Arquivo da tag: mauricio pereira

André Abujamra levará as águas de ‘Omindá’ para o Sesc Santos

Sesc Santos

A ousadia sempre fez parte dos mais de quarenta anos de carreira de André Abujamra. ‘Omindá – A União das Almas do Mundo Pelas Águas’ lançado em março de 2018 – não foge a isso. Em tempos tecnológicos onde as fronteiras se tornam inexistentes, mas as barreiras mentais ainda nos impedem de viver em união, André Abujamra busca inspiração nas águas – que também não conhecem fronteiras.

Em 16/fev, às 20h, com ingressos de R$ 7,50 a R$ 25, ‘Omindá’ chega, em versão reduzida, mas não menos impactante, ao Sesc Santos (R. Cons. Ribas, 136/Santos). André (guitarra, percussão e voz) será acompanhado por Mano Bap (baixo), Maurício Badé e Ari Colares (percussão) e Eron Guarnieri (piano). Assim como na estreia da turnê, o show traz imagens captadas durante as viagens de Abujamra pelo mundo – o documentário produzido nas gravações das faixas que compõem sua trilha, em coautoria com os músicos com quem trabalhou em sua viagem, estreou na 42ª Mostra de Cinema Internacional de SP.

O repertório do show traz as 15 faixas do disco, como a que dá nome ao disco, “Omindá”, e outras como “O Mar”, “Real Grandeza”, “Barulhinho” e “Povo Bonito” – compostas por André – além de parcerias dele com Xis, Theo Werneck e Oki Dub (“Leviatan”) e Mauricio Pereira, Mintcho Garramone, Anelis Assumpção e Martim Buscaglia (“Xangô”), e outras.

O trabalho pode ser encontrado em CD, vinil e nas plataformas digitais e reúne artistas convidados de diversos lugares do globo, dos Estados Unidos ao Japão, passando por Rússia, Índia, Bulgária, Jordânia, entre muitos outros, que acrescentam à música de André sons de seus próprios territórios. Resultado de 11 anos de trabalho e de muitas viagens, o álbum foi lançado em 22/mar (Dia Mundial da Água), seguido pelos shows com artistas, como o percussionista Marcos Suzano e a Trupe Chá de Boldo.

Além dos artistas internacionais, como a The City of Praga Philharmonic Orchestra (República Checa), o tradicional coro The Mystery of the Bulgarian Voices (Bulgária), Zaza Fournier (França), Ballaké Sissoko (Mali), Maria de Medeiros (Portugal), Sasha Vista (Rússia), Oki Kano (Japão), Perota Chingó – Julia Ortiz e Dolores Aguirre (Argentina), Rishab Prasanna e Sharat Srivastava (India), participam do disco artistas brasileiros como o percussionista Marcos Suzano, o violeiro Ricardo Vignini, a Trupe Chá de Boldo, o companheiro de André n’Os Mulheres Negras, Maurício Pereira, Ritchie, Paulinho Moska, entre muitos outros.

Lavando a alma

‘Omindá’ em Yoruba é a junção das palavras Omin (água) e Da (alma). O significado reflete o objetivo do projeto: ser uma grande celebração da diversidade e da comunhão pela arte. O encontro artístico de André Abujamra com estes artistas de várias partes do mundo, convivendo com culturas, tradições, musicalidades e traçando conexões com o Brasil e o exterior como parte fundamental da trajetória do artista. Que a arte sirva de elo e laço para construção deste encontro de almas. Seguindo sempre uma linguagem original e ousada, Abujamra seguirá pelo mesmo caminho inovador de seus trabalhos anteriores (Infinito de Pé, Retransformafrikando, Mafaro e Homem Bruxa), onde mistura cinema, música, teatro e tecnologia.

 

Virada Cultural Paulista 2015: Programação em Campinas

Localizada a 96 km da capital paulista, Campinas possui cerca de 1,145 milhão de habitantes, sendo o terceiro município mais populoso de São Paulo (ficando atrás de Guarulhos e da capital). O município também é a décima cidade mais rica do Brasil, sendo responsável por pelo menos 15% de toda a produção científica nacional e o terceiro maior polo de pesquisa e desenvolvimento brasileiro.

> Confira a Virada Cultural em outros municípios

A cidade também conta com diversos atrativos turísticos, com valor histórico, cultural ou científico, como museus, parques e teatros. A Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, fundada em 1974, é considerada uma das principais do país ao lado da OSESP e OSB. Além disso, a Campinas tem três teatros municipais, vários grupos de música erudita, corais, 43 salas de cinema, dezenas de bibliotecas, galerias de arte, museus e editoras de destaque nacional.

Na cidade, também são organizados diversos eventos culturais com foco para o setor teatral. Destaca-se a Campanha de Popularização do Teatro, organizada pela Associação dos Profissionais do Teatro de Campinas desde 1985. A campanha é direcionada aos adultos e crianças, oferecendo peças teatrais e musicais realizados no Centro de Convivência Cultural Carlos Gomes. PROGRAMAÇÃO – 30 E 31 DE MAIO

PALCO EXTERNO – LARGO DO ROSÁRIO
Largo do Rosário, Centro
Os intervalos entre os shows contarão com uma trilha musical desenvolvida especificamente pelo DJ Rodrigo Bento.
30/5 | 19:30
Kretynos [Música]
Formada em 1996, a banda tem Maks Tiritan (voz e guitarra), Fernando Chama (guitarra), Carlos Rebello (baixo) e João Pim (bateria) entre os integrantes. O grupo Kretynos leva o seu rock alternativo ao palco externo para exibir Demétrio, Cachorro sem Dono e Artificial, além de faixas do próximo trabalho.

30/5 | 21:00
Filipe Catto [Música]
Nascido no Rio Grande do Sul, o cantor chamou atenção pelo raro timbre vocal, o de contratenor. Após se mudar para São Paulo, ele foi conquistando um público fiel. Filipe Catto se prepara para lançar o segundo disco da carreira, mas, por ora, ele recorre aos sambas e tangos do trabalho de estreia, Fôlego. A interpretação da faixa Saga é dos pontos altos do show.

0230/5 | 22:30
Yusa [Música]
Cantora, compositora e multi-instrumentista cubana que se tornou uma das grandes figuras da música atual, Yusa apresenta uma fusão de rock, soul, rumba e trova cubana. Com conexões ancoradas na herança africana e caribenha, ela regressa ao Brasil após parcerias musicais consolidadas com Lenine, Filipe Catto e Tulipa Ruiz.

0330/5 | 23:59
Elza Soares [Música]
As recorrentes dores na coluna fizeram com que a cantora carioca começasse a se apresentar sentada. Mas ao seu modo, Elza Soares não fica parada e, acompanhada pelos DJs Ricardo Muralha e Bruno Queiroz, mostra o show A Voz e a Máquina. Na ocasião, ela põe a sua voz rascante e poderosa a serviço de Cálice, de Chico Buarque e Gilberto Gil; Brasil, de Cazuza; e Chega de Saudade, de Vinicius de Moraes e Tom Jobim.

31/5 | 15:30
Silva [Música]
Após o elogiado álbum de estreia, Claridão (2012), o capixaba lançou o segundo disco da carreira no ano passado. Trata-se de Vista pro Mar. Menos denso que o antecessor, o trabalho lista a faixa-título, Entardecer e Janeiro. Acompanhado por Rodolfo Simor (guitarra e synth) e Hugo Coutinho (bateria), Silva toca estas e outras canções.

31/5 | 17:00
The Baggios [Música]
Formado no Sergipe, o duo de rock e blues já está na estrada há dez anos. Julio Andrade (guitarra e voz) e Gabriel Carvalho (bateria) sobem ao palco para apresentar músicas do elogiado álbum Sina (2013), que traz letras baseadas em personagens folclóricos de uma cidade interiorana. O material do CD e DVD Dez Anos Depois também entra na apresentação.

31/5 | 18:30
Titãs [Música]
Muitas foram as comemorações dos 30 anos de carreira dos Titãs, em 2012. A mais importante, contudo, foi a apresentação na qual a banda tocava o disco Cabeça Dinossauro (1986) na íntegra. A experiência lhes deu fôlego e o peso foi despejado no ótimo disco Nheengatu (2014), um dos melhores lançados por Branco Mello (voz e baixo), Paulo Miklos (voz e guitarra), Sérgio Britto (voz, teclado e baixo) e Tony Bellotto (guitarra) nos últimos tempos. No show, músicas recentes e clássicos se misturam no repertório. Eles contam com Mario Fabre (bateria) como músico convidado.

ESTAÇÃO CULTURA *
Praça Floriano Peixoto, s/nº – Centro (antiga Estação Ferroviária)
30/5 | 14:00
Euterpe* [Música]

30/5 | 15:00
DJ Digão* [Música]

30/5 | 15:30
As Presepadas de Damião* [Teatro]

30/5 | 16:30
Capa e seus Grilos* [Música]

30/5 | 17:30
Juliana Hadler e Mailson Silva* [Dança]

30/5 | 18:00
Ding Dong e Batucada DezVinte* [Música]

30/5 | 19:00
Jongo Dito Ribeiro* [Cultura Popular]

30/5 | 19:30
Aureluce Santos* [Música]

30/5 | 20:30
Danças Urbanas Locking – Chemical Funk [Dança]
O Locking surgiu no final dos anos 60 e, desde então, influenciou outras vertentes das danças urbanas. O espetáculo do Chemical Funk tem como característica a apresentação de uma dramaturgia clara e linear, repleta de tramas e surpresas, utilizando ainda o humor como ferramenta cênica. Através de esquetes lúdicos e educativos, o grupo ilustra o surgimento e a trajetória da dança.

30/5 | 21:30
Alabê Jazz* [Música]

30/5 | 22:30
Cia do Circo* [Circo]

30/5 | 23:00
Ieda Cruz e Gerson King Combo* [Música]

31/5 | 14:00
Caixeiras* [Cultura Popular]

31/5 | 14:30
Bateria Alcalina* [Música]

0131/5 | 15:00
Reisado Sergipano e Bumba Meu Boi de Guarujá [Cultura Popular]
A Associação Folclórica Reisado Sergipano e Bumba Meu Boi de Guarujá tem como objetivo a divulgação e a inclusão dos cidadãos na cultura. O Reisado é de origem portuguesa e se instalou em Sergipe no período colonial. É uma dança popular, na qual se festeja a véspera de Natal e o Dia de Reis, no período de 24 de Dezembro a 06 de Janeiro.

31/5 | 16:00
Mestre Lumumba* [Música]

31/5 | 17:00
Tanz Teatro* [Dança]

31/5 | 17:30
Skafandros* [Música]

31/5 | 19:00
VJ Robson Victor [Audiovisual]
Vencedor da primeira edição brasileira do Campeonato Brasileiro de VJs, o VJ Torna, e campeão mundial no quarto Word Championship VJ Torna, realizado na Hungria. Trabalha atualmente com o mercado corporativo e artístico. Ministra workshops em vários festivais brasileiros e faz intervenções artísticas e projetos culturais por São Paulo. Em seus sets, o VJ Robson Victor comanda a imagem em sincronia com o som, criando um ambiente totalmente imersivo com suas animações cuidadosamente elaboradas.

31/5 | 19:30
DJ Digão* [Música]

31/5 | 20:00
Doc Miranda e Reggae Spirit* [Música]

31/5 | 21:00
Abel Duere* [Música]

SESC CAMPINAS**
Rua Dom José I, nº 270
30/5 | 18:00
Nadifúndio, com Outro – Outra Cia de Dança [Dança]
Intervenção coreográfica livremente inspirada no universo poético de Manoel de Barros, propondo uma reflexão sobre a potência das coisas que não levam a nada.

30/5 | 19:00
Otelo e a Loira de Veneza ou o Pancadão da Traição – Cia Lona de Retalhos [Teatro]

30/5 | 20:00
Samba da Laje [Música]
Tradicional roda de samba, homenageia o samba de raiz e seus compositores.

31/5 | 10:30
Jam de Dança e Música – Cia Giz de Cena [Dança, Música]
Os participantes são levados, embalados e impulsionados ao movimento pelas músicas tocadas e cantadas ao vivo, numa grande brincadeira dançada, cantada e improvisada, em que crianças de todas as idades experimentam movimento e som.

31/5 | 11:30
TrixMix Cabaret Pocket [Circo]
Por sua longa duração, os cabarés são eventos frequentemente associados à boemia e à noite, características em comum com a Virada Cultural. Neste mini-cabaré há números de magia, malabarismo, dança, humor e teatro de bonecos.

31/5 | 15:30
O Auto do Bumba-meu-Boi – Grupo Cupuaçu [Cultura Popular]
O grupo atua na criação, pesquisa e difusão de toques, cantos e ritmos da cultura popular brasileira. O Auto tem na dança e na música os elementos que conduzem a reconstrução da narrativa mítica do Boizinho-de-São-João, convidando crianças e adultos para momentos de trocas.

31/5 | 16:30
Gangorra (Vange Milliet e Paulo Lepetit, com participação de Maurício Pereira) [Música para Crianças]
Projeto de música infantil dos músicos e compositores Vange Milliet e Paulo Lepetit. As músicas autorais tratam de temas que refletem o cotidiano, o universo e os questionamentos das crianças.

MIS CAMPINAS ***
30/5 | 22:00
Um dia… e logo depois um outro + Moto-perpétuo [Cinema]
Um dia… e logo depois um outro Um dia, ou melhor, dois dias em uma borracharia. Moto-perpétuo Leonardo, um violinista obcecado, tenta criar uma máquina para virar as páginas da partitura de forma automática, permitindo que ele toque seu instrumento eternamente. Johan, seu filho, um menino prodígio que aprendeu sozinho a ler e interpretar partituras, é o único a contestar o sonho do moto-perpétuo.

31/5 | 17:00
Um dia… e logo depois um outro + Moto-perpétuo [Cinema]
Um dia… e logo depois um outro Um dia, ou melhor, dois dias em uma borracharia. Moto-perpétuo Leonardo, um violinista obcecado, tenta criar uma máquina para virar as páginas da partitura de forma automática, permitindo que ele toque seu instrumento eternamente. Johan, seu filho, um menino prodígio que aprendeu sozinho a ler e interpretar partituras, é o único a contestar o sonho do moto-perpétuo.

Obs: Durante a programação na Estação Cultura ocorrem as intervenções:
– Júlio Lobo [Astronomia]*
– Bike Foguete [Intervenção Artística]*
– Lambe-Lambe Digital [Artes Visuais]*
– Núcleo de Artes Mágicas [Mágica]*

OBS:
* Programação complementar realizada pelo Município
** Programação complementar realizada pelo SESC Campinas
Programação sujeita a alteração sem aviso prévio
*** Programação complementar realizada pelo MIS – Museu da Imagem e do Som