Arquivo da tag: maria tornatore

Conheça as prioridades elencadas na 10ª Conferência de Cultura de Santos

Por Lincoln Spada

Dezenas de artistas e produtores culturais participaram das reflexões da 10ª Conferência Municipal de Cultura de Santos, que teve como tema ‘Políticas Públicas de Cultura e Liberdade Artística’. O evento ocorreu na tarde do último sábado (15/mar), no Teatro Municipal Braz Cubas.

“Acreditamos na importância de um conselho independente, que questione a administração e que sempre proponha o debate franco sobre as questões primordiais para a área cultural da Cidade. Santos valoriza a participação ativa da sociedade civil no conselho (Concult) e acredita que é por meio da união que as dificuldades atuais podem ser superadas”, disse o secretário municipal de Cultura, Rafael Leal.

A conferência também contou com a presidência do Concult, Júnior Brassalotti, que conduziu o painel com o tema do evento: “Nada foi tão intenso quanto observar em todo o País o aumento gradual de casos de censura aos nossos artistas de Santos e de outros locais diante dessa conjuntura de discurso de ódio tão vociferado nas redes sociais e nos logradouros públicos”.

O evento também contou com a secretária-adjunta de Cultura, Raquel Pellegrini, o ex-secretário de Cultura, Fabião Nunes, e a assessoria da vereadora Telma de Souza. Os munícipes presentes apresentaram 12 propostas previstas pelo Plano Municipal de Cultura que foram consideradas prioritárias para execução até 2021. Ainda, elegeram os novos representantes da sociedade civil do Concult para este biênio.

> Ações prioritárias
1. Promover ações e projetos que integrem artes e cultura no processo educativo, envolvendo escolas e universidades;
2. Formação para produtores culturais, buscando a capacitação dos envolvidos, nas leis de incentivo, editais e patrocínios, mas também na troca de práticas alternativas que busquem novas soluções par aa realidade que enfrentamos;
3. Garantir que a cultura da diversidade (ciganos, afrodescendentes, LGBTQI+, etc) seja contemplada pelos mecanismos promovidos pela Secult a partir de ações afirmativas;
4. Garantir editais públicos apra contratação de grupos e artistas locais em projetos da Secult e demais pastas;
5. Reestruturar o organograma da Secult visando o estímulo à pluralidade das linguagens artísticas em seus departamentos
6. Estabelecer parcerias com órgãos públicos, institutos de pesquisa e de ensino para criação e continuidade de indicadores culturais locais;
7. Reativar o programa munciipal de educação patrimonial e história;
8. Criar polos artesanais criativos;
9. Atualizar acervos das bibliotecas com ênfase na História de Santos;
10. Elaborar lei que destine um espaço público para montagem de lona circense;
11. Criar uma lei de fomento ao teatro para a Cidade de Santos;
12. Qualificar a formação profissional em nível técnico para o audiovisual e multimeios através da criação de uma escola livre de cinema.

> Conselheiros eleitos
Artes visuais: João Paulo Teixeira Pires (titular), Osmar de Souza Rabelo (suplente);
Artes urbanas: Julio Mad (titular), Luiz Fernando Marques Dias (suplente);
Audiovisual e multimeios: Júnior Brassalotti (titular), Carlos Cirne (suplente);
Carnaval e cultura popular: Luciana Rosalina da Cruz (titular), Tadeu Cabral Bezerra (suplente);
Cultura da diversidade: Verônica Pestana (titular), Orlando Rodrigues (suplente);
Dança e movimento: Maria Izabel Tornatore de Freitas (titular);
Literatura: Vinícius Carlos Vieira (titular), Lincoln Spada da Silva (suplente)
Música: Ailton da Silva Carvalho (titular), Diósnio Machado Neto (suplente);
Patrimônio cultural: Veruska F. Moura (titular), Jean Pierre de Morais Crété (suplente);
Produção cultural: Antonio Ramos (titular), Marina Paes (suplente);
Teatro e circo: Caio Martinez (titular), Kelly Jandaia (suplente).

 

Em 2 dias, mais de 300 inscritos nas Oficinas Culturais de SV; veja vagas abertas

Por Prefeitura de São Vicente

O início das inscrições para as Oficinas Culturais serviu para mostrar que a população de São Vicente estava com saudade do projeto. Em apenas dois dias, mais de 300 pessoas procuraram os locais indicados para se cadastrar aos cursos oferecidos no Município.

Segundo a Secretaria da Cultura (Secult), os cursos mais procurados são dança de salão, danças urbanas e teatro. Ao todo, há 1,5 mil vagas disponíveis, sendo que as inscrições seguem até sexta-feira (4). “As Oficinas Culturais são a ferramenta de transformação da sociedade, proporcionando atividades e ocupação para crianças, jovens, adultos e melhor idade”, destaca Fábio Lopez, secretário de cultura.

Quem tiver interesse em se inscrever, deve ir à sede das Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, no Catiapoã) ou na Subprefeitura da Área Continental (Avenida Ulisses Guimarães, 211, no Jardim Rio Branco). O atendimento ao público ocorre das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas, em ambos os locais.

Para a inscrição é necessário apresentar RG, CPF e comprovante de residência. A idade mínima para participar dos cursos é de 8 anos, sendo que todos os menores de idade devem ir acompanhados dos pais.

As aulas começam no próximo dia 7 (segunda) e serão realizadas em três locais, dependendo do curso: nas Oficinas Culturais, na Vila de São Vicente e na Subprefeitura. Mais informações pelo número (13) 3468-8636. Confira abaixo a programação:

>> Dança cigana – Professora Cristiane
Segunda-feira, das 10 às 11h – dança cigana infantil (de 8 a 12 anos);
Segunda-feira, das 11 às 12h – dança cigana adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);
Segunda-feira, das 15 às 16h – dança cigana infantil (de 8 a 12 anos);
Segunda-feira, das 16 às 17h – dança cigana adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);

>> Pintura em tela – Professor Gil de Brito
Segunda-feira, das 14 às 16h – pintura em tela infantil (de 8 a 12 anos);
Quarta-feira, das 14 às 16h – pintura em tela adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);

>> Pintura em tela – Professor Roque (Vila de São Vicente);
Terça-feira, das 14 às 16h (de 8 a 12 anos);
Quinta-feira, das 14 às 16h (a partir dos 13 anos);

>> Dança de salão – Professor José Diógenes
Segunda-feira, das 19 às 20h (a partir dos 16 anos);

>> Capoeira – Mestre Elias
Segunda e quarta-feira, das 19h30 às 21h (a partir de 8 anos);

>> Oficina de máscara – Professor Rodrigo Caesar
Terça e quinta-feira, das 15 às 18h – Vila de São Vicente (a partir dos 13 anos);

>> Violão – Professor Sandro Oliveira (alunos têm que trazer o violão)
Segunda-feira, das 14 às 15h e das 15 h30 às 16h30 (de 16 a 49 anos);

>> Canto coral – Professora Jodeily Araujo
Quarta-feira, das 18 às 19h30 (a partir dos 16 anos);

Oficinas culturais Poiesis (Secretaria de Cultura do Estado):

>> Dança de rua – Professor Alessandro Cardoso
Terça-feira, das 10h30 às 12h e das 14 às 15h30; a partir de 9 anos (Subprefeitura de São Vicente – Área continental);

>> Audiovisual – Professor Stevie Lopes
Como gravar e fotografar com seu celular – segunda-feira, das 19 às 22h (a partir dos 16 anos – oficinas culturais);

>> Teatro – Professora Maria Tornatore
Quarta-feira, das 14 às 17h (a partir dos 16 anos – Vila de São Vicente).

 

9º Conferência de Cultura de Santos elege conselheiros da sociedade civil

Por Prefeitura de Santos

Os 11 primeiros integrantes do Conselho Municipal de Cultura (Concult), representando diversos segmentos das áreas artísticas da sociedade civil, foram eleitos neste sábado, no Teatro Guarany. Paritário, o conselho, que terá 11 outros componentes representando o poder público, tomará posse no próximo mês, ocasião em que será eleita a mesa diretora. A escolha ocorreu durante a realização da 9ª Conferência Municipal de Cultura, sob o tema ‘A Efetivação do Plano Municipal de Cultura’, que contou ainda com a realização de debates envolvendo quatro grupos temáticos.

O músico e produtor cultural Ugo Castro Alves, a gestora cultural Lua Marina, o acadêmico roteirista e dramaturgo, Edison Delmiro, e o produtor cultural e ex-secretário de cultura de São Vicente, Amauri Alves foram os mediadores convidados para estes grupos, responsabilizando-se pela troca de partilhas e saberes de modo intersetorial entre dois a três segmentos artísticos juntos, em evento que contou com a presença de mais de 70 participantes. Juntos, elencaram prioridades apontadas na minuta do Plano Municipal de Cultura, atualmente em tramitação entre a Prefeitura e a Câmara.

“Parabenizo todos da sociedade que contribuíram para o Plano Municipal de Cultura de Santos”, destacou a vereadora Audrey Kleys (PP), presidente da Comissão Permanente de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia na Câmara. “Muito bem elaborado e pensado. Comparei o plano com o de outras cidades do Estado de São Paulo, e, realmente, a população tem uma riqueza em mãos. Agora, cabe a cada um de nós acompanhar a evolução e efetivação dessas políticas públicas”.

Por sua vez, o secretário municipal da Cultura, Fábio Nunes, acompanhou todo o evento, e ressaltou que: “A legitimidade dessa conferência, é dado por vocês, artistas e fazedores de cultura que atuam em nossa Cidade. E nessa manhã de estudos do futuro Plano de Cultura da Cidade, vale lembrar que depende também da participação de todos nós, já que as políticas públicas são feitas por demandas da comunidade”.

Conselheiros

Foram eleitos, para o biênio 2017-2019, para a cadeira de Livro e Literatura, o jornalista e escritor Lincoln Spada e, na suplência, Luiz Antonio Cancello; Theo Cancello e Mário Tirolli (titular e suplente da Música e Ópera); Mariana dos Santos Pozett (titular de Dança e Movimento); Leonardo Branco e Veruska Francisconi Moura (titular e suplente de Patrimônio Histórico Edificado); Marcos Pasquantonio e José Eduardo de Lima (titular e suplente em História e Memória), e João Paulo Teixeira Pires (titular de Folclore, Artesanato e Cultura).

E ainda: Júnior Brassalotti e Eduardo Ferreira (titular e suplente de Audiovisual e Multimeios), Gabriela Peixoto Ortega e Orlando Rodrigues (titular e suplente de Promoção e Produção Cultural), Caio Martinez Pacheco e Maria Izabel Tornatore de Freitas Portela (titular e suplente de Teatro e Circo), Júlio César Ferreira e Vlaidner Sibrão (titular e suplente de Artes Visuais), e Luciana Rosalina da Cruz (titular de Carnaval). A suplência para as cadeiras de Dança e Movimento; Folclore, Artesanato e Cultura, e Carnaval serão preenchidas mediante chamada pública.

Cia Lorena apresenta ‘De Volta ao Luto’ neste domingo no Tescom

Por Diego Saraiva | Foto: Sander Newton

A Cia Lorena de Cubatão encena no próximo domingo (dia 30), às 20h, o espetáculo ‘De Volta ao Luto’, no Tescom (Av. Cons. Rodrigues Alves, 195/Santos). Os ingressos custam de R$ 10 a R$ 20. Na peça, tudo acontece a partir de encontros. Pessoas indo, vindo, cruzando-se, trombando-se, revirando toda a sujeira, produzindo aromas, criando sentidos, entendiemntos das dores, erros e acertos.

Mas o céu, que desaba feito chuva, seja com tensão ou humor, mostra as várias faces de um mesmo quadro, que nunca ocorreu por completo. Um céu esfregando o gosto da água e a falta de ar, num dia de duvidas e certezas, tintas e pinceis, seja ódio sobre tela ou graça sobre tela. Talvez esmurrar a frieza das tintas, até elas ficarem prontas para aquecer o coração daqueles que conseguem ri de si mesmos.

Diego Saraiva assina a direção, figurino e sonoplastia, operando o som na sessão. Ele divide a dramaturgia e a cenografia com Wilson Gois, que compõe o desenho de luz e protagoniza o espetáculo. No palco, Vanderlei Abrelli, Luana Albeniz, Eliana Tavares e Natalia Marcelo. Como técnica de luz, Mariana Arcanjo. A preparação corporal é de Maria Tornatore.