Arquivo da tag: festival

Festival nacional do teatro, 4º FestKaos abre inscrições para coletivos

Por Lincoln Spada

Cubatão será a capital nacional do teatro entre os dias 28 de junho e 7 de julho de 2019: vem aí o 4º FestKaos – Festival Teatro do Kaos. Companhias cênicas amadoras e profissionais de todo o Brasil já podem se inscrever virtualmente até 17 de maio no festival. O evento é uma realização do Teatro do Kaos com verba da Prefeitura Municipal de Cubatão via emenda parlamentar do vereador Rafael Tucla.

“Este evento visa fomentar a discussão do fazer teatral, valorizar a produção das artes cênicas, promover a troca de experiências e a formação de plateia”, destaca o idealizador e diretor do festival, Lourimar Vieira, que há décadas atua no cenário artístico e mantém o espaço cultural homônimo na Baixada Santista. Nas edições anteriores, realizadas entre 2012 e 2014, o FestKaos, de caráter competitivo, já contou com a participação de grupos da região, da Capital, outros municípios do estado de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Para se inscrever, os artistas e produtores culturais encaminharão em arquivo único contendo: a ficha de inscrição, ficha técnica, currículos do grupo, da direção teatral, do espetáculo, e o link de vídeo da peça na íntegra. Os espetáculos serão apresentados em palco italiano, modalidade da sede do festival, o Teatro do Kaos.

As obras inscritas pelos grupos serão avaliadas por uma comissão, que selecionarão oito espetáculos na categoria adulto, sendo, no mínimo, um deles da Baixada Santista. Cada grupo selecionado receberá uma ajuda de custo. Interessados podem acessar o regulamento no site www.teatrodokaos.com.br. Mais informações: (13) 3361-1554 e (13) 99124-7470.

 

Bloco Cultural recebe solo de dança e palestra sobre empoderamento feminino 

Por Ricardo Vasconcellos | Foto: Fernando Q. Barros

Na próxima sexta-feira (15/mar), às 20h, o Bloco Cultural Dr. José Edgard da Silva (Praça dos Emancipadores, s/nº/Cubatão) recebe atrações especiais em homenagem ao mês da mulher com a realização da Prefeitura via Secult. A entrada é franca.

A noite será aberta para com a apresentação do solo ‘Mais do que palavras’ com a bailarina Yasmin Mattos e coreografia de Claudionor Alves, premiados no Festival Internacional de Dança de Joinville com este trabalho. Em seguida o público poderá conferir a palestra ‘Empodere-se’.

Trata-se de um método desenvolvido pelo Movimento Empoderar, que se baseia em três pilares do empoderamento: saúde, prosperidade e autoridade. Entendem que o desenvolvimento pessoal proporciona à mulher a clareza das suas potencialidades e objetivos, se permitindo ser quem verdadeiramente ela nasceu para ser.

A partir dessa descoberta, é possível ter uma vida com equilíbrio e sucesso. O Movimento Empoderar é formado por três mulheres: Daniela Tineo, Patricia Callejon e Vanessa Boff. Elas têm como missão o desenvolvimento humano, usando a experiência pessoal e as vivências de cada uma, associadas a diferentes ferramentas de programação neurolinguística, neurociência, entre outras ciências.

Vem aí o Festival Fluxxo com bandas independentes no Centro de Santos

Por Prefeitura de Santos

A itinerância do Festival Fluxxo chega a Santos para oferecer, entre os dias 18 e 23, programação gratuita com oficina sobre o mercado musical e encerramento com shows de artistas independentes. Contemplado pelo Programa de Ação Cultural (ProAC), o festival, que tem encerramento em Santos, promoveu uma turnê de 19 dias, com cinco novas bandas circulando por cidades paulistas: São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Sorocaba, São José dos Campos e São Paulo.

Um dos objetivos do Fluxxo é reunir profissionais do mercado musical como artistas, produtores, técnicos e comunicadores para se conhecer e trocar ideias e aprendizados. A agenda tem início na próxima segunda-feira (18) com a oficina ‘O Show como Espetáculo’, que traz ao palco do Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico) o músico Maurício Pereira, que fez dupla com André Abujamra no grupo Os Mulheres Negras. Exclusivo para as bandas selecionadas pelo festival, o painel segue até a sexta-feira (22).

No sábado (23), na Praça Mauá, no Centro Histórico, a partir das 20h, é a vez das apresentações do Obinrin Trio, com sua mistura de coco, maracatu e baião; Judas no Deserto, que faz um pop contemporâneo com letras que abordam problemas sociais; Suco de Lúcuma, que mescla nuances de hip hop, neo soul e rock psicodélico à retórica da literatura beatnik. Também tem Sujeito Coletivo, que busca unir letras politizadas e ácidas com uma pegada rítmica e melódica que passa por acid jazz, reggae e trap (vertente do hip hop), e Meire D’Origem, rapper que tem um extenso currículo na cultura de rua.

 

3º Festival Bravo começa neste sábado; confira programação completa

Por Prefeitura de Santos

Quem aprecia música clássica tem uma semana inteira de programação gratuita a partir deste sábado (9/fev), com a realização do 3º Bravo! Festival de Música Orquestral. A abertura do evento ocorre às 19h30, no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico), com as apresentações do Quarteto Caiçara, Quarteto Ybirá e do violinista Bruno Robalo, vencedor do concurso de solistas da última edição do festival.

Entre os próximos dias 11 e 16 estão programadas masterclasses, abertas ao público, com os músicos Wellington Rebouças (violino), Renato Bandel (viola), Joel de Souza Filho (violoncelo) e Thiago Araújo (trompete), além do maestro Marcelo Maganha (regência).

Inspirada nos grandes eventos de música clássica, a iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) selecionou 62 músicos para integrar o corpo estudantil do festival. No próximo dia 15 está programada a realização do Concurso Jovens Solistas, a partir das 14h, no Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). O encerramento do Bravo! está marcado para o mesmo local, no dia 17, às 18h, com concerto de gala de orquestra formada pelos jovens músico do corpo estudantil do evento.

Programação

> 09/fev | Sábado | 19h30 | Teatro Guarany | Concerto de Abertura;
> 11/fev | Segunda-feira | 16h às 18h | Teatro Braz Cubas | Masterclass com Wellington Rebouças (violino);
> 12/fev | Terça-feira | 16h às 18h | Teatro Braz Cubas | Masterclass com Renato Bandel (viola);
> 13/fev | Quarta-feira | 16h às 18h | Teatro Braz Cubas | Masterclass com Joel de Sousa (violoncelo);
> 14/fev | Quinta-feira | 16h às 18h | Teatro Coliseu | Masterlcass com Thiago Araújo (trompete);
> 15/fev | Sexta-feira | 14h às 18h | Teatro Braz Cubas | Concurso de jovens solistas;
> 16/fev | Sábado | 14h às 17h | Teatro Braz Cubas | Masterclass com maestro Marcel Maganha da Alpha Cursos (regência);
> 17/fev | Domingo | 18h | Teatro Braz Cubas | Concerto de Gala.

 

Está de volta o minifestival de literatura latino-americana Tortiletras

Por Alessandro Atanes

Está de volta o Tortiletras. O minifestival de literatura latino-americana ocorre até março no ateliê La Casita (R. Guaibê, 104/Santos) em parceria com o jornalista Alessandro Atanes, com duas novas atrações no cardápio: “Borges, O guia cego da literatura argentina” e “La Boca e Macuco: Cores e letras dos bairros portuários”.

O Tortiletras é uma conversa sobre livros e obras de arte da América Latina tendo por acompanhamento uma tortilha e uma cerveja ou vinho, uma aposta na fome das pessoas por conhecimento. Os encontros ocorrem aos domingos. Para participar, é necessário reservar os lugares em mensagem para lacasitatelie@gmail.com ou alessandroatanes@gmail.com. O investimento é de R$ 200 individual ou R$ 750 para quatro pessoas.

O ateliê La Casita é mantido pelos dos Nice Lopes e Gabriel Montenegro, e reúne trabalhos também de outros criadores. Atanes é mestre em História Social (USP, 2008) e tem realizado desde 2010 traduções e cursos sobre literatura latino-americana. Cada conversa do Tortiletras é dividida em duas partes. Na primeira, a degustação: enquanto o apresentador prepara a tortilha na cozinha, os participantes poderão ler, folhear e levantar questões sobre o tema; na segunda, o prato principal, com as tortilhas e bebidas servidas, Atanes parte da pauta levantada na degustação e inicia o bate-papo.

> Borges: O guia cego da literatura argentina | Cego como Homero, Jorge Luis Borges, além de autor, tornou-se também uma referência para se ler a literatura argentina. Suas poesias, contos, entrevistas e prefácios estão recheados de referências a autores e autoras de seu país, promovendo assim um verdadeiro “quem é quem” das letras portenhas.

> La Boca & Macuco: Cores e letras dos bairros portuários | Os portos são parecidos entre si como gente da mesma família. Para conversar sobre esse “parentesco” entre os bairros portuários, essa edição do Tortiletras apresentará pinturas das décadas de 1920 e 1930 de Benito Quinquela Martín sobre o porto de Buenos Aires e a semelhança com as cenas de Navios Iluminados, de 1937, de, sobre a vida dos trabalhadores do porto de Santos. Para completar essa ideia de parentesco, serão apresentadas cenas portuárias dos filmes Sindicato de Ladrões (1954), de Elia Kazan, e Marnie: Confissões de uma ladra (1964), de Alfred Hitchcock.

> Degustando o Detetive Selvagem | Um passeio pela obra de Roberto Bolaño (1953-2003), autor do aclamado Os detetives selvagens (1998), e os grandes temas que permeiam a obra do chileno: a violência e as ditaduras na América Latina, em especial a violência contra as mulheres, o valor da poesia, o exílio e a própria Literatura, que aparecem também em obras como Noturno no Chile ou 2666, além de uma introdução a sua obra ainda inédita em português, como as biografias fictícias de La literatura nazi en América e seus livros de poemas Los perros románticos, Tres e La Universidad Desconocida, entre outros.

> Livros do Peru | De Vargas Llosa a autores inéditos em português, essa edição do mini-festival de literatura latino-americana apresenta o tema “¡Livros do Peru!”. No cardápio, uma palestra sobre escritores e escritoras peruanas e as traduções realizadas no projeto Tabatinga, que reúne autores de Santos e Lima.

 

De PG, Regina Maura vence prêmio de atriz coadjuvante em MG

Prefeitura de Praia Grande

A atriz de Praia Grande, Regina Maura, que vive a personagem Violeta no espetáculo ‘As Sogras’, foi vencedora do prêmio de melhor atriz coadjuvante no 12º Festival Nacional de Teatro de Governador Valadares (MG), o FENTA, no último final de semana (27/jan). Também participante da peça, a atriz Regina Monteiro foi outra indicada ao prêmio.

Regina Maura declara: “Estou muito feliz em todos os sentidos. Fomos muito bem recebidos pela organização do Festival, tudo muito organizado, e só essa oportunidade de participar já estava ótima. É claro que esperávamos trazer alguma premiação, porém achamos que seria mais na parte técnica. Foi uma surpresa para mim porque o elenco é incrível, todos têm muito destaque e, de repente, duas atrizes da mesma peça sendo indicadas já seria maravilhoso. Ser premiada então, me deixa emocionada”, conta a artista.

O diretor do espetáculo, Alan Queiroz, diz que estava acompanhando a premiação pelo Instagram e repassando as informações ao elenco. “Quando mencionei a indicação das duas para a mesma categoria de melhor atriz coadjuvante a alegria foi geral, não apenas para as duas, mas para todo o elenco. Logo depois veio a premiação da Regina Maura. Foi muito gratificante para todos nós”.

Ele comenta ainda sobre o merecimento do prêmio de Regina. “Eles deram um show no palco e a Violeta estava com a corda toda. Concentração, construção do personagem e dedicação extrema. Ela mereceu muito esse prêmio. Regina vem crescendo muito, novos palcos ofertam novos desafios e superar esses desafios fazem com que o ator cresça e, consequentemente, o personagem cresça juntamente com o espetáculo”.

A peça, escolhida entre os 51 inscritos no Festival, conta a história de Roberval, um professor prestes a conquistar a tão sonhada aposentadoria. Porém, a sua vida e da esposa mudam consideravelmente, quando eles recebem a visita inesperada de suas quatro sogras juntas. O divertimento é garantido com a atuação dos atores Naira Reyne, Oswaldo Soto, Regina Monteiro, Regina Maura, Paula Sueli e Eulália Santos. Em Praia Grande, a peça deverá ter uma nova apresentação gratuita no dia 21/fev no Teatro Serafim Gonzalez.

 

Confira a lista de bolsistas aprovados no 3º Bravo! Festival de Música Orquestral

Prefeitura de Santos

Foram divulgados os 62 nomes dos jovens músicos que integrarão o corpo estudantil do 3º Bravo! Festival de Música Orquestral. Inspirada nos grandes eventos de música clássica, a iniciativa, realizada pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult), por meio de seu Departamento de Formação e Pesquisa Cultural (Deforpec), oferece masterclasses com grandes nomes da música erudita aos participantes. Palestra de abertura ocorre no dia 9 de fevereiro, no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro), com a condução do violonista Bruno Robalo e dos quartetos Caiçara e Ybirá.

Entre os dias 11 e 16 de fevereiro estão programadas aulas com Wellington Rebouças (violino), Renato Bandel (viola), Joel de Souza Filho (violoncelo), Thiago Araújo (trompete) e com o maestro Marcelo Maganha. O Bravo! tem encerramento no dia 17 de fevereiro, no Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Senador Pinheiro Machado, 48, na Vila Mathias), com concerto de gala com a orquestra formada pelos alunos, ao lado do Clube do Choro de Santos e da Escola de Choro e Cidadania Luizinho 7 Cordas. As aulas também ocorrem no Municipal. Confira a lista de aprovados:

Abner Souza, violino
Aline Oliveira, violoncelo
Ana Elise, violino
André Serrano, trombone
André dos Santos, aluno ouvinte
Anthony Richard Ribeiro, violino
Bruno Robalo, violino
Daniel Mingoranse, violino
Danilo Silva, violino
Davi Buczynski , violino
Gilvan Calsolari, viola
Giovana Lima, violino
Guilherme Jonas, viola
Guilherme Ramos, flauta
Helcio Walfal, violino
Ilana Rocha, violino
Izadora Moro, violino
Joabe Silva, violino
Joelson França, trompete
Jonas Azevedo, violino
Jonny Moura, violino
José Roberto Sobral, violino
João Marcos Nobre, viola
João Marcos Oliveira, violino
João Victor Muniz, percussão
Juan Sotomayor, violino
Julia Wong, violino
Juliana Menezes, violino
Laís Ferreira, viola
Lana de Castro, violino
Letícia Moraes, clarinete
Luan Pablo, clarinete,
Lucas Gabriel, violino
Lucas Matheus, violino
Lucas Pascoali, violino
Lucas Paulino, violino
Lucas Renan, fagote
Lucas Rodrigues, violino
Lucas Espírito Santo, trompete
Luís Felipe, violino
Manoela Santos, fagote
Maria Eduarda Moro, violoncelo
Maria Fernanda Camargo, violoncelo
Maria Fernanda Gracia, violino
Marcos Paulo Oliveira, clarinete
Matheus Eduardo, violino
Murilo Cesar, violoncelo
Nathalia Oliveira, trombone
Otavio Monteiro, viola
Otavio Silva, trompete
Pedro Pascoali, violino
Quezia Sousa, viola
Samuel Lourenço, flauta
Silas Neto, flauta
Sofia Albrecht , violoncelo
Thais Casemiro, violino
Thalia Izidoro, flauta
Thiago Alvares, clarinete
Vinicius Mendes, violino
Vitor Mastre, clarinete
Wellington Oliveira, trompete
Yasmim Silva, viola