Arquivo da tag: geraldo ferraz

Visitas às bibliotecas centrais de Guarujá crescem em 20%

Por Prefeitura de Guarujá

Mais de 282 mil atendimentos foram realizados nas bibliotecas centrais de Guarujá no último biênio. Entre 2017 e 2018, houve um acréscimo de 31 mil atendimentos no último ano. Além de um acervo de livros e revistas, os visitantes podem conferir gibiteca, acervo museológico sobre a Revolução de 1932 e uma horta fitoterápica, com diversidade de ervas e plantas medicinas.

Tudo isso em um ambiente moderno, climatizado e com wi-fi gratuito nas Bibliotecas centrais: Geraldo Ferraz (Rua Ceará, s/n – Vila Alice), em Vicente de Carvalho; e Martins Fontes (Rua Quintino Bocaiúva, 183, no Centro). Neste período de férias, as bibliotecas têm chamado a atenção não só de estudantes residentes, mas também de turistas.

Leitor assíduo da Biblioteca Martins Fontes, o estoquista Marcos Santana, gosta de conferir os jornais diários. “Desde pequeno frequento o local. Costumo vir na hora do almoço ou após o trabalho”. Quem conheceu a Biblioteca do Centro pela primeira vez foi Lucas Teixeira, estudante, 24 anos, que é da Cidade: “Estava buscando uma biblioteca. E achei aqui um local bem diferente, com bastante variedade”, apontou.

Além das centrais, a rede municipal de ensino ainda conta com as bibliotecas anexas às escolas de ensino fundamental, que representam um apoio pedagógico importante dentro das unidades. Até o momento, Guarujá já tem 19 bibliotecas anexas, de um total de 26 unidades a serem contempladas.

Para se tornar um sócio das Bibliotecas centrais é necessário se dirigir a uma das Unidades, munido de documentos pessoais (no caso de menores, o do responsável); 2 fotos 3×4 e comprovante de residência. Horário de atendimento é de segunda a sábado, das 9h às 17h, somente no período de férias, e das 8h às 18h, no decorrer do ano.

Quem efetuar a retirada de livro com 100 folhas pode ficar o título por 10 dias; já para um título de 200 folhas, por exemplo, o período é de 20 dias. As doações de livros e gibis também são bem-vindas. Aqueles que desejam colaborar na ampliação dos acervos poderá fazer a sua doação somente na Biblioteca Geraldo Ferraz, em Vicente de Carvalho.

Projeto Bibliotecas Vivas de Guarujá completam sete anos

As Hortas Fitoterápicas, instaladas dentro das Bibliotecas Municipais Geraldo Ferraz (Jardim Santense), Martins Fontes (Centro) e do Núcleo de Educação Infantil Municipal (Neim) Marina Daige (Jardim dos Pássaros), completam sete anos neste mês. A cerimônia de comemoração será nesta terça-feira (21), às 16 horas, na Biblioteca Municipal Geraldo Ferraz, que fica na Rua Ceará, s/n – Jardim Santense.

A Horta é desenvolvida pelo Projeto Biblioteca Cidadã, e aplicado pela parceria entre a Prefeitura e o Cartório de Registro Civil de Guarujá. A ideia da Secretaria Municipal de Educação em ter uma ‘biblioteca viva’ foi pioneira no estado de São Paulo, pois além de fornecer o material para leitura e um acervo completo, a produção das hortas é oferecida aos munícipes.

Banana, manjericão, sabugueiro e pau-brasil são algumas das variedades da horta, embora o forte sejam as ervas para chás medicinais, que estão disponíveis para serem doadas a quem desejar plantar em casa. Além disso, os munícipes podem receber instruções de biólogo, farmacêutico, engenheiro agrônomo, ervanário, pedagogo e professores responsáveis pela supervisão do Projeto.

A iniciativa é importante pois muitas vezes as pessoas podem ter plantas medicinais em seus quintais, mas não sabem quais são ou como utilizá-las. De acordo com o coordenador das Bibliotecas Públicas, Pedro Menezes do Nascimento, o apelido de ‘biblioteca viva’ nasceu quando os alunos perceberam que o conteúdo do livro tinha na horta.

“Eles podiam manusear, sentir os diferentes cheiros e levar para casa. A intenção não é de alguém ser curandeiro, mas oferecer uma nova maneira de pesquisar e conhecer a diversidade das plantas. São sete anos de dedicação dos nossos funcionários para manter as hortas e oferecer o melhor”, explica.

*Prefeitura de Guarujá