Arquivo da tag: ibero-americano

Espanha é o país homenageado no Mirada 2016

Desde 2010, a cada dois anos, a cidade de Santos recebe o Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos, que aporta na cidade entre os dias 8 e 18 de setembro com cerca de quarenta espetáculos, oferecendo um panorama da produção contemporânea de mais de 10 países da América Latina e da península ibérica. Em 2016, o festival homenageia a Espanha, que vai apresentar espetáculos da Catalunha, do País Basco, de Andaluzia e de Madrid em um quadro diversificado de propostas e linguagens. Na programação, novos artistas estão ao lado de companhias de longa trajetória, já consolidadas em seu contexto de realização.

O festival oferece teatro de rua, peças itinerantes, dança, teatro de animação, espetáculos infantis, além de um amplo leque de possibilidades para o teatro adulto contemporâneo, incluindo uma visada sobre a diversidade da produção teatral nacional. Em todas as edições, as atividades formativas deram grande contribuição à produção de conhecimento sobre as artes cênicas desse continente cultural unido pela história e pelas culturas entrelaçadas, bem como pelas línguas irmãs.

A cada edição, um país recebe atenção especial. Em 2010, a Argentina foi homenageada. 2012 foi o ano dos mexicanos marcarem presença. Já em 2014 foi a vez do Chile. Nas três primeiras edições, passaram pelo Mirada grupos de grande relevância no cenário internacional. Entre os artistas brasileiros, estiveram Antunes Filho, Enrique Diaz, Clowns de Shakespeare, Companhia Brasileira de Teatro, Lia Rodrigues, Grupo Galpão, Ói Nóis Aqui Traveiz, Os Fofos Encenam, Teatro Oficina e muitos outros.

Também estiveram na cidade alguns grupos e criadores de grande relevância no teatro latino-americano, como o Mapa Teatro, da Colômbia; o longevo Malayerba, do Equador, bem como o Grupo Cultural Yuyachkani, do Peru, que também tem décadas de história na bagagem; o Teatro de Ciertos Habitantes, do México; a companhia chilena La Resentida e a encenadora Trinidad Gonzáles; os dramaturgos-encenadores contemporâneos da região rio-platense, como os portenhos Daniel Veronese, Emilio Garcia Wehbi e o grupo Timbre 4, além da Cia Complot, de Montevidéu.

Dos países europeus, o festival já trouxe peças dos grupos O Bando e Artistas Unidos, de Lisboa, além de Falação D’Os Lusíadas de Antônio Fonseca. Da programação da Espanha, vieram diretores como Andrés Lima e Albert Boadella, dramaturgos como Celso Giménez, Itsaso Arana, Pablo Fidalgo, Violeta Gil e Abel Gonzáles Melo, o grupo Insectotròpics e a companhia Antigua y Barbuda, além da coreógrafa Maria Pagés. E, em 2016, a lista de artistas espanhóis que já passaram por Santos no contexto do Mirada vai aumentar, incluindo a presença de realizadores de grande destaque no cenário internacional. Dez dias de muitas atividades, para reservar na agenda. Santos é o lugar para se estar em setembro de 2016.

*Sesc Santos