Arquivo da tag: festival de cenas teatrais

Fescete 20 Anos contempla 120 ações em cinco cidades, confira programação

Imagine uma Santos sem Guarany ou Coliseu, sequer escola pública de artes cênicas e com a maioria do teatro então amador na cidade. O município tinha esse cenário em 96, época em que iniciou o Fescete – Festival de Cenas Teatrais, pioneiro do gênero no Brasil e que cresceu junto da efervescência do cenário cultural de Santos e Região.
Hoje com o tema ‘Reinventar’, o Fescete 20 Anos busca ampliar ainda mais as artes na Baixada Santista, percorrendo cinco municípios entre 17 de junho e 1º de julho. Ao todo, são mais de 120 produções artísticas em 15 dias de programação em 12 espaços culturais diferentes de Santos, Cubatão, Guarujá, Praia Grande e São Vicente.
Além das cenas nas mostras competitivas Mirim, Estudantil, Adulto e Monólogo (com premiação em troféus e dinheiro), o Fescete neste ano conta com a tradicional mostra paralela, exposição fotográfica, lançamento de livros, concurso de poesias, shows musicais, espetáculos de dança e confraternizações, reunindo coletivos de São Paulo, Bahia, Pernambuco e Rio de Janeiro.
A cada dia, o Fescete 20 Anos prestará homenagem a um dos artistas já reverenciados noutras edições. E, na cerimônia de abertura, no dia 17, às 19 horas, no Sesc Santos, contará como patronos o diretor teatral Tanah Correa e o ator global Alexandre Borges. “Pai e filho, companheiros na vida e na arte, artistas de gerações diferentes que nos ensinam a respeitar o passado, escrever o presente e sonhar o futuro”, diz Pedro Norato, que dirige o festival junto de Karla Lacerda.
A atual edição também contará com duas campanhas solidárias: arrecadação de alimentos enlatados para as cestas básicas das famílias atendidas pelo Grupo de Apoio à Prevenção à Aids (Gapa/BS) com doação de alimentos; e de recolher novelos de lãs para o grupo voluntário Quadradinhos de Amor, que costura mantas para população mais vulnerável. Confira abaixo a programação oficial:
Dia 17/jun (sexta-feira) – Programação em homenagem a Tanah Correa e Alexandre Borges
>> 19h | Sesc (Rua Conselheiro Ribas, 136/Santos) | Gratuito | Cerimônia de abertura ‘Reinventar’, apresentada por Vanessa Machado e Tony Lammers;
>> 21h | Sesc | Gratuito | ‘A noite dos palhaços mudos’, do grupo La Mínima, com ingressos na bilheteria local no mesmo dia às 10h;
Dia 18/jun (sábado) – Homenagem a Greghi Filho
>> 14h | Espaço Integrado de Arte (Av. Pinheiro Machado, 48, 1º andar/Santos) | Gratuito | Abertura da exposição ‘Fescete 20 Anos – Reinventar’, com curadoria de Rafael Branco; intervenção com doutores da cultura/Tescom;
>> 15h | Teatro Braz Cubas (Av. Pinheiro Machado, 48, 1º andar/Santos) | R$ 10 | Categoria mirim: ‘Por quê?’, de Inesperado’s Baby, ‘João e Maria’, de Arte e Estudo Mirim, ‘Linda flor’, de Arte e Estudo Juvenil, ‘Semente…’, da Presepada Teens, e ‘Os porquinhos’ da Cia. Juliana Lima (Guarujá);
>> 16h | Teatro de Bolso Leni Morato (Av. Costa e Silva, 1600/Praia Grande) | Gratuito | Mostra paralela: ‘O Primeiro Milagre do Menino Jesus’, da Cia do Elefante/Tescom;
>> 18h | Espaço Integrado de arte | Gratuito | Lançamento do livro ‘4 Mulheres’, de Orleyd Faya, seguida de cena teatral ‘Isadora’, da mesma autora com a Dramatúrgica Oficina/Tescom;
>> 19h | Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100/Santos) | R$ 10 | Categoria monólogo: ‘Carta de um defunto rico’, da Cia. Héterus de Teatro (São Vicente), ‘No espelho (Gaiola, o caçador de solidão)’, da Cia. Távola de Teatro (Lauro de Freitas/BA), ‘Amando Amanda’, do Grupo Teatro Delivery (São Paulo), ‘Um discurso para a minha avó’, da Cia. de Teatro Vozavós (Guarujá), ‘Um dedo de prosa’, do Núcleo de Pesquisa Coletivo Allegro (Guarujá), ‘O coração denunciador’, da Cia. Ator Doe-se, ‘À procura da felicidade’, de Will de zero a mil (São Vicente)
>> 22h | Casarão Santa Cruz (R. Almeida de Moraes, 45/Santos) | Gratuito | Confraternização ‘Fescete Reinventar’.
Dia 19/jun (domingo) – Homenagem a Fernando Pompeu
>> 10h30 | Concha Acústica (Santos) | Gratuito | Mostra paralela: ‘Circo Bella’, da Bella Cia.;
>> 15h | Teatro Braz Cubas | R$ 10 | Categoria Mirim: ‘A farsa do príncipe invisível’, de Presepada Teens, ‘A revolta dos brinquedos’, de Inesperadinhos Grupo Teatral, ‘Severino faz chover’, de Presepada Kids, ‘Valei-me’ de Quem Avisa Amigo É!, ‘Eu chovo, tu choves, ele chove…’, do Fuzarka Teens, ‘Somos todos Dom Quixote’, de Dom Líbor Equipe de Teatro;
>> 19h | Teatro Guarany | R$ 10 | Categoria Monólogo: ‘A mais forte’, do Teatro de Teatro, ‘Laura’, de Maristelos, ‘A noite’ d’Os Indesejáveis do Telhado (São Vicente), ‘A ti palavra’, da Cia. Recriapalhando (Praia Grande), ‘A rainha do rádio’, do Teatro JN (São Vicente), ‘Elena’, da Cia. Valsa pra lua (Cubatão) e ‘A presença’, da Cia. Dons de Teatro Musical (São Vicente).
Dia 20/jun (segunda-feira) – Homenagem a Roberto Massoni
>> 19h | Teatro Braz Cubas | R$ 10 | Categoria Estudantil: ‘Hastag Feiurinha desaparecida’, do Colégio Universitas, ‘Vai dar bolo’, de Atrás da Cortina (São Vicente), ‘O menino narigudo’, do Verteatro (São Vicente), ‘Meu pé de laranja lima’, do Teatro JN (São Vicente), ‘A alegria do circo’, do Porto Encena (Praia Grande), ‘O mágico de OZ’, de Prosas e Versos (São Vicente), ‘A revolução das notas musicais’, de TeÁtrio Musical, ‘O Truk da Trupe apresenta A Fera Amansada’, do Núcleo de Teatro Anglo Santos.
Dia 21/jun (terça-feira) – Homenagem a Osvaldo Araújo e Silvio Roupa
>> 18h | Espaço Integrado de Arte | 1 alimento enlatado em prol ao Gapa/BS | Mostra paralela: ‘Convite para um Café’, do Grupo Teatro Delivery (São Paulo)
>> 19h | Teatro Braz Cubas | R$ 10 | Categoria Estudantil: ‘Coppélia, a menina dos olhos de esmalte’, do Núcleo Um de Teatro Objetivo Ponta da Praia, ‘O país dos dedos gordos’, do Grupo de Teatro Novo Tempo, ‘A princesa e o careca’, de Aspirantes Cênicos (Praia Grande), ‘Os saltimbancos’, do Verteatro (São Vicente), ‘Um Brasil nordestino’, dos Thearteiros, ‘As bruxas de Salém’, do Núcleo Dois de Teatro Objetivo Ponta da Praia, ‘A ver estrelas’, do O.B.A. São Vicente;
>> 20h | Tescom (Av. Cons. Rodrigues Alves, 195/Santos) | 1 alimento enlatado em prol ao Gapa/BS | Mostra paralela: ‘Verniz Náutico para Tufos de Cabelo’, de Paulo Celestino e dramaturgia de Victor Nóvoa.
Dia 22/jun (quarta-feira) – Homenagem a Cleide Queiroz e Roberto Peres
>> 18h | Espaço Integrado de Arte | 1 alimento enlatado em prol ao Gapa/BS | Mostra paralela: ‘Coquetel de Cenas’, do Grupo Teatro Deliverty (São Paulo);
>> 19h | Teatro Braz Cubas | R$ 10 | Categoria Estudantil: ‘Primavera adormecida’, da Cia. Teatral Prof. Fernando de Azevedo, ‘Logo nasce outra em seu lugar’ de O.B.A. Embaré, ‘O fantasminha Pluft’ do Verteatro (São Vicente), ‘A magia dos livros’, da Cia. Teatral Prof. Fernando de Azevedo, ‘Circo Portovick’, dos Exploradores Cênicos (Praia Grande), ‘O sétimo planeta’ da Cia. Teatral Pé no Palco, ‘As bruxas de Salém’ do O.B.A. Conselheiro, ‘Morte e vida Severina’ do Núcleo de Teatro Jean Piaget;
>> 20h | Tescom | 1 alimento enlatado em prol ao Gapa/BS | Mostra paralela: ‘Verniz Náutico para Tufos de Cabelo’, de Paulo Celestino e dramaturgia de Victor Nóvoa.
Dia 23/jun (quinta-feira) – Homenagem a Serafim Gonzalez
>> 15h | Tescom | Gratuito | Curso livre de formação em artes cênicas;
>> 19h | Teatro Braz Cubas | R$ 10 | Categoria estudantil: ‘Sonho de Uma Noite de Verão’, do Núcleo de Teatro Anglo Santos, ‘Dom Chicote Mula Manca’, do Grupo de Teatro Novo Tempo, ‘Beijos, escolhas e bolhas de sabão’ do O.B.A. Guarujá, ‘Valei-me Nossa Senhora’ do Projeto em Cena Dom (Guarujá), ‘Terra Ardente – Viagem ao mundo de Lampião’ de Revirados (Praia Grande), ‘O Pequeno Príncipe’, da Cia Teatral Pé no Palco;
>> 20h | Teatro Guarany | R$ 10 | Mostra paralela: ‘Sônia’, do grupo de Teatro JN (São Vicente).
Dia 24/jun (sexta-feira) – Homenagem a Neyde Veneziano
>> 15h | Tescom | Gratuito | Curso livre de formação em artes cênicas;
>> 16h | Teatro Guarany | R$ 10 | Mostra paralela: ‘Era Uma Vez o Gato Malhado e a Andorinha Sinhá’, do Coletivo Verum de Teatro;
>> 18h | Espaço integrado de arte | Gratuito | Mostra paralela: ‘Saudade’, da Cia PlastikOnírica (São Paulo);
>> 19h | Teatro Braz Cubas | R$ 10 | Categoria adulto: ‘Canto dos anjos caídos’, de Maristelos, ‘Colegas de batalha’, da Dramatúrgica Oficina, ‘O Jantar’, de DaLage (São Vicente), ‘A Fórmula de um assassino’, da Cia. Teatral Os indesejáveis do Telhado (São Vicente), ‘A Lição’, de Taetro de Teatro, ‘Vinde a mim’ de Ide Atuai (São Vicente), ‘Tudo é jazz’ da Companhia Diagonal de Teatro (São Vicente);
>> 20h | Teatro do Kaos (Praça Joaquim Montenegro, 34/Cubatão) | 1 alimento enlatado em prol ao Gapa/BS | Mostra paralela: ‘Os sapatos que deixei pelo caminho’, do Teatro do Kaos;
>> 20h30 | Teatro Guarany | R$ 10 | Mostra paralela: ‘Era Uma Vez o Gato Malhado e a Andorinha Sinhá’, do Coletivo Verum de Teatro;
>> 22h | Casarão Santa Cruz | Gratuito | Confraternização ‘Fescete Reinventar’
Dia 25/jun (sábado) – Homenagem a Sérgio Mamberti
>> 10h | Tescom | Gratuito | Roda de partilha das categorias mirim e estudantil;
>> 14h | Tescom | Gratuito | Roda de partilha da categoria monólogo;
>> 16h | Oficinas Culturais Oswaldo Névola Filho (Rua Durval do Amaral, 72/São Vicente) | Gratuito | ‘O Primeiro Milagre do Menino Jesus’, da Cia do Elefante/Tescom;
>> 17h | Espaço Integrado de Arte | Gratuito | Bate-papo ‘Processo de trabalho do ator’, com Renata Zhaneta;
>> 18h | Espaço Integrado de Arte | Gratuito | Mostra paralela: ‘Saudade’, da Cia PlastikOnírica (São Paulo);
>> 19h | Teatro Braz Cubas | R$ 10 | Categoria Adulto: ‘Refeição viciosa’, de Soar Produções (São Paulo), ‘O Espelho’, da Juventude Alternativa (Resende/RJ), ‘Uma Dona Só’ do Taetro de Teatro, ‘O teste’ da Cia. Atores da Vila (Guarulhos/SP), ‘A criação do mundo através dos olhos de uma criança’, da Cria Criou Companhia de Artes, ‘O doente imaginário’ do Casarão Pesquisas Teatrais, ‘Delicado’, da Cia. Dons de Teatro Musical (São Vicente);
>> 20h30 | Teatro Guarany | Gratuito | Show ‘Celebrando Garoto’, do Clube do Choro de Santos e músicos convidados;
>> 22h | Casarão Santa Cruz | Gratuito | Confraternização ‘Fescete Reinventar’.
Dia 26/jun (domingo) – Homenagem a Oscar Magrini
>> 10h30 | Concha Acústica | Gratuito | Mostra paralela: ‘Espavento’, do Grupo Teatro de Retalhos (Arcoverde/PE);
>> 17h30 | Sesc Santos | Ingressos gratuitos retirados a partir do mesmo dia às 10h | Mostra Paralela: ‘Pinocchio’, da Cia Urbana de Teatro (São Paulo);
>> 18h | Espaço Integrado de Arte | Gratuito | Mostra paralela: ‘Saudade’, da Cia PlastikOnírica (São Paulo);
>> 19h | Teatro Braz Cubas | R$ 10 | Categoria adulto: ‘Querô – uma reportagem maldita’, da Cia. Veritas Produções Artísticas (Bertioga), ‘Luminescência’, da Cria Criou Companhia de Artes, ‘Degustando-te’ da Cia. Vá de Teatro (Lorena/SP), ‘La fuerza de la superacion’ da Tenda da Fortuna (São Paulo), ‘A mulher judia’ do Taetro de Teatro,’ Anne – um fragmento’, da Cia. Teatral Pé no Palco, ‘Chicago – o outro lado do jazz’ da Cia. Dons de Teatro Musical (São Vicente);
>> 19h30 | Teatro Procópio Ferreira (Av. Dom Pedro I, 350/Guarujá) | Gratuito | ‘Cinderela Brasileira’, da Casa3deArtes;
>> 20h | Teatro Guarany | 1 alimento enlatado em prol ao Gapa/BS | ‘Alma Boa – Uma Parábola Chinesa’, da Cia. Histriônica de Teatro (Campinas).
Dia 27/jun (segunda-feira) – Homenagem a Lolita Rodrigues
>> 18h | Espaço Integrado de Arte | Gratuito | Mostra paralela: ‘Saudade’, da Cia PlastikOnírica (São Paulo);
>> 18h30 | Espaço Integrado de Arte | 1 alimento enlatado em prol ao Gapa/BS | Performance: ‘Busca’, do Laboratório de Pesquisa da Fábrica Cultural de Santos;
>> 19h | Teatro Braz Cubas | R$ 10 | Categoria Adulto: ‘Subdivisões prismáticas da ideia’, de Taetro de Teatro, ‘O antro’, da Cia. Vá de Teatro (Lorena/SP), ‘Retiro dos sonhos’ de Taetro de Teatro, ‘Nada disso é real’ da Companhia Diagonal de Teatro (São Vicente), ‘Axé aiê’ do Coletivo Mosaico de Teatro, ‘Engraçadinha’, da Cia. Dons de Teatro Musical (São Vicente) e ‘Tio Vânia’, de Ivys e Gabi.
Dia 28/jun (terça-feira) – Homenagem a Nelson Baskerville
>> 18h | Espaço Integrado de Arte | Gratuito | Mostra paralela: ‘Saudade’, da Cia PlastikOnírica (São Paulo);
>> 19h | Teatro Braz Cubas | R$ 10 | Categoria Adulto: ‘Amigas e Solteiras’, dos Insuporsanos (Praia Grande), ‘Eu matei minha mãe’, do Teatro JN (São Vicente), ‘A carta’, de Inomi (Praia Grande), ‘Os monólogos da vagina’, de Taetro de Teatro, ‘Cena IV de A cantora careca’, do Grupo Andejos (São Paulo), ‘As Sogras’, dos Insuporsanos (Praia Grande) e ‘Mãos de Ferro’, do T.N.Q. (São Vicente).
Dia 29/jun (quarta-feira) – Homenagem a Jandira Martini e Ney Latorraca
>> 15h | Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237/Santos) | Para alunos da Escola Total | Dança ‘…Tempo…’, do Studio Las Cia. de Dança;
>> 18h | Espaço Integrado de Arte | Gratuito | Roda: ‘Capoeira Escola – capoeira para todos’, com Mestre Márcio;
>> 19h | Teatro Braz Cubas | R$ 10 | Categoria Adulto: ‘Amores paralelos’, d’Os Onomatopeicos Trupe (Mogi das Cruzes), ‘O rouxinol e a rosa’ da Oficina de Teatro e Pesquisa Parque Anilinas (Cubatão), ‘Homo condominus’, de Carranca Coletivo (Rio de Janeiro/RJ), ‘De volta ao luto I’, da Cia. Lorena (Cubatão), ‘Urbanus’, da Cia. Dons de Teatro Musical (São Vicente), ‘De volta ao luto II’ da Cia. Lorena (Cubatão) e ‘Dor de Corno’, da Dramatúrgica Oficina;
>> 20h | Teatro Coliseu | R$ 10 | Dança ‘…Tempo…’, do Studio Las Cia. de Dança.
Dia 30/jun (quinta-feira) – Homenagem a Nuno Leal Maia
>> 12h30 | Praça Mauá (Santos) | Gratuito | Mostra paralela: ‘Saudade’, da Cia PlastikOnírica (São Paulo);
>> 15h | Tescom | Gratuito | Curso livre de formação em artes cênicas;
>> 18h | Espaço Integrado de Arte | Gratuito | Roda da partilha da categoria adulto;
>> 20h | Teatro Guarany | 1 alimento enlatado em prol ao Gapa/BS | Mostra paralela: ‘Colibri, o Ator Cego’, com a Cia Que Mudou de Nome (São Paulo);
>> 20h30 | Teatro Braz Cubas | 1 alimento enlatado em prol ao Gapa/BS | Mostra paralela: ‘A Leitura – Uma Condessa, Uma Cigana e o Amolador de Facas’, do TEP/Unisanta.
Dia 1º/jul (sexta-feira) – Homenagem a Iracema Paula Ribeiro
>> 15h | Tescom | Gratuito | Curso livre de formação em artes cênicas;
>> 19h30 | Teatro Braz Cubas | Cerimônia de premiação do Fescete 20 anos, com show da Banda Mordida.
O Fescete 20 Anos é uma realização da Escola de Teatro Tescom, do Governo Federal via Ministério da Cultura, patrocínio da Secretaria de Portos via Porto de Santos, co-patrocínio Transbrasa, apoio da Lei de Incentivo à Cultura, Prefeitura de Santos, TV Tribuna e Sesc Santos. Apoio cultural: AG Branco, Anglo Santos, Associação dos Artistas, Contabilidade Abílio das Neves, DB Fotografia, Dino Filmes, Divina Fornada, Ecad, Elemídia, Engenharia Habilidade, Just Design, Kokimbos, Nutri Org, Red Balloon, Unisanta, Vista Mídia e Viva Vinhos. Informações: www.fescete.com.br
*Lincoln Spada

Luiz Campos: A importância do Fescete, a cidade e seus homenageados

O Fescete, há tempos, não é um mero festival regional de teatro. O Fescete se consolida como um propulsor do fazer teatral na Baixada Santista, e a cada ano ganha mais força e aliados.
Para os artistas profissionais da cidade, ele se tornou o lugar onde temos um espaço físico para apresentar e testar experimentos cênicos, ou seu projeto finalizado, a orientação não só dos jurados, mas o olhar da plateia formada por artistas e público da região é o complemento que o artista precisa com sua obra.

Para os jovens: os estudantes dos ensinos regulares e ensinos cênicos, o festival é um estímulo para apresentações, conhecimentos de diversas obras apresentadas em diversas estéticas optadas pelos seus condutores. E a oportunidade de participar no período em que acontece, de cursos, palestras, espetáculos convidados a preços acessíveis ou gratuito aos participantes.

O festival atinge como motivador aos responsáveis, tanto das redes de ensino quanto aos familiares, para os que não conhecem, claramente se encantam com a mágica do teatro e sua essência. Ter seu filho, ou sua instituição em cima das tábuas também faz impulsionar não só a alegria e a contaminação que o teatro/festival tem por si só, mas acaba estimulando outras instituições ou filhos/amigos a tal prática.

A cada edição, nosso festival tem um propósito seguido de temática e um homenageado. Talvez, nossa juventude de novos artistas e com certeza eu me incluo nisso, desconhece/desconhecia as suas próprias raízes, o teatro brasileiro. Homenagear um artista da região tem por consequência não só, relevar e destacar os seus principais feitos, mas sim fazer, ainda com vida, com que os artistas saibam da existência dos que ainda fazem parte do nosso oficio e quem sabe os lhe atribuem o devido e merecido respeito.

Juntamente com Vitor Biazzin e Gabriela Andrade, realizamos uma palestra/bate-papo com estudantes e artistas da região com o tema “Memórias Teatrais – Diálogos Acadêmicos”, que paralelamente segue com a proposta da temática da 19ª edição do Festival – Memórias Santistas. Lá destacamos a importância da nossa história teatral brasileira, o papel dos acadêmicos e pesquisadores, e a importância de se homenagear um artista.

02Ainda no bate-papo, faço uma provocação os participantes, e pergunto: Quem foi Cleyde Yáconis? Quem soubesse levantaria a mão… E lamentavelmente menos de 5 pessoas levantaram a mão, num grupo de aproximadamente 30 pessoas. A provocação foi em torno de que a mesma não faleceu há 50 anos atrás, e que a história teatral brasileira, para eles talvez não seja tão interessante ou tão boa quanto parece.

É claro foram apenas provocações aos jovens artistas para si, sem lições de moral ou pregações de certo e errado. Inserir uma programação séria e extensa, fazem parte de um festival comprometido com sua arte e um cuidado com seus participantes, tendo como objetivo não só uma festividade e premiação contidas no seu natural, mas também uma função social e guerreira no meio de tanta falta/perda da cultura em nosso país.

*Luiz Campos (na foto, ao lado do ator e político santista Sérgio Mamberti)

 

Projeto Capoeira na Escola celebra 20 anos durante o 19º Fescete

Os 20 anos do Projeto Capoeira Escola serão celebrados nesta quinta-feira, às 19 horas, durante o 19º Fescete – Festival de Cenas Teatrais de Santos. O trabalho de inclusão social com crianças e adolescentes do educador Mestre Márcio recebe a homenagem no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100). “Tenho orgulho dessa oportunidade e de ter esses amigos, irmãos, envolvidos nesta causa da cultura educativa”, agradece o capoerista.

No mesmo dia, às 19 horas, o Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237) recebe a última sessão das cenas de categoria adulta: “Conectados, Geração Anos 90”, do Núcleo Galharufa (Cubatão/SP), “Diana Uma Colcha De Retalho”, da Cia. Lorena (Cubatão/SP), “O Auto Da Barca Do Inferno”, do CEPECE (Praia Grande/SP), “Referências Musicais”, do Núcleo Galharufa (Cubatão/SP), “Véi… Na Boa!”, do Paca Tatu – Núcleo Responsa (São Paulo/SP), “Os Pardais” do Núcleo Galharufa e Cia. Art & Manha de Teatro (Cubatão/SP) e “Memórias Póstumas de Sônia à Falecida”, da Cetla 01 (Peruíbe/SP). O ingresso é R$ 10,00.

Espetáculos convidados na sexta

02No dia seguinte, dois grupos convidados encenam para a população. “E que seja perdido o único dia em que não se dançou …”, trata-se de uma apresentação do Studio Las Cia. de Dança, com direção geral de Alexandre Siqueira e direção artística assinada por Luciana Ramos. Na sessão, os dançarinos refletem sobre o mundo inclusivo na atualidade, onde as relações se tornam cada vez menos pessoais. Com entrada a R$ 10,00, a atividade ocorre às 20 horas no Teatro Coliseu.

Direto de Pernambuco, a companhia de Teatro de Retalhos encena gratuitamente “Aquelas Coisas”, às 21 horas no Sesc-Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136/Santos). Com roteiro e direção de Djaelton Quirino, a peça aborda de maneira lúdica temas como descobertas, relações com o trabalho, morte e renascimento. Em quadros, três palhaços jogam com elementos e situações cotidianas e o resultado disso vai do cômico ao poético, ao explorar as nossas relações, seja consigo mesmo, com o outro ou com os objetos. A retirada dos ingressos pode ser feita na sexta-feira a partir das 10 horas.

O Festival

Pioneiro no País, o 19º Fescete – Festival de Cenas Teatrais de Santos é um evento realizado pela Escola Tescom e Ministério da Cultura, com patrocínio da Secretaria de Portos e o Porto de Santos, co-patrocínio da Transbrasa e apoio da Prefeitura de Santos, TV Tribuna e Sesc. Apoio cultural: Associação dos Artistas, Ecad, Elemídia, Net Cidade, Unimonte, Kokimbos, Unisanta, Contabilidade Ablio das Neves, Castelinho Fantasias, AGBranco, Just Design, Dino FIlmes e Natural Art. Informações: http://www.fescete.com.br.

*Lincoln Spada

Confira a programação do Fescete nesta quarta

Nesta quarta-feira (24), a programação do Fescete – Festival de Cenas Teatrais traz apresentações da Categoria Adulto, a partir das 19h, no Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237), com ingressos vendidos a R$ 10,00.

Às 20h, no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100), tem mostra da Categoria Processos e Diálogos, com a exibição de ‘Cancioneiro da Ilha – Memórias da Música Santista’, com Danilo Nunes, Bruno Conde e Felipe Romano (Agrega Cultura).

Os ingressos também custam R$ 10,00, porém, pede-se a doação de um novelo de lã para a ação beneficente ‘Quadradinhos de Amor’. Detalhes em http://www.fescete.com.br.

*Prefeitura de Santos

 

Grupo de teatro da Adesaf participa do 19º Fescete

O grupo de teatro Ribart Adesaf, criado durante o projeto Cultura Dá Vida, vai se apresentar nesta quarta-feira (24/6), a partir das 19 horas, no Teatro Coliseu, durante as mostras competitivas do 19º Festival de Cenas Teatrais (Fescete). A equipe, composta por 16 alunos com idades entre 10 e 57 anos, foi formada há quatro meses, quando começaram a ensaiar a peça Lampião e Maria Bonita no Reino Divino, cuja direção e adaptação do texto são da arte-educadora Sirlene França.

“A ideia é incentivar o gosto pela arte, pela interpretação. Queremos que os alunos conheçam a magia do teatro”, explica Sirlene sobre o objetivo de integrar crianças e adultos na montagem. Oitenta por cento dos participantes vão pisar no palco pela primeira vez. Neuza Caetano Trenahi, de 57 anos, faz parte desse grupo de iniciantes. “Vai ser a minha estreia. Vou dar o melhor de mim quando estiver em cena. Estou muito ansiosa”, comenta. Na peça, ela será a contadora de histórias.

Já Wemerson da Silva, de 26 anos, encena há 10. Ele busca seu aperfeiçoamento e mais experiência para conseguir o registro de ator. “Teatro é a minha vida. Depois que comecei a fazer, facilitou muito a minha comunicação e me ajudou a compreender mais as pessoas, pois, quando interpretamos, também vivemos as sensações”, explica. No espetáculo, Silva dará vida a Mansidão, o amigo de Lampião.

Serviço: A peça Lampião e Maria Bonita no Reino Divino será apresentada nesta quarta-feira (24/6), a partir das 19 horas, no Teatro Coliseu. Os ingressos, que custam R$ 10,00, são vendidos na bilheteria do local (Rua Amador Bueno, 237, Centro de Santos). O projeto Cultura Dá Vida é realizado pela Associação de Desenvolvimento Econômico e Social às Famílias (Adesaf) e conta com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura.

*Bruno Nunes