Arquivo da tag: cubatão

Seis municípios da BS terão Circuito SESC de Artes 2019; acesse programação completa

Por Sesc SP

Uma caravana com 490 artistas de diversos lugares do Brasil e do mundo, divididos em 14 roteiros, se prepara para viajar pelo estado de São Paulo no 11º Circuito SESC de Artes. Com atividades de artes visuais, circo, cinema, dança, música, teatro, literatura e tecnologia e artes, o circuito acontece de 29/mar a 14/abr, das 16h às 21h30 em 121 cidades.

Na Baixada Santista, foram contemplados os municípios: Mongaguá (29/mar), Guarujá (30/mar), São Vicente (31/mar), Cubatão (12/abr), Bertioga (13/abr) e Peruíbe (14/abr). De atmosferas poéticas a explosões de cenas, de performances solo a grandes grupos, de trabalhos manuais a realidade virtual, o Circuito envolve 100 programações culturais em mais de mil apresentações artísticas em espaços públicos, sempre com atrações gratuitas para todas as pessoas.

Realizado desde 2008, o circuito tem como objetivo estimular a circulação e a difusão de trabalhos artísticos, inspirar diversos usos para os espaços públicos e ampliar as possibilidades de convivência. “A importância do projeto está, sobretudo, ligada ao caráter democrático das ações, pensadas para aproximar o público das mais diversas formas de expressão da arte e de seus conteúdos. Ao levar as atividades para as praças, o Circuito cria pontes significativas entre as pessoas, os artistas e o próprio espaço”, explica Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo.

Para a realização do Circuito SESC de Artes o Sesc São Paulo conta com a parceria das prefeituras municipais e sindicatos do comércio locais. A coordenação dos trabalhos envolve equipes de diversas unidades do Sesc em todo o estado. O site do Circuito será diariamente atualizado com produções exclusivas, registrando histórias curiosas, destaques da programação e personalidades de cada cidade que recebe a caravana. Basta acessar sescsp.org.br/circuitosescdeartes e conferir estes conteúdos.

> Mongaguá | Sexta-feira, 29/mar | 16h às 21h30 | Praça Fernando Arens (Centro)
> Guarujá | Sábado, 30/mar | 16h às 21h30 | Praça dos Expedicionários (Praia de Pitangueiras)
> São Vicente | Domingo, 31/mar | 16h às 21h30 | Praça 22 de Janeiro (Centro)
Programação nestes municípios: Espetáculo de dança ‘Varal de Nuvens’, com Lagartixa na Janela (SP); Teatro ‘Menu Del Giorno’, com Companhia Bella Vita (Itália); show de Forró na Caixa (PE) e Cremosa Vinil (SP); Cinema em realidade virtual em parceria com a Mostra Internacional de Cinema de SP; mostra ‘Bordadinhos Fantásticos’, com Ímã Cósmico (SP); atividade literária ‘Universo HQ’, com mediação do Grupo Êba (SP); e pilotagem de minidrone, com Lucas Schlosinski e Natasha Colombo Praga (SP).

> Cubatão | Sexta-feira, 12/abr | 16h às 21h30 | Praça da Independência (Casqueiro)
> Bertioga | Sábado, 13/abr | 16h às 21h30 | Parque dos Tupiniquins (Centro)
> Peruíbe | Domingo, 14/abr | 16h às 21h30 | Praça da Igreja Matriz (Centro)
Programação nestes municípios: Oficina ‘Pipa Gravura’, com Silvia Ruiz (SP); teatro ‘Os Cavaleiros da Triste Figura’, com Grupo Boca de Cena (SE); espetáculo circense ‘Roda’, com Rapha Santacruz (PE); show de Mutrib (SP) e DJ Mary G (SP); espetáculo de dança ‘(Com) Fluencia’, dos Discípulos do Ritmo e convidados (SP); cinema em realidade virtual; e mostra ‘Jandig – Arte em realidade aumentada’, com Memelab (SP).

 

Censura: Prefeitura de Cubatão suspende mostra imaginária no Anilinas

Por Lincoln Spada

Exatamente há uma semana, a Prefeitura Municipal de Cubatão comunicou em nota a suspensão de uma exposição fotográfica no Galpão Cultural, prevista para 21/mar. A nota lançada na antevéspera do evento foi abordada como uma censura pelos artistas do espaço e da região nas redes sociais.

Ora 2019, ora 1964, censura tem o mesmo significado no dicionário: aprovação ou desaprovação prévia de circulação de obra artística ou informativa com base em critérios morais ou políticos. Assim, usaremos o termo. E considerando o cartaz virtual do evento reproduzindo tarjas críticas ao quadro de nudez renascentista, ‘O Nascimento de Vênus’, a metalinguagem foi aplicada na cidade da Rainha das Serras.

Ironia maior é que nenhum membro da Prefeitura analisou o conteúdo das peças antes do anúncio do cancelamento. A razão: a mostra fotográfica jamais existiu. O que já estava planejado há 20 dias e ocorreu no ‘Toda Quinta Tem‘ era poesias, música acústica, discotecagem, esquete teatral e, no máximo, desenhos em formato A5, no Galpão Cultural – ocupação artística de coletivos locais no Parque Anilinas.

O parque é gerido pela Secretaria de Turismo, mas a mostra imaginária teve o seu anúncio censurado em reunião emergencial na tarde de 19/mar a pedido da secretária municipal de Cultura a um membro do Galpão. Bailarina e diretora artística premiada no exterior, a titular da pasta estava acompanhada do secretário de Comunicação Social, ex-assessor especial do Ministério da Cultura.

Noutros anos, cancelamentos de atividades culturais por viés moralista ou político já foram repreendidos publicamente por ministros do setor. Por exemplo, Roberto Freire abordou em 2017 sobre o fechamento do ‘QueerMuseu’: “O fundamental é destacar o erro da decisão de proceder o fechamento da exposição (…). Quem fecha exposições de arte – e aqui, cabe repetir, não importando saber o juízo de valor das obras – é a ditadura”.

Em nota, o Galpão Cultural informou que “nos foi posto que a arte de promoção do evento havia causado constrangimento em uma parcela da sociedade, chegando ao conhecimento do prefeito, que solicitou que providências fossem tomadas, pondo em risco a continuidade de seu trabalho frente a secretaria”. Se é optativo gostar de Bouguereau, segundo os artistas, não houve alternativa para inserir classificação indicativa ou até retirar só as tais peças, mas excluir a suposta exposição como um todo.

A Revista Relevo solicitou informações da Prefeitura em 22/mar sobre esta mostra fotográfica (nome, autoria, quantidade de obras e razões para não ser realizada), se houve interferência direta do prefeito, e se concordava que houve um ato de censura. Considerada como suspensão, a revista questionou a data de lançamento da tal exposição. Não houve resposta.

De fato, o ‘Toda Quinta Tem’ concentrou dezenas de jovens e artistas, como também dos presidentes dos conselhos de Cultura de Cubatão e de Santos, Thiago Garcia e Júnior Brassalotti. Não houve representantes oficiais da Prefeitura para acompanhar ou esclarecer sobre as eventuais obras censuradas. Todas as ações propostas pelo Galpão Cultural ocorreram, até citando a classificação indicativa no início das atrações.

 

Em parque público, Galpão Cultural é alvo de vandalismo e furto

Por Lincoln Spada | Foto: Douglas Lima

Situado em pleno Parque Anilinas, o Galpão Cultural mal completou dois anos e foi alvo de vandalismo na madrugada de 17/mar. O espaço teve uma janela quebrada por uma rocha e sofreu o furto de um cubo amplificador de som, utilizado para as atividades locais.

Para o site A Tribuna On-Line, a Prefeitura informou que uma porta de trás do galpão foi arrombada, e que a Secretaria de Segurança Pública e Cidadania seguirá apurando o ocorrido. Até o momento, ninguém foi preso.

Com 54 mil m², o Parque Anilinas é gerido pela Administração Municipal e conta também com cinema, escola, playground, clube de férias e sedes administrativas das secretarias de Cultura, de Turismo e do Fundo Social de Solidariedade.

A Prefeitura não respondeu aos questionamentos da Revista Relevo sobre quais serviços de vigilância funcionam no local, se havia registros de outros furtos no parque e que providências seriam tomadas para a segurança do espaço público.

Galpão Cultural

Fruto de empenho de coletivos teatrais da Cidade, o Galpão Cultural foi ocupado e revitalizado em mutirões de jovens artistas que gerenciam o local com biblioteca comunitária, horta e miniauditório e, que, por sua vez, dispõe de cursos e apresentações gratuitas para a comunidade.

O espaço cultural gerido pelos artistas comemora dois anos de atividades em março. Segundo eles, membros do Poder Público sugeriram neste mês que seja transferido para uma biblioteca no Jardim Casqueiro, situação refutada pelos fazedores de arte.

Festival nacional do teatro, 4º FestKaos abre inscrições para coletivos

Por Lincoln Spada

Cubatão será a capital nacional do teatro entre os dias 28 de junho e 7 de julho de 2019: vem aí o 4º FestKaos – Festival Teatro do Kaos. Companhias cênicas amadoras e profissionais de todo o Brasil já podem se inscrever virtualmente até 17 de maio no festival. O evento é uma realização do Teatro do Kaos com verba da Prefeitura Municipal de Cubatão via emenda parlamentar do vereador Rafael Tucla.

“Este evento visa fomentar a discussão do fazer teatral, valorizar a produção das artes cênicas, promover a troca de experiências e a formação de plateia”, destaca o idealizador e diretor do festival, Lourimar Vieira, que há décadas atua no cenário artístico e mantém o espaço cultural homônimo na Baixada Santista. Nas edições anteriores, realizadas entre 2012 e 2014, o FestKaos, de caráter competitivo, já contou com a participação de grupos da região, da Capital, outros municípios do estado de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Para se inscrever, os artistas e produtores culturais encaminharão em arquivo único contendo: a ficha de inscrição, ficha técnica, currículos do grupo, da direção teatral, do espetáculo, e o link de vídeo da peça na íntegra. Os espetáculos serão apresentados em palco italiano, modalidade da sede do festival, o Teatro do Kaos.

As obras inscritas pelos grupos serão avaliadas por uma comissão, que selecionarão oito espetáculos na categoria adulto, sendo, no mínimo, um deles da Baixada Santista. Cada grupo selecionado receberá uma ajuda de custo. Interessados podem acessar o regulamento no site www.teatrodokaos.com.br. Mais informações: (13) 3361-1554 e (13) 99124-7470.

 

Com Mamberti, Encenação da Paixão de Cristo de Cubatão alcança Jubileu de Ouro

Por Lincoln Spada | Foto: Thaty Santana

A trajetória do homem mais importante da História do Ocidente será rememorada no Jubileu de Ouro da mais antiga encenação em atividade na Baixada Santista. Trata-se da 50ª Encenação da Paixão de Cristo de Cubatão, prevista para 19/abr, às 19h, em sessão gratuita para toda a comunidade no CSU – Parque do Trabalhador (R. Salgado Filho, 249, Jd. Costa e Silva).

Quem partilhará dos holofotes com a centena de membros da comunidade será o ator santista Sérgio Mamberti, que interpretará pela primeira vez o Rei Herodes. O artista já se encantou com a montagem, ao acompanhá-lo enquanto plateia no ano anterior: “O espetáculo carrega uma força dos atores e da comunidade, o elenco tem uma presença de palco incrível. Todos estão de parabéns por esse evento”.

A direção do espetáculo será assinada por Cibelle Piacentini. A 50ª Encenação da Paixão de Cristo é uma realização da Associação Cultural Incena Brasil junto do Governo Federal via Ministério da Cidadania, com patrocínio através da Lei de Incentivo à Cultura pelo Grupo EcoRodovias pelo terceiro ano consecutivo e apoio do Instituto Embelleze e da Prefeitura Municipal de Cubatão. As artes gráficas desta edição são da artista plástica Nice Lopes.

Histórico

Criada em 1969, teve sua primeira edição realizada por um grupo de jovens ligados à Matriz. Estavam atentos em movimentar a cena artística local com a produção de um espetáculo que mobilizasse grande número de artistas e espectadores. Logo ganhou destaque, tornando-se em um evento na avenida principal. Em anos recentes, a encenação ocorre no CSU.

 

DPPDC realiza 2ª Semana do Artesanato de Cubatão; acesse a programação

Com informações da Prefeitura de Cubatão

A 2ª Semana do Artesanato de Cubatão será realizada de 18 a 22/mar através do Departamento de Políticas Públicas para a Diversidade Cultural, vinculado à Prefeitura. A programação será abertura a partir das 14h na Associação Comercial e Industrial de Cubatão (ACIC). As inscrições para o intercâmbio cultural e para as oficinas devem ser realizadas até sexta (15/mar), na Casa 2 do Parque Anilinas ou pelo telefone: (13) 3362-0844.

Criada pela Lei Municipal 3899/18, a semana municipal terá como foco cooperativismo e associativismo. “Visa a fazer os artesãos entenderem que ações coletivas tendem a fortalecê-los”, explica o diretor do Departamento de Políticas Públicas para a Diversidade Cultural, Márcio Teixeira.

Ele complementa que tais ações coletivas facilitam o acesso a políticas públicas e possibilitam ações que reduzam custos de produção, além de proporcionarem o desenvolvimento de atividades inovadoras e acesso a mercados. “Agregam valor ao produto e criam ferramentas para uni-los cada vez mais e serem mais fortes quanto movimento na Cidade”. Confira a programação completa:

> 18/mar | 14h30 | ACIC (R. Bahia, 163) | Apresentação de dança do ventre com Larissa Vidal;
> 18/mar | 15h15 | ACIC | Palestra ‘Cooperativismo e associativismo’, com Débora Silva;
> 18/mar | 16h | ACIC | Palestra ‘Linhas de crédito da Caixa Econômica Federal’;
> 18/mar | 17h | ACIC | Desfile de moda, com o Projeto Dorothea;
> 18/mar | 17h30 | AIC | Entrega das autorizações da Feira Bina e Feira Criativa de Cubatão;
> 18/mar | 18h | ACIC | Entrega das carteiras da Sutaco e da Carteira Nacional do Artesão;
> 19/mar | 8h | Parque Anilinas | Saída para visita de intercâmbio para Feira de Embu das Artes;
> 20/mar | 10h às 12h | Casa 2 (Pq. Anilinas) | Oficina de iniciação em crochê, com Alexandrina;
> 20/mar | 14h às 16h | Casa 2 | Oficina de iniciação em patchwork, com Ana;
> 21/mar | 10h às 12h | Casa 2 | Oficina de pintura em tecido, com Fabiana;
> 21/mar | 14h às 16h | Casa 2 | Oficina de flores em EVA, com Ruth;
> 22/mar | 14h às 17h | Parque Anilinas | Ação social com Instituto Mix de Cubatão (corte de cabelo, esmaltação, barbearia e sobrancelha) e MC Donald’s (animais com bexigas de ar).

 

Bloco Cultural recebe solo de dança e palestra sobre empoderamento feminino 

Por Ricardo Vasconcellos | Foto: Fernando Q. Barros

Na próxima sexta-feira (15/mar), às 20h, o Bloco Cultural Dr. José Edgard da Silva (Praça dos Emancipadores, s/nº/Cubatão) recebe atrações especiais em homenagem ao mês da mulher com a realização da Prefeitura via Secult. A entrada é franca.

A noite será aberta para com a apresentação do solo ‘Mais do que palavras’ com a bailarina Yasmin Mattos e coreografia de Claudionor Alves, premiados no Festival Internacional de Dança de Joinville com este trabalho. Em seguida o público poderá conferir a palestra ‘Empodere-se’.

Trata-se de um método desenvolvido pelo Movimento Empoderar, que se baseia em três pilares do empoderamento: saúde, prosperidade e autoridade. Entendem que o desenvolvimento pessoal proporciona à mulher a clareza das suas potencialidades e objetivos, se permitindo ser quem verdadeiramente ela nasceu para ser.

A partir dessa descoberta, é possível ter uma vida com equilíbrio e sucesso. O Movimento Empoderar é formado por três mulheres: Daniela Tineo, Patricia Callejon e Vanessa Boff. Elas têm como missão o desenvolvimento humano, usando a experiência pessoal e as vivências de cada uma, associadas a diferentes ferramentas de programação neurolinguística, neurociência, entre outras ciências.