Arquivo da tag: aniversário

Niver de Galpão Cultural inicia com A Bloco do Fim do Mundo; acesse a agenda

O apocalipse chegaria na virada do ano 2000, depois 2012, até profetizaram em 2018 e nada. A solução dos coletivos cênicos do Galpão Cultural? Criar ‘A Bloco do Fim do Mundo’, que em sua terceira edição será realizada na quarta-feira de cinzas (6/mar), com ou sem chuva. A ação está na programação de dois anos do Galpão.

O espaço no Parque Anilinas será o ponto de concentração das 12h às 14h. O aquecimento fica por conta dos Acadêmicos da Sopa de Letrinha, “a maior bateria de escola de samba formado por não-músicos regida pelo grande mestre e ex-músico Luiz Canarinho”, como descrevem os foliões. O cortejo segue da saída do parque até a praça em frente à UME Padre José de Anchieta (Jd. Costa e Silva).

Bem ali na praça Euclides Figueiredo, ocorre também o CarnaKids, em parceria com o lider comunitário do bairro, Guará. O bloco continuará com muito confete e serpentina, pipoca, algodão doce, refrigerante, pula-pula e discotecagem até o momento de um grande pagode. Cada um poderá levar a sua bebida e colaborar também com refrigerante. Por fim, o momento esperado do Caminhão Pipa ‘Ressuscita banho da Doroty II’.

Dois anos de Galpão

Comemorando o 2º aniversário, o Galpão Cultural contará com ampla programação gratuita em março. Além d’A Bloco do Fim do Mundo, haverá às quintas-feiras, 17h, o TQT com sarau (7/mar), sessão pirata ‘Filme Nacional’ (14/mar), ponto de encontro de artistas (21/mar) e Forró Pé de Lama (28/mar).

Às sextas-feiras, às 16h, aulas abertas de introdução ao italiano (de 8 a 29/mar). Às terças-feiras, às 14h, atividades de EcoTerça, com plantio de girassóis (12/mar), roda de reflexão sobre reciclagem (19/mar) e brincando de reciclar (26/mar).

A programação se diversifica aos sábados: Sarau das Minas (9/mar, 14h), oficina de origami Tsuru (16/mar, às 14h), CineTeatro ‘A última palavra é a penúltima’, com Teatro da Vertigem (23/mar) e Teatro no Parque ‘Eu, Migo e Meu Umbigo’, com a Cia Peronomucho (30/mar).

 

No aniversário de Santos, nova edição do Slam dos Andradas

Informações do Slam dos Andradas

O aniversário do município de Santos contará com a 12ª edição do Slam dos Andradas. O evento gratuito e aberto ao público será na Praça dos Andradas (Centro), no dia 26/jan (sábado), das 19h às 23h. A atividade já ocorre nos últimos sábados de cada mês.

A iniciativa é organizada pelos artistas Caio Slick, Mika e demais membros do movimento do slam. O Slam é uma manifestação artística que se dá por meio de uma competição de poesias faladas. O poeta apresenta seu texto em até 3min, sem a utilização de objetos cênicos ou acompanhamento musical.

Porto Circense comemora 1º ano com programação dia 8

Com informações de Ugo Castro Alves

A Associação Cultural Porto Circense realiza programação cultural de seu 1º aniversário neste sábado (8/dez), a partir das 17h e segue até 1h, em sua sede (Av. Almirante Cochrane, 404, Macuco/Santos). O ingresso custa R$ 10.

O evento contará com muitas atrações, como ‘Espaço de Brincar’, com a Ecobrincar (17h), a vivência-oficina ‘O circo vem daí’ (18h30), o espetáculo ‘Cabaré Móbile’ (20h) e forró elétrico com a banda Saramandaia (21h30). O espaço será abrilhantado com exposições de lambes de Fabrício Lopez, regado ao sabor de pratos do Chef Eduardo Turati.

A Porto Circense iniciou seus trabalhos em dezembro de 2017, com a arte do circo para a Baixada Santista. “Sendo ministrando aulas ou através de seus eventos, a Porto trabalha incansavelmente para espalhar a magia do circo ao seu redor”, relatam os produtores da associação.

Maria Rita homenageia Santos com show patrocinado pelo Grupo Mendes

Por Lincoln Spada

Após três anos longe dos palcos santistas, Maria Rita volta a entoar o seu repertório no próximo sábado (28/jan), às 21 horas, na Praça Mauá. O show gratuito é em comemoração ao 471º aniversário do município e desfaz a saudade dos fãs da intérprete, que cantou em 2014 no Mendes Convention Center. Trata-se do principal espaço do Grupo Mendes, que é justamente quem custeia todo o evento deste fim de semana, conforme nota da Prefeitura de Santos.

Filha de Elis Regina e de César Camargo Mariano, a estrela da MPB traz à Cidade o show ‘Samba de Maria’. Em sua recente turnê, ela canta músicas que marcaram sua vida e clássicos da MPB. Integram a apresentação sucessos de Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Jorge Aragão, Alcione, Beth Carvalho, além de sambas-enredo. Ganhadora de 11 prêmios Grammy Latino, incluindo de Melhor Artista Revelação, Maria Rita já vendeu milhões de CD’s e DVD’s, no Brasil e no mundo.

A praia é a praça

Em tempo da crise econômica alcançar os municípios, assim a Prefeitura de Santos confirma não ter ônus com a programação cultural e turística deste verão. No réveillon, a VLI Multimodal S/A custeou a queima de fogos de artifício. Em vez de tendas na orla, a iniciativa privada financiou apresentações artísticas em espaços ao ar livre pelos quatro cantos da cidade. E o tradicional show de aniversário também não veio dos cofres públicos.

Este ano também será marcado com a transferência do evento ao Centro Histórico. Noutras vezes, Diogo Nogueira, Jota Quest e Lulu Santos foram alguns músicos que se repetiam suas apresentações na praia do Gonzaga, após embalarem as edições do Baile Oficial da Cidade, no mesmo Mendes Convention Center, em que os ingressos revertiam em recursos para o Fundo Social de Solidariedade. Neste ano, não houve o tradicional baile.

Chamamento: Agenda do 35º niver do Centro Cultural Cadeia Velha

Há exatos 35 anos, o #CentroCulturalCadeiaVelha era institucionalizado como espaço de artes integradas, sendo nomeado pela Secretaria de Estado da Cultura como “Casa da Cultura do Litoral” e “Delegacia Regional de Cultura”, precursora da atual Oficina Cultural Pagu, gestora do patrimônio. Mas esta celebração às avessas é uma crítica ao fim do prédio estadual como Centro Cultural Cadeia Velha, já que a partir deste final de semana, o prédio estadual será fechado à população por tempo indeterminado.

Reformado por quase cinco anos com custo de R$ 10 milhões, o equipamento foi reaberto em agosto e já contou com mais de 15 mil visitas, recebendo festivais, apresentações e atividades formativas desde sua reinauguração. Com a constante redução de verbas, o Governo Estadual mal anunciou em novembro que será rompido o convênio com unidades gestoras de todas as oficinas culturais do interior e litoral, incluindo a OC Pagu, mas sem dialogar com a comunidade artística como garantirá (além das oficinas culturais) as portas abertas, a Cadeia Velha como centro regional de artes integradas e uma gestão participativa com os artistas no uso do prédio.

Se o Governo Estadual não reafirma o seu compromisso de antigas audiências com a população, nós, artistas, ativistas e apoiadores, convocamos todos os coletivos e artistas interessados a elaborar uma agenda colaborativa e gratuita à comunidade entre os dias 16 e 17 de dezembro, no Centro Cultural Cadeia Velha. Solicitamos que enviem até quarta-feira (dia 14) um breve resumo da atividade, contatos (telefone, email, redes sociais) e preferências de dias e horários pelo inbox de: fb.com/centroculturalcadeiavelha.

Primeira food bike de Santos completa um ano em abril

Para comemorar um ano de atividades, a food bike Brigadeiros Dona Chita estaciona no Casa Velha (Bulevar Othon Feliciano, Gonzaga) sábado (16), às 14h, com descontos especiais. Ao todo, foram mais de 60 exposições, que incluem participações em eventos coorporativos, festas, ações artísticas, de economia criativa e foodpark. “Não poderia ser em outro lugar. A família Scapuccin apostou na idéia junto comigo, quando aqui esse conceito era novidade e não havia referências de como a Cidade iria abraçar essa proposta”, ressalta a jornalista Milena Graziela, criadora e condutora da marca.

Criada em 2013, a Dona Chita apostou no brigadeiro para promover um dos ícones da nossa confeitaria popular. Do sabor à apresentação dos doces os critérios de qualidade buscam um refinamento sem perder a simplicidade tão típica do brigadeiro e da variedade marcante na culinária brasileira. Há um ano, passou a usar a bicicleta para promover um cardápio com ampla variedade de brigadeiros exclusivos. São receitas com ingredientes, como a goiabada, a abóbora, o coco, o doce de leite, o café, todos combinados com muito chocolate.

A empreendedora fez o primeiro brigadeiro aos oito anos, ajudando a mãe que é uma quituteira e trabalha com alimentos há 30 anos. “Minha formação na cozinha foi no melhor estilo espartano”, brinca e emenda. “Minha mãe me ensinou, desde cedo, na prática os segredos de doces, bolos e recheios que carregam um sabor caseiro e quase ancestral”.

Parcerias

Ainda para celebrar a data, a Dona Chita convidou diversas empreendedoras para produzirem uma linha de produtos com a imagem da mascote da marca, obra feita pela premiada e renomada ilustradora santista, Simone Matias. Os colares são assinados pela ‘Nas Ruas de Santos’, a boneca de feltro pela ‘Coisas de Ana’, camisetas e aventais pela ‘Soul Frida’, bolsas pela ‘Gato Negro Artesanias’, porta-níqueis com a ‘Na Casa Dela Tinha’ e carteira mágica pela ‘Morena Chique’.

A bicicleta também ganha novos acessórios: uma coroa de flores para cesta, preparada pelas ‘Donas Florindas’, e placa decorativa da ‘Piba Puppet’. “São mulheres empreendedoras e muito comprometidas com o trabalho. Estão firmes nos seus propósitos, resistem e provam que uma nova forma de economia e produção pode sim mudar nosso jeito de consumir”, explica Milena.

Coletivo Bike It – Gastronomia Itinerante

Entre as principais conquistas em um ano de atividade , está a participação no Coletivo Bike It, o primeiro na região a reunir quatro food bikes, de diferentes segmentos: Bem Querer Delivery (snack de frutas), Dona Chita (brigadeiros), Café Encontro (cafés especiais) e Sandubike (sanduíches saudáveis). A proposta inédita do grupo de empreendedores do ‘Bike It’ agrega a funcionalidade da bicicleta à variedade culinária e gastronômica, tão presente na comida de rua brasileira. Esse mês, o trabalho do coletivo completa sete meses de atividades.

*Amanda Marconi

 

MISS abre exposição em homenagem ao aniversário de Santos

Em homenagem aos 470 anos de Santos, comemorados no próximo dia 26, o Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss) abre na sexta-feira (15) a exposição fotográfica ‘Santos – Outro Olhar’, que traz imagens coloridas e em preto e branco, que retratam os encantos da Cidade. As 26 imagens serão apresentadas em painéis fotográficos no formato 50×75 cm e poderão ser vistas até o dia 28 de fevereiro.

Além das fotos já apresentadas na exposição ‘Olhar Santista’, a nova montagem traz outras obras inéditas, algumas vencedoras do concurso fotográfico ‘Ilumina Santos’, promovido pela Prefeitura Municipal em parceria com o Fundo Social de Solidariedade, para ilustrar o calendário da Cidade em 2016.

Serviço
Exposição fotográfica ‘Santos – Outro Olhar’
De 15 de janeiro a 28 de fevereiro
Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss)
Piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão
Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias.
Gratuito

*Prefeitura de Santos