Arquivo da tag: escola de artes cenicas

A premiadíssima Imara Reis ministra aula magna na EAC Wilson Geraldo

Por Secult Santos

A atriz, diretora e professora Imara Reis é a convidada da aula magna que será realizada na segunda-feira (11), na Escola de Artes Cênicas Wilson Geraldo (EAC), abrindo as atividades do Curso de Formação de Atores em 2019. O encontro é aberto ao público e ocorre no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico), a partir das 19h.

Imara começou a fazer teatro no Colégio Santa Marcelina (RJ). Formada em Letras (UFF), onde também fez Teatro, foi integrante do Grupo Laboratório juntamente com Tonico Pereira e José Carlos Gondim. Em 1973, convidada por Tonico Pereira, passou a integrar o Grupo Chegança, de Luis Mendonça. Neste grupo participou de ‘As Incelenças’, ‘Viva o Cordão Encarnado’ e ‘Lampião no Inferno’. A atriz foi integrante também do elenco da primeira montagem de ‘Calabar’, de Chico Buarque e Ruy Guerra.

Após participar de outras produções, começou a trabalhar como atriz em peças publicitárias, participando de inúmeros comerciais. No final dos anos 1970, em viagem de estudos à Europa, fez cursos de especialização em Paris e Madri, além de ter protagonizado seu primeiro curta-metragem, Sílvia, produzido por Helena Rocha.

De volta ao Brasil, estreou na TV Tupi na novela ‘Dinheiro Vivo’, de Mario Prata. Estreou, em 1981, na TV Bandeirantes com a novela ‘Os Adolescentes’. Seu primeiro longa foi ‘Inquietações de Uma Mulher Casada’, de Alberto Salvá, e desde então trabalhou em mais de 20 filmes. Como atriz, Imara já ganhou três troféus Kikitos e três Candango, nos festivais de Gramado e de Brasília, além de outras premiações. Em 2010, foi publicada a sua biografia, ‘Van Filosofia’, pela série Perfil, da coleção Aplauso.

Ator formado pela EAC Wilson Geraldo se destaca no mundo artístico

Prefeitura de Santos

Mais um talento de Santos está ganhando destaque nos palcos e nas telas do cinema. Com apenas 21 anos, o ator Tales Ordakji está em cartaz com a peça ‘A Terceira Cena do Baixo no Club Noir’, na Capital. O artista tem formação na Escola de Artes Cênicas Wilson Geraldo, da Secretaria de Cultura de Santos (Secult), que está com inscrições abertas até o próximo dia 7.

Formado como ator há somente dois anos, o jovem já acumula outros trabalhos no teatro e no cinema, entre eles o premiado longa-metragem ‘Sócrates’, que deve entrar no circuito nacional em março. “Fiz o teste para o filme quando ainda estava estudando na EAC. O trabalho está recebendo muitos elogios e prêmios. É uma grande satisfação fazer parte disso”, conta Ordakji, que atualmente está gravando uma série para o canal por assinatura Universal TV.

A curta e exitosa trajetória no mundo no teatro começou em 2015, quando tinha 17 anos e chegou acompanhado pela mãe à EAC. “Não havia imaginado que poderia ganhar a vida atuando. Mas a minha mãe foi fundamental nesse processo, pois sempre acreditou que eu poderia vencer trabalhando com arte”. Também por influência da mãe, o jovem escolheu um trecho de ‘A Balada de Um Palhaço’, de Plínio Marcos, para o dia do teste.

Das lembranças dos tempos de aluno, duas coisas marcam Ordakji: a paixão dos professores e o Teatro Guarany. “Todo mundo lá é apaixonado pelo o que faz, e você sente isso logo de cara. Era um privilégio ter contato com o Guarany todos os dias. Viver o ambiente do teatro diariamente faz muita diferença na formação do ator”. Perguntado sobre o que um candidato ao curso da EAC deve ter, o jovem ator vai direto ao ponto: foco.

Inscrições na EAC

Para se inscrever na EAC, é necessário ter no mínimo 16 anos e comparecer ao Museu da Imagem e Som de Santos – Miss (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, na Vila Mathias – piso térreo) até 7/fev, das 14h às 19h30. É necessário levar o documento de identidade original, comprovante de residência atual e uma foto 3×4. Menores de 18 anos devem estar acompanhados de um responsável legal.

 

Dia das Bruxas é o mote da nova festa d’A Praça é Nossa dia 15

Por Coletivo A Praça é Nossa

Com o tema ‘Dia das Bruxas’, acontece mais uma edição da festa ‘A Praça é Nossa’, na Praça dos Andradas. Realizado pelos alunos da EAC Wilson Geraldo, o evento está previsto para este sábado (dia 15), às 23h, em frente ao Teatro Guarany. Em caso de chuvas, a festa terá sua data alterada.

Mensagem dos organizadores

Alô, galera, vamos indo em direção a nossa terceira edição e agora com o tema para contemplar as miga gótica que adora um rolê de pacto pra gente se encontrar nas músicas mais bagaceiras e delícias do rolê.

Na Praça dos Andradas, nosso rolê é uma ocupação pra unir as pessoas e festejar muito essa vida que a gente tem pra viver. Em um espaço público que ninguém precise de muito pra se divertir, só indo de coração aberto.

E nossa festinha é pra tudo quanto é tipo de gente, até as que não são. Nossa festinha tem lugar pra todas as tribos, é um rolê feito pra todo mundo se encontrar, cantar e dançar junto. E por aqui a gente toca de tudo, de furacão 2000 ao Indie. Do Pop ao Sertanejo. Músicas atuais, antigas, de todo o tipo. Sabe aquelas músicas que todo mundo sabe cantar? Então.

 

EAC Wilson Geraldo apresenta peças de seus professores

A Escola de Artes Cênicas (EAC) Wilson Geraldo realiza a ‘Mostra dos Trabalhos de Professores da EAC’. O evento, com espetáculos encenados e dirigidos pelos docentes, ocorre no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro) e traz os espetáculos ‘A Lenda dos Jovens Detentos’, às 20h de sexta-feira (1º); ‘Você consegue nos ver?’ e ‘Réquiem Para Um Amigo da Multidão’, no sábado (2), respectivamente às 19h30 e 20h; e ‘Eu, Machado’, no domingo (3), às 20h. A entrada é gratuita.

Abrindo a mostra, ‘A Lenda dos Jovens Detentos’ é inspirado no universo do autor santista Plínio Marcos. Com autoria de Léo Lama e direção de Diego Andrade, o drama traz Letícia Tavares e Bruno Galdino no elenco.

Criada para homenagear o diretor Roberto Peres, falecido em 2014, ‘Você consegue nos ver?’ é um espetáculo de dança coreografado pelas bailarinas Maria Inês Adad, Maristella Sild e Bianca de Oliveira.

Dirigida por Renata Zhaneta, diretora da EAC, a peça ‘Réquiem Para Um Amigo da Multidão’ é um tributo ao cenógrafo, figurinista, artista plástico, professor e arquiteto Flávio Império. O monólogo, idealizado e interpretado por Nei Gomes, conta a história do artista de forma não linear.

Encerrando a programação, ‘Eu, Machado’ tem interpretação de Francisco Gomes e detalha o olhar histórico, crítico e poético de um dos maiores escritores da língua portuguesa, Machado de Assis. A direção é de Luiz Eduardo Frin.

Serviço
‘Mostra dos Trabalhos de Professores da EAC’
Sexta-feira (1º), às 20h; sábado (2), às 19h30 e 20h; e domingo (3), às 20h
Teatro Guarany
Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico
Gratuito
Informações: tel. 3226-8000

*Prefeitura de Santos

 

Alunos da Wilson Geraldo traz ao Guarany humor ácido de ‘Os Altruístas’

Os alunos da Escola de Artes Cênicas (EAC) Wilson Geraldo apresentam neste fim de semana a peça ‘Os Altruístas’ no palco do Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico). O espetáculo tem entrada gratuita e terá sessões no sábado (19) e domingo (20), sempre às 20h.

Escrita por Nicky a tragicomédia questiona e crítica, de forma bem-humorada, todos os preconceitos, hipocrisia e demagogia presentes na sociedade contemporânea.

A peça conta a história de Sydney, uma atriz de novela desequilibrada e politicamente incorreta, que sustenta um grupo de amigos defensores das mais variadas questões sociais. Esse pano de fundo dá margem para confusões que colocam em xeque, com muito humor, os ideais dos personagens.

Serviço
Os Altruístas
Sábado (19) e domingo (20), às 20h
Teatro Guarany
Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico
Gratuito

*Prefeitura de Santos

 

Palestras abordam a ética do ator e a atual produção teatral

A Oficina Cultural Pagu e a Escola de Artes Cênicas (EAC) Wilson Geraldo, da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), realizam duas palestras no Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro), ambas dedicadas aos estudantes e entusiastas do teatro, com o encenador teatral Marco Antonio Rodrigues e o diretor Roberto Lage. Entrada franca.

Neste sábado (12), às 15h, o encenador teatral Marco Antonio Rodrigues falará sobre o comportamento, os códigos e a ética na vida e obra de um artista no painel ‘Ética do Ator’. Já no próximo dia 19, também às 19h, o diretor Roberto Lage faz uma reflexão sobre a produção teatral contemporânea no bate-papo ‘Teatro na Atualidade’.

Os palestrantes

Encenador teatral com licenciatura e bacharelado em ‘Psicologia’ e ex-secretário Municipal de Cultura, Marco Antonio possui no currículo passagens pela Escola Superior de Artes Célia Helena e pelo Teatro Escola Célia Helena. Especialista no sistema Stanislavski, foi também diretor artístico do coletivo teatral ‘Folias’.

Roberto Lage começou a carreira de diretor no teatro amador. Dirigiu peças com ‘Mrozek’, ‘A Flor da Pele’ (pela qual recebeu o prêmio Molière de melhor direção), ‘A Mandrágora’, ‘Sonho de Um Homem Ridículo’, a ópera ‘Carmem’ e ‘Para Tão Longo Amor’, espetáculo que conquistou os palcos de Portugal, entre outras localidades.

Realizou também a montagem de ‘Clips e Clops’, uma colagem de quadros clássicos de clowns que lhe rendeu o prêmio APCA de melhor diretor. Ao lado do ator Celso Frateschi, fundou o ‘Ágora – Centro para Desenvolvimento Teatral’.

Serviço
Teatro Guarany. Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico.
‘Ética do Ator’, com Marco Antonio Rodrigues
Sábado (12), às 15h
‘Teatro na Atualidade’, com Roberto Lage
Sábado (19), às 15h.
Gratuito

*Prefeitura de Santos

 

Formandos da EAC Wilson Geraldo recebem DRT de ator

A Escola de Artes Cênicas Wilson Geraldo (EAC), da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), que tem trabalho de destaque na formação de atores na região, firma no próximo dia 28, convênio com o Sindicato dos Artistas do Estado de São Paulo. Com a parceria, os alunos da EAC passam a receber o DRT de ator com a formatura.

“Trata-se de uma demanda antiga, muito importante, que conseguimos viabilizar. Na avaliação da escola pelo sindicato, fomos aprovados com louvor tanto na parte artística como estrutural”, disse a coordenadora da EAC, Renata Zhaneta.

A escola, que funciona no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro), atende 80 alunos atualmente. As aulas, gratuitas, ocorrem de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h e das 19h às 23h.

Novas turmas

A Wilson Geraldo abre inscrições para o processo seletivo de 2016 entre os dias 11 e 29 de janeiro, de segunda a sexta-feira, sempre das 14h às 19h, no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro). Serão oferecidas 50 vagas.

Para se inscrever, o candidato deve comparecer munido de documento com foto e preencher a ficha de inscrição.
Na ocasião, o interessado recebe as informações sobre o processo seletivo, que ocorre de 15 a 19 de fevereiro. Mais informações pelo tel. 3219-3827.

Histórico

Quando o curso de Artes Cênicas da Secult foi transferido para o Teatro Guarany, assumiu uma nova metodologia, ganhando salas para aulas teóricas e práticas, dando início à Escola de Artes Cênicas Wilson Geraldo, em 2009, voltada para a formação de atores.

O curso tem duração de três anos, com professores de Santos e da Capital, e é dividido nas seguintes disciplinas: Interpretação, Expressão Corporal, Expresão Vocal, História do Teatro, Canto, Dança e Cenário e Figurino.

*Prefeitura de Santos