Arquivo da tag: carlos cirne

Cine Posto 4, MISS e Cinemateca têm programação neste fim de semana

Por Secult Santos

‘Na Vertical’ é atração no Cine Arte

Com direção do cineasta francês Alain Guiraudie, o filme ‘Na Vertical’ se passa no sul da França e acompanha o cineasta Leo. Durante um passeio de observação de lobos ele é seduzido por Marie, uma pastora de espírito livre e dinâmico. Nove meses mais tarde, o casal tem um menino. Sofrendo de depressão pós-parto e sem acreditar mais em Leo, que aparece e desaparece sem aviso, Marie o rapaz com o filho.

Leo agora está sozinho com um bebê para cuidar. Por meio de uma série de encontros inesperados, ele luta para encontrar inspiração para seu próximo filme. O drama tem atuações Damien Bonnard, India Hair e Christian Bouillette. Cine Arte Posto 4. Em cartaz de quinta-feira (19) até o próximo dia 25. Sessões às 16h, 18h30 e 21h. Ingressos custam R$ 3,00 e R$ 1,50 (meia). Classificação: 18 anos.

Cine BV homenageia Julie Andrews

Seguindo com o ciclo Grandes Estrelas nos Musicais, que nos meses de outubro de novembro homenageia a atriz Julie Andrews, o projeto do coral cênico Broadway Voices e do Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss) exibe o filme ‘A Noviça Rebelde’. Além de Julie, o elenco traz Christopher Plummer e Richard Haydn.

A trama do musical se passa na Áustria de 1930, quando o nazismo estava prestes a se instaurar no país. Nesse contexto, uma noviça que vive em um convento, mas que não consegue seguir as rígidas normas de conduta das religiosas, vai trabalhar como governanta na casa do capitão Von Trapp, que tem sete filhos.

Viúvo, ele os educa como se fizessem parte de um regimento. A chegada da moça modifica drasticamente o padrão da família, trazendo alegria novamente ao lar. Após a exibição, Fernando Pompeu, diretor-geral do Broadway Voices, bate papo com o público. Sexta-feira (20). 15h30. Miss (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

Virada Cinematográfica chega à Cinemateca

Integrando a programação do 2º Santos Film Fest, a Cinemateca de Santos realiza Virada Cinematográfica, uma maratona de exibições com os filmes ‘Nosferatu’, de Friedrich W. Murnau, que conta a história de Hutter (Gustav von Wangenheim), um agente imobiliário que viaja até os Montes Cárpatos para vender o castelo do excêntrico conde Graf Orlock (Max Schreck), um milenar vampiro que busca poder.

Logo após ocorre a sessão de ‘A Múmia’, de Karl Freund, produção que se passa em 1921, ano em que uma equipe de arqueólogos liderada por Sir Joseph Whemple (Arthur Byron) descobre a múmia do príncipe Imhotep (Boris Karloff), que vivera há 3.700 anos e que, por ter cometido um sacrilégio, fora enterrado vivo. Também são encontrados manuscritos que têm o poder de fazer os mortos ressuscitarem.

Uma noite um dos membros da expedição lê os papeis e traz o príncipe de volta à vida. Para encerrar ainda haverá a projeção de um filme bônus e café da manhã para os maratonistas cinematográficos. Sábado (21). A partir das 23h30. Cinemateca de Santos (R. Xavier de Toledo, 42, Campo Grande). Gratuito.

‘Nome Provisório’ será apresentado no Miss

Produzido com verba do 5º Concurso de Apoio a Projetos Culturais Independentes de Santos,o curta de ficção ‘Nome Provisório’ aborda questões de gênero, as relações sociais e expectativas familiares. A produção, toda realizada em Santos, teve envolvimento de cerca de 30 profissionais, além de apoiadores como Unimonte, Madalena Brigadeiros e Black Jaw. Dia 23. 14h. Miss (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias).

Cine Pagu exibe ‘Saneamento Básico’

O projeto de cineclubismo desenvolvido pelos críticos de cinema Marcelo Pestana e Carlos Cirne exibe o filme ‘Saneamento Básico’, de Jorge Furtado. A comédia se passa na comunidade da Linha Cristal, na Serra Gaúcha, cujos membros decidem tomar providências sobre a construção de uma fossa para o tratamento do esgoto. Após ouvir a reivindicação, a secretária da prefeitura reconhece a legitimidade da solicitação, mas afirma que não dispõe de verbas para obras de saneamento básico até o final do ano.

No entanto, a prefeitura tem quase dez mil em verbas para a produção de um vídeo. A verba veio do Governo Federal e, se não for gasta, terá que ser devolvida. A comunidade decide então fazer um vídeo sobre a obra. Mas deve ser uma obra de ficção. Dia 24. 18h30. Museu da Imagem e do Som de Santos (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

Cine BV realiza sessão com ‘Newsies’

A sessão exibe a produção ‘Newsies’. Dirigido por Kenny Ortega, o musical da Disney é baseado em uma greve dos chamados newsies, meninos que vendiam os jornais. Em 1899, em Nova York, eles fizeram uma paralisação, pois o preço dos jornais havia aumentado. A mobilização durou duas semanas. Dia 25. 19h. Museu da Imagem e do Som de Santos (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

 

Cine Arte e MISS têm agenda especial nesta semana

Por Secult Santos

‘O Filme da Minha Vida’ fica em cartaz no Cine Arte
Adaptação do livro ‘Um Pai de Cinema’, de Antonio Skarméta, ‘O Filme da Minha Vida’ tem direção de Selton Mello. Conta a história do jovem Tony Terranova (Johnny Massaro), que retorna a Remanso, no Rio Grande do Sul, sua cidade natal, após terminar a faculdade. Ao chegar, ele descobre que Nicolas, seu pai, voltou para a França alegando sentir saudade dos amigos e de seu país de origem. Tony se torna professor de francês num colégio da cidade e convive com os conflitos dos alunos no início da adolescência.

Apaixonado por livros e por filmes, faz do amor, da poesia e do cinema suas grandes razões de viver. Até que a verdade sobre seu pai começa a vir à tona e o obriga a tomar as rédeas de sua vida. O elenco traz Vincent Cassel, Johnny Massaro, Ondina Clais, Bruna Linzmeyer, Selton Mello e Bia Arantes. Cine Arte Posto 4 – Sala Rubens Ewald Filho. Posto 4, na orla do Gonzaga. Em cartaz de quinta-feira (12) até o dia 18. Sessões às 16h, 18h30 e 21h. Ingressos custam R$ 3,00 e R$ 1,50.

Cine Pagu exibe ‘Meu Nome Não é Johnny’
Projeto de cineclubismo desenvolvido pelos críticos de cinema Marcelo Pestana e Carlos Cirne, o Cine Pagu realiza sessão do filme ‘Meu Nome Não É Johnny’. Baseado em uma história real, o drama traz a história de João Guilherme Estrella, um típico jovem da classe média que viveu intensamente sua juventude. Inteligente e simpático, ele era adorado pelos pais e popular entre os amigos. Com espírito aventureiro e boêmio, no início dos anos 1990, se tornou o rei do tráfico de drogas da Zona Sul do Rio de Janeiro.

O longa-metragem tem atuações de Selton Mello, Giulio Lopes, Júlia Lemmertz, Cléo Pires, Ângelo Paes Leme, Babu Santana, André de Biase e Cássia Kis Magro, entre outros. Após a exibição ocorre bate-papo sobre a produção. Dia 17. 18h30. Miss. Piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Gratuito.

Cine BV apresenta ‘Cinderella’
Parceria entre o Coral Cênico Broadway Voices e o Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss), o Cine BV exibe a produção ‘Cinderella’. Após a exibição, o público bate-papo com o maestro e diretor do Broadway Voices, Fernando Pompeu. Última versão do clássico musical de Rodgers and Hammerstein, a montagem tem elenco repleto de estrelas da Broadway como Brandy Norwood, Bernadette Peters e Veanne Cox. A direção é assinada por Robert Iscove. Dia 18. 19h. Miss. Piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Gratuito.

 

Mostra de curtas Cidades Criativas seleciona 30 filmes rodados na Cidade

Por Secult Santos

Entre os dias 7 e 9 de julho, dentro da programação do Festival Santos Café 2017, a Secretaria Municipal de Cultura (Secult) realiza a 1ª Mostra Santista de Curtas Cidades Criativas. A iniciativa é voltada a realizadores residentes na Baixada Santista, que poderão apresentar suas produções audiovisuais de curta-metragem, obrigatoriamente filmadas em Santos, em sessões realizadas no Museu Pelé (Largo Marquês de Monte Alegre, 1, no Valongo). Além do conteúdo local, a programação também exibirá filmes da Mostra Internacional Cidades Criativas, com 30 produções da Rede Unesco, de países como Itália, Afeganistão, Coreia do Sul e Irlanda.

Para a mostra local serão escolhidos dez filmes, cada um com duração máxima de 15 minutos, sem necessidade de ineditismo. Os interessados em participar do projeto devem encaminhar as obras até as 18h do dia 20 de junho, em extensão .mov e resolução 1920X1080, para o e-mail cidade.criativa.audiovisual@gmail.com, com o título ‘Mostra Cidades Criativas’. Também é solicitado que os vídeos sejam inseridos nos sites You Tube ou Vimeo (preferencialmente). Caso haja senha para acesso, a mesma deverá ser encaminhada com o link. Outros dados necessários para a confirmação do cadastro são nome do filme; nome do diretor(a), com breve currículo; sinopse do filme; e ficha técnica.

A seleção dos dez trabalhos da Baixada Santista participantes da mostra será realizada por comitê curador composto por Raquel Pellegrini (Secult), Paula Quagliato (Secretaria Municipal de Governo), Júnior Brassalotti (Conselho Municipal de Cultura) e Carlos Cirne (Conselho Municipal de Cultura). O chamamento público para a Mostra Santista de Curtas Cidades Criativas foi publicado na edição desta sexta-feira (12) do Diário Oficial de Santos, na página 7, na Portaria 01/2017, da Secult.

Aventura nacional marca lançamento do cineclube Guará Vermelho

Por Lincoln Spada

Clássico infanto-juvenil de Lúcia Machado de Almeida, o livro ‘O Escaravelho do Diabo’ estará em linguagem audiovisual, em filme homônimo, nesta sexta-feira (dia 7), às 14 horas, na Biblioteca Municipal de Cubatão (Avenida Nove de Abril, 1.977, Centro). Com entrada franca, a sessão inaugura o cineclube Guará Vermelho, iniciativa municipal sob a curadoria dos críticos de cinema Carlos Cirne e Marcelo Pestana.

A fim de ser uma ação mensal no espaço cultural, o cineclube Guará Vermelho será aberto à comunidade, com filmes relacionados à literatura e a outros segmentos artísticos. Neste primeiro longa-metragem, a ficção dirigida por Carlo Milani mistura humor e suspense, ao abordar os mistérios sobre crimes cometidos na pequena Vale das Flores, onde – ao lado das vítimas ruivas – há caixas com escaravelhos.

Após o filme, haverá uma roda de conversa com Carlos Cirne e Marcelo Pestana, ambos com larga experiência em assessoria de imprensa e cobertura jornalística nas áreas de teatro, cinema e TV, como os volumes da Coleção Aplauso (Imprensa Oficial do Estado de São Paulo), além de editarem o boletim Colunas & Notas.

 

Cineclube Pagu, Broadway Voices e exposição no MISS nesta semana

Por Secult Santos

Com a curadoria de Marcelo Pestana e Carlos Cirne, o Cineclube Pagu promove sessão do ‘Ciclo Robert Altman’ nesta quinta-feira (9), às 19h, no Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss), com o longa-metragem ‘O Jogador’. Já na sexta-feira (10), às 15h30, o coral cênico Broadway Voices realiza mais uma edição do evento ‘Musicais do Miss’, com a projeção o longa ‘Sassaricando’. As exibições têm entrada franca.

Outro destaque é a exposição ‘Mon Premier Regard’, que traz 24 imagens feitas por fotógrafos formados pela Imago Escola de Artes. Impressa em fine art, a mostra tem curadoria de Gino Pasquato e foca o cotidiano urbano. A visitação ocorre até 10 de março, de segunda a sexta-feira, das 14h às 20h, também com entrada gratuita. O Miss fica no piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão, localizado na Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Mais informações pelo tel. 3226-8000.

Sinopses dos filmes

A comédia dramática, ‘O jogador’, dirigida por Robert Altman, traz a história de um executivo de estúdio cinematográfico que passa a ser pressionado após obter uma série de fracassos de bilheteria consecutivos. Obcecado com as ameaças que passa a receber, ele mata o roteirista, que acredita ser o responsável, e tenta driblar as investigações policiais.

Já o musical ‘Sassaricando’, com longa e premiada carreira ao longo de oito anos, é composto por canções assinadas por nomes como Noel Rosa, Lamartine Babo, Haroldo Lobo e João de Barro, o Braguinha. A produção faz uma crônica da vida e dos costumes Cariocas.

 

Cadeia Velha: Manifestação artística ‘Até o Fim’ pelos 35 anos do centro cultural

Por Lincoln Spada | Foto: Rodrigo Montaldi Morales

Nós, artistas, ativistas e apoiadores da Cadeia Velha de Santos realizaremos a mostra gratuita ‘Até o Fim – 35 anos do #CentroCulturalCadeiaVelha’ nesta sexta-feira à noite e sábado à tarde (dias 16 e 17). A programação faz referência ao período em que o prédio estadual se tornou espaço da comunidade artística, e ao último fim de semana que o mesmo local estará aberto ao público, sem data anunciada de reabertura.

É que, desde que reaberto, o patrimônio é gerido em convênio do Governo Estadual com a Poiesis para a Oficina Cultural Pagu. Mas tanto essa, como dez unidades regionais de São Paulo serão desativadas, exceto as da capital. Assim, não houve garantia oficial do Poder Público em relação às novas formações culturais, sequer quanto ao uso do edifício.

De modo simbólico, um bolo cenográfico de cristais marcará o evento, que terá cinedebate, sarau lítero-musical, oficina e performance de artes cênicas, e exposição de artes plásticas. A mostra dialoga com as manifestações que ocorrem simultaneamente nas oficinas culturais de Limeira, São Carlos, São José do Rio Preto e Sorocaba.

Programação gratuita
#CentroCulturalCadeiaVelha | Praça dos Andradas
>> Abertura da mostra de artes plásticas
Sexta | 19h | Com Marcelo Madnights e Paulo Teixeira
>> Cineclube Pagu + Mostra Marginal de Cinema Santista
Sexta | 19h30 | Com Carlos Cirne, Dino Menezes e Marcelo Pestana
>> Oficina de improvisação dança-teatro
Sábado | 15h-17h | Com Celso Lima, Marcus Di Bello e Rafael Palmieri
>> Bolo cenográfico de cristais
Sábado | 15h30-18h | Com Alexandre Sylvestre
>> Performance ‘Intolerância’, do Baobá Coletivo de Arte
Sábado | 16h | Com Bruno Oliveira, Christian Malheiros e Larissa Almeida
>> Roda de conversa: Histórias da Cadeia Velha
Sábado | 16h30 | Com Lincoln Spada e Rodrigo Montaldi Morales
>> Sarau dos 35 anos do #CentroCulturalCadeiaVelha
Sábado | 17h | Com Flávio Viegas Amoreira e Theo Cancello
Apoio: Curta Santos, Movimento Teatral da Baixada Santista, Vila do Teatro.

Oficina Pagu abre 1 mil vagas gratuitas para cursos a partir do dia 19

A Oficina Cultural Pagu, a partir do dia 19 (terça feira) abrirá inscrições para os seus novos cursos, são mais de 1 mil vagas disponíveis para Santos e cidades da baixada santista, são eles: fotografia, teatro para adolescentes e adultos, escrita criativa, criação de flyer virtual, figurino, artes visuais, patrimônio e literatura. Os destaques ficam por conta da apresentação do espetáculo de dança Okinosmóv – Um Balet Nada Russo do Núcleo Luz do Projeto Fábricas de Cultura de São Paulo e da Palestra com o escritor Ignácio de Loyola Brandão.

Toda a programação é gratuita e está disponível no site: http://www.oficinasculturais.org.br. Os interessados poderão inscrever-se pelo próprio site ou pelo email: pagu@oficinasculturais.org.br, nos locais indicados nas cidades ou pessoalmente no endereço da sede: Rua Espírito Santo, 17/Santos; de terça à sexta-feira das 14 às 20 horas. Maiores informações pelos telefones: 3219-2036 / 3219-1741. Em breve, encaminhamos a programação completa.

ARTES CÊNICAS

OFICINA: TRAJE DE CENA | Coordenação: Bruna Pereira
24/5 a 28/6 – terça(s)-feira(s) | 18h45 às 21h45 | 25 vagas
Seleção: Solicitar ficha de inscrição pelo: pagu@oficinasculturais.org.br
Local: Oficina Cultural Pagu – Rua Espírito Santo, 17 – Campo Grande – Santos/SP
O projeto visa ampliar o interesse sobre trajes de cena e o número de profissionais capacitados para criação de figurinos. Graduada em Gestão Empresarial de Moda e Design de Moda. Possui cursos complementares em Traje de Cena para figurino e teatro,pesquisa de Moda, Desenho digital de Moda,Mercado do Vestuário,Modelagem,Corte e Costura Industrial e Desenho de Moda.

OFICINA DE FIGURINO PARA TEATRO | Coordenação: Karen Cruz
30/4 a 25/6– sábado(s) | 15h às 17h | 30 vagas
Seleção: Por ordem de Inscrição
Local: Palácio da Artes – Av. Presidente Costa e Silva , 1.600 – Boqueirão – Praia Grande/SP
Estimular o interesse por novas áreas de atuação de pessoas que tenham afinidades com as artes cênicas, mais precisamente pelo profissional que atua através de pesquisa, elaboração, criação, estudos de cores e harmonia que possam contribuir, melhorar a apresentação ou a performance cênica desenvolvimento de figurinos para o teatro.

Estilista, professora, fotógrafa, figurinista e produtora de moda. Possui Graduação em Moda pela Faculdade Santa Marcelina (1998), Pós-graduação em Criação Visual e Multimídia pela Universidade São Judas Tadeu (2005), especialização em Criação Visual no Teatro pela ECA – Escola de Comunicação e Artes Universidade de São Paulo (2006), e A Moda no Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu.

2OFICINA: PROCESSO COLABORATIVO NO FAZER TEATRAL E A INTERAÇÃO COM O PÚBLICO NO ESPAÇO URBANO | Coordenação: Platão Capurro Filho
9/5 a 6/6– segundas-feira(s) | quinta(s)-feira(s) | 19h às 21h | 30 vagas
Local: Oficina Cultural Pagu – Rua Espírito Santo, 17 – Campo Grande – Santos/SP
O programa da oficina pretende introduzir os participantes no processo colaborativo do fazer teatral com interação direta do público no espaço urbano. Ator, diretor, arte educador e pesquisador teatral. Diretor artístico do grupo Teatro Widia. http://www.widiacultural.wordpress.com

OFICINA DE INICIAÇÃO CÊNICA E CORPORAL PARA TEATRO | Coordenação: Ricardo Menezes
3/5 a 14/6 – terça(s) e quinta(s)-feira(s) | 14h30 às 17h30 | 25 vagas
Local: : Oficina Cultural Pagu – Rua Espírito Santo, 17 – Campo Grande – Santos/SP
Por meio de jogos e dinâmicas, apresentar algumas técnicas e princípios fundamentais da improvisação verbal e não verbal para o desenvolvimento das habilidades de disponibilidade, imaginação e prontidão cênica. Ator profissional, diretor, roteirista, fotógrafo, dramaturgo e produtor de eventos na áreas de artes cênicas, dança e audiovisual desde 1991.
https://www.facebook.com/ricmenezes2?fref=ts

OFICINA DE DRAMATURGIA: PRODUÇÃO DE TEXTO PARA TEATRO | Coordenação: Luiz De Assis Monteiro
4/5 a 1/6 – quarta(s)-feira(s) | 19h30 às 22h30 | 20 vagas
Teatro Procópio Ferreira – Avenida Dom Pedro I, 350 – Jardim Tejereba – Guarujá/SP
Conceitos,técnicas e ferramentas necessárias à construção de um texto teatral, análise da estrutura da obra teatral, leituras de obras, e ainda, a produção de um texto. Ator, diretor, dramaturgo e professor de teatro, é licenciado em Artes Cênicas, pela Universidade de São Paulo. É fundador e diretor artístico da Companhia Teatral Confraria da Paixão, de São Paulo. Em 2016, está completando 40 anos de teatro, tendo participado da montagem de 113 espetáculos: 43 como ator e 70 como diretor. Como dramaturgo já escreveu 51 obras, em sua maioria, já encenadas. Há 35 anos vem se dedicando à pesquisa e ao ensino do teatro, em inúmeras disciplinas.
http://www.confrariadapaixao.com.br/p/cordeis-publicados.html

OFICINA DE INICIAÇÃO TEATRAL | Coordenação: Fernando Rino
2/5 a 30/5– segundas-feira(s) | quinta(s)-feira(s) – 14h30 às 16h30 | 30 vagas
Associação dos Moradores do Humaitá End. Rua José Singer, 553, Humaitá – São Vicente
Introdução aos preceitos básicos da arte de atuar: sensibilização e preparação do corpo e da voz por meio de jogos cênicos. https://www.facebook.com/fernando.rino.3

WORKSHOP DE DANÇA: ÚLTIMO DIA | Coordenação: Henrique Lima
02/05 – segunda feira | 13h às 15h | 30 vagas
Centro Cultural Raul Cortez – Avenida São Paulo , 3465 – Vera Cruz – Mongaguá/SP
Henrique Lima, agrega toda sua experiência como bailarino, apresentando aos participantes, possibilidades técnicas através da soma de diferentes linguagens. Capoeira, danças populares brasileiras, o balé clássico e a dança contemporânea fazem parte desta oficina, onde os participantes vão experimentar também a improvisação como processo para a criação artística. Nesta etapa, Henrique Lima, utiliza do seu processo de criação para o espetáculo “O Último Dia”.

Henrique Lima é bailarino, coreógrafo e pesquisador. Natural de Recife (PE) , onde iniciou seus estudos de dança em 1991. Fez parte de importantes companhias do cenário nacional e internacional como Balé Popular do Recife, Compassos Cia de Dança, Vias da Dança, Cisne Negro Cia de Dança, Balé Da Cidade De São Paulo, Quasar Cia De Dança, J.Gar.Cia, Companhia Portuguesa De Bailado Contemporâneo (Lisboa), Grua–Corpos de Passagem, Omstrab, Pultz Teatro coreográfico entre outras.

Trabalhou com importantes coreógrafos da cena contemporânea Henrique Rodovalho, Rui Moreira, André Mesquita, Mario Nascimento, Jorge Garcia, Patrick Delcroix, ItzikGalili, Nina Botkay. Como Coreógrafo atuou na Companhia de bailado De Ourinhos (STAC e UNTAR), Balé da Cidade de São Paulo (No Toque) Vias da Dança-PE( Só Pó) J.Gar.Cia (Cantinho De Nóis), Cisne Negro( Vem Dançar). Além de trabalhos com artistas independentes apresentou nas principais capitais do Brasil e em países como Alemanha, França, Portugal, Paris, Espanha, África, Chile, Peru, Argentina, Chile, Bolívia entre outros. Saiba mais em https://goo.gl/zl1t2g

ESPETÁCULO DE DANÇA: ÚLTIMO DIA | Coordenação: Henrique Lima
02/05 – segunda-feira – 17h | 03/05 – terça-feira – 19h
Centro Cultural Raul Cortez – Avenida São Paulo , 3465 – Vera Cruz – Mongaguá/SP
Henrique Lima, agrega toda sua experiência como bailarino, apresentando aos participantes, possibilidades técnicas através da soma de diferentes linguagens. Capoeira, danças populares brasileiras, o balé clássico e a dança contemporânea fazem parte desta oficina, onde os participantes vão experimentar também a improvisação como processo para a criação artística. Nesta etapa, Henrique Lima, utiliza do seu processo de criação para o espetáculo “O Último Dia”.

Henrique Lima é bailarino, coreógrafo e pesquisador. Natural de Recife (PE) , onde iniciou seus estudos de dança em 1991. Fez parte de importantes companhias do cenário nacional e internacional como Balé Popular do Recife, Compassos Cia de Dança, Vias da Dança, Cisne Negro Cia de Dança, Balé Da Cidade De São Paulo, Quasar Cia De Dança, J.Gar.Cia, Companhia Portuguesa De Bailado Contemporâneo (Lisboa), Grua–Corpos de Passagem, Omstrab, Pultz Teatro coreográfico entre outras.

Trabalhou com importantes coreógrafos da cena contemporânea Henrique Rodovalho, Rui Moreira, André Mesquita, Mario Nascimento, Jorge Garcia, Patrick Delcroix ,ItzikGalili, Nina Botkay. Como Coreógrafo atuou na Companhia de bailado De Ourinhos (STAC e UNTAR), Balé da Cidade de São Paulo (No Toque) Vias da Dança-PE (Só Pó) J.Gar.Cia (Cantinho De Nóis), Cisne Negro (Vem Dançar). Além de trabalhos com artistas independentes apresentou nas principais capitais do Brasil e em países como Alemanha, França, Portugal, Paris, Espanha, África, Chile, Peru, Argentina, Chile, Bolívia entre outros. Saiba mais em https://goo.gl/zl1t2g

ESPETÁCULO “OKINOSMÓV” – UM BALET NADA RUSSO | Grupo: Núcleo Luz | Coordenação: Renata Montesanti
25/5 – quarta-feira – 20h às 21h
Teatro Municipal Brás Cubas – Avenida Senador Pinheiro Machado , 48 – Vila Matias – Santos/SP
Entre a necessidade e o desejo estão infinitas variáveis. O que nos movimenta e o que nos paralisa? O amor, a paixão, o medo… Essas e outras inquietações tão profundamente humanas estão contidas na construção da dramaturgia do espetáculo “Okinosmóv – Um ballet nada russo”, que orienta seu sentido no risco e na incerteza que acompanha aquilo que nos move, tendo como principal instrumento de comunicação a linguagem da dança contemporânea.

O Núcleo Luz é um projeto artístico criado em 2007, que integra o Programa Fábricas de Cultura – da Secretaria de Estado da Cultura – executado pela Poiesis (Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura). Com o objetivo de ampliar o universo cultural de jovens entre 14 e 26 anos através da vivência na linguagem da dança integrada a conteúdos educativos, o projeto oferece dois programas de formação gratuitos, disponibilizando aos aprendizes uma ajuda de custo mensal.

LITERATURA

8UM DEDO DE PROSA COM LOYOLA BRANDÃO | Coordenação: Loyola Brandão
4/6 – sábado – 15h30 | 30 vagas
Oficina Cultural Pagu – Rua Espírito Santo, 17 – Campo Grande – Santos/SP
Loyola Brandão ,um dos maiores nomes da literatura contemporânea , falará sobre sua trajetória como romancista,contista, cronista e jornalista em conversa instigante sobre o prazer de escrever. Jornalista, trabalhou no jornal Ultima Hora, depois nas revistas Claudia, Realidade, Setenta, Planeta, Ciência e Vida, Lui e terminou a carreira em Vogue. Publicou até o momento 37 livros. Em 2008 ganhou o prêmio Jabuti, como Menino que Vendia Palavras.

3WORKSHOP DE CRIAÇÃO POÉTICA: COMO SONHAR O REAL | Coordenação: Marcelo Ariel
10/5 – terça-feira – 19h às 21h30 | 30 vagas
Secretaria de Cultura – Avenida Nove de Abril , 2795 – Centro – Cubatão/SP
O uso da intuição e, dos símbolos e da imagética na construção do Poema, o processo de criação poética e a realidade com a referencia das obras escritas por Marcelo Ariel.

Marcelo Ariel é poeta e performer, autor dos livros Tratado dos Anjos Afogados (Caraguatatuba: Letra Selvagem, 2008), Me enterrem com a minha AR-15(São Paulo: Dulcineia Catadora, 2009), Retornaremos das cinzas para sonhar com o silêncio (São Paulo: Patuá, 2014), Diário Ontológico (São Paulo: Pharmakon, 2014), entre outros. Coordena cursos livres de criação literária e vive em Cubatão (SP).

6OFICINA “JOGOS DE ESCRITA: A REINVENÇÃO DA NARRATIVA” | Coordenação: Lu Menezes
3/5 a 19/5 – terça(s)-feira(s) e quinta(s)-feira(s) – 18h30 às 21h | 25 vagas
Pinacoteca Benedicto Calixto – Avenida Bartolomeu de Gusmão , 15 – Boqueirão – Santos/SP
Técnicas de escrita criativa, onde a prática de jogos e exercícios de escrita ajudam a destravar e amplificar o fluxo narrativo dos participantes. Auxiliando na estruturação de histórias assertivas e surpreendentes, capazes de sensibilizar o leitor. Publicitária e autora, Lu Menezes escreveu o livro de crônicas “Baião de Três”. Realizou oficinas de escrita criativa e de contação de histórias nos estados de Santa Catarina e São Paulo.

ARTES VISUAIS – FOTOGRAFIA

EXPOSIÇÃO: ENSAIO SOBRE MULHERES | Coordenação: Karen Ritchie
Terças as sextas feiras – 14h às 20h; sábados – 14h as 17h
Oficina Cultural Pagu – Rua Espírito Santo, 17 – Campo Grande – Santos/SP
Transmitir novas percepções sobre a mulher registrando o universo feminino, misturando emoção e as técnicas fotográficas. Karen é publicitária, formada em comunicação e fotografa com experiência de mais de 15 anos na área. Foi editora de imagens da TV Mar e em produtora de comerciais. Atua na área da fotografia social, com formação em estúdio e produção foto jornalística.

10WORKSHOP: TÉCNICAS E TRUQUES DA FOTOGRAFIA | Coordenação: Flavio Meyer
6/5 – sexta-feira – 18h45 às 21h45
7/5 – sábado – 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00
Seleção: Carta de interesse | 25 vagas
Oficina Cultural Pagu – Rua Espírito Santo, 17 – Campo Grande – Santos/SP
Explorar todas as questões vitais à construção imagética e desvenda os segredos da fotografia profissional. Pós-Graduado em Comunicação Visual pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo, atuando no mercado publicitário, iniciou sua carreira de fotógrafo em 2011 com a exposição “Gigantes em Miniatura”, em 2014 publicou o seu primeiro livro de imagens “Poesia Fotografada”, e em 2015 foi convocado para o Prêmio Paraty em Foco. http://www.flaviomeyer.com.br.

COMUNICAÇÃO E NOVAS MÍDIAS

OFICINA: CRIE SEU BANNER VIRTUAL | Coordenação: Carlos Cirne
2/6 a 23/6 – quinta(s)-feira(s) – 19h30 às 21h30 | 20 vagas
Seleção: Carta de interesse | Oficina Cultural Pagu – Rua Espírito Santo, 17 – Campo Grande – Santos/SP
Apresentar ferramentas e softwares de composição e preparação de imagens para promoção rápida em redes. Carlos é designer, assessor de imprensa, cobrindo as várias áreas do entretenimento: teatro, cinema e TV. Co-editor da newsletter online Colunas & Notas, periódico sobre artes e lazer; responsável pelo design dos volumes da Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo. Na área de cinema, atuou como jurado em duas edições do Curta Santos – Festival de curtas-metragens da cidade de Santos / SP, assim como orientador de debates, entre outros.

MÚSICA

CONCERTO DE CANTO CORAL: MULHERES – A VEZ E A VOZ | Coordenação: Coral Zanzalá
8/5 – domingo – 19h | 200 vagas
Concha Acústica – Canal 3 , Santos/SP
Este concerto traz um repertório que aborda o universo feminino, com canções que valorizam a mulher, seu papel fundamental na sociedade, suas lutas e ambições. O Coral Zanzalá foi criado pelo maestro Rodrigo Augusto Tavares em 1978, no antigo Conservatório Musical de Cubatão. Hoje é considerado um dos corais mais importantes do Estado de São Paulo. Em 2014 apresentou-se no Lincoln Center, em Nova York

5LUIZINHO E A ARTE DO VIOLÃO 7 CORDAS | Coordenação: Luizinho 7 Cordas
22/4– sexta-feira – 10h às 13h | 30 vagas
Clube do Choro – R. Quinze de Novembro, 68 – Centro – Santos/SP
A oficina musical irá decifrar a utilização da sétima corda do violão para apresentações do Choro, dando um panorama histórico do violão 7 Cordas, principais músicos, a linguagem, algumas ideias de Baixarias de Condução e das diversas tonalidades deste instrumento musical.

Um dos maiores violonistas de sete cordas do Brasil, Luiz Araújo Amorim, o Luizinho 7 cordas, nasceu em Marília SP.Violonista premiado, hoje com 70 anos é considerado um dos maiores violonistas do Brasil. Em 2011 a parceria entre o Clube do Choro de Santos e a Prefeitura criou a Escola de Choro Luizinho 7 Cordas O curso tem duração de três anos e é aberto a crianças e adolescentes de nove a 17 anos, preferencialmente moradores do entorno do Mercado e do Centro Histórico, áreas de grande vulnerabilidade social.

ARTES VISUAIS

WORKSHOP: EU E FRIDA – CRIAÇÕES ARTÍSTICAS A PARTIR DA OBRA DA PINTORA FRIDA KAHLO | Coordenação: Kadu Veríssimo
3/5 a 24/5 – terça(s)-feira(s) – 19h às 22h | 20 vagas
Casa da Cultura – Av. Tomé de Souza , 130 – Centro – Bertioga/SP
Sequência de criações artísticas estimuladas pela obra da pintora mexicana Frida Kahlo em busca de um objeto artístico genuíno e pessoal , partindo de suas vivências para a construção de expressões artísticas , como desenho, gravura, pintura, escultura, dança, performance, etc.

Ator,autor, diretor e artista plástico, licenciado em Artes Visuais pela Unisanta (Santos-SP). Como artista plástico foi o ilustrador responsável pelas obras do projeto visual do décimo segundo curta santos (festival de cinema de Santos) ,exposição ArteCidade no MISS (Museu da Imagem e do Som de Santos) e expôs seus trabalhos nos projetos Viva Pagu na Casa das Rosas (São Paulo-SP) e Entre Fronteiras em Lima, no Peru. Atualmente desenvolve seus trabalhos na companhia Casa3 na cidade de Guarujá-SP, e o Coletivo em Santos–SP.

PATRIMÔNIO

OFICINA “O PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARQUEOLÓGICO DE PERUÍBE” – OLHARES, PERCEPÇÕES E MEMÓRIA NA TERRA INDÍGENA PIAÇAGUERA | Coordenação: Fátima Pires
4/5 a 25/5 – quarta(s)-feira(s) – 13h30 às 15h30 | 20 vagas
Escola Indígena da Aldeia Piaçaguera – Estrada do Telégrafo, Peruíbe/SP
Apresentar o Patrimônio Histórico e Arqueológico de Peruíbe aos indígenas da Terra Indígena Piaçaguera, promovendo um amplo debate sobre os sítios arqueológicos existentes na Terra Indígena Piaçaguera e sobre o passado dos indígenas no local, fazendo-os refletir sobre suas origens e ligações com o local. Professora, historiadora e mestra em educação indígena pela Unisantos. Atualmente é a restauradora da instalações do arquivo histórico de Peruíbe.

*Mônica Tranjan