Arquivo da tag: andré reis

Oficinas Culturais de SV abrem inscrições gratuitas em março

Estão abertas as inscrições para diversas modalidades de artesanato, artes cênicas, arte urbana e cultura digital nas Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho. Ao todo, serão 330 vagas gratuitas para cursos de duração mensal ou semestral realizadas em São Vicente por meio da Secretaria Municipal da Cultura.

Já nesta semana, interessados podem se matricular em cursos de iniciação teatral em classes específicas para crianças, jovens ou adultos com o professor Beto Vieira, artes urbanas (como o grafite) com o voluntário Carlos Silva, o Catts, desenho livre com André Reis, a dança japonesa eisá com o voluntário Takayuki Kato e artesanato aliado ao desenvolvimento sustentável.

Há turmas para quem quiser aprender técnicas relacionadas à decoração de potes reciclados com a voluntária Márcia Alves, tecelagem de tapetes por meio de tecidos de roupas com Sergio Lima e esculturas com talheres com Wagner Galdino.

Em parceria das secretarias da Cultura e da Educação, também estão previstas as oficinas de curta duração para educadores da rede municipal de ensino relacionadas à confecção de brinquedos com material reciclável, ministrada pelo arte educador Amauri Alves e criação e produção de videogames para serem utilizados em salas de aula, a cargo do game designer Guilherme Pupo. Neste caso, os professores devem se inscrever na própria sede da Seduc.

SUSTENTABILIDADE

O desenvolvimento sustentável é um dos temas mais importantes para as políticas públicas e cidadania em todo o planeta. A preservação ambiental também é essencial em nossa região, que guarda parques ambientais e redutos do ecossistema da Mata Atlântica. Por sua vez, a Secretaria da Cultura desenvolve a partir deste mês atividades sobre a reciclagem, cidadania e sustentabilidade, como parte do programa municipal “São Vicente Sustentável”.

INSCRIÇÕES

As inscrições seguem até o início de cada oficina ou até todas as vagas serem preenchidas. Para participar, os interessados devem comparecer das 9 às 17 horas, de segunda a sexta e sábado das 14h às 17h nas Oficinas Culturais (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã) com cópias do RG e do comprovante de residência. Caso o interessado seja menor de idade, deve comparecer com o responsável que também deverá apresentar cópia do RG. Informações: 3468-8636.

*Lincoln Spada

 

Oficinas Culturais de SV têm agenda infantil em outubro

Neste mês das crianças, o público infantil tem lugar reservado nas Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho. Localizado na Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã, o local da Secretaria da Cultura receberá semanalmente, aos sábados (dias 10, 17, 24 e 31), apresentações teatrais, oficina de pintura com tinta guache e atividades lúdicas.

As oficinas de pintura com tinta guache serão realizadas das 14 às 15 horas, voltadas para crianças de 5 a 10 anos. O objetivo é de aumentar a criatividade dos participantes, como também do desenvolvimento motor e cognitivo dos pequenos artistas. São 20 vagas a cada sábado, sem necessidade de inscrição prévia: será no dia, por ordem de chegada.

Todo o material será fornecido gratuitamente pela Secult, como papéis e tintas. A atividade contará com os monitores André Reis e Hanae Shiba, chefe de departamento da Secult e funcionária nas Oficinas Culturais. Por causa das tintas, recomenda-se que os pais acompanhem a oficina e levem uma camiseta velha de adulto para colocar por cima da roupa de suas crianças.

Das 15 às 16 horas, o público infantil pode participar do momento de lazer com atividades lúdicas e brincadeiras tradicionais e folclóricas. Este espaço terá monitoria dos chefes de departamento da Secult, Danilo Teixeira e Sérgio Lima.

Em seguida, a cada sábado haverá uma apresentação teatral, como ‘A Oca do Curumim’ (dia 10) e ‘O Ratinho que Não Gostava de Queijo’ (dias 24 e 31). As Oficinas Culturais são um programa da Secult de São Vicente com apoio da Associação dos Artistas.

*Lincoln Spada

 

Comédia ‘O Sertanejo e o Tinhoso’ estreia em São Vicente

Já recitava Shakespeare que “Há mais mistérios entre o céu e a terra do que a vã filosofia dos homens possa imaginar”. Imagine se deparar no pleno agreste com uma santa de um lado e o diabo em pessoa noutro. É neste auto que se encontra Pedro Esperto em ‘O Sertanejo e o Tinhoso’, da Cia História do Baú, espetáculo em temporada gratuita entre terça e quinta-feira (dias 9 a 11), às 9h30, 14h30 e 20 horas nas Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã).

Inspirada em dois contos dos Irmãos Grim, a comédia infanto-juvenil têm os brincantes contando e cantando a história de Pedro, um sertanejo que usa sua esperteza para driblar os infortúnios que leva em um pedaço do Brasil esquecido por muitos. Munido de fé e mentiras, ele trava um duelo de inteligência com o prepotente Dr. Lúcio Ferro, o tinhoso, em um jogo onde sua sobrevivência e a sua alma são colocados em risco.

Para desfazer um contrato com o diabo, o protagonista é aconselhado por Santa Rita de Cássia a realizar uma jornada até o inferno. Dança, música, ditados populares e desenho animado se fundem em no espetáculo que reflete sobre o ato de mentir. A peça é contemplada pelo ProAC 2014 para a produção de espetáculo inédito e temporada de artes cênicas para público infantil e/ou juvenil no Estado de São Paulo.

A direção e o texto são de Amauri Alves e o elenco é formado por João Vieira, Jair Moreira, Tamyres Ohanna, Beto Vieira e Larissa Sanchez. Assistente de direção: Henrique Dias Alves. Produção executiva: Tereza Dias. Assistente de produção: Carolina Dias Alves. Coreografia: Melissa Alves. Figurinos: André Reis e Amauri Alves. Preparação de percussão: Ariel Alves. Músicas: Vinícius Russo. Adereços e mamulengos: Marcia e Amauri Alves. Ilustrações e animação: André Reis. Programação Cosntruct2: Guilherme Pupo. Comunicação Visual: Tiago Monteiro.

CIA HISTÓRIAS DO BAÚ

Fundada há 24 anos em São Vicente, a Cia Histórias do Baú tem um repertório de peças focadas principalmente entre crianças e jovens, com diferentes linguagens, dos mamulengos a fábulas europeias. A companhia também já representou a Baixada Santista e o Brasil em diversos festivais internacionais, como Colômbia, Marrocos, Paraguai e Portugal.

SESSÕES

Enquanto as duas primeiras sessões são exclusivas para estudantes da rede municipal de ensino e devem ser agendadas com antecedência, as sessões noturnas são abertas ao público que deve retirar seus ingressos a partir das 19h30. A temporada tem apoio da Secretaria Municipal da Cultura. Por sua vez, as Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho são um programa da Secult com apoio da Associação dos Artistas.

*Prefeitura de São Vicente