Arquivo da tag: gabriel montenegro

La Casita recebe bazar natalino neste fim de semana

Informações de La Casita

Uma feira de expositores criativos será realizada neste sábado (22/dez), das 15h30 às 21h, na La Casita (R. Guaibê 104, Aparecida/Santos). O evento conta com entrada franca.

Participam os seguintes expositores: Nice Lopes (ilustradora e papelaria lúdica), Gabriel Montenegro (bonecos de papel machê, luminárias em vinil e PVC, etc), Quitutes pra Iaiá (culinária vegana), Léo Darumaman (prints e zines), Coisas de Ana (peças em crochê) e Bia Bibibelô (acessórios vintage e steampunk).

Também marcam presença: Ateliê Erva Doce (acessórios artesanais), Donas Florindas (acessórios femininos), Artes D’Ócio (cerâmicas poéticas), Eliége Ribeiro (xilogravuras), Clarice Lopes e Delfina Maria Garcia, do Atelier Rosa Elias (gurdar-chuvas e cerâmicas pintadas à mão).

 

Novo espaço artístico, La Casita será inaugurada na Vila Mathias

Por Nice Lopes

Uma casa simpática e antiguinha, na Vila Mathias é a moradia e local de trabalho dos artistas Nice Lopes (ilustradora, artista visual e publicitária) e Gabriel Montenegro (artista plástico, bonequeiro e designer de estamparia). Eis La Casita, espaço a ser inaugurado no próximo dia 22 (sábado), das 15h30 às 20 horas, na Rua Dr. Antônio Bento, 13/Santos. A entrada é franca, com comidas e bebidas à venda.

Juntos, transformaram a casa alugada em “La Casita”, um espaço de trabalho com muitas cores e criatividade. Um dos cômodos abriga uma mini-sala de leitura composta por livros infantojuvenis, onde adultos e crianças terão acesso a alguns títulos, para consultas no local, desde os clássicos contos de fada até as modernas “graphicnovels”.

a2Telas, fotografias, posters e bonecos de papel machê estão espalhados por toda a casa numa interação perfeita com os ambientes. O intuito dos artistas é abrir a casa-ateliê ao público para encontros criativos, oficinas de arte para adultos e crianças, exposições, bate-papos, saraus, lançamentos de livros e o que mais a imaginação mandar.

No dia 22 de outubro, La Casita abrirá suas portas pela primeira vez. Além dos trabalhos expostos e à venda de ambos os artistas, haverá o lançamento do livro infantojuvenil “Sebastião”, de autoria de Nice Lopes, lançado na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, em agosto último. O livro é vendido por R$ 39,90.

As ilustrações originais do livro também estarão em exposição. O evento terá contação de histórias, com Camila Genaro, às 17 horas e a apresentação Blues para Sebastião, com Alessandro Atanes, às 19 horas. Também estão registradas as presenças de Dona Chita (foodbike de brigadeiros), Quitute pra Iaiá (culinária vegana) e Cais (cerveja artesanal).

 

Exposição ‘Viagem ao Imaginário do Papel’ na Casa Velha de Santos

A Casa Velha de Santos recebe a exposição ‘Viagem ao Imaginário do Papel’, de Gabriel Montenegro. O artista plástico já fez de tudo um pouco: serigrafia, cenografia, toy art, grafite, costura… Cheio de inspirações, adora ficar rabiscando algo novo e reaproveitando materiais descartados.

A exposição que acontece no Casa Velha até 26 de março de 2016, é um mergulho por Santos de um jeito diferente, onde o papel machê é o primeiro elemento que vai tirar o fôlego. A exposição conta com bonecos em papel machê criados e fotografados pela cidade, onde o artista utiliza um fio de nylon e alcança efeitos impressionantes de ilusão de ótica.

CONTATO
http://www.facebook.com/gabrielmontenegroartes
http://www.electricpepper7.blogspot.com.br

REALIZAÇÃO
emBAZAR

LOCAL
Casa Velha
Boulevard Othon Feliciano, 10 – Gonzaga – Santos/SP

*Casa Velha

,

Uma viagem inusitada por Santos aos olhos de Gabriel Montenegro

Santos encanta moradores e visitantes com os jardins da orla, considerados como os maiores do mundo através do Guiness Book (2000) e os seus pontos turísticos. Observar a cidade através de maneira lúdica, simples e divertida é uma das propostas de Gabriel Montenegro, que insere personagens desenvolvidos com a técnica do papel machê em pontos turísticos do município. Ele apresentará as suas obras de 05 de outubro a 05 de novembro, no Espaço Cultural Ana Costa (Rua Pedro Américo, 42), com a exposição “Viagem ao Imaginário do Papel”.

Segundo o artista, com um fio de naylon, uma câmera fotográfica e sem qualquer utilização de edição virtual, consegue alcançar efeitos impressionantes nas fotos através da ilusão de ótica. A exposição conta com 15 bonecos de papel machê e fotografias dos personagens desenvolvidos pelo mesmo. “Comecei a criá-los neste material para que eu pudesse ver os meus desenhos ganharem forma tridimensional”, diz.

Montenegro conta que começou a desenvolver os personagens há cerca de 1 ano, quando participou de uma oficina de mamulengos – marionetes manipuladas com a introdução das mãos dentro das luvas e cabeções (esculturas) na Oficina Cultural Pagu. “Por serem peças grandes e eu não ter um espaço adequado em minha residência, a minha esposa, que também é artística plástica, sugeriu que eu fizesse as peças em miniaturas”, afirma.

Para inserir os personagens que criou dentro das paisagens santistas, Gabriel disse que a ideia surgiu através de uma brincadeira. “Tirei um click de um boneco, instintivamente. O resultado ficou interessante. Comecei a postá-las na internet e percebi que as pessoas ficavam surpresas com as imagens que eu compunha”, afirma.

“Sou de São Paulo. Moro na cidade há três anos. A cada descoberta de um ponto turístico que faço, fico ainda mais inspirado. Ainda tenho muitos lugares para conhecer e inserir estes bonecos. Santos é linda e acredito que seja muito importante retratá-la, independente da ligação que a mesma tem com o futebol, como por exemplo, também é associada”, conta.

O artista, que já fez de tudo um pouco – desde serigrafia, estamparia artesanal para moda, aerografia e cenografia, também grafitará as paredes do Espaço Cultural com o intuito de aguçar a percepção do público. “São duas crianças, um garoto e uma garota, separados. Quando faço cada trabalho, desde o boneco, até à composição das fotos, quero transmitir a alegria para todos de forma lúdica. O resultado é uma viagem no imaginário de cada um”, pontua.

*Indicação de Nice Lopes

 

A realidade inventada de Nice Lopes no Hospital Ana Costa em Santos

Quem assistiu ‘Alice no País das Maravilhas’ (2010) e ‘A Fantástica Fábrica de Chocolate’ (2005), ambos do cineasta Tim Burton, provavelmente ficou encantado com a direção de arte de ambos os filmes. Com Nice Lopes, a artista responsável pela exposição ‘O Animalário Fantástico de Nice’, não é diferente. E as obras estarão expostas no Hospital Ana Costa (Rua Pedro Américo, 60/Santos), até o dia 23 de abril.

Fascinada pelo cineasta Tim Burton e o escritor Edgar Allan Poe, um dos precursores do realismo fantástico, Nice traz em suas obras parte de seu mundo imaginário onde convivem personagens oníricos, surreais e melancólicos.

“A exposição é inspirada nos relatos de viagem dos grandes navegadores e no livro Manual de Zoologia Fantástica, do Jorge Luiz Borges”, diz a autora. “Nas obras, os personagens infantis são mesclados com uma realidade inventada, onde estão presentes monstros, sereias, dragões, libélulas e outros seres marinhos. Traduziria a minha exposição como uma viagem fantástica a um mundo formado por habitantes que nos encanta e remete a um universo mítico e poético”, diz.

01A exposição conta com telas originais, bonecos em tecido, caixas de histórias, uma luminária em PVC do artista plástico Gabriel Montenegro e uma pintura que preenche umas das paredes do espaço cultural. “A pintura na parede é representada por uma das minhas criações – o Maxmonstro. Ela é inspirada nos personagens do livro Onde Vivem os Monstros (1963), de Maurice Sendak, que virou filmes nos Estados Unidos em 2009”, diz.

A artista utiliza em suas telas, tinta acrílica, aquarela, canetão, giz de cera, lápis de cor aquarelável, carimbos, colagens e até café. “Deu um efeito interessante para o fundo de uma das minhas telas. Passa a impressão de que está envelhecido”, diz.

NICE LOPES

02Nice desenha desde criança. Além de artista plástica, é ilustradora e publicitária. “Há alguns anos os meus traços percorrem o País e o mundo”, diz. Ela já teve seus trabalhos publicados em revistas de circulação nacional e no jornal nova-iorquino The Wall Street Journal.

“A minha arte também aparece no Illustration Now!2, publicação considerada como a ‘bíblia dos ilustradores’ e no Illustration Now Portraits, uma coletânea de retratos de 80 ilustradores ao redor do mundo”, conta. Nice ilustrou dois livros infanto-juvenis: ‘As aventuras de Firmina Dalva e seus amigos’, de Érika Freire, lançado em 2012 e ‘A Nuvem Vermelha’, de Mô Amorim, lançado em 2010, na Bienal Internacional do Livro. A artista também está presente no mercado da moda. “Já desenhei estampas para as grifes Bicho Comeu e Camila Guimarães”, afirma.

O ‘Animalário Fantástico de Nice’ também já foi exposto na Urban Arts Moema, em São Paulo, em março do ano passado. “Exposições relacionadas às minhas outras obras também já passaram pela Sala de Cultura Leila Diniz, em Niterói, RJ, por exemplo”, conta.

*Nice Lopes