Arquivo da tag: gravura

Artistas podem inscrever obras em mostra aos 472 anos de Santos

Por Secult Santos
.
Com a proposta homenagear os 472 anos de Santos, a Coordenadoria de Museus e Galerias (Comug), da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), organiza uma exposição coletiva e busca obras para compor parte da mostra, que ocupará a Galeria de Arte Braz Cubas de 25 de janeiro ao dia 9 de fevereiro.
.
Os artistas interessados podem participar com duas obras que tenham tema relacionado à Cidade, em qualquer modalidade das artes plásticas, pintura, gravura, fotografia, desenho e esculura.
.
Os trabalhos devem ser entregues na Comug (5º andar da Secult – Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias) até o próximo dia 12 de janeiro. Ao término da exibição, cada artista deverá retirar suas obras no mesmo local de entrega, entre os dias 15 e 16 de fevereiro. Mais informações pelo telefone 3226-8010.

.

Foto: @clicksdosan

SISEM-SP divulga fotos de peças roubadas do MASS; ajude a encontrá-las

O Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP) divulga as fotografias das 20 obras roubadas do Museu de Arte Sacra de Santos no último domingo (3/7) no intuito de contribuir para as investigações e recuperação das peças. O SISEM-SP já entrou em contato com o Conselho Internacional de Museus (ICOM Brasil) para articulação junto à Interpol e orientou o Museu a inserir informações sobre as obras roubadas no Cadastro de Bens Musealizados Desaparecidos do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

O de Santos é um dos 22 museus de arte sacra inventariados pelo SISEM-SP, em um trabalho que teve início em 2012 sob coordenação do Museu de Arte Sacra da Capital. A iniciativa teve o objetivo de assegurar identificação, proteção, pesquisa e difusão do patrimônio museológico paulista de Arte Sacra e funciona, ainda, como ferramenta auxiliar no combate ao tráfico desses bens culturais.

“O inventário é o que garante o registro de cada obra, a descrição de suas características e um arquivo fotográfico que facilitam sua identificação, inclusive numa ocorrência de roubo como esta”, afirma o coordenador do SISEM-SP, Davidson Panis Kaseker. O Sistema Estadual de Museus é gerido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e articula mais de 400 museus paulistas, tanto estaduais quanto municipais e privados. Confira as imagens abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quem tiver qualquer informação sobre as peças roubadas deve entrar em contato com o Museu de Arte Sacra de Santos: (13) 3219-1111. Acesse as fotos aqui: http://goo.gl/ux6hFq

Veja a lista das obras roubadas:
1- A Vila de Santos – 1765 – Reprodução fotográfica de uma obra de Benedicto Calixto
2 – Coleção Bahiana da Família Rebouças – Século XIX – Menino Jesus – Madeira policromada com aplicação de folha de ouro – Usa resplendor de prata
3 – Coleção Bahiana da Família Rebouças – Século XIX – Nossa Senhora – Madeira policromada com aplicação de folha de ouro – Usa coroa de prata
4 – Coleção Bahiana da Família Rebouças – Século XIX – Santa Cecília – madeira policromada com aplicação de folhas de ouro
5 -Coleção Bahiana da Família Rebouças – Século XIX – Santa Inês – madeira policromada com aplicação de folhas de ouro
6 – Coleção Bahiana da Família Rebouças – Século XIX – São José – madeira policromada com aplicação de folhas de ouro – possui resplendor de prata
7- Crucifixo – Cobre – Século XIX
8 – Crucifixo – Metal – Século XX
9 – Menino Jesus – Madeira policromada – Século XIX
10 – Missal Romano – Século XX – 13ª Edição Taurinensis – com detalhes em prata
11 – Nossa Senhora da Dores – madeira policromada – Século XIX – possui cabelo humano, espada de prata, vestido e manto em tecido
12 – Quadro Mi Cristo Gaúcho – Autoria de Marcos Ortiz – Data de 1985 – papel e giz de cera
13 – Reprodução fotográfica da gravura do Mosteiro de São Bento de Santos – Autoria de William John Burchell
14 – Reprodução fotográfica da obra Santos Antiga 1822 de Benedicto Calixto
15 – Reprodução fotográfica de um manuscrito do Frei Gaspar da Madre de Deus
16 – Reprodução fotográfica de uma gravura – Frei Gaspar com Frei Miguel e Pedro Tarques
17 – Santa Ana Mestra – madeira policromada – século XIX
18 – São Bento – madeira policromada – Século XX
19 – São Sebastião – Madeira policromada – século XIX
20 – Senhor dos Passos – Madeira policromada – Século XIX – possui cabelo humano

*Secretaria de Estado da Cultura – Assessoria de Imprensa 

Inscrições abertas para o 21º Salão de Artes Plásticas de PG

As inscrições para o 21º Salão de Artes Plásticas de Praia Grande estão abertas. Podem participar artistas plásticos de todo o Brasil e exterior, nas categorias desenho, gravura, escultura, pintura, fotografia e objeto. Considerado um dos mais importantes do País, o Salão distribuirá no total, entre os quatro primeiros lugares e menção honrosa, prêmio de R$ 20.000,00.

As obras deverão ter no máximo 2 metros de largura por 1,80 metros de altura e no caso de obras tridimensionais, a profundidade de 1,50m. As inscrições devem ser feitas na Seção de Ação Cultural da Sectur, localizada no Palácio das Artes, ou por correio até o dia 30 de agosto de 2014 pelo site.

O Salão de Artes Plásticas de PG

Iniciado em 1989 (com um recesso de suas atividades entre os anos de 2005 e 2010), o Salão de Artes Plásticas de Praia Grande ganhou credibilidade por premiar obras representativas no cenário artístico de cada época e se tornou um dos mais tradicionais eventos culturais da região.

Durante as últimas edições, o salão premiou talentos como Denise Agassi, Edilson Viriato, Andre Komatsu, Frederico Dalton, Nino Cais, Paulo Camillo Pena, Ding Musa, Vitor Misael, Bettina Vaz Guimarães e Márcio Pannunzio, alguns sem grande notoriedade até então. Diversos nomes importantes passaram entre a lista de jurados, dentre eles: Celso Fioravante, Fernando Oliva, Denise Grinspum, Ricardo Antonio Trevisan, Lizete Lagnado, Tadeu Chiarelli, Leda Catunda, Renata Mota e Sergio Romagnolo.

Ao longo dos anos, 130 obras premiadas foram acrescidas ao acervo municipal, que, em breve, farão parte do Museu de Arte Contemporânea de Praia Grande como reconhecimento aos artistas e júris participantes dos salões. A seleção das obras que fazem parte da mostra é dividida em duas etapas. A primeira conta com a avaliação das fotografias das peças. E na segunda o corpo de jurado analisa as obras e seleciona as que irão compor o Salão, além das três primeiras colocadas que recebem premiação em dinheiro. Outras informações no telefone 3496-5713.