se preparam para o baile da Folia de Reis. Cada história, seja ela real ou fantástica, pode ser verdadeira, sejam macacos gigantes que vivem no mato, fantasmas no cemitério ou uma bola de fogo que cruza o céu de sete em sete anos.

 “O Sótão”

Direção: Nehn de Paiva | Gênero: Ficção | Cidade: Santos | Sinopse: Após uma queda de energia, Lili acorda e percebe que seu irmão de seis ano não está no quarto. Em meio a escuridão, ela tenta descobrir o que está acontecendo. O Sotão1.jpg

27 de janeiro às 20h40:

O Sentido”

Gênero: Ficção / Direção: Patrizia Vizzuoso e Leonardo Loddani | Cidade: Guarujá| Sinopse: Pedro, de 11 anos, escuta uma conversa de seus pais combinando uma viagem que ele ainda não pode saber. Triste em pensar que vai se mudar, ele reflete sobre a importância de amigos em sua vida.

“Making of: O Filme”

Gênero: Ficção / Direção: Rubens de Farias | Cidade: Santos| Sinopse: Rubens, Eduardo e Victor são três amigos que trabalham com audiovisual e enfrentam diversos problemas para realziar seus projetos. Depois de uma convrsa, Rubens dá a audaciosa ideia de produzir o primeiro filme de super-herói local. Em tom documental, o curta mostra as etapas que o trio passou para realizar o projeto que se tornou um marco no cinema nacional.

Makingof1.jpg

“Máquina do Tempo”

Gênero: Documentário / Direção: Luisa Ferreira | Cidade: Santos| Sinopse:Em uma cidade que cresce cada vez mais, seo José, seo Jessé e seo Josué ajudam a manter viva uma parte da história de Santos, o bonde – uma maneira de embarcarmos em uma viagem no tempo.

“A Última Pincelada”

Gênero: Ficção / Direção: Gabriel Sau Rios Riccieri | Cidade: Santos|Sinopse:O filme é uma metáfora subjetiva da vida de muitos jovens na época de escolha do seu futuro. Anna, após a morte de sua mãe, passa por um momento de crise psicológica onde sonha em seguir sua vida através da arte. Porém, seu pai César a reprime fortemente e suas palavras e atitudes agravam a situação de Anna, levando-a a terminar sua última obra de arte.

“Cadarços”

Gênero: Documentário / Direção: Antonio Abreu e Eliane Almeida | Cidade: Santos |Sinopse:O Gênero: Documentário retrata de forma diferente e simplória o teatro e suas influências no ser humano. Emoções e sentimentos, que conquistam e dominam tanto o espectador como o realizador. O filme tenta passar essa loucura de emoções e sensações.

“Eu Também Estava Lá”

Banda: Madrenegra | Dir.: Bruno Couto e Fabrízio Toniolo | Duração: 4min56 | Cidade: Santos 
Sinopse: A música discorre abordando diversos fatos que ocorreram na história da humanidade e, ao decorrer do videoclipe, podemos assistir através de imagens apropriadas diversas cenas desses fatos, juntamente com imagens da banda.

 10 fevereiro

ás 19h30:

“Poltergeist: O espírito da escadaria”

Banda: Bruno Ayres | Dir.: Bruno Ayres | Duração: 1min51 | Cidade: Santos 
Sinopse: Você conhece os seus fantasmas? Durante o sono, um rapaz é forçado a participar de uma festa da qual ele não tem consciência, e, aparentemente, tudo que não é vivo vai fazê-lo de brinquedo.

Poltergeist1.jpg

“A libélula e o sapinho”

Gênero: Animação / Direção: Carlos Avalone | Cidade: Santos| Sinopse:Mamãe sapa incentiva seu filhote a capturar uma libélula apra servir de lanche da tarde. O que ela não sabia é que libélula é um lanche rápido.

“Puerto Quijarro- Sensaciones Reportados”

Gênero: Documentário / Direção: Rafael Roncarati | Cidade: Santos| Sinopse: É um Gênero: Documentário que são abordados relatos das sensações vividas em uma expedição à cidade de Puerto Quijarro, no estado de Santa Cruz, na Bolívia.

“Limbo”

Gênero: Ficção / Direção: Delson Gomes | Cidade: São Vicente| Sinopse:Em um período em que a água é escassa e vira moeda de troca, Pedro – um traficante de água do período pós-apocalíptcio – tem sua casa e seu estoque de água roubados. Sem água e com sua filha Pérola de três meses, Pedro sai em busca de um dos últimos locais onde ainda pode haver o líquido precioso: a antiga represa. Ele então corre contra o tempo para salvar sua filha.

Limbo1.jpg

“Janelas”

Gênero: Documentário / Direção: Bruno Arrivabene | Cidade: Santos| Sinopse:As concepções de sociedade, as individualidades, a observação, a criatividade, a interação social, o aprisionamento, as fugas mentais, e outras grandes questões do homem moderno. Janelas propõe um passo atrás para olhar a janela em si e pensarmos nela e a relação conosco.

 “Anamnese”

Direção: Mônica Donatelli | Gênero: Documentário | Duração: 11min | Cidade: Santos 
Sinopse: Fragmentos de toda uma vida. A amizade entre Estela, Helena e Vitalina, três derradeiras irmãs dos 14 Soares que encheram por mais de um século a Cidade de Santos de virtudes e delicadezas.

 10 de fevereiro às 20:40:

“Tiros”

Direção: Gabriel Izaguirre | Gênero: Ficção | Duração: 10min | Cidade: Santos 
Sinopse: A obra narra a história de uma professora e três alunos que, sitiados em uma sala de aula durante a invasão de um atirador, vivem momentos de pânico e os acontecimentos da última noite vem à tona.

 “Árvore”

Direção: Fabiana Conway e Gabriella Drummond | Gênero: Ficção | Duração: 10min46 | Cidade: Santos 
Sinopse: Thom é um artista plástico que namora Sophia há quatro anos. Quando tem seu amor colocado em dúvida, por não assumir um casamento, refugia-se em seu ateliê e busca respostas por meio da arte.

 “Body Count tá na área”

Direção: Marco T. Alves | Gênero: Ficção | Duração: 10min58 | Cidade: Santos 
Sinopse: Body Count é um lutador de rua, um campeão marginal. As feridas de seu conturbado passado nunca cicatrizaram, tornando-o uma máquina de guerra e fúria. Os vídeos de suas lutas bombam na Internet e, entre as porradas da vida, ele vai ajustar as contas com seu passado.

BodyCtna1.jpg

 “ Marcelo”

Gênero: Documentário / Direção: Jéssica Lopes | Cidade: Santos| Sinopse:Por meio da mistura de sons e o silêncio, você conhcerá o universo sonoro de Marcelo – uma criança em fase de adaptação ao implante coclear.

“Amarga Sina”

Gênero: Ficção / Direção: Gui Pan e Nathalia Lira | Cidade: Santos| Sinopse:Julia e Murilo são dois jovens que se apaixonam loucamente durante a época que viveram em São Paulo, e com poucos meses de relacionamento decidem se casar. Só que tudo munda quando um segredo do passado é revelado,d esmoronando todo o rumo de uma relação perfeita.

“Don’t Waste My Time”.

Banda: Awaking the Crowd | Dir.: Iam Leite Pimentel | Duração: 3min34 | Cidade: São Paulo| 
Sinopse: Primeiro videoclipe da banda caiçara Awaking The Crowd

DontWasteMyTime1.jpg

 

 

Casa da Música em Itanhaém inicia as obras

Na última terça-feira (6), foram iniciadas as obras na sede da Casa da Música. O prédio está recebendo reparos na infraestrutura com a reforma dos telhados, nova pintura, modernização nas instalações elétrica, hidráulica e manutenção dos banheiros. Com isso, os estudantes das Oficinas Culturais terão um ambiente melhor para as atividades deste ano.

De segunda a sexta-feira a Casa da Música recebe mais de mil alunos nos períodos da manhã, tarde e noite. Os matriculados frequentam aulas de violão, contrabaixo elétrico, bateria, teclado, piano, flauta doce e transversal, saxofone, guitarra, flugel, trompa, trompete, trombone, euphonium, tuba, percussão, desenho, pintura, canto coral e linha de frente.

“A intervenção proporcionará ambientes saudáveis, com condições físicas para o desenvolvimento do estudo, contribuindo para um melhor desempenho no processo de ensino-aprendizagem”, ressaltou o diretor de Cultura de Itanhaém, Rodrigo Zanella.  A reforma deve durar entre 60 a 90 dias. O início das aulas está prevista para o mês de março.

Venda de ingressos para o Carnaval começa no dia 15 de janeiro

A partir do dia 15 de janeiro, pela primeira vez na história do Carnaval santista, os bilhetes para o Desfile Oficial das Escolas de Samba serão comercializados pela internet, por meio do site www.ingressorapido.com.br, facilitando o acesso à Passarela do Samba Dráusio da Cruz a turistas e moradores das cidades vizinhas. Além disso, a compra também poderá ser efetuada em dois postos fixos: bilheteria do Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias) e na Administração Regional da Zona Noroeste (Av. Nossa Senhora de Fátima, 456, Caneleira), que funcionarão de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

O preço das entradas está definido: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada para estudantes, professores e maiores de 60 anos). Quem doar um quilo de alimento não perecível, exceto sal e açúcar, que será encaminhado ao Fundo Social de Solidariedade de Santos, também paga a metade. Pela internet, o pagamento pode ser efetuado com cartão de crédito, débito ou boleto bancário. Os postos fixos aceitam somente dinheiro.

Os desfiles ocorrem nos dias 14, 15 e 16 de fevereiro, a partir das 21h, na Passarela do Samba Dráusio da Cruz (Av. Afonso Schmidt, Areia Branca), que já começa a ser preparada para a folia. O sambódromo terá capacidade para receber público de 10.500 pessoas por noite de desfile, acomodado em confortáveis arquibancadas no estilo Fórmula 1 e camarotes (informações pelo tel. 3226-8000, ramal 8179).

Ordem dos desfiles

No sábado (14), o desfile será aberto pelas duas agremiações pleiteantes: Mãos Entrelaçadas e Unidos da Baixada. Na sequência entra o Grupo de Acesso, que vem com Camisa Alvinegra, Dragões do Castelo, Unidos da Zona Noroeste, Império da Vila e Mocidade Dependente do Samba.

No domingo (15) e segunda-feira (16), desfilam as escolas do Grupo Especial. No domingo tem Bandeirantes do Saboó, Real Mocidade Santista, Mocidade Amazonense, União Imperial e Padre Paulo. Já na segunda: Vila Mathias, Sangue Jovem, Unidos dos Morros, Brasil e X-9.

*Prefeitura de Santos