Arquivo da tag: 1

Manoel Herzog faz sessão de autógrafos da obra ‘Boa Noite, Amazona’

Por Realejo Livros/Cia. das Letras | Foto: Luka Magalhães

O livro ‘Boa Noite, Amazona’ será lançado nesta sexta-feira (14/jun), às 19h, na Realejo Livros (Av. Mal. Deodoro, 2, Gonzaga/Santos). A sessão de autógrafos será realizada pelo autor, Manoel Herzog, da obra publicada pela Companhia das Letras.

Na trama, o narrador desta “saga” amazônica é um economista de esquerda que trabalha para um grande banco privado. É contra o aborto e a pena de morte, mas se recusa a dar os mínimos direitos trabalhistas ao caseiro do sítio em que mora. Participa de confrarias e seitas, é membro da maçonaria.

Diz ser humanista, mas perde a cabeça quando um mutuário de empréstimo consignado não consegue pagar as dívidas. Agora, aos 49, passa por uma crise aguda. Divorciou-se, o pai morreu. Queria ser escritor, mas não consegue produzir nada digno de nota. Pelas madrugadas, acorda chutando os lençóis, e é diagnosticado com a chamada Síndrome das Pernas Inquietas.

Uma “bruxa-espanhola” lê seu destino no tarô e lhe diz que sua salvação está na floresta. É a partir daí, guiado pelas cartas, que decide empreender uma viagem ao coração da Amazônia, onde espera se perder — e se reencontrar. Na publicação, Herzog cria um romance original, que mergulha nas dicotomias de um indivíduo e nos absurdos de um país.

Praça 22 de Janeiro terá desde trupe circense até balé afro no fim de semana

Por Lincoln Spada

Em São Vicente, o palco de atividades cênicas e circenses deste final de semana será a Praça 22 de Janeiro (Centro). É que neste sábado (15/jun), o local receberá às 16 horas a peça ‘O Palhaço e o Mágico’, da Trupe de Peripécias. A apresentação compõe o Circuito Cultural Paulista, programa estadual gerido pela APAA.

No enredo, Tchutchuco, o palhaço mais amado da trupe, atrapalha-se ao tentar impressionar todo o público com seus truques. Para se redimir, diz que tem o poder de transformar qualquer pessoa em mágico e assim escolhe voluntários. O palco vira uma verdadeira disputa entre o palhaço e os mágicos voluntários para conquistar o respeitável público.

Em seguida. às 19 horas, será a vez do Balé Afro 10, sênior, apresentar-se na mesma praça. Mesclando o estilo primitivo e o afro moderno com influência das linguagens urbanas, a companhia criada em 2011 visa resgatar a dança afro-brasileira na Baixada Santista.

No Fescete, espetáculos e mostra de 30 anos de teatro lambe-lambe 

Por Lincoln Spada

As comemorações dos 30 anos do brasileiríssimo teatro lambe-lambe têm início nesta semana durante a 23ª edição do Fescete – Festival de Cenas Teatrais. Com o tema ‘Polifonia Cênica’, o evento de 13 a 28 de junho contará com mostra de apresentações do teatro-lambe já neste fim de semana.

O festival começará na quinta-feira (dia 13) em evento gratuito no Sesc Santos (R. Cons. Ribas, 136, Aparecida). Na noite, haverá a performance ‘Bloco de um homem só’, de Zero Beto (19h30), seguida de cerimônia de abertura e sessão do espetáculo ‘De Tempo Somos – um sarau do Grupo Galpão’, do Grupo Galpão (20 horas).

Já na sexta-feira (14), a partir das 18 horas, a Cia PlastikOnírica abre a mostra de 30 anos do teatro lambe-lambe, no foyer do Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Pinheiro Machado, 48, 1º andar, Vila Mathias). A galeria do local estará repleta de imagens e itens sobre a linguagem cênica criada na Bahia.

Às 19 horas, tem início a mostra de cenas da categoria mirim, no Braz Cubas, com sessão a R$ 10. No palco, estarão as cenas ‘Do Avesso’, do Inesperados Teens, ‘Pandora’, da Masterkids, ‘Virtuados no Mundo Off-Line’, do Porto Encena, ‘A Bronca de Neve e os Anões’, dos Articuladores Culturais e ‘Ladrão de Horas’, da Presepada Teens.

Por sua vez, o Tescom (Av. Cons. Rodrigues Alves, 195) contará com sessões gratuitas dos espetáculos ‘Lágrimas de Laura’, da Cia de Teatro Vozavó (19h15) e ‘Benjamin – O Filho da Felicidade’, da Cia Trilha de Teatro (21 horas). Tanto o Braz Cubas, quanto o Tescom arrecadam alimentos enlatados para o Grupo de Apoio à Prevenção da Aids da Baixada Santista (Gapa/BS).

O Fescete é uma realização do Tescom, em parceria com a Prefeitura Municipal de Santos. Tem o apoio do SESC Santos e TV Tribuna com o patrocínio do Porto de Santos (Autoridade Portuária de Santos) via Lei de Incentivo à Cultura. Realização: Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e Governo Federal. Informações: http://www.fescete.com.br.

Cubatão será capital do teatro durante o 4º FestKaos, confira a programação

Por Lincoln Spada | Foto: Caroline Ferreira

Doze coletivos de quatro estados brasileiros se encontram no 4º FestKaos – Festival Teatro do Kaos que torna Cubatão a capital nacional das artes cênicas de 28 de junho a 7 de julho. Exceto no dia 7, a iniciativa contará com sessões diárias às 20 horas. No palco mais famoso do Largo do Sapo, participarão grupos de Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo e Piauí, em uma programação gratuita.

O festival visa valorizar o fazer teatral, promover a troca de experiências e a formação de plateia. Assim, difundindo as artes cênicas para diferentes públicos. “O teatro me ensinou a pensar no meu semelhante. E todo o teatro que faço é pensando no bem de todos, por isso, tudo que um dia sonhei, virou e continua virando realidade”, destaca o idealizador e diretor do festival, Lourimar Vieira.

O entusiasmo maior é que o evento está sendo retomado após cinco anos. Por isso, a ampla programação cultural é dividida em espetáculos convidados e a mostra competitiva, observada pelo júri formado pelo diretor teatral Antônio do Valle, pela pesquisadora e diretora Lucia Capuani e pelo crítico teatral Miguel Arcanjo Prado.

O 4º FestKaos é uma realização do Teatro do Kaos com verba da Prefeitura Municipal de Cubatão via emenda parlamentar do vereador Rafael de Souza Villar, o Rafael Tucla. A iniciativa conta com apoio do SESC Santos, DC Damicos, Lisboa Palace Hotel, Pau Brasil Madeiras e Prithi Bar e Restaurante. Confira a agenda completa:

> 26/jun | Quarta-feira | 20h | Livre | Mostra convidada | ‘Pequena História para um tempo sem história’;
> 27/jun | Quinta-feira | 20h | 16 anos | Mostra competitiva | ‘O Suicídio mais bonito do mundo’;
> 28/jun | Sexta-feira | 20h | 16 anos | Mostra convidada | ‘Vocifera’;
> 29/jun | Sábado | 20h | 14 anos | Mostra competitiva | ‘(In)justiça’;
> 30/jun | Domingo | 20h | 16 anos | Mostra competitiva | ‘Helena vadia’;
> 1º/jul | Segunda-feira | 20h | Livre | Mostra competitiva | ‘Benjamin – O Filho da Felicidade’;
> 2/jul | Terça-feira | 20h | 10 anos | Mostra competitiva | ‘As Patacoadas de Cornélio Pires’;
> 3/jul | Quarta-feira | 20h | 12 anos | Mostra competitiva | ‘Lélia Abramo, uma atriz’;
> 4/jul | Quinta-feira | 20h | 12 anos | Mostra competitiva | ‘Pauliceia Desvairada’;
> 5/jul | Sexta-feira | 20h | 14 anos | Mostra competitiva | ‘Inquérito 5736 – Apenas uma parte da verdade’;
> 6/jul | Sábado | 20h | 16 anos | Mostra competitiva | ‘Sertãohamlet’;
> 7/jul | Domingo | 19h | 14 anos | Mostra convidada | ‘Abrigo São Loucas’;
> 7/jul | Domingo | 20h | Cerimônia de Premiação.

Calendário de projetos do 7º Facult é tema do Concult de Santos

Por Lincoln Spada

O Conselho de Cultura de Santos (Concult) terá reunião mensal nesta próxima segunda-feira (17/jun), às 18h30, na Cadeia Velha de Santos (Praça dos Andradas, s/nº, Centro).

A reunião tem como pauta os seguintes temas: as tendas de verão do próximo ano; a organização do calendário de contrapartidas do 7º Facult; capacitação dos proponentes do concurso sobre prestação de contas.

Direto de BH, Grupo Galpão encena na abertura do Fescete dia 13

Por Lincoln Spada | Foto: Elisa Mendes

De Belo Horizonte, uma das companhias cênicas mais longevas e premiadas do Brasil estará nos palcos do festival mais tradicional do gênero de cenas do País, no litoral paulista. Com 37 anos de trajetória, o Grupo Galpão será homenageado na 23ª edição do Fescete – Festival de Cenas Teatrais, em uma sessão gratuita na noite desta quinta-feira (dia 13) no Sesc Santos.

A apresentação será durante a abertura do festival, que terá seus ingressos distribuídos no mesmo dia a partir das 10 horas na bilheteria do Sesc (Rua Conselheiro Ribas, 136). O espaço às 19 horas contará com a performance ‘Bloco de um Homem Só’, do multi-instrumentista Zero Beto, no estilo ‘circus jazz’.

A cerimônia com os diretores do festival, Pedro Norato e Karla Lacerda iniciará às 20 horas. Em seguida, a iniciativa celebrará o Grupo Galpão, que, por sua vez, levará ao público a peça ‘De Tempo Somos – Um sarau do Grupo Galpão’. Patrocinado pela Petrobras, o coletivo tem pesquisa de texto de Eduardo moreira e direção de Lydia Del Picchia e Simone Ordones.  

Entre trilhas de outros espetáculos do grupo e textos de autores como Calderón de La Barca, Baudelaire e Brecht, entre outros, o Galpão pretende realizar um sarau lítero-musical junto do público. Um projeto fiel ao seu propósito experimental: a companhia já levou mais de 1,8 mi de espectadores ao teatro, com mais de 4 mil sessões em 700 municípios.

A história do Grupo Galpão conta com mais de 70 festivais nacionais, além de 48 internacionais por 18 países. Ao todo, foram mais de 100 prêmios brasileiros pelos 24 espetáculos da companhia. cuja origem está ligada à tradição do teatro popular e de rua. Ele desenvolve um teatro que alia rigor, pesquisa e busca de linguagem, em sintonia entre o popular e o erudito, a tradição e o contemporâneo, o universal e o regional brasileiro.

Com o tema ‘Polifonia Cênica’, a 23ª edição do Fescete segue até o dia 28 e é uma realização do Tescom, em parceria com a Prefeitura Municipal de Santos. Tem o apoio do SESC Santos e TV Tribuna com o patrocínio do Porto de Santos (Autoridade Portuária de Santos) via Lei de Incentivo à Cultura. Realização: Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e Governo Federal. Informações: www.fescete.com.br.

Diretores teatrais e crítico de artes compõem júri do 4º FestKaos

Por Lincoln Spada

Um trio de especialistas de renome nacional vai compor o júri do 4º FestKaos – Festival Teatro do Kaos, qualificando as discussões da dramaturgia à cenotecnia, da interpretação à linguagem cênica. Entre 26 de junho e 7 de julho, Antônio do Valle, Lucia Capuani e Miguel Arcanjo Prado estarão atentos ao principal palco de Cubatão, então capital nacional do teatro.

Dirigindo mais de 50 espetáculos pelo Brasil e exterior, Antônio do Valle é bacharel em direção teatral pela USP, onde lecionou como professor convidado. Participa de festivais desde 1980, do Paraná até o Amazonas, exercendo funções como curador, debatedor, jurado, orientador e palestrante. Já foi laureado com prêmios APCA, Governador do Estado de São Paulo, Mambembe e Molière.

Por sua vez, a Mestre em Teoria Teatral Lucia Capuani leciona na Faculdade Paulista de Artes e já foi diretora de montagens na Oficina dos Atores em Jundiaí, Santos, São Paulo e Sorocaba. Além de jurada de festivais, foi parecerista de projetos do ProAC-ICMS e orientadora do Projeto Ademar Guerra. Nos palcos, trabalhou com Antonio Abujamra e Antunes Filho – com ele, já foi dirigida e sua assistente de direção.

Já o mineiro Miguel Arcanjo Prado é um dos expoentes em jornalismo e crítica de cultura, considerado um dos principais nomes do setor pelo Prêmio Comunique-se, o mais importante do país. Mestre em Artes (Unesp) e crítico membro da APCA, é colunista do UOL e teve passagem em veículos impressos, virtuais e de TV.

A trajetória de cada jurado entusiasma Lourimar Vieira, diretor do festival. “O teatro me ensinou a pensar no meu semelhante”, diz em vista da rica partilha do júri com os coletivos participantes. O 4º FestKaos é realizado pelo Teatro do Kaos com verba da Prefeitura Municipal de Cubatão via emenda do vereador Rafael Tucla. Informações: www.teatrodokaos.com.br.