Arquivo da tag: concerto

Em seu 6º aniversário, Orquestra na Rua celebra o Natal

Por Secult Santos

A magia do Natal será celebrada na última apresentação de 2018 da Orquestra na Rua. O projeto, que celebra 6 anos de atividades, reúne musicistas clássicos de várias partes do País no Concerto Especial de Natal, que ocorre gratuitamente na Praça do Surfista, na orla do José Menino, neste sábado (22), às 18h.

No repertório estão clássicos como ‘Jingle Bells’ e ‘Silent Night’; eruditas como ‘Ave Verum Corpus’ e ‘Ode à Alegria’; e populares, o caso de ‘La Vien Rose’. Os musicistas interessados em fazer parte da apresentação podem fazer cadastro no link https://goo.gl/ETEmcZ e comparecer no dia e horário comunicado pela produção. Devem estar munidos de seu instrumento.

A Orquestra na Rua oferece estantes, partituras e cadeiras, além de fornecer lanches. Idealizado pelos músicos Caio Forster, Leonardo Mallet e Matheus Bellini, tem como objetivo difundir a música clássica de forma mais popular.

O projeto monta uma orquestra de cordas (violinos, violas, violoncelos e contrabaixos) de forma abrangente, aberta a quem tiver experiência e quiser participar. Os músicos se encontram, formam o grupo, ensaiam e se apresentam. Tudo isso em um período de aproximadamente 6 horas, ao ar livre.

 

Grupos Artísticos de Cubatão reúnem mais de 200 artistas num só palco

Por Morgana Monteiro

Mais de 200 talentos dos Grupos Artísticos de Cubatão sobem no palco do Bloco Cultural do Paço Municipal no próximo sábado (8), às 20 h, em uma apresentação especial. Comemorando o aniversário de Cubatão, 68 anos de emancipação político-administrativa, o concerto reunirá todos os Corpos Estáveis da cidade. A entrada é gratuita e o Bloco Cultural fica na Praça dos Emancipadores, s/nº, Centro (entre a Prefeitura e a Câmara Municipal).

O evento tem início com a Banda Marcial de Cubatão e seu Corpo Coreográfico, interpretando “Olimpic Spirit”, de John Williams e “Ammerland”, de Jacob De Haan, com participação da bailarina Jhully Batista. A Marcial tem regência do maestro Alexandre Felipe Gomes e o Corpo Coreográfico é coordenado por Alessandra Palucci. O Coral Raízes da Serra e suas maduras vozes da Terceira Idade trazem “Azul da cor do mar”, de Tim Maia, sob a regência da Sandra Diogo Moço. A Cia de Dança da Sinfônica levará a premiada coreografia “Implexis”, de Flávia Sá. Com direção artística de Vanessa Toledo, esta montagem foi uma das selecionadas para competir no Festival Valentina Kozlova, em Nova York, em junho deste ano.

A segunda parte do concerto traz a Banda Sinfônica de Cubatão, com regência do maestro Rodrigo Vitta em “Batuque”, de Lorenzo Fernandez. Depois, em parceria com o Coral Zanzalá, a Sinfônica apresenta grandes obras da MPB como “Encontros e Despedidas”, de Milton Nascimento e arranjo confeccionado por Vitta; e “Villa-Lobos Fantasia”, uma composição de Rodrigo Vitta. O Zanzalá contará com regência de Nailse Machado e Maria Fernanda Tavares.

A noite musical será encerrada com “Fantasia Sinfônica Cubatão 2001”, de Roberto Farias. Participam desta obra, além da Banda Sinfônica de Cubatão, Coral Zanzalá, Corpo Coreográfico da Marcial, Grupo Rinascita de Música Antiga – sob a direção artística de Fabrício Leite e o Coral Infantil do Programa BEC, com orientação dos monitores Alessandro Inácio, Ruth Menezes e Alessandra Silva. Regência de Rodrigo Vitta. O músico Thiago Bilú – que já foi integrante da Sinfônica, da Marcial e monitor do Programa BEC e hoje é trompista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) – fez questão de participar da apresentação, como convidado.

Criada no início dos anos 2000, a “Fantasia Sinfônica” retrata, por meio da música, as artes em todos os seus segmentos, que se entrelaçam à história de Cubatão. “São momentos diferentes desta ‘fantasia sinfônica’ que nos leva a viajar por Cubatão e todos esses meandros artísticos que compõem tão bem nossa identidade”, disse o maestro, que hoje é coordenador geral dos Corpos Estáveis, filho de Cubatão, fundador da Banda Sinfônica (na época em que ainda era Banda Musical) e prolífico compositor.

Com esta apresentação, os Grupos Artísticos celebram a cidade de Cubatão e a Arte tão presente na vida do município. “Os Corpos Estáveis são bens culturais, bens da comunidade cubatense. A arte que produzimos é para nossos moradores. Tudo o que produzidos, ensaiamos com afinco e apresentamos com excelência pode ser resumido em um sentimento: gratidão. Gratidão à nossa cidade que nos acolhe e à comunidade que sempre nos prestigia”, completa Roberto Farias.

 

Cancioneiro Espanhol reúne Coral de Guarujá e violinista Thiago Abdalla

Por Prefeitura de Guarujá/Emesp

Vai acontecer o Concerto Cancioneiro Espanhol no próximo dia 3 (quinta-feira), às 20 horas, com entrada franca, no Teatro Municipal Procópio Ferreira (Av. Dom Pedro 1º, 350/Guarujá). Nele, o Coral Municipal do Guarujá conta com o violonista convidado Thiago Abdalla. Com carreira internacional, Thiago é integrante do Quarteto de Violões “Quaternaglia” que já lançou 7 CDs e 1 DVD.

O concerto Cancioneiro Espanhol reúne canções populares e folclóricas de diversas regiões da Espanha e a importante obra para violão e coro misto, Romancero Gitano do compositor italiano Mario Castelnuovo-Tedesco. A música é composta sobre poemas do famoso poeta e dramaturgo espanhol Federico Garcia Lorca, cujos marcantes textos estão sempre envolvidos numa trindade castelhana: ciganos, violão e Espanha.

Programa
>> ‘Canções Populares Espanholas’
>> ‘Ya se van los pastores’
>> ‘Donde vás’
>> ‘Ay, linda amiga’
>> ‘Abre-me la puerta’
>> ‘La Clara’
>> ‘Cantar gallego’
>> ‘Romancero Gitano’ (Mario Castelnuovo-Tedesco/Federico Garcia Lorca)
>> ‘La guitarra’
>> ‘El puñal’
>> ‘Baladilla de los três rios’
>> ‘Crótalo’

Thiago Abdalla

É bacharel e mestre em música pela USP. Participou de diversos festivais de música no Brasil, EUA e Espanha. Possui um vasto repertório de violão solo, música de câmara e concertos com orquestra com o qual vem se apresentando regularmente. É integrante do Quaternaglia, que lançou o CD Jequibau, finalista do Prêmio da Música Brasileira, e realiza turnês pela América Latina, Europa e Estados Unidos.

Sua atividade docente merece destaque por lecionar violão na Tom Jobim EMESP – Escola de Música do Estado de São Paulo, ministrando aulas e coordenando a Camerata de Violões da EMESP. Colaborou com a publicação dos livros didáticos do Projeto Guri e com a matriz curricular de música em São José dos Campos. É membro fundador da Associação Orff-Schulwerk do Brasil e participa das orientações curriculares e formação da equipe de arte da Seduc-SP.

Banda Sinfônica de Cubatão homenageia Afonso Schmidt neste domingo

Dentro das comemorações da Semana Afonso Schmidt, a Banda Sinfônica de Cubatão promove a apresentação gratuitas da série Brasilidades neste domingo (19/jun), às 16 horas, na CRAS Rubens Lara (Rua Rivaldo Freitosa, s/nº). Concerto com repertório popular e erudito, a sessão conta com a participação da solista convidada, Dulcineia Almeida, do Coral Zanzalá.

Banda Sinfônica

Criada nos anos 70, a Sinfônica também se preocupa com o lado social exercendo a cidadania através dos Concertos Didáticos, onde apresenta a música erudita a crianças e adolescentes das escolas públicas e particulares de Cubatão e de outras cidades da Baixada Santista.

Afonso Schmidt (1890-1964)

Nascido em Cubatão, Afonso fundou o jornal Vésper na sua cidade natal, e em São Paulo fez parte da redação dos importantes periódicos libertários. Ocupou ainda posições na redação dos jornais Folha e O Estado de S. Paulo. No Rio de Janeiro, fundou o jornal Voz do Povo, que a seu tempo tornou-se o órgão de imprensa da Federação Operária.

Escrevendo intensamente por toda sua vida, foi autor de uma vasta obra poética e literária reunida em mais de quarenta livros. Envereda por crônicas históricas, e fantasia, sendo também um pioneiro da ficção científica no Brasil.

*Morgana Monteiro/Grupos Artísticos de Cubatão

 

Osesp faz concerto na Praia do Gonzaga no dia 13 de dezembro

A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) encerra a temporada de 2015 com o tradicional concerto na Praia do Gonzaga, em palco armado ao lado do Canal 3, no dia 13 de dezembro, a partir das 19h30. A programação, gratuita, também marca o encerramento do 21º Tocando Santos e integra o projeto Osesp Itinerante, que leva concertos sinfônicos e de câmara por todo o Estado de São Paulo.

A apresentação na praia terá regência da maestrina Marin Alsop, além de participações do Coro da Osesp, sob a regência de Naomi Munakata, e do Coro Acadêmico da sinfônica, sob o comando de Marcos Thadeu.

O programa será composto por ‘Abertura Cubana’, de George Gershwin; ‘Sinfonia nº 7 em Lá maior, Op. 92, Allegro com brio’, de Ludwig van Beethoven; e ‘Messias: Excertos’, de Georg Friedrich Händelo.

O projeto ‘Tocando Santos’ é uma parceria entre a Prefeitura de Santos, Governo do Estado de São Paulo, Sesc e Sistema A Tribuna A Tribuna de Comunicação.

Serviço
Concerto da Osesp – Encerramento da temporada de 2015
Dia 13 de dezembro, às 19h30
Orla do Gonzaga, ao lado do Canal 3
Gratuito

*Prefeitura de Santos

 

Guarany recebe grupos culturais da UniSantos

Nesta sexta-feira (18), às 20h30, o Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico) recebe a Orquestra Sinfônica Jovem UniSantos, que executa o ‘Concerto de Primavera’. A performance será precedida do espetáculo ‘A Proposta’, do Grupo Experimental de Teatro da mesma universidade (Gextus), e da apresentação do Coral Universitário. A entrada é gratuita.

Sob a regência do maestro Beto Lopes e com a participação dos solistas Jonas Roberto de Oliveira (sax alto) e Carmencita Peres (mezzo-soprano), a orquestra executa peças eruditas e populares como ‘Engines of Resistance’, de Larry Clark; ‘Valsa das Flores’, de Tchaikosvki; o tema do filme ‘Os Piratas do Caribe’, composto por Klaus Baldet; e ‘Saci’, da ‘Suite Petizada’, de Villa-Lobos, entre outras.

Já coral, também sob a regência do maestro Beto Lopes, apresenta composições como ‘Rock My Soul’, ‘Epitáfio’ e ‘Oh Happy Day’. No teatro, o grupo Gextus faz uma homenagem ao tradicional circo-teatro, gênero popular da primeira metade do século 20, com a peça ‘A Proposta’, que tem direção de Cesar Bargo. Trata-se de uma livre adaptação para dramaturgia do episódio ‘La Propuesta’, do filme ‘Relatos Salvajes’, do diretor argentino Damián Szifron.

Formados por alunos, todos os conjuntos integram o Projeto Cultural da UniSantos, que incentiva ações voltadas para a preservação da cultura por meio de iniciativas que incluem música, teatro, cinema e literatura.

*Prefeitura de Santos

 

‘Queen Sinfônico’, da Sinfônica de Cubatão e Zanzalá, é destaque em SP

A energia do rock de mãos dadas com a competência da formação clássica musical. O que parecia apenas diferente tornou-se um grande espetáculo, vibrante e cheio de vida. Depois de três anos, o Concerto “Queen Sinfônico”, da Banda Sinfônica de Cubatão e Coral Zanzalá, aterriza agora no Festival de Inverno de Amparo, no interior do Estado. A apresentação será na sexta-feira, 31, às 20h, em um palco gigante montado na Praça Pádua Sales, centro da cidade. A entrada é franca.

O projeto é uma homenagem à banda inglesa de rock Queen. Em um trabalho cheio de detalhes, Sinfônica e Coral reúnem mais de 100 artistas no palco, entre músicos e cantores, realizando um trabalho surpreendente, de excelente qualidade artística e técnica. Muitas imortalizadas pelo Queen estarão neste Concerto. As músicas, originalmente compostas para uma banda de rock and roll, receberam versões coral-sinfônicas. Na lista estão: “Bohemian Rhapsody”, “We are the champions”, “Somebody to love”, “How can I go on” e “Don’t stop me now”.

A regência será do maestro Roberto Farias, que também é coordenador dos Grupos Artísticos de Cubatão, e das regentes titular do Coral, Nailse Cruz, e assistente, Maria Fernanda Tavares, responsáveis pelo trabalho de preparação dos solistas e demais atuações vocais.

A promessa é de repetir o sucesso das apresentações realizadas em Cubatão, Santos, Tatuí e HSBC Hall, na capital, onde os corações de mais de cinco mil pessoas foram simplesmente arrebatados. Independentemente do gosto e refinamento musical de cada ouvinte, não há como negar a importância da banda “Queen” na música universal e é essa genialidade que estará disponível a todos.

REPERTÓRIO ECLÉTICO

O programa musical deve ter duração de uma hora e a primeira parte contará com apresentação da Sinfônica com músicas eruditas. São obras como “The hounds of Spring”, de Alfred Reed; “Dança Brasileira”, composição de Camargo Guarnieri; e “Star Wars Saga”, de John Williams. A regência será do maestro interino, Ulysses Damacena.

*Morgana Monteiro