Arquivo da tag: filme

‘Itaipu: Uma fortaleza e seu futuro’ será lançado no Cine Roxy 4

Por Carlos Oliveira

O documentário ‘Itaipu: Uma fortaleza e seu futuro’ será inaugurado nesta próxima terça-feira (26/mar), às 21h, no Cine Roxy 4 (Shopping Pátio Iporanga – Av. Ana Costa, 465/Santos). A entrada é franca e ingressos estarão disponíveis no local da exibição a partir das 20h. Também é possível antecipar a reserva pelo site MeuIngresso.com.

O filme tem direção de Petruccio Araújo, produção da Mobile Filmes Produções, co-produção da Ação & Cena Films, finalizado pelo Cinespectra e produção executiva de Antonio Muñoz. A obra aborda um marco da arquitetura militar localizado no município de Praia Grande, litoral paulista. Esse patrimônio foi construído no período da República Velha para substituir o antigo sistema de edificações de defesa de costa, concebido por portugueses e espanhóis em defesa do Porto de Santos.

Este documentário é um foro aberto para discussão sobre preservação, restauração e revitalização do maior patrimônio histórico de Praia Grande que ameaça se degradar mais ainda por falta de uma política cultural. No filme, todos somos responsabilizados e, ao mesmo tempo, saímos vitoriosos pela exposição dos nossos pontos de vista, na busca de uma solução para a revitalização da Fortaleza de Itaipu.

 

Biblioteca Central exibe gratuitamente cinema brasileiro em novembro

Por Lincoln Spada
.
O cinema nacional é o foco neste mês em Cubatão por meio de uma mostra gratuita com curtas e longas metragens de drama, comédia e animação. Ao todo, sete sessões serão exibidas na Biblioteca Municipal Professor João Rangel Simões (Av. Nove de Abril, 1977/Centro) em novembro. Trata-se da programação elaborada através do Ponto MIS, ação do Museu da Imagem e do Som de São Paulo com o Governo Estadual e apoio da Prefeitura via Secretaria de Cultura.
.
Na segunda-feira (dia 6), foi a vez dos filmes ‘Pax’ (de Paulo Munhoz) e ‘Memórias Póstumas de Brás Cubas’ (de André Kloetzel). A primeira obra é uma animação que aborda quatro religiosos que discutem respostas para violência do mundo contemporâneo. Já no segundo filme, Sonia Braga e Reginaldo Faria protagonizam a narrativa literária de Machado de Assis, que alterna da ironia e do drama sobre os acontecimentos do Brasil Império.
.
Por sua vez, ‘O Dia que durou 21 anos’ integra a sessão a ser exibida nesta quinta (dia 9), às 19h30, e na próxima segunda-feira (dia 13), às 14h30. O dcoumentário de Camilo Tavares aborda no gênero suspense a ativa participação do governo norte-americano de John F. Kennedy e Lyndon Johnson para a instalação do regime militar brasileiro em 1964.
.
No dia 16 (quinta), às 19h30, serão exibidos ‘Paleolito’ e ‘Brichos’, voltado ao público infantil. Já nos dias 23 (quinta), às 19h30, e 27 (segunda), às 14h30, será apresentado o drama premiado ‘Hoje’. O clássico de Mazzaropi, ‘Um caipira em Bariloche’ finda com a mostra no dia 30 (quinta), às 19h30. A entrada é franca.

‘O Dia Mais Feliz da Vida de Olli Mäki’ em cartaz no Cine Arte

Por Secult Santos
.
O longa-metragem finlandês ‘O Dia Mais Feliz da Vida de Olli Mäki’ narra a história real do pugilista Olli Mäki, que luta para sobreviver no difícil ano de 1962. Ele leva uma vida tranquila e pacata que é virada ao avesso quando recebe a chance de lutar na final do Campeonato Mundial de Boxe, na categoria Peso-Pena.
.
Rapidamente elevado ao status de símbolo nacional, Olli precisa controlar as expectativas da nação para tentar vencer a luta. A direção é de Juho Kuosmanen. O elenco traz Jarkko Lahti, Oona Airola e Eero Milonoff.
.
O longa está em cartaz no Cine Arte Posto 4 – Sala Rubens Ewald Filho. Posto 4, na orla do Gonzaga. As sessões seguem até o próximo dia 1º, no horário das 16h, 18h30 e 21h. Ingressos custam R$ 3,00 e R$ 1,50 (meia). Classificação: 12 anos. Informações pelo tel. 3288-4009.

Cine Posto 4, MISS e Cinemateca têm programação neste fim de semana

Por Secult Santos

‘Na Vertical’ é atração no Cine Arte

Com direção do cineasta francês Alain Guiraudie, o filme ‘Na Vertical’ se passa no sul da França e acompanha o cineasta Leo. Durante um passeio de observação de lobos ele é seduzido por Marie, uma pastora de espírito livre e dinâmico. Nove meses mais tarde, o casal tem um menino. Sofrendo de depressão pós-parto e sem acreditar mais em Leo, que aparece e desaparece sem aviso, Marie o rapaz com o filho.

Leo agora está sozinho com um bebê para cuidar. Por meio de uma série de encontros inesperados, ele luta para encontrar inspiração para seu próximo filme. O drama tem atuações Damien Bonnard, India Hair e Christian Bouillette. Cine Arte Posto 4. Em cartaz de quinta-feira (19) até o próximo dia 25. Sessões às 16h, 18h30 e 21h. Ingressos custam R$ 3,00 e R$ 1,50 (meia). Classificação: 18 anos.

Cine BV homenageia Julie Andrews

Seguindo com o ciclo Grandes Estrelas nos Musicais, que nos meses de outubro de novembro homenageia a atriz Julie Andrews, o projeto do coral cênico Broadway Voices e do Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss) exibe o filme ‘A Noviça Rebelde’. Além de Julie, o elenco traz Christopher Plummer e Richard Haydn.

A trama do musical se passa na Áustria de 1930, quando o nazismo estava prestes a se instaurar no país. Nesse contexto, uma noviça que vive em um convento, mas que não consegue seguir as rígidas normas de conduta das religiosas, vai trabalhar como governanta na casa do capitão Von Trapp, que tem sete filhos.

Viúvo, ele os educa como se fizessem parte de um regimento. A chegada da moça modifica drasticamente o padrão da família, trazendo alegria novamente ao lar. Após a exibição, Fernando Pompeu, diretor-geral do Broadway Voices, bate papo com o público. Sexta-feira (20). 15h30. Miss (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

Virada Cinematográfica chega à Cinemateca

Integrando a programação do 2º Santos Film Fest, a Cinemateca de Santos realiza Virada Cinematográfica, uma maratona de exibições com os filmes ‘Nosferatu’, de Friedrich W. Murnau, que conta a história de Hutter (Gustav von Wangenheim), um agente imobiliário que viaja até os Montes Cárpatos para vender o castelo do excêntrico conde Graf Orlock (Max Schreck), um milenar vampiro que busca poder.

Logo após ocorre a sessão de ‘A Múmia’, de Karl Freund, produção que se passa em 1921, ano em que uma equipe de arqueólogos liderada por Sir Joseph Whemple (Arthur Byron) descobre a múmia do príncipe Imhotep (Boris Karloff), que vivera há 3.700 anos e que, por ter cometido um sacrilégio, fora enterrado vivo. Também são encontrados manuscritos que têm o poder de fazer os mortos ressuscitarem.

Uma noite um dos membros da expedição lê os papeis e traz o príncipe de volta à vida. Para encerrar ainda haverá a projeção de um filme bônus e café da manhã para os maratonistas cinematográficos. Sábado (21). A partir das 23h30. Cinemateca de Santos (R. Xavier de Toledo, 42, Campo Grande). Gratuito.

‘Nome Provisório’ será apresentado no Miss

Produzido com verba do 5º Concurso de Apoio a Projetos Culturais Independentes de Santos,o curta de ficção ‘Nome Provisório’ aborda questões de gênero, as relações sociais e expectativas familiares. A produção, toda realizada em Santos, teve envolvimento de cerca de 30 profissionais, além de apoiadores como Unimonte, Madalena Brigadeiros e Black Jaw. Dia 23. 14h. Miss (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias).

Cine Pagu exibe ‘Saneamento Básico’

O projeto de cineclubismo desenvolvido pelos críticos de cinema Marcelo Pestana e Carlos Cirne exibe o filme ‘Saneamento Básico’, de Jorge Furtado. A comédia se passa na comunidade da Linha Cristal, na Serra Gaúcha, cujos membros decidem tomar providências sobre a construção de uma fossa para o tratamento do esgoto. Após ouvir a reivindicação, a secretária da prefeitura reconhece a legitimidade da solicitação, mas afirma que não dispõe de verbas para obras de saneamento básico até o final do ano.

No entanto, a prefeitura tem quase dez mil em verbas para a produção de um vídeo. A verba veio do Governo Federal e, se não for gasta, terá que ser devolvida. A comunidade decide então fazer um vídeo sobre a obra. Mas deve ser uma obra de ficção. Dia 24. 18h30. Museu da Imagem e do Som de Santos (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

Cine BV realiza sessão com ‘Newsies’

A sessão exibe a produção ‘Newsies’. Dirigido por Kenny Ortega, o musical da Disney é baseado em uma greve dos chamados newsies, meninos que vendiam os jornais. Em 1899, em Nova York, eles fizeram uma paralisação, pois o preço dos jornais havia aumentado. A mobilização durou duas semanas. Dia 25. 19h. Museu da Imagem e do Som de Santos (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

 

‘Vinte e Um’, curta das Oficinas Querô é selecionado para festival de Porto Alegre

Por Ivan De Stefano

O Festival de Cinema Infanto-Juvenil de Porto Alegre, Primeira Janela, divulgou os selecionados para a 4ª edição. Entre eles, está o filme ‘Vinte e Um’, produzido em uma atividade trazida pelos próprios jovens das Oficinas Querô à equipe do Instituto Querô: a de fazer cinema usando somente o celular! E a ideia deu certo! O curta-metragem foi selecionado para o festival e será exibido na categoria Jovens, ao lado de mais 3 filmes de diferentes partes do país: São Paulo, Campinas e Curitiba.

O curta-metragem também resultou em uma websérie de mesmo nome, dividida em 4 capítulos, abordando os principais conflitos da juventude atual e mostrando por meio de depoimentos o que pensa o jovem do século 21. Uma série feita por jovens e para jovens. Mais informações em https://webserie21.wixsite.com/vinteum.

Durante o filme, os equipamentos usados para a gravação de uma obra audiovisual também foram adaptados para o celular. “Queríamos pensar no baixo custo do material e de levar a prática de fazer cinema às mãos de qualquer pessoa apaixonada pela sétima arte. Usamos desde canos PVC para segurar o celular e estabilizar a imagem até paus-de-selfie para transformar o celular em um “boom”, microfone usado para captar o som do filme”, comenta Saymon Souza, jovem capacitado nas Oficinas Querô.

O festival acontece de 9 a 11 de novembro, na Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre, com sessões gratuitas. Após esse período, o festival vai para dentro das escolas e outras cidades, contribuindo para a circulação de produções brasileiras. Mais sobre o festival em: https://www.primeirajanela.com.

 

Querô e Revista Fórum em cinedebate ‘Resistência’, de Eliza Capai

Por Ivan De Stefano

Precisamos falar sobre política! Este mês, completa um ano que o poder legislativo votou o processo de Impeachment da ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff. E o que aconteceu desde então? É o que busca discutir o documentário #Resistência, que terá seu lançamento em Santos na quarta-feira (17/05), em uma parceria inédita entre Instituto Querô e Revista Fórum.

O documentário será exibido das 19h às 21h, na sede da Revista Fórum em Santos (Rua Primeiro de Maio, 57). A revista nasceu em 2001, em Porto Alegre, se tornando um dos veículos mais importantes da mídia livre, fazendo jornalismo ao lado da luta democrática e dos movimentos dos direitos humanos, das garantias individuais, das lutas de gênero e das minorias. Atualmente, vem fazendo uma cobertura especial sobre as manifestações contra as reformas da Previdência e Trabalhista.

Após a exibição, tem bate-papo com a diretora do filme, Eliza Capai, que frequentou importantes movimentos ligados à resistência como o #OcupaAlesp, #OcupaMinc-RJ, #OcupaFunarte-SP, a Marcha das Vadias RJ e a Parada LGBTTT de São Paulo.

O filme

Durante os meses interinos de Michel Temer, o documentário acompanhou as ocupações aos prédios públicos e às ruas, dando voz aos seus protagonistas. De dentro, narra o desenrolar deste importante momento histórico, ao mesmo tempo em que discute feminismo, educação, cultura, democracia, movimento estudantil e mídia. Mais informações em http://www.fb.com/resistenciafilme

 

‘Libertários’ é tema de cinedebate na Vila do Teatro no dia 15

Informações da Vila do Teatro

A Vila do Teatro recebe neste sábado, às 19h, em sua sede na Praça dos Andradas, o cinedebate gratuito ‘Construindo a Greve Geral’, com o filme ‘Libertários’. Em seguida, debate com servidores púbicos sobre a construção da greve geral na Baixada Santista.

O filme descreve, apoiado em fotos, filmes e música das época, mostra a importância do anarquismo nas resistências do movimento operário brasileiro do final do século XIX e começo do século XX. Foi elaborado com material do arquivo Edgard Leueuroth, considerado o mais completo acervo da imprensa Nesse tempo, no estado de São Paulo, o acelerado processo de industrialização forma um proletariado urbano, com marcada presença de imigrantes italianos de formação anarquista.

Organizados, conseguem expandir seu movimento e promover as primeiras greve, a fim de obter acordos e melhores condições de trabalho. O documentário destaca a Greve Geral de 1917 em São Paulo, desencadeada após a morte de um operário grevista, vítima da repressão policial. Após 1917, os efeitos da Revolução Russa acentuam a repressão contra o anarquismo e o movimento é enfraquecido com a prisão e deportação de seus principais líderes.