Arquivo da tag: marcia alves

#ManufaturaDeMonólogos: ‘Benjamin’ aborda circo-teatro e identidade negra

Por Corina de Assis e Felipe Veiga (Sesc Santos) | Foto: Rodrigo Montaldi Morales

A obra cênica ‘Benjamin – O Filho da Felicidade’ compõe a mostra Manufatura de Monólogos, prevista para os dias 20 e 24/fev. A sessão gratuita será neste sábado (23/fev), às 18h, no Teatro do Sesc Santos (R. Conselheiro Ribas, 136/Aparecida). Não recomendado para menores de 16 anos.

Um dos criadores do circo-teatro brasileiro, Benjamin de Oliveira era negro, palhaço, ator, compositor, ensaiador, figurinista, autor e produtor cultural. O espetáculo apresenta um recorte da história deste importante artista como ponto de partida para levantar questões relacionadas à afirmação da identidade negra no Brasil, com foco maior no campo das artes. A peça tem direção de Miriam Vieira e dramaturgia de Ronaldo Fernandes.

No palco, Jair Moreira, Hugo Henrique, Kevelin Santos e Emanuella Alves. Orientação de Nelson Baskerville, preparação corporal e assistência de direção de Emanuella Alves, preparação vocal de Anderson Avelino. O desenho técnico do cenário é de José Murilo, cenografia de Miriam Vieira, visagismo de Anderson de Oliveira, figurino de Cida Ferreira e Simone Lopes, maquiagem de Jair Moreira e Danny Pereira, iluminação de Juliana Sousa, aderecistas são Rodrigo Caesar e Wagner Galdino, produção de bonecos por Márcia Alves, audiovisual de Fabiano Keller, preparação circense com Fausto Franco, assistência de produção com Danny Pereira, Lucas Magalhães, Amauri Alves e Caio Xavier, produção visual de Betinho Neto e fotografia de Rodrigo Montaldi Morales.

Realizada pelo Sesc Santos, a Mostra Manufatura de Monólogos reúne 11 espetáculos inéditos e autorais, criados e desenvolvidos entre jun/18 e jan/19 por artistas da Baixada Santista. O projeto voltado para as potencialidades criativas na área teatral da classe artística local conta com a orientação dos santistas Nelson Baskerville e Luiz Fernando Marques Lubi, diretores renomados na cena teatral brasileira contemporânea. No dia 26/fev, às 20h, no Sesc Santos, os artistas e os orientadores realizam bate-papo aberto ao público, com mediação da dramaturga Dione Carlos.

 

‘Viva Pagu’ reúne 45 expositoras em Santos, dia 3; acesse a programação na íntegra

Por Lúcio Nunes

O empreendedorismo feminino e a presença efetiva da mulher nas mais diversas manifestações culturais são fonte de inspiração para VIVA PAGU, que acontece no dia 3 de dezembro, sábado, das 14h às 21h, no Centro Cultural Patrícia Galvão e no Museu da Imagem e do Som (MISS), ambos no espaço do Teatro Municipal de Santos (Av. Pinheiro Machado, 47 – Vila Mathias).

Ao valorizar a mulher e sua capacidade de empreender, VIVA PAGU reúne cerca de 45 expositoras que fazem dos produtos que criam e comercializam o seu sustento. Em bazares pela cidade, vendendo a domicílio ou pela internet, elas têm demonstrado sua força e obtido destaque em diversos setores da economia: comércio,indústria, prestação de serviço, negócios digitais, etc.

Em paralelo à feira, uma extensa programação cultural movimenta o espaço, incluindo espetáculos de teatro adulo e infantil, shows musicais, exposições bate-papos envolvendo temas como cinema, jornalismo, maternidade e política, entre outros.

“O crescimento do empreendedorismo feminino tem funcionado como ferramenta de equiparação de direitos entre os sexos, na medida em que, ao galgarem posições cada vez mais relevantes no mundo dos negócios, elas passam a reivindicar seu reconhecimento como personagens participantes do crescimento econômico”, comenta Betinho Neto, do QG Sanatório, realizador do evento em parceria com a Macabea Acessórios de Fernanda Gonzaga.

VIVA PAGU  conta ainda com a parceria da Prefeitura Municipal de Santos por meio da Secretaria de Cultura, do Fundo Social de Solidariedade e terá parte de sua renda revertida para o Instituto Neo Mama. Além de um percentual das vendas e um sorteio com produtos comercializados pelos expositores para arrecadação de fundos, a iniciativa abrangerá também ações de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama.

PROGRAMAÇÃO

ESPAÇO PAGU :: Área de Convivência do Pátio Pagu (Piso Térreo)
MISS :: Museu da Imagem e do Som

14h / ARTES VISUAIS – MISS: Abertura da Exposição Fotográfica
“Do ventre à lente – uma exposição sobre parir, nascer e renascer”
Com imagens de Camila Siqueira, Evelyn Angel, Viviane Pepice e da Larissa Reis. Exposição sobre o parto humanizado e visa mostrar para o mundo, principalmente para as brasileiras, o quanto é gratificante o parto natural.

14h15 / ARTES VISUAIS – ESPAÇO PAGU: Lançamento da Revista Sanatório Geral
A publicação traz textos de Flavia Saad, Thays Lyra e Anna Carla a respeito do tema MULHER, além de entrevista com a artista visual ativista Elisa Riemer da jornalista Raquel Alves com a artista visual FIXXA de Raquel Rollo e outros projetos de mulheres neste segmento. Já Nara Assunção assina o perfil de 10 mulheres empreendedoras.

15h / BATE-PAPO – MISS: A Gestora Mulher: Como mulheres gerenciam empresas/eventos e como o mercado as enxerga. Com Livia Scapuccin, Aline Tolloti e Ludmilla Rossi
Livia Scapuccin é sócia do escritório Santana Scapuccin Arquitetura Design Interiores e da marca de camisetas Santo de Casa, além de realizadora do projeto cultural emBAZAR. Aline Tolloti é professora, costureira, diretora criativa na marca Na Casa Dela Tinha e idealizadora do projeto O Coletivo. Ludmilla Rossi trabalha no desenvolvimento da Mkt Virtual, que oferece soluções em comunicação digital, onde já conquistou mais de 50 prêmios.

15h30 / MÚSICA – ESPAÇO PAGU: Modernage.
A banda recorre ao swing abrasileirado para mostrar todo calor, gingado e atitude que vem das mulheres, trazendo um som moderno e original, com influências soul, pop/rock e reggae.

16h / BATE-PAPO – MISS: A mulher no cinema e no teatro atual, qual é seu papel? Com Raquel Pelegrini, Iasmin Alvarez e Rosane Paulo.
Raquel Pelegrini tem formação em jornalismo e 24 anos de atuação no audiovisual, como diretora, documentarista, professora universitária e diretora técnica do Curta Santos. Iasmin Alvarez é diretora, roteirista, montadora, sound designer e produtora; com formação em letras, cinema e audiovisual, é uma das idealizadoras da Mostra das Minas; Rosane Paulo é atriz e diretora, com trabalhos em TV (Terra Nostra), teatro (em cartaz com Abajur Lilás) e cinema, em elencos de curtas e longas-metragens, como Querô.

16h30/ ARTES VISUAIS – MISS: Exibição do Curta “Severinas” de Eliza Capai
Sinopse: Titulares do Bolsa Família, as sertanejas estão começando a transformar seus papéis na família e na sociedade do interior do Piauí, libertando-se da servidão ao homem, milenar como a miséria.

16h45 / TEATRO INFANTIL – ESPAÇO PAGU: “É Doce ou Salgado?” – Coletivo Sanatório Geral
Sinopse: A Rainha Açúcar e a Rainha Sal entram em guerra no Reino da Comida para que todos os alimentos e temperos decidam se são salgados ou doces. Pimenta luta para que cada um seja o que bem quiser. Ora denominando-se do sexo masculino, ora do feminino, ela trava uma luta árdua em defesa da igualdade e liberdade de escolha dos súditos.

17h / BATE-PAPO – MISS: Prof. Carlos Amaral – “A esperança não deve morrer”
Carlos Amaral relata suas experiências como naturopata, homeopata, biotrofólogo, homotoxicologista, fitoterapeuta, iridologista, hipnólogo e radiestesista. Também é escritor e colunista.

17h30 / MÚSICA – ESPAÇO PAGUBanda Hannah
Na ativa e na estrada, a banda mergulha em sons experimentais, rock psicodélico, stoner rock, world ́s music, jazz, blues, doom/black metal, dark folk, percussão e espiritualidade/natureza.

18h / BATE-PAPO – MISS: A transformação da mulher em mãe, com Partejar Santista e Maternas Criativas
Partejar Santista é um coletivo de famílias, mulheres, mães, que lutam pela humanização do parto e nascimento, em repúdio à violência obstétrica. Maternas Criativas é o primeiro bazar organizado por um grupo de mães empreendedoras da Baixada Santista.

18h30 / TEATRO ADULTO – ESPAÇO PAGU: “Monólogos da Vagina” – Direção de Liliane São Paulo.
Baseada no livro “The Vagina Monologues”, da americana Eve Ensler, a cena aborda, de maneira bem humorada, direta e livre de preconceitos, uma reflexão sobre a relação da mulher com sua própria sexualidade, mostrando que é, ao mesmo tempo, uma fortaleza.

19h / BATE-PAPO – MISS: A mulher e arte visual. Com Monica Mathias, Márcia Okida e Caroline Feijó.
Monica Mathias é formada em Desenho Industrial, com especialização em Comunicação Visual e pós-graduação em Propaganda e Marketing. Atua desde 1989 à frente do 3D Design Estúdio Comunicação & Eventos. Márcia Okida é designer gráfico, professora universitária e pesquisadora das cores. Atualmente é professora e coordenadora do curso de Produção Multimídia da Unisanta. Caroline Feijó é ilustradora, especializada em fanarts (personagens de filmes, séries e jogos). Expõe seu trabalho em férias e em sua loja online.

20h / BATE-PAPO – MISS: A mulher no jornalismo, com Flavia Saad, Carlota Cafiero e Nara Assunção
Flávia Saad é jornalista, com passagens por A Tribuna, Capricho e Dieta Já; atualmente é sócia e editora de conteúdo do Juicy Santos. Carlota Cafiero é jornalista com especialização em História da Arte, com passagem pelo Correio Popular (Campinas) e A Tribuna; Nara Assunção é jornalista, fotógrafa e professora universitária, atuando no semanário Boqueirão News e no Lobo Estúdio Fotográfico.

20h/ MÚSICA : ESPAÇO PAGU: ANDANÇA
O Projeto ANDANÇA presta homenagem a artistas da música através de DJ e de músicos da região. Uma apresentação surpresa está sendo preparada para VIVA PAGU.

21h / BATE-PAPO – MISS: A mulher na formação educacional e social de jovens. Com Antoniela Couto, Mariana Sposati e  Thalita Afonso.
Antoniela Couto é produtora cultural, com trabalhos junto ao Grupo Orgone de Arte e projeto Querô na Escola, desenvolvendo um trabalho de formação e multiplicação de conhecimento. Mariana Sposati é pedagoga e foi roteirista e diretora do documentário “Você só da Aula?”. Thalita Afonso é formada em Radio e TV, atua como educadora da equipe Querô na Escola.

21h30 / ARTES VISUAIS – MISSExibição de Curtas do “Quero na Escola” com a temática feminina e do documentário em curta-metragem “Você Só da Aula?”de Mariana Sposati. 

VIVA PAGU
Data: Sábado, 03 de dezembro 2016.
Horário: 14h às 21h.
Local: Centro Cultural Patrícia Galvão | MISS
Teatro Municipal de Santos – Pátio Pagu |
Endereço: Av. Pinheiro Machado, 47 – Vila Mathias – Santos/SP.

 Realização: QG Sanatório e Macabea Acessórios

Expositoras: Ativadinhos, Aforca, Alecrim, Angel Lux, Anzol, Ariádine Menezes, Aroma de Hera , Ateliê Guapuru, Ateliê Menina Pimenta, Banana da Terra, Bete Nagô Acessórios Artesanais, By Andrea , Mariano, Cafusa, Caroline Feijó, Chocoreto Arakaki, Come do The Reggay!, Dona Juana, Dona Aurora Brigadeiros, Donas Florindas, Donna Lolla, Gato Negro Artesanais, Gergelim, Gordices Naturebas, Jolie Fotografia, Karis Maquiagens Importadas, Macabea Acessórios, Marcia Alves, Meninadasfloresterrario, Mercadinho Casa Velha, Meu Turbante minha Coroa , Mimi Two, Mrn Bolsas, Na Casa Dela Tinha, Nane Anders Arts, Nas Ruas de Santos, Nhac! Doces e Salgados, Nós, Objeto Cerâmico por Bárbara Anderáos, Okida Art e Design, Pão de Bel, Pé de Louro, Pedra Bruta, Piba Puppet, Pimenta Biquinho, Rebeca Figueiredo, Soul Frida, Thunder Rats Derby Squad.

Ficha Técnica: Organização – Fernanda Gonzaga e Betinho Neto| Produção – Paula Matta, Rodrigo Montaldi Morales e Thatia De Freitas | Conteúdo – Revista Relevo e Juicy Santos | Mediações: Noa Marchese, Paula Matta, Thatia De Freitas, Raquel Pelegrini.

 

Confira a programação completa do 10º Festes entre os dias 3 e 9

Por Prefeitura de Santos

O Festival de Teatro de Estudantes de Santos ‘Paschoal Carlos Magno’ (Festes), realizado pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult), chega a sua 10ª edição. O evento, que tem a entrada gratuita, reúne espetáculos teatrais encenados por alunos dos ensinos Fundamental e Médio, de escolas municipais, estaduais e particulares da região.

O evento, que tem o objetivo de fomentar a produção cultural nas escolas, promover o intercâmbio cultural, descobrir novos talentos e formar público, ocorre entre os dias 3 e 9 de outubro, no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro).

Este ano, o Festival terá a Comissão Artística formada por Márcia Alves, Carlos Bellini e Miriam Vieira, que julgaram as categorias de ‘Melhor Ator’ ‘Melhor Atriz’, ‘Melhor Ator Coadjuvante’, ‘Melhor Atriz Coadjuvante’, ‘Direção’, ‘Figurino’, ‘Cenografia’ e ‘Melhor Texto’.

>> Segunda-feira (3)
16h – Abertura do 10º Festes; 16h – Escola Novo Tempo com ‘O País Dos Dedos Gordos’ (Ensino Fundamental); 19h – Escola Novo Tempo com ‘Dom Chicote Mula Manca’ (Ensino Médio);
>> Terça-feira (4)
15h – E.E. Dr. Antônio Ablas Filho com ‘As Mentiras que os Homens Contam’ (Ensino Médio); 17h – E.E. Dr. Antônio Ablas Filho com ‘Cats’ (Ensino Fundamental); 19h – Objetivo Guarujá com ‘Beijos, escolhas e bolhas de sabão’ (Ensino Médio)
>> Quarta-feira (5)
15h – E.E. Dr. Antônio Ablas Filho com ‘Hamlet’ (Ensino Médio); 17h – Colégio Átrio com ‘A Revolução das Notas Musicais’ (Ensino Fundamental); 19h – E.E. Marcílio Dias com ‘Na Vibe do Cangaço’ (Ensino Médio)
>> Quinta-feira (6)
17h – Objetivo Conselheiro com ‘As Bruxas de Salém’ (Ensino Médio); 19h – Colégio Atlas com ‘Floresta dos Sonhos’ (Ensino Fundamental)
>> Sexta-feira (7)
16h – Colégio Neves Prado com ‘Cordel do Amor Sem Fim’ (Ensino Médio); 19h – Objetivo Ponta da Praia com ‘Salém’ (Ensino Médio); 20h30 – Colégio Santa Cecília com ‘Timothy’ (Ensino Médio)
>> Sábado (8)
17h – Objetivo São Vicente com ‘A Ver Estrelas’ (Ensino Fundamental); 19h – Jean Piaget com ‘Morte e Vida Severina’ (Ensino Médio).
>> Domingo (9)
16h – Objetivo Ponta da Praia com ‘Coppélia, a menina dos olhos de esmalte’ (Ensino Fundamental); 19h – Colégio do Carmo com ‘O Pequeno Príncipe’ (Ensino Médio)

 

Oficinas Culturais de SV abrem inscrições gratuitas em março

Estão abertas as inscrições para diversas modalidades de artesanato, artes cênicas, arte urbana e cultura digital nas Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho. Ao todo, serão 330 vagas gratuitas para cursos de duração mensal ou semestral realizadas em São Vicente por meio da Secretaria Municipal da Cultura.

Já nesta semana, interessados podem se matricular em cursos de iniciação teatral em classes específicas para crianças, jovens ou adultos com o professor Beto Vieira, artes urbanas (como o grafite) com o voluntário Carlos Silva, o Catts, desenho livre com André Reis, a dança japonesa eisá com o voluntário Takayuki Kato e artesanato aliado ao desenvolvimento sustentável.

Há turmas para quem quiser aprender técnicas relacionadas à decoração de potes reciclados com a voluntária Márcia Alves, tecelagem de tapetes por meio de tecidos de roupas com Sergio Lima e esculturas com talheres com Wagner Galdino.

Em parceria das secretarias da Cultura e da Educação, também estão previstas as oficinas de curta duração para educadores da rede municipal de ensino relacionadas à confecção de brinquedos com material reciclável, ministrada pelo arte educador Amauri Alves e criação e produção de videogames para serem utilizados em salas de aula, a cargo do game designer Guilherme Pupo. Neste caso, os professores devem se inscrever na própria sede da Seduc.

SUSTENTABILIDADE

O desenvolvimento sustentável é um dos temas mais importantes para as políticas públicas e cidadania em todo o planeta. A preservação ambiental também é essencial em nossa região, que guarda parques ambientais e redutos do ecossistema da Mata Atlântica. Por sua vez, a Secretaria da Cultura desenvolve a partir deste mês atividades sobre a reciclagem, cidadania e sustentabilidade, como parte do programa municipal “São Vicente Sustentável”.

INSCRIÇÕES

As inscrições seguem até o início de cada oficina ou até todas as vagas serem preenchidas. Para participar, os interessados devem comparecer das 9 às 17 horas, de segunda a sexta e sábado das 14h às 17h nas Oficinas Culturais (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã) com cópias do RG e do comprovante de residência. Caso o interessado seja menor de idade, deve comparecer com o responsável que também deverá apresentar cópia do RG. Informações: 3468-8636.

*Lincoln Spada

 

Artistas vicentinos farão oficinas gratuitas em janeiro

Iniciação teatral, confecção de máscaras e confecção de dedoches (bonecos para teatro de dedos) são os temas das atividades formativas gratuitas que acontecem nesta próxima semana em São Vicente. Interessados podem se inscrever nas Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã), em expediente comercial de segunda a sexta-feira.

As Oficinas Culturais recebem a atividade de confecção de dedoches, entre os dias 11 e 13 de janeiro, das 15 às 18 horas. Ela será coordenada por Marcia Alves, diretora e pesquisadora teatral vicentina de teatro de bonecos na América Latina e Europa, já condecorada pelo Congresso do Paraguai por sua trajetória profissional.

Durante 10 anos, atuou como professora de arte-educação, educação artística e teatro nas Faculdade Carmus e Universidade Lusíada. Atualmente, é instrutora de teatro e artes integradas na Prefeitura de Santos. A sua atividade formativa é voltada para artesãos e interessados em geral a partir de 16 anos. O conteúdo se estende desde a confecção de bonecos em feltro, tecido e embalagem recicláveis, até a demonstração de manipulação e apresentação teatral com as produções.

INICIAÇÃO TEATRAL

O mesmo local terá a oficina de iniciação teatral dos dias 11 a 15, das 14 às 17 horas, com Eliel Ferreira. “A arte teatral é, antes de tudo, a arte de compreender a vida, o ser humano, rumo à sua evolução. Depois de compreendida, é enviada à alma, ao íntimo dos espectadores”, ele descreve. A Sua oficina é voltada para jovens de 14 a 20 anos interessados em iniciar na arte teatral. Durante as aulas, os alunos participarão de jogos dramáticos e lúdicos voltados à criação, improvisação e interpretação abordando a metodologia de Lee Stransberg (Stanislavski).

Premiado diretor teatral vicentino que mora em Milão (Itália), Eliel Ferreira tem formação cênica com Augusto Boal e uma vasta carreira no país como ator (nas peças ‘O Noviço’, ‘Capitães de Areia’ e novelas, como ‘Mico Preto’) e diretor teatral (com os premiados ‘Bailei na Curva’ e ‘Filme Triste’). Desde 1991, mora na Itália, atuando no Centro di Ricerca Teatral (CRT) e na companhia teatral de Dario Fo, dramaturgo e diretor renomado internacionalmente.

Na Europa, trabalhou como assistente de direção e nos bastidores (iluminação e cenotécnica) dos espetáculos: ‘Mamma I Sanculote’, ‘Mistero Buffo’, ‘Settimo Ruba un Po Meno’, ‘Sesso’, ‘Grazie tanto per Gradire’, ‘San Francesco’, ‘Grasso é Bello’, ‘Fuga dal Senato’.

MÁSCARAS TEATRAIS

Por sua vez, o diretor teatral da Cia Os Indesejáveis do Telhado e Cia Héterus de Teatro, o também vicentino Rodrigo Caesar, ministra oficina de confecção de máscaras teatrais, entre os dias 12 e 15, das 14 às 17 horas, no Parque Cultural Vila de São Vicente (Praça João Pessoa, s/nº).

As máscaras são objetos cênicos utilizados desde o Teatro Grego, há mais de 2.5000 anos, e se destacaram principalemtne na época Renascentista, no movimento ‘Commédia Dell’Arte’ há 500 anos, que se difundiu em espetáculos de rua, circenses e carnavalescos pela Europa.

“Comecei a confeccionar máscaras teatrais em 2008, a partir de um curso com um grupo de artistas no próprio Parque Cultural Vila de São Vicente. Fui aprimorando estas técnicas, com massa feita principalmente de gesso”, explica Rodrigo.

Em sua carreira, ele já criou e confeccionou máscaras para diversos espetáculos, como ‘Édipo Rei’ em 2011, e, nos últimos dois anos, para a ópera ‘Aquele que diz sim, aquele que diz não’ e as duas últimas edições do teatro de rua ‘Rua da Amargura’. Os participantes aprenderão a produzir máscaras com papel machê.

PROGRAMAÇÃO DE ANIVERSÁRIO

Mais de 25 atividades culturais, entre apresentações, exposições, oficinas e rodas de partilha, estão previstas para o mês de janeiro, quando celebra o 484º aniversário de São Vicente. As ações serão realizadas gratuitamente por artistas da Baixada Santista com apoio da Prefeitura Municipal através da Secretaria da Cultura.

Todas as atividades serão realizadas entre os dias 6 e 30 de janeiro nas Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho e Parque Cultural Vila de São Vicente. Confira em: fb.com/secultsv.

*Lincoln Spada

 

Vagas abertas para oficinas de artesanato em SV

O artesanato aliado à sustentabilidade é o tema principal das oficinas gratuitas de curta duração neste mês de dezembro nas Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho. Dois cursos têm inscrições abertas, sendo um para decoração de potes de sorvete e outro de confecção de enfeites natalinos e guirlandas, ambos com material reciclável.

Com duração de três semanas, os alunos poderão aprimorar técnicas de como reaproveitar esses produtos para artigos de decoração e uso, além de se capacitarem para esta alternativa de economia criativa. Os cursos ocorrerão simultaneamente às segundas-feiras (dias 7, 14 e 21) a partir das 14 horas. Enquanto o de decoração com potes plásticos será ministrado pela arte-educadora Marcia Alves, o de ornamentos natalinos será coordenado pelo artesão Sergio Lima, chefe de departamento da Secult.

Para participar, os interessados devem comparecer das 9 às 17 horas, de segunda a sexta-feira nas Oficinas (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã) com cópias do RG do responsável ou do aluno (caso este seja maior de idade) e do comprovante de residência. As Oficinas é um programa da Prefeitura de São Vicente através da Secult com apoio da Associação dos Artistas.

*Lincoln Spada

 

Câmara de SV aprova Plano Municipal de Cultura

O Plano Municipal de Cultura (PMC) foi aprovado por unanimidade pela Câmara de São Vicente na última sessão (dia 26). O projeto de lei foi enviado pelo Poder Executivo no início de novembro e, em breve, deve ser sancionado pelo prefeito. Assim, a Cidade terá mais um componente essencial ao Sistema Municipal de Cultura (SMC), que também está na pauta das próximas sessões da Câmara e, aprovado, garante avanços de políticas públicas para o setor.

Tanto a lei do PMC, quanto a do SMC fazem parte de um acordo cooperativo assinado pela Prefeitura e pelo Governo Federal em 2012 para incluir o município no Sistema Nacional de Cultura. O SMC garante a manutenção de todos componentes da política cultural vicentina: a secretaria e o conselho deste segmento, o programa de formação Oficinas Culturais, entre outros. Já o PMC estabelece diretrizes, objetivos, metas e ações para o Poder Público nos próximos 10 anos referentes às políticas deste setor.

Plano Municipal de Cultura

O próprio PMC enfatiza que, em vigor, “a Administração Municipal nesta próxima década tem que garantir as condições para o desenvolvimento da cultura como espaço de inovação e expressão da criatividade local e fonte de oportunidades de geração de ocupações produtivas e de renda, fomentando a sustentabilidade e promovendo a desconcentração dos fluxos de formação, produção e difusão das distintas linguagens artísticas e múltiplas expressões culturais”.

01A elaboração do plano foi a prioridade da atual gestão do Conselho Municipal de Políticas Culturais, empossado no primeiro semestre de 2015. Trata-se de uma iniciativa inédita neste segmento na Cidade ao entender o seu modo colaborativo, em que a sociedade civil se organizou por meses para levantamento de propostas e ações para o setor. Criada em agosto, uma comissão formada por conselheiros da sociedade civil e do Poder Público preparou o documento.

Entre os meses de julho e setembro, o conselho com apoio da Secult realizou 14 reuniões com vários segmentos artísticos e arte-educadores para organização de propostas ao plano, contando com cerca de 200 munícipes. Cerca de 90 ações foram levantadas e incluídas junto às adaptações das metas estabelecidas pelos planos nacional e estadual de cultura.

O conselho também acolheu as propostas em plataforma digital durante o mês de outubro. Ao mesmo tempo, a comissão de elaboração deste plano que teve seus representantes eleitos em agosto pelo Conselho Municipal de Política Cultural se referenciou com pesquisas acadêmicas, legislações, planos de outras secretarias municipais e em nível estadual e federal para composição do texto final deste documento. Enviado para análise pelo Poder Executivo e Legislativo no mês de novembro, o plano em breve passará a vigorar como lei.

*Lincoln Spada