Arquivo da tag: 2016

Em Santos, 6º Facult recebe inscrições até março de 2017; confira o edital

Por Lincoln Spada | Foto: Vinícius Terra

O 6º edital do Fundo de Assistência à Cultura de Santos, popularmente 6º Facult, consta no decreto nº 7.628/16, publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (dia 30). O concurso municipal de apoio a projetos culturais independentes terá inscrições abertas de 23 de janeiro a 9 de março de 2017.

> Confira o edital na íntegra
> Confira o observatório do Facult

Ao todo, serão R$ 360 mil distribuídos entre 30 produções selecionadas com investimento de R$ 12 mil. Além dos valores, o edital mantém quase todo o conteúdo em relação ao concurso anterior. Entre as raras diferenças, a gratuidade na difusão de obras que não preverem itinerância.

Outra mudança é que agora se entende que o proponente participa de um núcleo artístico e, neste caso, o mesmo núcleo artístico não poderá ter dois projetos aprovados no mesmo segmento. E embora as inscrições sejam ainda presenciais, a Secult se propôs a atender a demanda da comunidade artística em tornar este modelo em uma plataforma virtual noutras edições.

O 6º Facult abrange as áreas de artes plásticas, artes gráficas, artesanato, cultura integrada e popular, circo, artes de rua, dança, música, teatro, cinema, videografia, fotografia, literatura, patrimônio cultural e natural, infraestrutura cultural ou outros segmentos aprovados pelo Conselho Municipal de Cultura.

Leis cumpridas

Com recursos das bilheterias de teatros e demais espaços municipais culturais, o fundo público é gerido pela Secretaria da Cultura de Santos. Desde a sua criação em 2010, esta é a primeira vez que o Facult mantém a sequência anual de editais publicados no valor completo, conforme prevê a legislação municipal.

 

Bloco Cultural de Cubatão recebe o espetáculo ‘Felpo Filva’ no próximo domingo

Por Christiane Castanheira

No próximo domingo (9), às 16 horas, o Bloco Cultural receberá o espetáculo ‘Felpo Filva’, que faz parte da temporada do Circuito Cultural Paulista 2016. Tem entrada gratuita e classificação livre.

A peça narra as aventuras de um coelho poeta e solitário chamado Felpo Filva, que escreve coisas bonitas, porém, tristes. A vida dele se transforma a partir do momento em que ele recebe um envelope lilás, amarrado com uma fita de cetim. O espetáculo tem um desenvolvimento divertido e textos em forma de poesia, fábula, carta, manual, receita e até autobiografia. As crianças podem interagir em todas as cenas.

A obra é baseada na premiada obra literária de Eva Furnari, adaptada por Marcelo Romagnoli e dirigida por Claudia Missura. Tem produção da T3rceiro Sinal Produções Culturais e apoio da Prefeitura Municipal de Cubatão por meio da Secretaria de Cultura.

 

Conheça as propostas para cultura dos prefeituráveis de Guarujá

A Revista Relevo publica hoje a descrição das políticas culturais nos planos de governo registrados no Tribunal Superior Eleitoral dos prefeituráveis de Guarujá – cidade onde ocorrerá segundo turno. 

Nenhum candidato foi entrevistado e nenhuma proposta fora do documento registrado são considerados para esta análise. A ordem dos candidatos nestes textos se referem à maior quantidade de propostas para o setor. Assim, os primeiros citados são quem mais apresentaram compromissos com políticas culturais.

Haifa Madi (PPS/23)

A candidata pretende implantar o Plano Decenal de Cultura, a descentralização de oficinas artísticas pelos bairros, a criação de uma lei de incentivo fiscal para o setor (baseada na Lei Rouanet), criação de uma bolsa-artista, visando fomentar os artistas da cidade. Além disso, efetivar um festival de teatro de Guarujá e outro de teatro estudantil e de um Centro de Economia Criativa para que os artistas aprendam a captar recursos financeiros para suas produções culturais.

O plano de governo também prevê intercâmbio regional e de cidades-irmãs para ações culturais, a criação do Projeto Arte na Quinta (apresentações de músicos locais no Teatro Procópio Ferreira), a realização de um novo complexo cultural e um calendário cultural anual. A candidata ainda planeja criar a Encenação da História de Guarujá, um festival de cultura nordestina, um festival de MPB, um festival de cultura caiçara, festival de bandas e folclores, corpos estáveis de teatro, dança e música. Além disso: criar oficinas de carnaval para as escolas de samba; fortalecer a política de patrimônios históricos da cidade, retomando o projeto Parque Itapema; e exibição de filmes em praças públicas e espaços culturais.

Dr. Valter Suman (PSB/40)

O candidato não registrou propostas para a cultura em seu plano de governo.

14º Curta Santos anuncia vencedores; confira lista dos premiados

Por Lúcio Nunes

O Curta Santos – Festival de Cinema de Santos anunciou os vencedores de sua 14ª edição neste sábado (1), em evento realizado na Oficina Cultural Pagu – Cadeia Velha, no Centro de Santos, com extensa programação desde o início da tarde, em parceria com o Encontro de Criadores, plataforma multicultural que ocupou a Praça dos Andradas com várias atrações.

Ao todo 30 curtas-metragens foram analisados pelo corpo de jurados formado pelo roteirista Di Moretti, a atriz e diretora Helena Ignez e a diretora Renata Martins, que definiram a entrega do Troféu Maurice Légeard aos filmes das mostras Olhar Caiçara e Olhar Brasilis. Em paralelo, a votação popular também premiou o melhor filme da mostra Olhar Caiçara decidiu, com exclusividade, o vencedor da categoria Videoclipe Caiçara.

Prêmios do Júri:

MOSTRA OLHAR BRASILIS
>> Som: Nunno Pena (‘Restos’); Montagem: Bruno Carboni (‘Sob águas claras e inocentes’); Fotografia: Edu Rabin (‘Sob águas claras e inocentes’); Atriz: Cristina Amadeo (‘Tem alguém feliz em algum lugar’); Ator: Flávio Fonseca (‘Tem alguém feliz em algum lugar’); Roteiro: Ricky Mastro e Eduardo Mattos (‘Xavier’); Direção: Felipe Arrojo Poroger (‘Aqueles anos em dezembro’); Documentário: ‘Aqueles anos em dezembro’; Ficção: ‘Xavier’.

MOSTRA OLHAR CAIÇARA
>> Som: L. M. Morone (‘Angmínia’); Montagem: Victor Allencar e Daniela Yoshikawa (‘Feliz Ano Novo’); Fotografia: Gabriel Gomes (‘Por trás do cartão postal’); Atriz: Rebecca Alba (‘Sangria’); Ator: Victor Lucena (‘Convívio’); Roteiro: Júnior Castro (‘Por trás do cartão postal’); Direção: Monica Donatelli (‘Feliz Ano Novo’); Documentário: ‘Por trás do cartão postal’; Ficção: ‘Feliz Ano Novo’.

VOTAÇÃO POPULAR
>> Melhor Videoclipe Caiçara: ‘Patrimônio’, da banda ESC; Melhor Curta-Metragem Caiçara: ‘Taiu – a vida é bela’.

14º Curta Santos abre oficinas gratuitas em setembro

O 14º Curta Santos abre inscrições para oficinas gratuitas de conteúdos diversos voltados ao audiovisual desde 1º de setembro. As vagas são limitadas e gratuitas, podem ser feitas em: http://www.curtasantos.com.br.

As atividades acontecerão de 27 a 30 de dezembro, no Sesc Santos (R. Cons. Ribas, 136/Santos) e na Oficina Cultural Pagu (Praça dos Andradas) e serão dirigidas pela atriz Helena Ignez, o roteirista Di Moretti e o diretor Fernando Timba, além dos representantes do Movimento Cinemamêmo, os diretores santistas Victor Allencar e Eduardo Ferreira.

>> Oficina de atuação para cinema
‘Personagens em busca de um filme’
Coordenação: Helena Ignez
Local: Sesc Santos | De 27 a 30/set | 14h às 17h
Seleção: Carta de interesse | 20 vagas

>> Oficina de roteiro
Coordenação: Di Moretti
Local: Sesc Santos | De 27 a 30/set | 14h às 17h
Seleção: Carta de interesse | 20 vagas

>> Oficina de Videomapping
‘Criação de conteúdos com técnicas fotográficas’
Coordenação: Fernando Timba
Local: Sesc Santos | De 23 a 25/set | 12h às 19h
Seleção: Carta de interesse | 30 vagas

>> Oficina básica de audiovisual CinemaMêmo
Coordenação: Eduardo Ferreira e Victor Allencar
Local: OC Pagu | De 27 a 30/set | 14h às 17h
Seleção: Ordem de inscrição | 20 vagas

*Curta Santos

Agenda cultural: Sesc Santos tem Orquestra de Santos, Varal de Renda, Sambaqui e mais

Confira a programação cultural do Sesc Santos entre os dias 1 e 7 de agosto de 2016. O Sesc fica na Rua Conselheiro Ribas, 136/Santos.

PONTO DE ENCONTRO

Serão discutidas questões relacionadas ao trabalho formal e envelhecimento com a exibição de cenas do filme ‘Um senhor estagiário’, com o ator Robert de Niro. Com a gerontologa Flávia Yara Alves Barboza. Livre/Grátis. Auditório. 02/08. Terça, das 15h às 16h30

MÚSICA EM EBULIÇÃO: VARAL DE RENDA

0A banda rio-pretense promove uma mistura musical em que estão presentes a riqueza da música regional, a melancolia do brega, o suingue do soul, a leveza do jazz e o balanço do pop. O repertório apresenta canções de seu disco de estreia, recém-lançado, que fazem referência à mulher moderna, ao amor, ao sonho e ao abstrato. Comedoria. Livre | Grátis. 06/08. Sábado, às 18h.

GRANDES ARTISTAS PARA CRIANÇAS PEQUENAS – LYGIA CLARK

Dois sábados por mês temos um encontro com a obra de um grande artista e o objetivo de sensibilizar as crianças, de forma leve e divertida, para a reflexão e a ação presentes em diferentes momentos da história da arte. Desta vez, a obra da pintora e escultora Lygia Clark nos mostra como a arte salta da tela, toma corpo com suas formas geométricas e ganha vida nas mãos do espectador-criador. Para crianças de 4 a 6 anos e seus responsáveis. Oficina de Artes. Livre | Grátis. 06/08. Sábado, às 11h.

SARAUZINHO DAS MODAS E BATUQUES CAIPIRAS

Manuí convida Rosângela Macedo, fundadora do Grupo Sambaqui para batucar e narrar histórias que permeiam as manifestações culturais da área cultural caipira. Que tal brincar com os batuques do sudeste e estimular a memória dos pais sobre as cantorias, histórias e brincadeiras vivenciadas nos infância? Com Tatiana Zalla (Narração de Histórias), Leandro Pfeifer (Voz, Viola Caipira e Acordeom) e Rosângela Macedo (percussão e voz). Livre/Grátis. Foyer do Teatro. 06/08. Sábado, das 17h30 às 18h30.

ORQUESTRA SINFÔNICA MUNICIPAL DE SANTOS

Por iniciativa da Secretaria de Cultura e da Prefeitura Municipal de Santos, a Orquestra foi criada por lei em 1994, a partir de um projeto elaborado pelo maestro Luís Gustavo Petri. O conjunto realizou seu primeiro concerto oficial em 1995, e sua finalidade é divulgar a música de concerto, incluindo em seu repertório o que há de melhor na produção brasileira e mundial, dando ênfase ao repertório clássico e à música do século 20. Algumas das principais realizações da orquestra são ‘Balé Baile na Roça’, ‘La Traviata’, as montagens ‘Prelúdio à Tarde de um Fauno’, El Amor Brujo’ e ‘Sinfônia no 9, de Beethoven’. Maestro titular e diretor artístico: Luís Gustavo Petri. Teatro. Livre. R$ 17,00. R$ 8,50 (meia). Grátis (credencial plena).

MARIO MARGARIDO TOCA PIANO

Quem quiser cheirar, tocar, perguntar, sentir ou simplesmente ouvir, pode chegar. Mário Margarido é maestro, pianista e arranjador, iniciou seus estudos em piano erudito, com o professor Roberto Sabag até cursar composição, regência e piano popular na Faculdade Santa Marcelina. Desenvolveu estilo próprio inspirado nos mestres Hermeto Paschoal, Egberto Gismonti e Cesar Camargo Mariano. Espaço de Brincar. Livre | Grátis. 07/08. Domingo, às 14h30.

CARDÁPIO CINEFILIA: Numa escola de Havana

Conducta. Chala é um garoto de11 anos com uma vida familiar difícil e um comportamento problemático na escola. Quando sua professora Carmela, a única pessoa que Chala respeita, tem que se ausentar por motivos de saúde, sua substituta tenta transferi-lo para um internato. Quando Carmela volta à escola, ela tenta reverter a decisão, contrapondo-se às decisões da escola. Cuba, 2014, 108 minutos. Direção: Ernesto Daranas. Elenco: Silvia Aguila, Alina Rodríguez, Armando Valdés Freire. Sala 1. Não recomendado para menores de 12. Grátis. 07/08. Domingo, às 11h e às 16h.

DOSE DE INSPIRAÇÃO – ECONOMIA SOLIDÁRIA E CULTURA

Relato de um grupo de cultura da periferia de São Paulo que traz a experiência de articulação cultural, formação de jovens artistas e fortalecimento do território por meio de iniciativas culturais. Com Núcleo de Economia Solidária da USP. Auditório. Livre | Grátis. 07/08. Domingo, das 16h30 às 19h.

FERA NENÉM

Neste show, o repertório é um baby rock, quase punk ou… “panqueca”, com músicas autorais como “Rio de Cocô”, “Rato Gigante”, “Supermosca” e “Festa do Açúcar”. A banda tem influência de diversos gêneros musicais como o rock’n’roll, reggae, disco, baião, pop e marchinhas de carnaval. Com Pedro Gongon (bateria), Gustavo Cabelo (baixo), Peri Pane (guitarra) e Lia Biserra (voz). Comedoria. Livre. R$ 17,00. R$ 8,50 (meia). R$ 5,00 (credencial plena). 07/08. Domingo, às 17h30.

*Sesc Santos

 

Aprovado em junho, acesse o Plano Municipal de Cultura de Bertioga

O Plano Municipal de Cultura, de Bertioga – um instrumento de planejamento, que tem por finalidade preparar ações e políticas públicas culturais para o Município em uma projeção de 10 anos, foi esboçado desde 2015, apresentado em audiência pública em fevereiro de 2016 e, no último mês, aprovado pelo prefeito em caráter de urgência.

> Clique e acesse o PMC de Bertioga na íntegra

O Plano estabelece metas e ações para o setor de cultura da Cidade, que serão desenvolvidas como políticas de Estado e está em consonância com o Governo Federal, tendo por finalidade o planejamento e a implementação de políticas públicas de longo prazo, voltadas à proteção e à promoção da diversidade cultural brasileira. Na cidade, já há a diretoria municipal de cultura (vinculada à Secretaria de Turismo), um conselho e um fundo municipal, faltando aprovar também a Lei do Sistema Municipal de Cultura.

O Plano contempla seis objetivos principais, cada um com um conjunto de metas mensuráveis, que serão atingidas por meio de ações propostas. O primeiro objetivo refere-se à composição do Sistema Municipal de Cultura, que é de incorporação obrigatória. Em seguida são contemplados: Financiamento à Cultura, Equipamentos Culturais, Descentralização e Valorização da Cultura, Patrimônio Cultural e Economia da Cultura.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Desafios

A lei apresenta como estratégias a sensibilização e o fortalecimento de parcerias da Prefeitura com outros órgãos públicos e privados para otimização de recursos, desenvolvimento de projetos culturais, e o sistema de indicadores do setor. Ao mesmo tempo, capacitação e qualificação da Diretoria da Cultura, como também a promoção da educação patrimonial na rede de ensino e criação de meios alternativos de comunicação.

Tais estratégias são estabelecidas a partir dos desafios apontados do próprio plano: centralização das atividades culturais na Cidade; dissociação da cultura local com a cidade, perdendo-se as tradições comunitárias a aprtir da demanda dos turistas e da construção civil; e a falta de maior transparência e investimento dos recursos públicos para ações culturais.

Metas

O plano apresenta como metas até 2026: instituir o Sistema Municipal de Cultura, o Sistema de Indicadores e um programa de formação e capacitação do setor; criar o Sistema Municipal de Financiamento à Cultura, com uma Lei de Incentivo Fiscal a um fundo público ainda em 2017; criar o Centro de Memória da Cidade a partir de 2018; implantar seis polos culturais em diferentes bairros; e reconhecimento de territórios criativos em Bertioga, entre outras metas.

*Informações da Prefeitura de Bertioga