Arquivo da tag: bienal

11ª Bienal Sesc de Dança tem inscrições prorrogadas até próximo dia 24

Por Sesc Campinas

Grupos e curadores de projetos de dança ainda podem se inscrever na 11ª Bienal Sesc de Dança, que ocorre em Campinas (SP) de 12 a 22 de setembro. Isso porque o prazo para realizar as inscrições foi prorrogado até o dia 24/fev  (o antigo prazo era até 27/jan). O processo é gratuito e pode ser feito no próprio site do evento.

O projeto, que envolve apresentações nacionais e internacionais, visa apresentar ao público um panorama diversificado da produção artística em dança contemporânea. As apresentações ocorrem em diversos espaços da cidade e também em meio digital, além de intervenções, performances, exposições, instalações e ações formativas para todos os públicos.

11ª Bienal Sesc de Dança
> Inscrições: até 24 de fevereiro pelo site do evento.
> Evento: de 12 a 22 de setembro.
> Sesc Campinas: Rua Dom José I, 270/333, Bonfim
> Contato: (19) 3737-1500

Cinema e gastronomia com afeto é o foco do Cineme-se 2016; veja a programação

Por Eduardo Ricci

O Cineme-se 2016 – Bienal Transmídia da Experiência do Cinema chega a sua 9ª edição e propõe uma ocupação imersiva sobre cinema afetivo, no jardim da Estação da Cidadania (Av. Ana Costa, 340, Santos/SP), com filmes, realidade virtual, música ao vivo, food bikes, gastronomia criativa, performance e rodas de conversa ao ar livre. O Festival acontecerá de 30 de novembro a 3 de dezembro, sempre no período da tarde e a noite, com entrada gratuita. Um espaço criado para o espectador dialogar com suas escolhas, com a mobilidade urbana e com sua capacidade de sentir e de negociar com os próprios sentimentos a partir da experiência da sétima arte e da gastronomia.

O festival passa por profundas mudanças este ano, as quais serão debatidas com convidados nas rodas de conversas temáticas de cada sessão. Sem patrocínio nesta edição, os organizadores chegaram a pensar numa pausa, mas decidiram realizar a ação cultural como espaço para vivenciar a “pausa”. Contando com a economia colaborativa, uma forma de dar luz a momentos importantes de autocrítica e reflexões necessárias para seguir em frente. Uma busca por novos horizontes para continuar a expandir e seguir a troca de experiências com cinema feito em tempo real por realizadores nacionais e internacionais.

Noite de Abertura | No dia 30 de novembro, às 20h, será realizada a gravação de uma parte do documentário em 360° “Alice Reverbera”. Filme sobre a música e suas narrativas na vida da cantora Alice Mesquita. Alice nasceu em Santa Maria, no Rio Grande do Sul e já morou em outras cidades no Brasil e no exterior, hoje vive no Guarujá e tem a música como parte importante de sua trajetória e como estratégia para ser protagonista de si mesmo. Antes da gravação, serão exibidos os curtas “Reino”, de Sebastian Ulriksen (Sidney, Austrália, 2015) e o documentário “Aqueles anos em dezembro”, de Felipe Poroger (São Paulo, Brasil, 2016).

Cinema ao ar livre em 360° | Neste ano além do tema central sobre a “Narrativa imersiva no cinema interativo”, haverá ações sobre realidade virtual e o cinema imersivo em 360°, com temas paralelos que farão parte das rodas de conversas após a exibição dos filmes, serão temas como: “Narrativas de um mundo sem fronteiras”, “A infância no cinema”, “A educação audiovisual”, entre outros assuntos.

Cinema de Santos e Sidney | O Cineme-se 2016 promove um intercâmbio internacional entre escolas de cinema de Santos e Sydney, com o objetivo de aproximar as realidades sobre o fazer cinema em ambas as cidades portos e abordar a educação audiovisual e sua expansão em tempos de filmes realizados com celulares. O diretor do Festival, Eduardo Ricci, morou por oito meses na Austrália, entre 2015 e 2016, para gravar seu longa-metragem em live cinema “Verticidades”. Neste período firmou várias parcerias, entre elas este intercâmbio que já deu fruto nesta edição do Festival e continuará nos próximos anos.

2ª Bicicletada Audiovisual de Santos | A Bicicletada Audiovisual é uma ocupação urbana com bicicletas iluminadas com leds, registros audiovisuais, performances, graffiti digital, música ao vivo e projeções de curtas. Com o objetivo de chamar a atenção para questões diversas sobre a mobilidade na cidade e outros temas relacionados ao convívio urbano.

Cine Bike Café | Uma das novidades da Bicicletada será a estreia oficial do Projeto “Cine Bike Café”. Que consiste num mix de ações e produtos sobre a experiência do cinema e a cultura do café, a partir de vídeos de realidade virtual em 360°, com sabores e aromas do café. Atividade realizada pela produtora Ricci Filmes.

A Bienal é realizado pela produtora Ricci Filmes, com parceria do Fórum da Cidadania e Cultura de Santos e apoio cultural da Prefeitura Municipal de Santos, Unimonte, Okida Arte e Design, Grupo TuMobgrafia, Revista Mundo360°, Vídeo Paradiso, Grupo Era Transmídia, American Ciclo, Site Juicy Santos e Grupo Pedal Noturno. Confira a programação gratuita do Cineme-se 2016 na Estação da Cidadania de Santos:

>> 30/nov | 20h | Exibição dos curtas-metragens ‘Aqueles anos em dezembro’ (documentário de Felipe Poroger) e ‘Kingdon’ (performance de Sebastian Ulriksen), além da gravação do documentário 360º ‘Alice Reverbera’. Todas as noites haverão food bikes e gastronomia criativa na estação;
>> 1º/dez | 14h30 | Exibição do longa ‘O Menino e o Mundo’ (de Alê Abreu), seguido de roda de conversa ‘A infância no cinema’;
>> 1º/dez | 20h | Exibição dos curtas ‘Feliz Ano Novo’ (de Mônica Donatelli) e ‘Anseios que permeiam meus tempos de paz’ (de Eduardo Ferreira), seguido de roda de conversa sobre ‘O Ensino audiovisual expandido’;
>> 2/dez | 15h | Curta surpresa, seguido de roda de conversa ‘Acessibilidade nas salas de cinema’;
>> 2/dez | 20h | Exibição de curtas ‘Por Trás do Cartão Postal’ (de Junior Castro) e ‘Ocupado’ (direção coletiva), além de longa ‘Taxi Driver’ (de Scorcese), seguido de roda de conversa ‘Narrativas criativas em cinema e gastronomia’, além de apresentações musicais de Muniz Crespo, Tanauan Nogueira e Jota Amaral;
>> 3/dez | 14h | Exibição dos curtas ‘Estado Itinerante’ (de Ana Carolina Soares), ‘Oniro’ (de Ariel Quintela e Mateus Mattara), ‘Sutura’ (de Larissa Melo), ‘Convívio’ (de Bruno Arrivabene), ‘Sobre Rodas’ (de Beatriz Lima e Walter Henry) e curtas-surpresas, seguido de roda de conversa sobre ‘Narrativas de um mundo sem fronteiras’.
>> 3/dez | 18h | 2º Bicicletada Audiovisual de Santos | Concentração na Praça dos Andradas, segue até a Estação da Cidadania. Lá, às 20h30, haverá foodbike, gastronomia criativa, performances de Erika Karnauchovas, Idelfonso Torres, projeções de grafite e presentação de Zerobeto Freire em ‘Triciclo Cine Band’.

 

Novo espaço artístico, La Casita será inaugurada na Vila Mathias

Por Nice Lopes

Uma casa simpática e antiguinha, na Vila Mathias é a moradia e local de trabalho dos artistas Nice Lopes (ilustradora, artista visual e publicitária) e Gabriel Montenegro (artista plástico, bonequeiro e designer de estamparia). Eis La Casita, espaço a ser inaugurado no próximo dia 22 (sábado), das 15h30 às 20 horas, na Rua Dr. Antônio Bento, 13/Santos. A entrada é franca, com comidas e bebidas à venda.

Juntos, transformaram a casa alugada em “La Casita”, um espaço de trabalho com muitas cores e criatividade. Um dos cômodos abriga uma mini-sala de leitura composta por livros infantojuvenis, onde adultos e crianças terão acesso a alguns títulos, para consultas no local, desde os clássicos contos de fada até as modernas “graphicnovels”.

a2Telas, fotografias, posters e bonecos de papel machê estão espalhados por toda a casa numa interação perfeita com os ambientes. O intuito dos artistas é abrir a casa-ateliê ao público para encontros criativos, oficinas de arte para adultos e crianças, exposições, bate-papos, saraus, lançamentos de livros e o que mais a imaginação mandar.

No dia 22 de outubro, La Casita abrirá suas portas pela primeira vez. Além dos trabalhos expostos e à venda de ambos os artistas, haverá o lançamento do livro infantojuvenil “Sebastião”, de autoria de Nice Lopes, lançado na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, em agosto último. O livro é vendido por R$ 39,90.

As ilustrações originais do livro também estarão em exposição. O evento terá contação de histórias, com Camila Genaro, às 17 horas e a apresentação Blues para Sebastião, com Alessandro Atanes, às 19 horas. Também estão registradas as presenças de Dona Chita (foodbike de brigadeiros), Quitute pra Iaiá (culinária vegana) e Cais (cerveja artesanal).

 

Ricci Filmes promove ações de cinema colaborativo como base para o 9º Cineme-se

Assistir filmes ao ar livre em um jardim, imergir em suas narrativas com realidade virtual em 360° e criar mais afetos com a ocupação do espaço público de forma colaborativa, são algumas das ações da produtora Ricci Filmes em parceria com o Fórum da Cidadania de Santos. A produtora foi criada pelo cineasta e jornalista Eduardo Ricci que trabalha com a experiência do cinema desde 1995.

Ricci escolheu o jardim da Estação da Cidadania, que completa 10 anos este mês, por ser um importante espaço sócio cultural de Santos, perfeito para cine imersões e por estar localizado no cruzamento de duas grandes vias da cidade, a Avenida Ana Costa e a Francisco Glicério, fator importante para Ricci que realiza desde 2008 o Projeto “Verticidades”, que consiste num ensaio cinefotográfico e pesquisas em esquinas de grandes cidades criativas pelo mundo.

Durante este semestre serão realizadas ações com cine imersão, vivências com yoga e meditação, cine degustações, cursos e oficinas de cinema e fotografia. Todas as atividades serão base para a realização do CINEME-SE – Bienal Transmídia da Experiência do Cinema, que está em sua 9ª edição e o tema deste ano é a narrativa imersiva no cinema. A Bienal acontecerá entre 30 de novembro e 3 de dezembro deste ano. Ricci traz muitas experiências de sua pesquisa e gravações na Austrália, onde ficou por oito meses para filmar e fotografar esquinas para seu longa-metragem em cinema de fluxo “Verticidades”, com lançamento previsto para 2018.

VÍDEO E FOTOGRAFIA IMERSIVA
O workshop de vídeo e fotografia imersiva “Sydney Inspira Você” é a primeira atividade do semestre e acontecerá em 20 de agosto às 10h e às 15h. Com foco nos conhecimentos e práticas da fotografia imersiva de viagem e no turismo de experiência na cidade criativa, a abordagem será interativa e com práticas por meio do uso de máquina fotográfica, câmera 360°, smartphone, tablet, experiências com óculos para imersão em realidade virtual, dicas de aplicativos e degustação de sabores surpresas de Sydney. Necessário fazer inscrição com antecedência, valor social deste investimento é de R$25,00. Informações pelo telefone 13 3221-2034.

ENCONTRO URBE CINE CRIATIVA
Dentro das celebrações dos 10 anos da Estação da Cidadania, o Urbe Cine Criativa acontecerá dia 3 de setembro, às 19h, na própria Estação, com entrada gratuita. O encontro tem como objetivo descobrir e expandir novas formas de construir uma ideia melhor de cidade, a partir da experiência do cinema. O tema desta edição será “O audiovisual e a economia colaborativa na cidade expandida”.

Na abertura haverá uma cine imersão sobre estações de trem no cinema, logo depois será exibido um curta-metragem sobre o tema do encontro e após as exibições os convidados apresentarão os seguintes painéis e suas interações possíveis com a economia colaborativa: “Produção cultural em Santos”, com André Azenha (jornalista e crítico de cinema), “Cinema imersivo” com Eduardo Ricci (cineasta e jornalista), “Negócios e criatividade” com Heitor Ramos (produtor cultural e social media), “Maker Space e interações criativas” com Niva Silva (designer e educador), “Mercado audiovisual santista”, com Wanderley Camargo (publicitário e educador).

Após as apresentações dos painéis será proposta uma interação com o público a partir dos painéis abordados e o filme “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho, com direito a spoilers, a organização pede que os interessados assistam antes o filme.

AÇÕES FORMATIVAS
Serão oferecidos dois cursos com base na experiência do cinema, primeiro será o “Viajar – Construir Imagens e Afetos na Cidade Criativa”, sobre vídeo e fotografia imersiva com experiências em realidade virtual, ministrado pelo cineasta Eduardo Ricci. Com início em 14 de setembro, sempre quarta-feira, das 19h às 22h, com 12 encontros de 3 horas cada.

E dia 23 de setembro começa o curso “Tarô e Cinema – A Jornada do Louco pela 7ª Arte”, com uma abordagem também imersiva sobre as simbologias dos 22 arcanos maiores pela narrativa cinematográfica. Sempre sexta-feira, das 19h às 22h, também em 12 encontros de 3 horas cada. Com os professores Eduardo Ricci e JD Lucas (pesquisador em mitologias). Valores e inscrições pelo telefone: 13 3221-2034 ou e-mail: cinericci@yahoo.com.br.

CINEME-SE 2016 – Bienal Transmídia da Experiência do Cinema
O CINEME-SE é uma bienal com foco na experiência do cinema e do audiovisual imersivo, junto às novas tecnologias e suas convergências híbridas. Criada em 2004, na cidade de Santos/SP. Com objetivo de estimular a formação de novas plateias para as múltiplas formas de fazer cinema hoje e promover um maior intercâmbio entre realizadores, pensadores e espectadores do audiovisual multimídia.

O evento passará por grandes mudanças nesta edição, as quais serão informadas mais próximo da abertura e durante a realização das sessões. Entre os destaques dos eventos está a 2ª Bicicletada Audiovisual de Santos, que mais uma vez será o encerramento da programação. Mais informações pelo telefone: 13 3221-2034, e-mail: cinericci@yahoo.com.br, Facebook e Twitter: @cinemese2016 ou no blog: http://www.saboresdocinema.blogspot.com.br. A Estação da Cidadania fica na Avenida Ana Costa, 340, Vila Matias, em Santos.

*Eduardo Ricci

 

Caixa Cultural abre edital para festivais de artes cênicas e novos artistas

A Caixa Cultural abriu editais para projetos de festivais, ocupação de espaços, patrimônio e a bienal para novos artistas. As inscrições para todos os editais terminam dia 31 de julho de 2016. Confira alguns editais abaixo:

Programa de apoio a festivais de teatro e dança

O programa tem como objetivo patrocinar, por meio de seleção pública anual, festivais de teatro, dança e de multilinguagem que se realizem em todo o território brasileiro. Os festivais têm importante papel no desenvolvimento da arte e do mercado artístico nacional, abrindo espaço e criando oportunidades para companhias, artistas e produtores mostrarem a um público amplo o seu trabalho, técnica e novos espetáculos, fomentando a divulgação e a circulação pelo país. Clique aqui no edital.

Mostra Bienal Caixa de Novos Artistas

Trata-se de evento idealizado e promovido pela CAIXA com o intuito de projetar artistas em início de carreira e que nunca tenham realizado mostras individuais por meio de exposição nas unidades da CAIXA Cultural localizadas nas cidades de Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

A Mostra Bienal CAIXA de Novos Artistas é voltada exclusivamente para a categoria de Artes Visuais (fotografia, escultura, pintura, gravura, grafite, desenho, objeto, instalação, videoinstalação, intervenção e novas tecnologias). Clique aqui no edital.

*Programas culturais da Caixa