Arquivo da tag: estados unidos

No Sesc Santos, ilusionista americano Avner apresenta ‘Exceções à Gravidade’

Por Sesc Santos

Ele engole uma quantidade inacreditável de guardanapos, faz malabares com seu chapéu e equilibra sobre o nariz uma pena bem comprida. Tudo com uma expressão corporal e um bom humor que cativam a plateia. Ele é Avner, ilusionista american que encena ‘Enceções à Gravidade’ nesta quarta-feira (dia 26), às 21h, no Sesc Santos (R. Cons. Ribas, 136/Santos). Ingressos de R$ 6 a 20.

O palhaço Avner criou este espetáculo solo no início dos anos 80, mesclando gags clássicas às técnicas de ilusionismo. Passados 30 anos, algumas acrobacias mais árduas foram deixadas de lado. mesmo assim é possível seduzir o público conectando-se ao estado emocional dele. Nesse espetáculo, Avner dissolve os limites entre perder e ganhar. O palhaço inverte a lógica dos fatos conseguindo chamar a atenção, tendo assim um ganho em afeto, dividido entre o amor e a pena. “Exceções à Gravidade” desafia as barreiras de linguagem e cultura e tem se apresentado por todo o mundo.

Sucesso na Broadway e no cinema, além da ocupada agenda com performer, Avner ministra tem dado cursos de palhaçaria e performances excêntricas nos Estados Unidos, França, Alemanha, Finlândia, Bélgica, Japão e Espanha. Ele desenvolveu habilidades de teatro mudo como uma ferramenta terapêutica e também ministra workshops para estudantes e profissionais da saúde, educação, assistência social, assim como teatro.

Avner Eisenberg

Aclamado como um dos maiores palhaços de todos os tempos, Avner Eisenberg viveu uma infância comum em Atlanta, Georgia. Quando criança, suas paixões eram cobras e malabarismo. Ele queria ser médico, mas após anos como um honrado químico e um importante biólogo, seus pais o forçaram a ir para os palcos. Aplicando a arte do malabarismo na educação, Avner passou por quatro universidades seguindo o sentido anti-horário em torno dos Estados Unidos.

Finalmente, recebeu um diploma em teatro na Universidade de Washington, em 1971. Durante dois anos estudou com Jacques Lecoq em Paris, onde, enquanto estava atuando pela, foi preso por bufonaria em público. Ao retornar aos Estados Unidos, ensinou na Dell ́Art School of Physical Comedy, de Carlo Mazzone Clementi, na Califórnia. Avner deve muito a esses dois homens: “Lecoq, que me ensinou tudo o que eu sei e Carlo, que me ensinou o resto.”

Avner é também muito conhecido por sua indescritível atuação como “A Jóia”, roubando a cena como o homem sagrado em The Jewel of the Nile (A Jóia do Nilo), estrelado por Michael Douglas e Kathleen Turner. O espetáculo solo de Avner, Avner the Eccentric Estreou na Broadway em 1984 e foi um grande sucesso. Em 1989 retornou à Broadway representando o personagem Ghetto na montagem de Comédia dos Erros de Shakespeare que ficou em cartaz no Lincoln Center.

Em teatros locais, Avner interpretou tanto Vladimir quanto Estragon em Esperando Godot, encenou o papel título de R. Crumb Comix e estrelou com a sua esposa, Julie Goell, a primeira turnê mundial de Zoo of Tranquility. Avner mora numa Ilha na costa de Maine e gostaria muito de ser marinheiro. Além disso é faixa preta em Aikido e praticante certificado da Hipnose Ericksoniana e de Programação Neurolinguística. Ele é especialista na utilização de ambos em performance.

 

Cia Atmosfera de Dança participará de Mundial de Hip Hop em agosto

Por Prefeitura de São Vicente

A Companhia Atmosfera de Dança de São Vicente está com vaga garantida para a maior competição de hip hop: o Campeonato Mundial de Hip Hop. O evento acontecerá entre os dias 3 e 13 de agosto, em Phoenix, nos Estados Unidos. Este ano a Atmosfera vai levar para a competição duas frentes: uma juvenil, com participantes dos 13 aos 17 anos, e uma adulta, a partir dos 18. Ao total, serão 13 alunos participando.

“É a realização de um sonho, pois o grupo surgiu na periferia com o intuito de trabalhar a dança em forma de inclusão social. Hoje poder fazer parte da seleção brasileira de hip hop que irá representar o País no maior campeonato do mundo. É, sem dúvida, nosso maior prêmio por todos esses 19 anos de trabalho no resgate de crianças e jovens da criminalidade”, afirma o professor de hip hop Alessandro Cardoso.

Para conseguir a verba necessária para custear a viagem, a companhia arrecada dinheiro nas principais avenidas da Cidade. A estimativa é de oito mil reais para pagar todos os gastos com passagens, hospedagens, inscrições e alimentação de cada participante.

História

O grupo foi fundado em 23 de novembro de 1997. Desde então, já foi vice-campeão na Alliance Dance World Competition em 2015, principal competição de hip hop, que acontece na Califórnia, Estados Unidos. Além disso, eles já foram vice-campeões na Argentina em 2014 e abriram a principal competição do Paraguai em 2016. Alguns alunos estão na companhia há muito tempo, como o Ivan Cândido, 27 anos, que participa há 16 anos, e Rafael Ferreira, 24, há 10 anos.

 

Curta com roteirista cubatense Valéria Silva ganha prêmio em Los Angeles

Por Christiane Castanheira

A atriz cubatense Valéria Silva mora há dois anos e meio em Los Angeles, nos Estados Unidos, local que escolheu para realizar seu sonho de escrever um curta metragem. Ela conta que, além de atuar, sempre gostou de escrever roteiros e histórias, então, decidiu junto com sua amiga Paula Soveral falar sobre um tema polêmico: o tráfico de mulheres. Assim surgiu o curta ‘Red Souls’. “A intenção desse curta é relatar a triste realidade de mulheres que passaram por essa situação e também alertar as pessoas sobre esse assunto”, conta Valéria.

 

a2As amigas demoraram cerca de seis meses para finalizar o roteiro e cerca de um ano para finalizar o filme. O curta conta a história de Sara, uma dançarina brasileira que passava por dificuldades financeiras e conseguiu uma oportunidade de emprego nos Estados Unidos. Chegando lá, viu que a realidade era outra e foi obrigada a se prostituir.

Esse trabalho deixou Valéria com a sensação do dever cumprido, como ela mesmo alega. “Foi uma das melhores experiências da minha vida e estou muito feliz depois de ver o resultado desse projeto”. ‘Red Souls’ foi indicado e premiado como melhor curta metragem internacional no Los Angeles Film Festival 2016. Além das produtoras e roteiristas Valéria Silva e Paula Soveral, a obra tem direção de Aditya J. Patwardhan.

Eugênio Martins Jr. lança campanha para livro ‘Blues – the backseat music’

Por Marcus Vinicius Batista

O jornalista e produtor cultural Eugênio Martins Júnior lançou nesta quarta, dia 5, uma campanha de financiamento coletivo (https://www.kickante.com.br/blues) para publicar o livro “Blues – the backseat music”, o primeiro da carreira dele. O livro traz 57 entrevistas de músicos e produtores, do Brasil e dos Estados Unidos. Gente como Celso Blues Boy, André Christovam, John Paul Hammond e Jefferson Gonçalves.

O termo “backseat music” (música do banco de trás) veio do músico norte-americano Rod Piazza. O blues, com mais de cem anos de existência, seria um gênero serviu de influência para outros estilos musicais. “O blues é incontestável”, acrescentou Eugênio. A obra conta também como o blues chegou ao Brasil e se desenvolveu no país. O prefácio foi feito pelo guitarrista angolano Nuno Mindelis, também um dos entrevistados.

a2A campanha de financiamento coletivo tem como meta R$ 25 mil, que permitiriam a impressão de mil exemplares. Entre as recompensas, os doadores podem ganhar outros livros e CDs, além de ingressos para um show de blues na noite de lançamento, prevista para janeiro de 2017. Duas recompensas também foram criadas para empresas que desejem patrocinar o projeto.

Segundo Eugênio Martins Júnior, o livro não apenas mostra a trajetória dos pioneiros do gênero musical no Brasil, como também retrata a diversidade cultural em torno da música e a influência dos músicos da região sul dos Estados Unidos. “Escrever sobre blues é tornar profissional o que sempre foi um hobby. E esses músicos precisam ser valorizados pelo conteúdo que produzem. O gaitista Jefferson Gonçalves, por exemplo, mistura baião com blues.” “Blues – the backseat music” será editado pelo Ateliê de Palavras, editora criada em 2014 com o objetivo de valorizar e publicar trabalhos literários de escritores da Baixada Santista.

 

Emergências: Criador do Creative Commons ataca financiamento privado de campanhas

As prévias norte-americanas enquanto capitalização de patrocinadores é uma afronta da verdadeira democracia, de acordo com Lawrence Lessig, criador do Creative Commons e ex-presidenciável do Estados Unidos. A afirmação foi feita na mesa de abertura de Emergências, evento realizado pelo Ministério da Cultura entre os dias 7 e 13 de dezembro no Rio de Janeiro.

> Confira a cobertura do blog aqui
> Confira as notícias do site do evento

Na sua fala, ele abordou sobre o conceito treewding, referente a um filtro para escolhas democráticas. Em 1924, no El Paso, no Texas, já havia uma comissão numerosa antes da eleição geral dos representantes da população. No entanto, o comitê de nomeação se referia a apenas 0,02% da população na escolha dos candidatos que a partir daí seriam votados. “Já trata-se de uma geração que representaria apenas um grupo de elite, de negócios, pois mais de 99% dos eleitores estavam excluídos deste processo. A comissão estava lá para atender as demandas dos poderosos”.

Assim, ele fez um paralelo com o processo eleitoral atual nos Estados Unidos. “Lá, as campanhas são financiadas por particulares, e demora gerar recursos para uma campanha. Os deputados e congressistas levam de 30% a 70% do período pré-campanha a angariar recursos para a sua candidatura. Deve ser bem transparente que quem é elite, de certa forma, vai atender quem financia as eleições primárias”.

*Lincoln Spada

 

As estações de NY em mostra fotográfica na Union Burger

As árvores nuas, os arranhas-céus como patrimônio e as névoas do céu se dissipando entre raios solares. A transição dos 2ºC invernal e dos 10ºC anunciados pela primavera é registrada pelo olhar do artista santista Ricardo Menezes na mostra inaugural ‘Survival – NYC 15’.

Nesta terça-feira (dia 20), às 20 horas, a exposição fotográfica será lançada no lugar mais adequado de Santos: na Union Burger, maior franquia norte-americana de hamburguers (R. Cons. Nébias, 819, Boqueirão).

02Nas férias no país estrangeiro durante o mês de março, início da Primavera no Hemisfério Norte, mês de seu aniversário e ano em que completa 25 de sua carreira artística como ator, Ricardo avalia que a vivência foi como um retiro pessoal de mudanças tão significativas como as das estações do ano na maior metrópole dos Estados Unidos.

“A cada foto, busquei registrar essa transformação nos principais cenários da Cidade. Repare nas cores do céu, nestas árvores que emolduram os prédios, os pontos turísticos de Nova York”. Da ‘Big Apple’, ele guardou suas perspectivas de principais patrimônios, como a Estátua da Liberdade, das catedrais, da Time Square e do Memorial do World Trade Center.

Deste último, Ricardo optou pelos tons de preto e branco. “Por lá, havia um silêncio monumental dos visitantes. O som das águas no local lembravam como uma melancolia permanente diante da tragédia”. Em outros ambientes, o fotógrafo preferiu as cores do entardecer, mais solares, como a sua própria visão do Empire State.

Ao todo, a Union Burger receberá 33 imagens, de variados tamanhos, que poderão ser reservados e adquiridos pelos visitantes após a mostra. Com curadoria de Mauriomar Cid (autor do projeto ‘Muretas de Santos’), a exposição ‘Survival – NYC 15’ continuará a ornar o estabelecimento comercial até o dia 20 de dezembro. Informações: http://www.unionburger.com.br.

*Lincoln Spada

 

Festa das Nações encerra neste fim de semana em Bertioga

A Festa das Nações encerra neste fim de semana e quem quiser aproveitar as delícias de diversos países vai ter oportunidade em dobro. Isso porque, a Prefeitura de Bertioga e o Rotary Club Bertioga – Riviera de São Lourenço, realizador do evento, vão ampliar o horário da festa.

No sábado (10), domingo (11) e segunda-feira (12), feriado de Nossa Senhora Aparecida e Dia das Crianças, o evento será aberto ao público a partir do meio-dia. Vale ressaltar que na sexta-feira (09), também acontece a festa, no horário original, a partir das 18 horas. A Festa das Nações acontece na Praça de Eventos, ao lado do Forte São João.

O público tem à disposição comidas típicas de 13 países oferecidas em barracas montadas no local, onde também podem ser conferidas várias atrações musicais. No sábado (10), a animação fica por conta de Felipe Castro tocando o melhor do reggae e pop rock, a partir das 18 horas, e em seguida, True Colors, com o melhor do flash back. No domingo (11), a partir das 21 horas, acontece o show do grupo Sensação. Já na segunda-feira (12), o show é com Thiago Correia, com o melhor do pop rock e MPB.

À disposição dos visitantes há pratos típicos do México, Japão, Suíça, Nações Árabes, Portugal, Argentina, Estados Unidos, além do Brasil. Bertioga, não é uma nação, mas é a cidade anfitriã e está representada pela barraca de pastel, uma das principais iguarias da Cidade, conhecida em várias regiões do país.

A festa conta com o apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura. Toda infraestrutura, como a tenda que foi utilizada para a realização das festas da Tainha e do Camarão na Moranga, – que tem capacidade para cerca de mil pessoas de cada vez, além de banheiros e iluminação, foi disponibilizada pela municipalidade.

*Prefeitura de Bertioga