Arquivo da tag: centro de cultura

Concult planeja centro cultural com moradia social para mais vulneráveis

Por Lincoln Spada

Cerca de 150 imóveis em Santos podem vir a sediar a luta mais ousada do Conselho de Cultura da Cidade (Concult). O plano é de que seja revitalizado um espaço público ocioso que abrigue artistas em situação de vulnerabilidade, em contrapartida, a realização de ações formativas e gratuitas para a população. De preferência, na região Central.

A mescla de diretrizes de ocupação pública, Retiro dos Artistas e Pontos de Cultura já é citada no Plano Municipal de Cultura, sancionado em julho de 2017. Desde o mês seguinte, a pauta é retomada nas reuniões do conselho e ganha novos contornos. Uma comissão interna do Concult foi criada para monitorar a demanda da classe artística e o mapeamento de futuros espaços.

Cedido ao Município até 2023, o prédio federal que era o antigo Ambulatório de Especialidades (Ambesp) na Rua Gonçalves Dias se tornou numa das preferências dos conselheiros. Para o Diário do Litoral, o presidente do conselho, Júnior Brassalotti, ressalta: “É um espaço imenso e que, atualmente, está ocioso. Em um espaço como aquele, seríamos capazes de receber não só um centro de acolhimento para pessoas LGBT+, como também para artistas em trânsito na cidade, um hotel solidário”.

Com 2,8 mil m², o imóvel de sete andares necessita de uma ampla reforma. Lá, além de servir de moradia social para fazedores de arte em situação de vulnerabilidade, a mesma possibilidade poderia ser aplicada para pessoas que, pela diversidade sexual, foram vítimas de violência, expulsas de casa ou em situação de rua. O acolhimento seguiria aos moldes da Casa 1 – Centro de Cultura e Acolhimento LGBT.

Cinema e Hip Hop

Noutros pavimentos, os artistas estudam desde residência artística até uma Escola Pública de Cinema e a Casa de Hip Hop. Em nota, a Prefeitura informou ao G1 que, junto ao Concult, “foram iniciadas conversas para que seja realizado mapeamento de possíveis imóveis que tenham condições de receber o abrigo para os artistas. Após esta fase, ainda será necessária a elaboração de um projeto que atenda tal finalidade”.

 

Guarujá realiza mostra em alusão ao mês da Consciência Negra

Por Prefeitura de Guarujá

A Secretaria de Coordenação Governamental de Guarujá, por meio da Assessoria de Igualdade Racial e do Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de Guarujá, realiza neste mês de novembro uma extensa programação em alusão ao mês da Consciência Negra – “Novembro Negro”.

As atividades começaram na última sexta-feira (17) e prosseguem até o domingo (26). A data é marcada por diversas manifestações em todo o País, que promovem a reflexão sobre as conquistas e lutas dos negros pela igualdade.

O Dia Nacional da Consciência Negra será celebrado na próxima segunda-feira (20), data que foi instituída oficialmente pela Lei no 12.519 (de 10 de novembro de 2011) e faz referência à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.

Na segunda-feira (20/nov), às 9h, há a visita do Busto do Zumbi dos Palmares, na Praça Horácio Lafer (Enseada), com lavagem do monumento, roda de conversa com lideranças do movimento negro, apresentações de capoeira, dança afro, afoxé, escola de samba, entre outros.

No dia seguinte, às 8h, na E.E. Prof. Waldemar da Silva Rigotto (Rua 1º de Maio, 574, Sítio Paecará), acontece intervenção cultural, com capoeira, conversa com Mestre Cícero e palestras sobre cotas raciais, genocídio negro, racismo e desigualdade.

Na quarta-feira, das 18h às 22h, no Teatro Procópio Ferreira (Av. Dom Pedro 1º, 350, Tejereba), acontecem palestras, apresentações de grupos folclóricos, Coral Municipal, entre outros. A União de Negras e Negros pela Igualidade, na quinta, às 19h, realiza palestra e ação cultural no Colégio Adélia Camargo Corrêa (Av. Miguel Mussa Gaze, 247, Vila Santa Rosa).

Por fim, a programação encerra no domingo, das 8h às 22h, no CAEC Ver. André Luiz Gonzalez (Travessa 268, Quadra 77, Morrinhos II), com calendário de capoeira, organizado pelo Centro de Cultura Herança de Palmares Omo Oba Zumbi, Mestre Sandro, participação de Grupo Afroketu.

 

Roda de Break Dance agita Centro de Cultura Patrícia Galvão

Por Secult Santos

O Centro de Cultura Patrícia Galvão (Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias) vira pista de dança para a ‘Roda de Breaking 2017’.

Em sua 2º edição, o evento, que traz mostras competitivas de danças sociais do hip hop, espera receber mais de 300 b-boys e b-girls das cidades da Baixada Santista e outros municípios. Também são aguardados dançarinos de países da América da Latina.

A ‘Roda de Breaking’ ocorre neste sábado (22) e domingo (23), das 12h às 20h, no piso térreo do Centro de Cultura. A entrada é gratuita. Outras informações na página http://www.facebook.com/RodaDeBreaking

 

Secult de Santos expõe gravuras de seu acervo

Por Secult Santos

A Coordenaria de Museus e Galerias da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) realiza a mostra ‘Gravuras do Acervo – A Arte da Impressão’, que resgata treze obras do patrimônio da secretaria, impressas de 1966 a 2000 e assinadas por artistas como Bernardo Caro, Arnaldo Vieira, Elbert Duarte, Noviello e Geraldo Lara, entre outros.

O público poderá conferir diferentes técnicas utilizadas nas xilogravuras, água-forte, água-tinta e relevos. A exposição pode ser conferida na galeria de Arte Patrícia Galvão (3º piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão), de segunda à sexta-feira, das 11h às 18h, até 24 de fevereiro.

O Centro de Cultura fica na Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. A entrada é gratuita. Mais informações pelo tel. 3226-8000.

 

Exposição no Braz Cubas retrata cartões postais da Cidade em MDF

Por Secult Santos

Para celebrar o aniversário de Santos, a Galeria de Arte Braz Cubas (2º piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão) recebe a exposição ‘Santos e Seus Encantos’, que reúne obras talhadas em MDF assinadas pelo artista Anderson Camargo. Reúne imagens como a mureta da praia, os prédios tortos, o bondinho e outros cartões postais da Cidade, além de personagens históricos como Saturnino de Brito e José Bonifácio.

A abertura ocorre na quarta-feira (25), às 19h. Os trabalhos podem ser conferidos até o dia 25 de fevereiro, de segunda a sexta-feira, das 11h às 18h, com entrada é gratuita. Anderson voltou sua atenção para as artes em 2007, desenvolvendo temas como flores, paisagens e, depois, fotografias. Ele já retratou inúmeras celebridades e realizou mostras em Santos e Bertioga. Seu trabalho faz parte do acervo da Igreja São Paulo da Cruz. A imagem de Cristo, com 2 metros de altura, é sua maior escultura.

 

 

Galerias municipais de Santos têm novo horário de funcionamento

Por Secult Santos

As três galerias de arte do Centro de Cultura Patrícia Galvão – Braz Cubas, Espaço Vip e Patrícia Galvão – têm novo horário de funcionamento. Os espaços, administrados pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult), não abrirão nos fins de semana. De segunda a sexta-feira, operam das 10h às 18h. Entrada gratuita.

O Espaço Vip, no segundo piso, abriga até este sábado (14), a mostra ‘Monumentos Europeus’, que retrata alguns dos ilustres pontos da Europa por meio da pintura da artista plástica pernambucana Josefa Maria (Jô Santos), formada em Arte e Pintura pelo Ateliê Escola de Desenho em SP.

Já as galerias Braz Cubas e Patrícia Galvão estão em recesso e voltam a receber atividades a partir do próximo dia 25. Mais informações pelo telefone 3226-8000. O Centro de Cultura Patrícia Galvão fica na Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias.

 

Exposição de pintura de Jô Santos retrata monumentos europeus

Por Secult Santos

Locais famosos da Europa são retratados nos quadros da artista plástica Josefa Maria (Jô Santos), que apresenta a exposição ‘Monumentos Europeus’ no Espaço Vip da Galeria de Arte Braz Cubas, localizado no 2º piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão (Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias).

A mostra tem abertura às 19h desta sexta-feira (16) e pode ser conferida até 14 de janeiro, de segunda a sexta-feira, das 11h às 19h, e nos sábados, das 13h às 19h. A entrada é gratuita. A exposição reúne obras em diversos estilos, além de ter apelo social.

“Ao adquirir uma tela, 25% do valor é destinado às crianças e pessoas menos favorecidas em alguma parte do mundo”, explica a artista. Formada em Arte e Pintura pelo Ateliê Escola de Desenho em São Paulo, Jô Santos, que é natural de Pernambuco, frequentou a Accademia di Belle Arti na Italia, onde aprimorou seu estilo e desenvolveu inúmeras técnicas.