Arquivo da tag: moç

Hip hop participa de evento ‘Cava MangueTown’ neste domingo

Por Movimento Cava é Cova

Os artistas da Baixada Santista BNegão Bota Som, Futuráfrica, Nanne Bonny, Caoz, Labuta Hip Hop, Jordana, Imagreen, Moç, UsRec, Sensimilla Jhon, Resistência du Gueto levarão o som do hip hop durante o evento gratuito Cava MangueTown, a ser realizado no Burako’s (R. Marquês de Herval, 13/Santos), no próximo domingo (10/mar), das 15h até 0h30. O evento é uma realização do Movimento Cava é Cova com apoio de Bernardo Negron, Futuráfrica Afrobraziliangrooves, Nanne Bonny, Burako’s e Aldeia de Paranapuã.

O movimento convoca os moradores da região para celebrar o mangue, as águas, a natureza e a vida e dizer não à cava subaquática da VLI no Estuário de Santos. O evento contará com uma roda de conversa formada pelo Mestre em Engenharia Urbana e especialista em controle de poluição, Elio Lopes; pelo Mestre em Análise Ambiental, Jeffer Castelo Branco; pelo cacique da aldeia de Paranapuã, Wera Mirim; pelo ativista da Rede Caiçara Ecossocialista, Condesmar Fernandes de Oliveira; pelo membro do Instituto Sócio-Ambiental Cultural da Vila dos Pescadores, Claudi de Figueiredo; pela biológa marinha Cintia Labes do Prado.

De acordo com o movimento, a cava subaquática: é um buraco que a VLI, uma empresa da Vale, fez entre Cubatão e Santos, muito próximo à Vila dos Pescadores, por conta da ampliação portuária da empresa e da Usiminas. O aprofundamento do canal de Piaçaguera trouxe de volta à superfície químicos altamente poluentes que estavam inertes do solo da região desde que Cubatão era conhecida como a cidade mais poluída do mundo. Este buraco de aproximadamente 480m de diâmetro e 22m de profundidade, conhecido como Cava Subaquática, é usado como lixão desses rejeitos tóxicos. Além do risco de trazer de volta ao corpo d’água essas substâncias, este buraco está localizado em uma área de mangue totalmente sensível que é o berço da vida marinha da região. A Cava Subaquática já está com sua capacidade quase completa e a VLI tem intenção de construir mais 2 Cavas no nosso mangue! O que você acha disso? Vem conversar com a gente!

Direitos Humanos e Hip Hop pautam mostra na Vila Criativa

Por Lincoln Spada

Os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos pauta o evento do Muito Prazer! Meu Nome é Hip Hop (MPMNH2). A mostra ‘Direitos Humanos sob a ótica do Hip Hop’ será nestá neste sábado (8/dez), das 15h às 21h, na Vila Criativa da Vila Nova (Praça Rui Ribeiro Couto, s/nº/Santos), com apoio da Prefeitura. A entrada é franca.

O encontro visa ressaltar a importância dos quadros elementos da cultura de rua na luta pelas liberdades fundamentais, combate à discriminação racial e desigualdade social. A abertura contará com a performance ‘Girando o Mundo’, do rapper Pedrinho da Rima (15h), seguido de bate-papo sobre o tema do evento (15h30).

A programação também terá live paint com grafiteira convidada (16h), performance da dança ‘Direto ao Assunto’, do Mad Feeling Crew (16h30), tempo poético com Slam dos Andradas e convidados (17h), duelo de rimas com MCs da região e discotecagem de Mamuth DJ (18h). Ainda, batalha de Breaking 1 x 1 com DJ Dog (18h30) e pocket show com bandas do Festival de Juventude, Fragmentes, USREC e MOÇ, além da rapper Jordana Tostes (20h).