Arquivo da tag: junior brassalotti

Censura: Prefeitura de Cubatão suspende mostra imaginária no Anilinas

Por Lincoln Spada

Exatamente há uma semana, a Prefeitura Municipal de Cubatão comunicou em nota a suspensão de uma exposição fotográfica no Galpão Cultural, prevista para 21/mar. A nota lançada na antevéspera do evento foi abordada como uma censura pelos artistas do espaço e da região nas redes sociais.

Ora 2019, ora 1964, censura tem o mesmo significado no dicionário: aprovação ou desaprovação prévia de circulação de obra artística ou informativa com base em critérios morais ou políticos. Assim, usaremos o termo. E considerando o cartaz virtual do evento reproduzindo tarjas críticas ao quadro de nudez renascentista, ‘O Nascimento de Vênus’, a metalinguagem foi aplicada na cidade da Rainha das Serras.

Ironia maior é que nenhum membro da Prefeitura analisou o conteúdo das peças antes do anúncio do cancelamento. A razão: a mostra fotográfica jamais existiu. O que já estava planejado há 20 dias e ocorreu no ‘Toda Quinta Tem‘ era poesias, música acústica, discotecagem, esquete teatral e, no máximo, desenhos em formato A5, no Galpão Cultural – ocupação artística de coletivos locais no Parque Anilinas.

O parque é gerido pela Secretaria de Turismo, mas a mostra imaginária teve o seu anúncio censurado em reunião emergencial na tarde de 19/mar a pedido da secretária municipal de Cultura a um membro do Galpão. Bailarina e diretora artística premiada no exterior, a titular da pasta estava acompanhada do secretário de Comunicação Social, ex-assessor especial do Ministério da Cultura.

Noutros anos, cancelamentos de atividades culturais por viés moralista ou político já foram repreendidos publicamente por ministros do setor. Por exemplo, Roberto Freire abordou em 2017 sobre o fechamento do ‘QueerMuseu’: “O fundamental é destacar o erro da decisão de proceder o fechamento da exposição (…). Quem fecha exposições de arte – e aqui, cabe repetir, não importando saber o juízo de valor das obras – é a ditadura”.

Em nota, o Galpão Cultural informou que “nos foi posto que a arte de promoção do evento havia causado constrangimento em uma parcela da sociedade, chegando ao conhecimento do prefeito, que solicitou que providências fossem tomadas, pondo em risco a continuidade de seu trabalho frente a secretaria”. Se é optativo gostar de Bouguereau, segundo os artistas, não houve alternativa para inserir classificação indicativa ou até retirar só as tais peças, mas excluir a suposta exposição como um todo.

A Revista Relevo solicitou informações da Prefeitura em 22/mar sobre esta mostra fotográfica (nome, autoria, quantidade de obras e razões para não ser realizada), se houve interferência direta do prefeito, e se concordava que houve um ato de censura. Considerada como suspensão, a revista questionou a data de lançamento da tal exposição. Não houve resposta.

De fato, o ‘Toda Quinta Tem’ concentrou dezenas de jovens e artistas, como também dos presidentes dos conselhos de Cultura de Cubatão e de Santos, Thiago Garcia e Júnior Brassalotti. Não houve representantes oficiais da Prefeitura para acompanhar ou esclarecer sobre as eventuais obras censuradas. Todas as ações propostas pelo Galpão Cultural ocorreram, até citando a classificação indicativa no início das atrações.

 

Conheça as prioridades elencadas na 10ª Conferência de Cultura de Santos

Por Lincoln Spada

Dezenas de artistas e produtores culturais participaram das reflexões da 10ª Conferência Municipal de Cultura de Santos, que teve como tema ‘Políticas Públicas de Cultura e Liberdade Artística’. O evento ocorreu na tarde do último sábado (15/mar), no Teatro Municipal Braz Cubas.

“Acreditamos na importância de um conselho independente, que questione a administração e que sempre proponha o debate franco sobre as questões primordiais para a área cultural da Cidade. Santos valoriza a participação ativa da sociedade civil no conselho (Concult) e acredita que é por meio da união que as dificuldades atuais podem ser superadas”, disse o secretário municipal de Cultura, Rafael Leal.

A conferência também contou com a presidência do Concult, Júnior Brassalotti, que conduziu o painel com o tema do evento: “Nada foi tão intenso quanto observar em todo o País o aumento gradual de casos de censura aos nossos artistas de Santos e de outros locais diante dessa conjuntura de discurso de ódio tão vociferado nas redes sociais e nos logradouros públicos”.

O evento também contou com a secretária-adjunta de Cultura, Raquel Pellegrini, o ex-secretário de Cultura, Fabião Nunes, e a assessoria da vereadora Telma de Souza. Os munícipes presentes apresentaram 12 propostas previstas pelo Plano Municipal de Cultura que foram consideradas prioritárias para execução até 2021. Ainda, elegeram os novos representantes da sociedade civil do Concult para este biênio.

> Ações prioritárias
1. Promover ações e projetos que integrem artes e cultura no processo educativo, envolvendo escolas e universidades;
2. Formação para produtores culturais, buscando a capacitação dos envolvidos, nas leis de incentivo, editais e patrocínios, mas também na troca de práticas alternativas que busquem novas soluções par aa realidade que enfrentamos;
3. Garantir que a cultura da diversidade (ciganos, afrodescendentes, LGBTQI+, etc) seja contemplada pelos mecanismos promovidos pela Secult a partir de ações afirmativas;
4. Garantir editais públicos apra contratação de grupos e artistas locais em projetos da Secult e demais pastas;
5. Reestruturar o organograma da Secult visando o estímulo à pluralidade das linguagens artísticas em seus departamentos
6. Estabelecer parcerias com órgãos públicos, institutos de pesquisa e de ensino para criação e continuidade de indicadores culturais locais;
7. Reativar o programa munciipal de educação patrimonial e história;
8. Criar polos artesanais criativos;
9. Atualizar acervos das bibliotecas com ênfase na História de Santos;
10. Elaborar lei que destine um espaço público para montagem de lona circense;
11. Criar uma lei de fomento ao teatro para a Cidade de Santos;
12. Qualificar a formação profissional em nível técnico para o audiovisual e multimeios através da criação de uma escola livre de cinema.

> Conselheiros eleitos
Artes visuais: João Paulo Teixeira Pires (titular), Osmar de Souza Rabelo (suplente);
Artes urbanas: Julio Mad (titular), Luiz Fernando Marques Dias (suplente);
Audiovisual e multimeios: Júnior Brassalotti (titular), Carlos Cirne (suplente);
Carnaval e cultura popular: Luciana Rosalina da Cruz (titular), Tadeu Cabral Bezerra (suplente);
Cultura da diversidade: Verônica Pestana (titular), Orlando Rodrigues (suplente);
Dança e movimento: Maria Izabel Tornatore de Freitas (titular);
Literatura: Vinícius Carlos Vieira (titular), Lincoln Spada da Silva (suplente)
Música: Ailton da Silva Carvalho (titular), Diósnio Machado Neto (suplente);
Patrimônio cultural: Veruska F. Moura (titular), Jean Pierre de Morais Crété (suplente);
Produção cultural: Antonio Ramos (titular), Marina Paes (suplente);
Teatro e circo: Caio Martinez (titular), Kelly Jandaia (suplente).

 

Mostra de curtas Cidades Criativas seleciona 30 filmes rodados na Cidade

Por Secult Santos

Entre os dias 7 e 9 de julho, dentro da programação do Festival Santos Café 2017, a Secretaria Municipal de Cultura (Secult) realiza a 1ª Mostra Santista de Curtas Cidades Criativas. A iniciativa é voltada a realizadores residentes na Baixada Santista, que poderão apresentar suas produções audiovisuais de curta-metragem, obrigatoriamente filmadas em Santos, em sessões realizadas no Museu Pelé (Largo Marquês de Monte Alegre, 1, no Valongo). Além do conteúdo local, a programação também exibirá filmes da Mostra Internacional Cidades Criativas, com 30 produções da Rede Unesco, de países como Itália, Afeganistão, Coreia do Sul e Irlanda.

Para a mostra local serão escolhidos dez filmes, cada um com duração máxima de 15 minutos, sem necessidade de ineditismo. Os interessados em participar do projeto devem encaminhar as obras até as 18h do dia 20 de junho, em extensão .mov e resolução 1920X1080, para o e-mail cidade.criativa.audiovisual@gmail.com, com o título ‘Mostra Cidades Criativas’. Também é solicitado que os vídeos sejam inseridos nos sites You Tube ou Vimeo (preferencialmente). Caso haja senha para acesso, a mesma deverá ser encaminhada com o link. Outros dados necessários para a confirmação do cadastro são nome do filme; nome do diretor(a), com breve currículo; sinopse do filme; e ficha técnica.

A seleção dos dez trabalhos da Baixada Santista participantes da mostra será realizada por comitê curador composto por Raquel Pellegrini (Secult), Paula Quagliato (Secretaria Municipal de Governo), Júnior Brassalotti (Conselho Municipal de Cultura) e Carlos Cirne (Conselho Municipal de Cultura). O chamamento público para a Mostra Santista de Curtas Cidades Criativas foi publicado na edição desta sexta-feira (12) do Diário Oficial de Santos, na página 7, na Portaria 01/2017, da Secult.

Novo conselho de Cultura de Santos assume dia 25; acesse a nomeação oficial

Por Lincoln Spada

O Conselho de Cultura de Santos já tem o nome dos 22 novos membros da gestão 2017/2019. A nomeação foi publicada no Diário Oficial desta última quarta-feira, pelo atual presidente do conselho, Jamir Lopes. A cerimônia de posse dos novos representantes do Poder Público e da sociedade civil está prevista para terça-feira (dia 25), às 18h30, na auditório do Museu Pelé. Confira a lista:

>> Secretaria de Cultura: Fábio Alexandre de Araújo Nunes (titular); Virgínia Pires da Silva Ierizzi (respectiva suplente); Raquel Cristina Pellegrini Almeida (titular) e Ana Lúcia de Rezende Sant’Anna (respectiva suplente); Vinícius Cesar Sérgio (titular) e Murilo Netto Gonçalves (respectivo suplente).
>> Secretaria de Educação: Renata Paulino da Silva (titular) e Tex Jones Correia Lopes (suplente).
>> Secretaria de Turismo: Jamir Ferreira Lopes (titular) e Wellington Romualdo Gomes de Lima (suplente).
>> Secretaria de Assistência Social: Priscila Vicente (titular) e Elizabete Rodrigues Gatto Gonçalves (suplente).
>> Secretaria de Meio Ambiente: Marcus Neves Fernandes (titular) e Fernando de Souza Mello (suplente).
>> Secretaria de Relações Institucionais e Cidadania: Nicola Margiotta Junior (titular) e Wellington Paulo da Silva Araújo (suplente).
>> Secretaria de Economia e Finanças: Ana Luísa Duarte (titular) e Fremar Pereira Hauck Gávio (suplente).
>> Secretaria de Gestão: Alessandra de Sousa Franco (titular) e Ivo Miguel Evangelista Santos (suplente).
>> Secretaria de Saúde: Devanir Paz (titular) e Soraya dos Santos Nieto (suplente).
>> Patrimônio Histórico Edificado: Leonardo Branco (titular) e Veruska Francisconi Moura (suplente).
>> Carnaval: Luciana Rosalina da Cruz (titular).
>> Audiovisual e Multimeios: Junior Brassalotti (titular) e Eduardo Ferreira Silva (suplente).
>> História e Memória: Marcos Pasquantonio (titular) e José Eduardo de Lima (suplente).
>> Música e Ópera: Theo de Sá Guimarães Cancello (titular) e Mario Tirolli (suplente).
>> Dança e Movimento: Mariana dos Santos Pozett (titular).
>> Teatro e Circo: Caio José Martinez Pacheco (titular) e Maria Izabel Tornatore de Freitas Portela (suplente).
>> Folclore, Artesanato e Cultura Popular: João Paulo Teixeira Pires (titular).
>> Promoção e Produção Cultural: Gabriela Peixoto Ortega (titular) e Orlando Rodrigues (suplente).
>> Livro e Literatura: Lincoln Spada da Silva (titular) e Luiz Antonio Guimarães Cancello (suplente).
>> Artes Visuais: Júlio Cesar Ferreira (titular) e Vlaidner Sibrão de Lima (suplente).

9º Conferência de Cultura de Santos elege conselheiros da sociedade civil

Por Prefeitura de Santos

Os 11 primeiros integrantes do Conselho Municipal de Cultura (Concult), representando diversos segmentos das áreas artísticas da sociedade civil, foram eleitos neste sábado, no Teatro Guarany. Paritário, o conselho, que terá 11 outros componentes representando o poder público, tomará posse no próximo mês, ocasião em que será eleita a mesa diretora. A escolha ocorreu durante a realização da 9ª Conferência Municipal de Cultura, sob o tema ‘A Efetivação do Plano Municipal de Cultura’, que contou ainda com a realização de debates envolvendo quatro grupos temáticos.

O músico e produtor cultural Ugo Castro Alves, a gestora cultural Lua Marina, o acadêmico roteirista e dramaturgo, Edison Delmiro, e o produtor cultural e ex-secretário de cultura de São Vicente, Amauri Alves foram os mediadores convidados para estes grupos, responsabilizando-se pela troca de partilhas e saberes de modo intersetorial entre dois a três segmentos artísticos juntos, em evento que contou com a presença de mais de 70 participantes. Juntos, elencaram prioridades apontadas na minuta do Plano Municipal de Cultura, atualmente em tramitação entre a Prefeitura e a Câmara.

“Parabenizo todos da sociedade que contribuíram para o Plano Municipal de Cultura de Santos”, destacou a vereadora Audrey Kleys (PP), presidente da Comissão Permanente de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia na Câmara. “Muito bem elaborado e pensado. Comparei o plano com o de outras cidades do Estado de São Paulo, e, realmente, a população tem uma riqueza em mãos. Agora, cabe a cada um de nós acompanhar a evolução e efetivação dessas políticas públicas”.

Por sua vez, o secretário municipal da Cultura, Fábio Nunes, acompanhou todo o evento, e ressaltou que: “A legitimidade dessa conferência, é dado por vocês, artistas e fazedores de cultura que atuam em nossa Cidade. E nessa manhã de estudos do futuro Plano de Cultura da Cidade, vale lembrar que depende também da participação de todos nós, já que as políticas públicas são feitas por demandas da comunidade”.

Conselheiros

Foram eleitos, para o biênio 2017-2019, para a cadeira de Livro e Literatura, o jornalista e escritor Lincoln Spada e, na suplência, Luiz Antonio Cancello; Theo Cancello e Mário Tirolli (titular e suplente da Música e Ópera); Mariana dos Santos Pozett (titular de Dança e Movimento); Leonardo Branco e Veruska Francisconi Moura (titular e suplente de Patrimônio Histórico Edificado); Marcos Pasquantonio e José Eduardo de Lima (titular e suplente em História e Memória), e João Paulo Teixeira Pires (titular de Folclore, Artesanato e Cultura).

E ainda: Júnior Brassalotti e Eduardo Ferreira (titular e suplente de Audiovisual e Multimeios), Gabriela Peixoto Ortega e Orlando Rodrigues (titular e suplente de Promoção e Produção Cultural), Caio Martinez Pacheco e Maria Izabel Tornatore de Freitas Portela (titular e suplente de Teatro e Circo), Júlio César Ferreira e Vlaidner Sibrão (titular e suplente de Artes Visuais), e Luciana Rosalina da Cruz (titular de Carnaval). A suplência para as cadeiras de Dança e Movimento; Folclore, Artesanato e Cultura, e Carnaval serão preenchidas mediante chamada pública.

‘Cultura em Crise’ é o tema do 4º Motim Teatral; acesse a programação na íntegra

Por Movimento Teatral

Com o tema ‘Cultura em Crise’, o 4º Motim Teatral reúne 14 coletivos cênicos para apresentações gratuitas no Centro de Santos. Mostra regional do FESTA 58 – Festival Santista de Teatro, a maratona de apresentações acontece inteiramente nesta sexta-feira (dia 23) com 13 horas ininterruptas de grupos artísticos.

Neste ano, trata-se de um ato pela liberdade de expressão dos artistas de rua em Santos; contra o corte orçamentário das Oficinas Culturais do Estado no interior e litoral paulista; e pró-Centro Cultural Cadeia Velha.

O termo ‘motim’ é uma insurreição de grupos contra o autoritarismo, caracterizado por atos de desobediência artística e civil que se opõem a autoridades ou o capitalismo, sendo frequentemente acompanhado de tumulto artístico, vandalismo estético e intervenções de violência poética.

O 4º Motim Teatral é uma realização do Movimento Teatral da Baixada Santista com apoio da Prefeitura Municipal de Santos por meio da emenda parlamentar do vereador Professor Igor Melo. Confira a programação:

>> 13h30 | Praça dos Andradas | ‘Festa das Flores’
Cia Incomodados de Teatro e Música | Roteiro e direção musical: Elias Tomais | Elenco: Ariadne Moreno, Elias Tomais, Juliana Lima, Juliana Sanz.
>> 14h | Praça dos Andradas | ‘É Doce ou Salgado?’
Coletivo Sanatório Geral | Texto: Betinho Neto | Direção: Miriam Vieira e Betinho Neto | Elenco: Sandy Andrade ,Liliane São Paulo, Amanda Franco e Betinho Neto.
>> 15h | Praça dos Andradas | ‘Furdunço no Casamento de Marieta’
Cia Animalenda | Direção: Danilo Cavalcanti | Elenco: Kely de Castro e Vinícius Camargo.
>> 16h | Praça dos Andradas | ‘Blitz – O Império que nunca dorme’
Trupe Olho da Rua | Texto e Direção: Caio Martinez Pacheco | Elenco: Bruna Telly, Caio Martinez Pacheco, Fabio Piovan, João Paulo Pires, João Luiz Pereira Junior, Raquel Rollo, Sander Newton, Wendell Medeiros.
>> 17h30 | Praça dos Andradas | ‘De Repente Thiago’
Esquadrilha Marginalia de Teatro de Rua | Dramaturgia coletiva | Direção: Sander Newton. | Elenco: Luiz Guilherme, Lucas Pereira e Michel do Carmo.
>> 18h | Vila do Teatro | ‘Nó Cego’
Teatro Genoma | Direção: Rodrigo Marcondes | Com Juliana Vicma.
>> 19h | Praça dos Andradas | ‘Tentativa Zucco’
Usina Utópica | Texto: Paulo de Tarso | Encenação: Douglas Lima | Elenco: Lucas Pereira, Julia Alves, Letícia Cascardi, Luana Albeniz, Mayara Andrade | Convidados: Natanael Gomes, Myller Oliveira, Vanessa Souza, Juliana Souza, Rafael Almeida, Rodrigo Alves, Patrick Gois, Udson Santos, Vinicius Ziani.
>> 20h | Vila do Teatro | ‘A Lenda dos Jovens Detentos’
Cia Muninja | Texto: Leo Lama | Direção: Diego Andrade | Elenco: Bruno Galdino e Letícia Tavares.
>> 21h | Praça dos Andradas | ‘Liberdade Prisioneira’
Cia Carcarah Voador | Texto: Cícero Gilmar Lopes | Direção: Vidah Santos | Elenco: Juan Pablo Garcia e Cícera Carmo.
>> 21h | Vila do Teatro | ‘Elogio ao maluco, Beleza?’
Cia Teatral Art e Manha | Texto: Natan de Alencar e Ricardo Oliveira | Direção: Lúcia Oliver | Elenco: Ricardo Oliveira, Natan de Alencar, Katia Lira, Mariana Nunes, Alisson Araújo.
>> 22h | Vila do Teatro | ‘Já que sou, o jeito é ser’
Cia 5 | Texto: Eduardo Ferreira | Direção: Eduardo Ferreira e Angélica Evangelista | Atores-bailarinos: Angélica Evangelista, Eduardo Ferreira, Gisele Prudêncio, Lucas Onofre e Rodrigo Santana.
>> 22h | Praça dos Andradas | ‘Terror e Miséria no Terceiro Reich’
Cia Amoriódio | Texto: Bertolt Brecht | Direção e adaptação: Diego Andrade | Elenco: Beatriz Gonçalves, Caroline Salles, Fellipe Tavares, Luccas Afonso, Nevily Alves e Teco Cheganças.
>> 22h30 | Praça dos Andradas | ‘De Volta ao Luto’
Cia Lorena | Texto e Direção: Diego Saraiva | Elenco: Natalia Marcelo, Vanderlei Abrelli, Paola Borges, Eliana Tavares, Arthur Cordeiro, Wilson Gois.
>> 0h | Catraias da Praça Iguatemi Martins | ‘Zona!’
O Coletivo | Direção: Kadu Veríssimo | Elenco: Caio Martinez Pacheco, Junior Brassalotti, Kadu Veríssimo, Léo Bacarini, Malvina Costa, Mario Arcenjo, Priscila Ribeiro, Raquel Rollo, Renata Carvalho e Thays Bratz. Após o espetáculo, festa com DJ Cigano.

14º Curta Santos abre inscrições; curadoria de filmes será coletiva

O Curta Santos – Festival de Cinema de Santos atinge sua 14ª edição em 2016 e abre inscrições para realizadores audiovisuais entre os dias 5 de julho e 5 de agosto, por meio de seu site oficial, onde também é possível ter acesso ao regulamento completo: http://www.curtasantos.com.br. Serão escolhidos 10 filmes para a mostra competitiva nacional “Olhar Brasilis” e 10 filmes e 10 videoclipes para as mostras regionais “Olhar Caiçara” e “Videoclipe Caiçara”. Os curtas devem ter até 20 minutos de duração e os videoclipes, uma música.

A comissão de seleção das mostras “Olhar Brasilis” e “Videoclipe Caiçara” será composta por profissionais de reconhecida experiência em audiovisual e a direção do festival. Já a escolha dos filmes da mostra “Olhar Caiçara” consiste na primeira novidade desta edição: em iniciativa inédita na história do festival, a definição dos filmes que representarão a região caberá aos próprios realizadores.

O resultado será conhecido por meio de uma assembleia aberta, a ser realizada nos dias 13 e 14 de agosto no Museu da Imagem e do Som (MISS), com a presença obrigatória de um representante de cada filme inscrito. Após a exibição de todos os curtas, uma votação decidirá os selecionados.

“A ideia é criar um maior espaço de interlocução entre a produção do Curta Santos e os realizadores locais, abrindo o processo de curadoria para uma construção coletiva”, comenta o diretor de produção do festival, Junior Brassalotti. As 30 obras escolhidas serão exibidas durante o festival, de 26 de setembro a 2 de outubro, em salas de cinema e espaços públicos da cidade do litoral paulista. Os vencedores serão contemplados com o Troféu Maurice Legeard.

O festival

Consolidado como um dos mais importantes eventos do gênero no país, o Curta Santos mapeia o atual panorama da produção audiovisual em curta-metragem, proporcionando um diálogo entre os realizadores e fortalecendo o pólo de produção e exibição local, fundamental para formação de público.

“Estamos diante de uma produção inquieta, sem amarras, livre nas suas formas de expressão e linguagem, estética e de gêneros, que abarca novos formatos e gera novas posturas, análises e conteúdos. O Curta Santos celebra, revigora e oxigena a produção independente, que exige um olhar mais acurado para que sua realidade seja entendida”, afirma o diretor-executivo do Festival, Ricardo Vasconcellos.