Arquivo da tag: mapa cultural paulista

Mapa Cultural Paulista prorroga inscrições até o fim de fevereiro

Jornal da Orla

O Mapa Cultural Paulista 2019 prorrogou as inscrições até o 28/fev (anteriormente o prazo era até janeiro). Dividido em cinco expressões artísticas como dança, poesia, teatro, circo e fotografia, o cadastro dos artistas pode ser feito pelo link de forma gratuita aos interessados que necessitam comprovar dois anos de residência no Município.

Realizada pela Associação Paulista dos Amigos da Arte, o Mapa Cultural visa identificar, valorizar e promover o intercâmbio da produção artística no estado de São Paulo e, ao mesmo tempo, estimular a participação dos municípios em atividades culturais.

O programa será feito em três etapas. A primeira ocorre em âmbito municipal com as inscrições e seleções dos projetos, prevista para o final do prazo. Já a segunda etapa acontece de forma regional, quando os inscritos se apresentarão entre abril e agosto em uma das 16 regiões administrativas apresentadas no edital.

Na última fase, os escolhidos passarão por uma seleção estadual e realizarão atividades formativas (rodas de conversação, debates mediados, workshops) a fim de escolher aqueles que terão a circulação de suas obras. O período é de agosto até novembro deste ano.

O edital também ressalta que os prazos de realizações para cada fase podem ser alterados de acordo com possíveis demandas técnicas e operacionais, além de trazer condições específicas para cada expressão artística nas inscrições.

Mapa Cultural Paulista premia documentário do Noise Coletivo

Selecionado na etapa regional, o Noise Coletivo de São Vicente ganhou o Prêmio Estímulo da categoria audiovisual no Mapa Cultural Paulista. A entrega do troféu aos realizadores do documentário ‘O Homem que Voava com os Peixes’, ocorreu no último sábado, no Parque Villa-Lobos, na capital.

“Com certeza é um incentivo, não apenas a continuar no audiovisual, mas também para trabalhar em obras nas quais eu acredito. Fiquei muito feliz com o reconhecimento, era o gás que precisava pra iniciar os próximos projetos”, comenta Lilo Munhoz, que assinou a direção e o roteiro do filme independente.

A produção do curta-metragem foi dividida entre Lilo e Gael Mota, narrando a história do conterrâneo Márcio Barreto em seu emaranhado cotidiano artístico, de saraus a pesquisas sobre a arte caiçara, de uma editora artesanal até a construção de instrumentos musicais.

Mapa Cultural

O Mapa Cultural Paulista é um programa que tem como objetivos identificar, valorizar e promover o intercâmbio da produção artística do Estado de São Paulo. A iniciativa é da Secretaria Estadual de Cultura realizada pela Abaçaí Cultura e Arte.

Na última semana, a escritora vicentina Madeleine Alves ganhou o prêmio estadual na categoria poesia. Em julho, o grupo Aqui Tem Choro foi selecionado na etapa regional na modalidade de música instrumental.

*Lincoln Spada

 

‘O Homem que Voava com os Peixes’ é selecionado no Mapa Cultural

Da invenção de instrumentos musicais à criação de uma editoral artesanal. O curta-metragem ‘O Homem que Voava com os Peixes’ narra a história do vicentino Márcio Barreto em seu emaranhado cotidiano artístico, de saraus a pesquisas sobre a arte caiçara. O documentário realizado pelo Noise Coletivo foi justamente o selecionado na Baixada Santista pelo Mapa Cultural Paulista.

A produção independente tem direção e roteiro de Rachel Munhoz, que divide a produção com Gael Mota. Com atuação de realizadores da Cidade, o Noise Coletivo é um grupo independente de produção audiovisual, que, juntos, já criaram vídeos em diversos formatos, como videoclipe, documentários, peças promocionais e institucionais.

O Mapa Cultural Paulista é um programa que tem como objetivos identificar, valorizar e promover o intercâmbio da produção artística do Estado de São Paulo. A iniciativa é da Secretaria Estadual de Cultura realizada pela Abaçaí Cultura e Arte.

*Lincoln Spada/Crédito da foto: Adilson Félix

 

Estreia ‘Raul Soares – Parte 1’ no Museu da Imagem e do Som

Estreia na próxima semana o curta ‘Raul Soares: Histórias que não se apagam – parte 1’. Com exibições no MISS – Museu da Imagem e do Som de Santos, Cine ZN e Zona Noroeste, o curta dá voz às vítimas do navio-prisão que ficou atracado no porto de Santos durante a ditadura militar. Todas as exibições são gratuitas e após o filme, será realizado um bate-papo com a equipe do filme sobre o tema.

01O lançamento será na quinta-feira (dia 15), às 20h, no MISS (Museu da Imagem e do Som de Santos, na Av. Pinheiro Machado, 48/Santos), tendo sessões na sexta-feira (dia 16), às 20h, no Cine ZN (Av. Afonso Schmidt, s/nº/Santos) e no sábado (dia 17), no Centro Cultural do Morro São Bento. Todas as sessões têm entrada gratuita.

O Documentário ‘Raul Soares – Histórias que não se apagam’ tem como objetivo revelar as histórias das pessoas que ficaram presas no navio Raul Soares, navio-prisão que ficou ancorado no porto de Santos durante a ditadura militar. Através de depoimentos de vítimas, familiares que vivenciaram tais momentos, o documentário busca dar voz e humanidade às histórias das vítimas, procuramos revelar uma fase da história de Santos, que apesar de estar tão próxima a nós temporalmente, é esquecida pela população.

02Com patrocínio da Prefeitura Municipal de Santos através do 4º Edital FACULT – Fundo de Amparo à Cultura de Santos, produção da Ferreira Filmes e co-produção da Comitê Popular de Santos pela Verdade Memória e Justiça, o curta é o primeiro capítulo do Longa-metragem “Raul Soares – Histórias que não se apagam” previsto para estrear em abril de 2016.

Eduardo Ferreira

Eduardo Ferreira tem formação técnica em Artes Dramáticas pelo Colégio Marza e Bacharelado em Comunicação Social em Rádio e TV pelo Centro Universitário Monte Serrat. Participou de diversas oficinas e workshops de cinema e interpretação, a exemplos da Oficina de Cinema Tela Brasil, Oficina de Direção de Atores do Stúdio Fátima Toledo, Workshop de direção de curta-metragem das Oficinas Querô, Workshop de direção de documentário ministrado pela Andrea Pasquini, Poéticas Teatrais Contemporâneas com diretor mexicano Alberto Villareal e da Residência Cinematográfica Ponto MIS, do Museu da Imagem e do Som do Estado de São Paulo, e Imsersão Olho-Urubu SescTv.

Dirigiu o documentário “Caçadores de Sonhos” (Vencedor do Prêmio Garimpo Cultural 2011), co-dirigiu com Thiago Campos o curta “Pique-Esconde”, vencedor do 10° Curta Santos nas categorias melhor filme, melhor roteiro e prêmio especial do júri, vencedor do Concurso Ponto MIS, melhor filme do Festival Curta Filmes e vencedor da fase estadual do Mapa Cultural Paulista 2013/2014, selecionado no Fórum Kugoma de Cinema – África; e o curta Anseios que permeiam meus tempos de paz, melhor filme no 1º Festival de Cinema de Peruíbe e selecionado no 1º Figueira Film Art (Portugal), Festival Imagem e Movimento 2014, Mostra Livre de Cinema 2014, Fase Regional do Mapa Cultural Paulista, Mostra Vivo – Semana de Cinema da UFSC, dentre outros..

*Eduardo Ferreira

 

Confira a programação da etapa regional do Mapa Cultural Paulista

Bertioga, Guarujá e Praia Grande vão sediar a etapa regional do Mapa Cultural Paulista (2015/2016). Nesta fase, os selecionados dos nove municípios da Baixada Santista concorrem à etapa estadual a ser realizada em 2016 nas linguagens de teatro, artes visuais, música instrumental, canto coral, dança, literatura e cinema.

TEATRO – cidade-sede PRAIA GRANDE
Data: 21 de agosto e 04 de setembro
Local: Complexo Cultural Palácio das Artes – Teatro Serafim Gonzalez
Av. Pres. Costa e Silva, 1600 – Boqueirão – Praia Grande – SP

Participantes da Seletiva:
Dia 21 de agosto, 15h – Guarujá – Grupo 87, espetáculo “Vestidas De Flanela”
Dia 21 de agosto, 19h – Cubatão – Teatro Do Kaos, espetáculo “Os Sapatos Que Deixei Pelo Caminho”
Dia 28 de agosto, 15h – Santos – Os Bedéis, espetáculo “Cordel do Amor sem Fim”
Dia 28 de agosto, 19h – São Vicente – Cia. Teatral Tartuffo’s Cênicos, espetáculo “Diabólica”
Dia 4 de setembro, 15h – Peruíbe – Albatroz, espetáculo “O Salto”
Dia 4 de setembro, 19h – Praia Grande – Teatro Genoma, espetáculo “Manifesto Artaud – Um grito nas reticências do Paraíso”

ARTES VISUAIS – cidade-sede PRAIA GRANDE
Data: 11 de setembro – Período de Exposição: 05 a 20 de setembro
Horário: 19h
Local: Complexo Cultural Palácio das Artes – Galeria Nilton Zanotti
Av. Pres. Costa e Silva, 1600 – Boqueirão – Praia Grande – SP

Participantes da Seletiva:
Bertioga – Gustavo Dutra – Fotografia
Bertioga – M. Calil – Artes Plásticas
Bertioga – Sara Kjosaas – Fotografia / Artes Plásticas
Cubatão – Rani Lied – Strauss – Artes Plásticas
Guarujá – Carlos Rojo – Artes Plásticas
Guarujá – Carol Silveira – Fotografia
Guarujá – Jhoni Morgado – Artes Plásticas
Guarujá – Nanda Stefani – Artes Plásticas
Guarujá – Wado Filho – Desenho de Humor
Mongaguá – G. Tarantini – Artes Plásticas
Mongaguá – Cida Santos – Artes Plásticas
Mongaguá – Téo Ramos – Artes Plásticas
Praia Grande – Claudio Vichi – Artes Plásticas
Praia Grande – Cacá Marszolek – Desenho de Humor
Praia Grande – Fabiano Ignácio – Fotografia
Praia Grande – JP Bigg – Desenho de Humor
Praia Grande – Osmário Barreto – Artes Plásticas
Praia Grande – Paulo Gonetto – Artes Plásticas
Peruíbe – Nicha – Artes Plásticas
Peruíbe – Neusa – Artes Plásticas
Santos – Le Ayres – Fotografia
São Vicente – Jolie – Fotografia

CANTO CORAL e MÚSICA INSTRUMENTAL – cidade-sede GUARUJÁ
Data: 12 de setembro
Horário: 20h
Local: Teatro Procópio Ferreira
Av. Dom Pedro I, 350 – Tejereba, Guarujá – SP

Participantes da Seletiva:
Canto Coral
Guarujá – Coral Municipal de Guarujá
Praia Grande – Coral Agnus Dei

Música Instrumental
Cubatão – Rinascita
Guarujá – Fred Lincoln
Guarujá – Camerata de Violões Brasilis
Praia Grande – Maracatu Tupynambás
Santos – Medusa Trio
São Vicente – Aqui tem Choro

DANÇA – cidade-sede PRAIA GRANDE
Data: 13 de setembro
Horário: 18h
Local: Complexo Cultural Palácio das Artes – Teatro Serafim Gonzalez
Av. Pres. Costa e Silva, 1600 – Boqueirão – Praia Grande – SP

Participantes da Seletiva:
Cubatão – Cia. de Dança de Cubatão
Guarujá – Mawlb Dream
Mongaguá – Studio Cintia Sacaldassy – Cia. Rosa Dos Ventos
Praia Grande – Dança Salão / Cigana dos PICs e CAFEs
Peruíbe – Cia. de Dança Luciana Amâncio
São Vicente – Flor do Oriente

LITERATURA – cidade-sede BERTIOGA
Data:19 de setembro
Horário: 20h
Local: Forte São João
Av. Vicente de Carvalho s/ nº – Parque Tupiniquins- Bertioga – SP

Participantes da Seletiva:
Bertioga – Geraldo Varjabedian – Crônica
Bertioga – J. Batista – Poesia
Bertioga – Calil – Conto
Bertioga – Valdete Nilza da Silva – Conto
Cubatão – Ana Nery Machado – Crônica
Cubatão – Carlos Roque – Crônica
Cubatão – Moby Dick – Poesia
Cubatão – Dylan Dolan – Conto / Crônica / Poesia
Cubatão – Rani Lied – Strauss – Conto
Cubatão – Fortesletras – Conto
Cubatão – Leão Souza Galho – Poesia
Guarujá – Charlie de Oliveira – Conto
Guarujá – Juca Pato – Crônica
Guarujá – Jackson Amorim – Poesia
Guarujá – Nath – Crônica / Poesia
Guarujá – Lady Val – Crônica / Poesia / Conto
Mongaguá – Marcelo Vidice Dianno – Crônica
Praia Grande – Celso – Crônica / Poesia / Conto
Praia Grande – Ludimar Gomes Molina – Conto / Poesia
Praia Grande – Maria Luiza de Paiva Diniz – Crônica / Poesia
Praia Grande – Regina Maura – Conto / Crônica
Santos – Rui Sora Rodriguez – Conto / Crônica
Santos – Vanessa Ratton – Poesia
São Vicente – Madeleine Alves – Poesia

VÍDEO – cidade-sede BERTIOGA
Data: 26 de setembro
Horário: 20h
Local: Forte São João
Av. Vicente de Carvalho s/ nº – Parque Tupiniquins- Bertioga – SP

Participantes da Seletiva:
Cubatão – Natan de Alencar
Guarujá – Tiago Cardoso
Santos – Eduardo Ferreira
São Vicente – Noise Coletivo

*Mapa Cultural Paulista

 

Agenda cultural: Bertioga tem festival gastronômico, cine, teatro e mais

A Casa da Cultura recebe neste sábado (18), às 20 horas, o Quarteto Abayomi. Vencedores do Mapa Cultural Paulista, na categoria Música Instrumental, o Abayomi é formado por Adriano Paes, Marcelly Rosa, Juliana Oliveira e Josiane Gonçalves. O nome incomum vem do tupi- guarani, primeira língua falada no Brasil, e significa “encontro feliz”. O grupo pesquisa e divulga música folclórica e urbana brasileira, a partir do começo do século XX, utilizando-se de uma formação inédita: quatro violões e voz. A entrada é franca. A Casa da Cultura fica na Avenida Thomé de Souza, 130 – Praia da Enseada (Centro).

Teatrada

01‘Contadores de Causos’, com Cia. Bola de Meia é o espetáculo que o projeto Teatrada apresenta neste domingo (19), às 11 horas, na Casa da Cultura de Bertioga e que via divertir a criançada. De uma mala encantada saem histórias de saci, onça, burro, galinha e boi, com ritmos de Calango, Catira e São Gonçalo. ‘Contadores de Causos’ é um espetáculo interativo, onde o público ajuda a heroína em sua aventura, dança a Catira e canta moda de viola. O Teatrada é realizado semanalmente, aos domingos, pela Prefeitura, por meio da Diretoria de Cultura, em parceria com o Sesc Bertioga. A entrada é livre.

Cinema Japonês

Em continuidade à Mostra de Cinema Japonês, com filmes dirigidos pelo mestre Akira Kurosawa, a Casa da Cultura recebe nesta terça-feira (14), às 19h30, ‘A Fortaleza Escondida’. A mostra – uma parceria entre a Prefeitura, por meio da Diretoria de Cultura, e Sesc, segue nos próximos dias 21 e 28 com a exibição de Yojimbo & Sanjuro – dois célebres filmes de samurai dirigidos por Kurosawa. Yojimbo é um dos maiores filmes de samurai de todos os tempos e chegou a ser refilmado por Clint Eastwood. Sanjuro mantém a mesma mistura de humor e ação do primeiro filme. A entrada é franca.

Cine Telão

02A Casa da Cultura também está realizando uma série de filmes infanto-juvenil, em parceria com o Sesc Bertioga. A série continua nesta terça-feira (14), com sessão às 17 horas, exibindo o filme ‘As Aventuras de Azur e Asmar’. No próximo dia 21 será exibido ‘Meu Amigo Storm’, de 86 minutos, com classificação livre. Storm era o amigo que Freddie precisava, um cachorro que tinha habilidades especiais. Após um longo e difícil caminho, os dois puderam ficar juntos e mostrar o que podiam fazer. A entrada é livre.

Festival Gastrônômico

Segue até o final deste mês, o Festival Gastrônômico organizado pela Prefeitura de Bertioga, por meio da Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura, lançado na semana passada e que está envolvendo 14 restaurantes da Cidade. Neste mês de julho, a sugestão aos estabelecimentos participantes é utilizar a tainha para elaboração do prato. A ideia é que eles produzam a iguaria, com um toque especial da casa, valorizando ainda mais o peixe, que é a base da famosa culinária caiçara. O festival prossegue em agosto, quando acontece a Festa do Camarão na Moranga. Desta forma, no mês que vem, os restaurantes que aderirem ao evento deverão elaborar pratos a base de camarão. Já em setembro, quando acontece o Festival da Mata Atlântica na Cidade, a proposta é incentivar a elaboração de pratos com dois frutos da Mata Atlântica: o cambuci e o juçara.

*Prefeitura de Bertioga

 

Cubatão já tem seus representantes do Mapa Cultural Paulista

A cidade de Cubatão já tem seus representantes do Mapa Cultura Paulista 2015. Agora, os artistas irão representar a cidade na etapa Regional, que deve acontecer entre agosto e setembro, e tentar uma vaga na Circulação Estadual, já que o objetivo do evento é identificar as manifestações artísticas nas cidades paulistas.

No segmento vídeo, foi eleito para representar Cubatão o curta “O Feitiço da Carimbaba e a Paixão de Rosabela”, com direção de Ricardo Oliveira. Música Instrumental ficou com o Grupo Rinascita de Música Antiga. Pessoal de Dança escolhido foi a Cia de Dança da Sinfônica de Cubatão com a montagem “Amores Crônicos”.

Em Literatura foram escolhidos em Conto: “Estorvo”, de Rani Lied-Strauss; “O ‘Tao’ de Miro”, de Natan Alencar; “O Transplante”, de Totila Artigas. Em Poesia, foram escolhidos os seguines autores: “Human death, Vila Socó, Guernica”, de Natan Alencar; “Lantejoula-Regia”, de Vinícius de Souza; e “Minha psicóloga”, de Moisés Cavalcante. E o estilo Crônica foram contemplados: “Resolvi comprar um sanduíche”, de Ana Nery Machado; “Fineza Hiper”, escrita por Natan Alencar; “Destroços”, de Carlos Roque.

O segmento Artes Visuais também terá representantes cubatenses na etapa regional com três obras de Rani Lied-Strauss: “Faces do meu Brasil”, “Sinhá” e “Por que me faz tão mal teus olhos azuis?” Não houve inscritos em fotografia e desenho de humor. Em Teatro foi escolhida a peça “Os sapatos que deixei pelo caminho”, da Cia Teatro do Kaos.

*Morgana Monteiro