Arquivo da tag: itau cultural

Itaú Cultural abre novas turmas para especializações em gestão cultural

Por Itaú Cultural

O Itaú Cultural oferece em 2019 dois cursos inteiramente gratuitos ‘Especialização em Gestão e Políticas Culturais’ e ‘Especialização em Gestão Cultural Contemporânea: da Ampliação do Repertório Poético à Construção de Equipes Colaborativas’. O primeiro curso terá inscrições de 5 a 22/fev, tendo a divulgação dos pré-selecionados em 9/abr e resultado final anunciado em 28/jun, enquanto o segundo curso terá inscrições de 12/mar a 11/abr e resultado anunciado em maio. Os editais serão publicados em: http://www.itaucultural.org.br.

> Especialização em Gestão e Políticas Culturais

Em sua 11ª turma – e em parceria com a Cátedra Unesco de Políticas Culturais e Cooperação, da Universidade de Girona (Espanha) –, o curso é composto de cinco módulos presenciais na sede do instituto, além de disciplinas virtuais e entrega de trabalhos. Para realizar a inscrição, o candidato deve estar vinculado profissionalmente a uma instituição cultural, ter atuação comprovada de três anos, no mínimo, em uma instituição cultural, ser formado preferencialmente na área de ciências humanas ou sociais aplicadas ou em artes e apresentar carta da instituição onde trabalha com o compromisso de ser liberado para realizar as aulas presenciais.

> Especialização em Gestão Cultural Contemporânea: da Ampliação do Repertório Poético à Construção de Equipes Colaborativas

Com foco no embasamento poético-teórico e ênfase na arte brasileira, este curso em parceria com o Instituto Singularidades parte de uma visão abrangente das artes comparadas para discutir questões como o colaborativo, liderança e mediação de público, visando complementar a atuação do gestor. O curso, também direcionado a profissionais com experiência comprovada em atividades de gestão cultural, é formado por nove módulos, com aulas ministradas por educadores e artistas. Saiba mais em: atendimento@itaucultural.org.br.

 

Pinacoteca recebe workshop de criação artística em sacola plástica

Entre os dias 27 e 29, na Pinacoteca Benedicto Calixto (Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão), o artista e curador goiano Divino Sobral ministra a oficina ‘Liga-Sacola’. Ação faz parte da série itinerante do ‘Itaú Cultural Workshop Singularidades-Anotações – Rumos Artes Visuais’. Os interessados podem se inscrever gratuitamente na secretaria da Pinacoteca.

Durante os três dias, a tradicional sacola de feira será o centro de debates e criações. Sobral a leva para a sala de aula como elemento plástico e conceitual e como material de experimentações e articulações da linguagem contemporânea.

Desenvolvidas pelo próprio artista, o workshop parte da visualidade intensa e peculiar configurada nas faixas coloridas, relacionando-as com elementos para o corpo humano, mobiliário, uma praça no centro da cidade com seus jardins, árvores, bancos e equipamentos, entre outras possibilidades. Mais informações pelo telefone 3288-2260 ou pelo site http://www.itaucultural.org.br.

*Prefeitura de Santos

 

Falece Vladimir Capella, diretor e dramaturgo de teatro infanto-juvenil

O dramaturgo e diretor teatral Vladimir Roberto Capella faleceu aos 63 anos na manhã desta terça-feira, 21/abr, no Hospital Maria Braido, em sua cidade natal (São Caetano do Sul). Ele já estava internado desde o início do mês por problemas de saúde. É um dos principais nomes do teatro infanto-juvenil, linguagem que adotou desde o início de sua carreira.

03Nascido em 31 de julho de 1951, Capella cursou a Fundação das Artes de São Caetano do Sul e, em 1978, escreveu e dirigiu ‘Panos e Lendas’, peça que rendeu os prêmios Mambembe, Governador do Estado de São Paulo e Molière. Dois anos depois, apresenta ‘Forrobodó’ (ganhador do SNT), com o Grupo Pasárgada, iniciando uma série de montagens assemelhadas: ‘Como a Lua’ (contemplado com os troféus APCA e Inacen), ‘Quem É Que Pode Quando Um Bode Pode?’, (1982, APCA, Apetesp) ‘Do Outro Lado’ (1983, Prêmio Inacen), ‘Avoar’ (1985). Para o público adulto cria dois espetáculos: ‘Filme Triste’ (1983), de sua autoria, e ‘Louco Circo do Desejo’ (1985), de Consuelo de Castro.

05Também dirige ‘Antes de Ir ao Baile’ (1987, Apetesp, Sated-RJ e Prêmio João Ceschiatti) e seu primeiro grande sucesso de público e crítica, ‘Maria Borralheira’ (1987, Governador do Estado, Apetesp e APCA). O texto chega a ser remontado por ele anos mais tarde, em 1994 (Sharp, APCA e Mambembe), com produção do Teatro Popular do Sesi. Para adolescentes põe em cena seu próprio texto, ‘O Dia de Alan’ (1989, Prêmio SEC-SP, Apca, Apetesp, mambembe, Fundacen).

02Ainda monta ‘O Saci’ (1993, Apetesp), ‘Chinbirins e Chimbirons’ (1994, APCA) e com o Teatro do Sesi ‘Píramo e Tisbe’ (1995, Apetesp). No ano seguinte, dirige Gabriela Rabello, no monólogo ‘Ana Paz’, texto de Lygia Bojunga. ‘O Homem das Galochas’, sobre a vida e obra de Andersen, de 1997 (APCA e Mambembe), e ‘Clarão nas Estrelas’ (1998, APCA, Mambembe, e Funarte), ambas de sua autoria, reafirmando a sua qualidade poética na dramaturgia e na estética do palco.

01Em 2002, estréia, em parceria com o Teatro Imprensa, ‘O Clone do Visconde’, a partir das histórias de Monteiro Lobato; ‘O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá’ (2003, APCA), adaptação do livro de Jorge Amado; e, ainda, ‘O Colecionador de Crepúsculos’ (2003, Tatiana Belinky), baseado na vida e obra de Luís da Câmara Cascudo, todos com autoria e direção de Capella. No repertório mais recente, ‘Imagens’ (1999), ‘Miranda’ (2003), ‘A Flauta Mágica’ (2007), ‘Tristão e Isolda’ (2007, Coca-Cola Femsa) e ‘O Meu Amigo Pintor’ (2010).

*Informações do Itaú Cultural/Teatropédia