Arquivo da tag: aparecida

Carnasita reúne música, comida vegana e cerveja artesanal neste sábado

La Casita

Um encontro com muitas cores, comidinhas veganas, cerveja artesanal e música boa. Essa é a premissa do Carnasita, carnaval à moda antiga de La Casita. O evento gratuito será neste sábado (9/fev), a partir das 16h, na Rua Guiabê, 104, Aparecida (Santos), próximo ao Shopping Praiamar.

O som vai ficar por conta de Digo Maransaldi, com voz e violão no repertório de samba, bossa, sambalanço e afins. A programação continuará com os expositores: Quitute pra Iaiá, Cais – Cerveja Artesanal, Bia Bibibelô, Donas Florindas, Piba Puppet, Coisas de Ana, 97 Ideias Festas, Léo Darumaman, Gabriel Montenegro Artes e Nice Lopes Ilustradora.

 

La Casita recebe bazar natalino neste fim de semana

Informações de La Casita

Uma feira de expositores criativos será realizada neste sábado (22/dez), das 15h30 às 21h, na La Casita (R. Guaibê 104, Aparecida/Santos). O evento conta com entrada franca.

Participam os seguintes expositores: Nice Lopes (ilustradora e papelaria lúdica), Gabriel Montenegro (bonecos de papel machê, luminárias em vinil e PVC, etc), Quitutes pra Iaiá (culinária vegana), Léo Darumaman (prints e zines), Coisas de Ana (peças em crochê) e Bia Bibibelô (acessórios vintage e steampunk).

Também marcam presença: Ateliê Erva Doce (acessórios artesanais), Donas Florindas (acessórios femininos), Artes D’Ócio (cerâmicas poéticas), Eliége Ribeiro (xilogravuras), Clarice Lopes e Delfina Maria Garcia, do Atelier Rosa Elias (gurdar-chuvas e cerâmicas pintadas à mão).

 

Santos recebe Circuito de Cultura Popular em comemoração ao mês das crianças

Por Rafaella Martinez

Após passar por Cubatão e Guarulhos, chega a vez da cidade de Santos receber a segunda edição do Circuito de Cultura Popular, patrocinado pela Usiminas. A mostra chega à cidade no mês das crianças, contando com diversas apresentações gratuitas como teatro, música, contação de histórias, circo, quadrilha junina, capoeira, cortejo de maracatu e boi de cavalo marinho.

Valorizando a arte e a cultura popular, a programação tem temática voltada para o público infantil. “O universo infantil estará presente em quase toda a programação: teremos a apresentação de uma quadrilha junina formada por crianças, além de contações de histórias, circo, oficina de bonecos, teatro infantil e até um Boi que vai dançar e contar o Cavalo Marinho, folguedo típico da Zona da Mata de Pernambuco.” explica Douglas Zanovelli, produtor do Circuito junto com Talita Berthi.

Segundo a diretora do Instituto Cultural Usiminas, Penélope Portugal, o apoio ao projeto reforça o compromisso da empresa com uma gestão sustentável, que promova o desenvolvimento econômico e social, e a parceria com a comunidade da Baixada Santista. “Estamos felizes em poder levar à comunidade, com o patrocínio da Usiminas, uma programação diversificada em diferentes espaços da cidade com o objetivo de dar seguimento ao trabalho continuado de formação de público para as artes e para a cultura”, declara a diretora.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Programação

Durante a semana, diversos espaços públicos, como escolas e a Praça Mauá, serão palcos para apresentações artísticas e manifestações populares, como Cortejos de Chegança e Roda de Capoeira. Mas a maior parte da programação acontecerá na Praça do BNH, no Bairro Aparecida, onde no fim de semana (dias 8 e 9) será montada uma estrutura de palco com som e luz, além de tenda com capacidade para 300 pessoas, local que abrigará apresentações de 11 grupos/artistas populares da várias regiões do estado de São Paulo.

“Além das apresentações, teremos também atividades de formação com os grupos Boi da Garoa e o Maracatu Quiloa, que farão um bate-papo com o público, contando um pouco mais sobre a tradição popular de suas apresentações”, completa Douglas Zanovelli.

Em sua primeira edição, realizada em 2014, o circuito promoveu 55 espetáculos, beneficiando mais de 17 mil pessoas. O projeto é realizado pela BERTHI Produção e Arte por meio do Programa de Ação Cultural – ProAC, com apoio do Instituto Cultural Usiminas, Prefeitura Municipal de Santos, SESI e patrocínio da Usiminas.

Mais informações sobre a programação do Circuito de Cultura Popular podem ser acessadas em: http://www.circuitodeculturapopular.com.br

 

Maquetes de pontos turísticos de Itanhaém revelam criatividade infantil

Em homenagem aos 484 anos da Cidade, a Creche Vildemar de Souza Oliveira preparou durante todo o mês de abril uma série de atividades que mobilizou equipe gestora, professores, crianças e pais. A programação compôs o projeto ‘Conhecendo minha Cidade’. Nele, os alunos tiveram a oportunidade de saber mais sobre a história do Município, desde o canto do hino a visitas aos pontos turísticos.

No último dia 29, Silvana Aparecida Pereira, assessora pedagógica e responsável pelo projeto, coordenou as atividades finais da creche municipal, em comemoração ao aniversário de Itanhaém, com exposição de maquetes que retratam pontos turísticos da Cidade, sob o ponto de vista infantil. Todo o evento foi acompanhado pelos pais dos alunos.

Cada sala desenvolveu um trabalho diferente. O Museu Conceição de Itanhaém, o Convento Nossa Senhora da Conceição e a Igreja Matriz de Sant’Anna ganharam suas versões em maquete, com direito a pinturas e colagens, sob os olhares dos pequenos.

“As crianças ficaram encantadas com o passeio aos pontos turísticos que fizemos no último dia 26. Muitos pais me procuraram satisfeitos com o projeto e, por isso, estamos pensando em dar sequência às atividades por meio de mais exposições de artistas locais, com a finalidade de resgatar a história e valorizar os trabalhos artísticos dentro da nossa Cidade” diz Silvana.

Mônica Souza da Silva é mãe da aluna Alícia Souza da Silva Fidelis, de 2 anos, matriculada no maternal I. Ela conta que as atividades foram o motivo da alegria de sua filha. “A Alícia adorou o passeio. Ficou encantada com a Santa que viu na Igreja Matriz e com o parque, que ela ainda não conhecia” ressalta.

Entre tantas atividades, os alunos conheceram as esculturas de areia confeccionadas por Ronaldo Lopes. O artista também contribuiu para o projeto, levando alguns de seus quadros para apresentar aos pais e alunos na creche. O projeto contou com a participação ativa de 60 crianças – entre 2 e 3 anos – matriculadas no maternal I e II da creche Vildemar de Souza Oliveira, localizada Rua João Pedro Orsi, 591, no Jardim Fazendinha.

*Prefeitura de Itanhaém

 

Ballet do Projeto Minha Comunidade dança ritmos e cores do Brasil

Dançar o balé brasileiro com todos os seus ritmos, tons e cores. É com essa proposta que a Companhia de Ballet UACEP, do Projeto Minha Comunidade, apresentará na próxima quinta-feira (10/9), no Teatro Guarany, o espetáculo “Ballet do Meu Brasil”. A apresentação, que reúne meninas atendidas pelo projeto social, está marcada para as 20h. Os ingressos serão trocados por alimentos não perecíveis, destinados à Creche Irmã Scheilla.

Dirigido e coreografado pela bailarina Luane Diniz, que coordena a modalidade dentro das atividades do Projeto Minha Comunidade, o espetáculo reúne coreografias de balé clássico e contemporâneo criadas para um repertório que privilegia canções da música popular brasileira. “A apresentação é uma pequena mostra daquilo que é desenvolvido há quatro anos na modalidade dentro do Projeto junto à comunidade. A proposta é reunir à graciosidade e firmeza que a dança exige a elementos que representam a identidade brasileira, como os ritmos e cores, estimulando a percepção à nossa cultura”, reforça a bailarina.

Ele explica que subirão no palco quase 50 bailarinas com idades entre 4 e 12 anos, atendidas pelo projeto. O destaque da noite será a performance que utilizará o painting dancing, técnica em que as bailarinas pintam enquanto executam a coreografia. Muito difundida por grupos contemporâneos, a apresentação será desenvolvida por crianças com faixa etária entre 10 e 12 anos, que pintarão tecidos com as cores que representam o país, durante os movimentos no palco.

Ação beneficente

Com o objetivo de unir arte e solidariedade, os ingressos para o espetáculo serão trocados por um quilo de alimento não perecível (exceto açúcar e sal). Toda a arrecadação será destinada à Creche Escola Irmã Scheilla, entidade que atende 95 crianças entre 0 e 5 anos, no Macuco. Além da utilização das mercadorias para alimentação na unidade escolar, a instituição fornecerá parte do que for arrecadado para as famílias em situação de vulnerabilidade social do bairro.

Projeto Minha Comunidade

Criado há 8 anos, o Projeto Minha Comunidade, da ONG União de Amparo às Comunidades de Escolas Públicas (UACEP), atende a mais de 800 crianças, oferecendo modalidades esportivas e culturais. Coordenado pelo educador físico, Alex Tadeu, o programa utiliza as dependências da UME Dos Andradas, localizado no BNH do bairro Aparecida, com objetivo oferecer atividades que proporcionem melhores perspectivas de futuro e, ao mesmo tempo, agregando valores à comunidade.

*Paulo Roberto

 

Leia Santos realiza três edições no mês de setembro

No mês de setembro, o programa itinerante ‘Leia Santos – Um Incentivo à Leitura’, da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), realiza três edições. A primeira ocorre no próximo sábado (5), das 15h às 18h, na Fonte do Sapo, localizada na orla do Aparecida, dentro da programação do ‘Festa 57 – Festival Santista de Teatro’.

Já no dia 16, celebra o aniversário do bairro Embaré com edição na Praça Santo Antônio do Embaré, localizada na orla, das 10h às 14h. Fechando o mês, no dia 27, marca presença no Jardim Botânico Chico Mendes (Rua João Fracarolli, s/n°, Bom Retiro), das 10h às 14h.

Entre as atividades realizadas pelo ‘Leia Santos’ estão os projetos ‘Adote um Livro’ e ‘Adote um Gibi’, que consistem na distribuição gratuita de publicações. Também oferece o ‘Espaço de Pintura e Desenho’, com programação recreativa para crianças, e o ‘Varal de Poesias – Exposições Literárias’, com textos dos principais autores regionais e nacionais, além de mostras temáticas.

O ‘Leia Santos’, que completa 9 anos no próximo mês de outubro, foi disponibilizado pela primeira vez em 2006. Em 2012, conquistou o prêmio Proler – Programa Nacional de Incentivo à Leitura, na categoria Comunidade. O projeto já entregou gratuitamente à população mais de 40 mil publicações. Mais informações pelo tel. 3226-8000. Em caso de chuva, o evento é adiado.

*Prefeitura de Santos

 

Projeto ‘Leia Santos’ recebe 8.140 títulos de doações

Nos últimos três meses, o projeto ‘Leia Santos – um chamado ao hábito de ler’, da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), recebeu 8.140 títulos de doações. Desse total, 10% foram provenientes de entregas espontâneas nas unidades municipais. Os outros 90% vieram do agendamento prévio para retirada domiciliar, com a Kombi do Projeto (acima de 25 unidades).

No ranking de doações por bairro, o Gonzaga lidera a lista, com 1240 livros, seguido do Embaré (770), Aparecida (681), Ponta da Praia (555), Boqueirão (553), Marapé (156) e Vila São Jorge (535). Outros 22 bairros de região, incluindo cidades como Praia Grande, São Vicente e Guarujá, também contribuíram com o ‘Leia Santos’.

A equipe de funcionários responsável pela triagem das obras catalogou as edições por assuntos variados, como literatura em língua estrangeira, literatura em língua portuguesa, livros didáticos, turismo, religião e autoajuda, entre outros estilos.

Do montante total, as publicações mais recentes serão enviadas às bibliotecas municipais para empréstimo, como ‘A Culpa é das estrelas’, ‘Cidade de Papel’ e ‘Teorema de Katherine’ (John Green); ‘Série Divergente’ (Veronica Roth); ‘Fogo – Game of Thrones’ e ‘As Crônicas de Gelo’ (George R. R. Martin).

As demais publicações serão encaminhadas às edições itinerantes do ‘Leia Santos’, que oferecem ao público a atividade ‘Adote um Livro’, e aos displays instalados em pontos de ônibus e policlínicas da Cidade. Obras de autores como Norah Roberts, Nicholas Sparks, Robin Cook, Sophie Kinsella, Dan Brown, Stephenie Meyer (série Crepúsculo), Danielle Steel e Umberto Eco também integram a lista de doações.

Serviço

Quem quiser contribuir, a Kombi do projeto recolhe os livros na própria residência do doador, acima de 25 unidades. Para agendar uma data, basta entrar em contato pelos telefones 3202-3572 ou 3202-3573. Caso a doação seja menor que 25 livros, a pessoa pode entregar nos próprios pontos de leitura ou nas bibliotecas municipais. Confira os locais em http://www.santos.sp.gov.br/leiasantos. O projeto também possui a página https://www.facebook.com/literatura.santos.

*Prefeitura de Santos