Arquivo da tag: nova York

MISS seleciona trabalhos fotográficos e instalações audiovisuais

Por Secult Santos

O Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss) abriu o processo seletivo para exposições. Os interessados em apresentar seus projetos (já prontos) de mostras fotográficas ou instalações audiovisuais devem enviar o material para a curadoria do local pelo e-mail daviribeiro@santos.sp.gov.br. O Miss fica no piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão, na Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias.

O ano de 2018 foi marcado pela produção artística das mulheres no Miss. O espaço abrigou 14 exposições, todas realizadas por fotógrafas. Muitas artistas tiveram, pela primeira vez, a oportunidade de expor suas obras. Algumas delas com temas ligados à violência contra a mulher, preconceito e invisibilidade da mulher negra.

Mais de 60% das mostras foram de criadores da região, o restante foi dividido entre SP e Rio. A média de visitantes variou entre 200 a 300 por mês. Uma das exposições recebidas foi ‘Nós Madalenas – Uma Palavra pelo Feminismo’, da fotógrafa Maria Ribeiro, premiada pela ONU Mulheres, em Nova York, com o Prêmio Ivone Herberts, honraria que reconhece a excelência e relevância do projeto para o empoderamento feminino.

 

Atriz Tamirys O’hanna vence no voto popular o Prêmio Aplauso Brasil

Por Lincoln Spada | Atualizado 25/jan às 23h07

Direto da Baixada Santista, a atriz cubatense Tamirys O’hanna foi a vencedora pelo voto popular na categoria melhor atriz coadjuvante no segundo semestre de 2018, alcançando 1.978 votos. Assim, participa da próxima fase relacionada a escolha do júri técnico. Aos 25 anos, a artista vive em São Paulo e foi indicada após encenar em ‘Os 3 Mundos’, peça com dramaturgia do santista Nelson Baskerville junto de Paula Picarelli, também protagonista e idealizadora do espetáculo.

Primeira obra teatral dos aclamados quadrinistas Fábio Moon e Gabriel Bá, ‘Os 3 Mundos’ é um espetáculo multimídia que mescla artes cênicas e marciais, histórias em quadrinhos e audiovisual. Em um cenário distópico pós-apocalíptico, dois grupos de hábitos distintos se confrontam em meio ao fanatismo e à sobrevivência, diante de líderes que permeiam lágrimas e hipocrisia.

Tamyris teve formação profissional no Teatro do Kaos e cursou a Escola de Arte Dramática (USP), também fazendo aulas de dança na Broadway Dance Center (Nova York, EUA). Nos palcos da Baixada Santista, participou de ‘Caminhos da Independência’, ‘Encenação da Fundação da Vila de São Vicente’, ‘A Falecida’ e sendo a última passagem em ‘O Sertanejo e o Tinhoso’ (2016).

Entre os seus trabalhos internacionais, participou do maior teatro musical de rua de Portugal, a encenação ‘Um Porto para o Mundo’, dirigida por Amauri Alves: “Hoje ganha a Tamirys, e também a cultura e o teatro de Cubatão e da Baixada Santista”. Ainda, é possível ver a atriz no Netflix: ela interpreta a guarda Marta da segunda temporada da série original do streaming, ‘3%’.

O Prêmio Aplauso Brasil vem da plataforma digital homônima especializada em teatro, criada há 15 anos. O que diferencia a premiação de outras é o seu formato. Por semestre, há um sistema de votações de dinâmica compartilhada, com participação de júri técnico e voto popular durante a indicação e escolha de artistas e equipe técnica em cada uma das 18 categorias.

Festival Arte e Trabalho: Oficina ‘O mundo do trabalho na Literatura Portuária’

Por Alessandro Atanes

Chamada de “Barcelona Brasileira” ou “Moscouzinha Brasileira” devido à força do movimento operário na cidade ao longo do século XX, a cidade de Santos também conta com uma farta produção literária que trata deste aspecto da cidade. Para falar sobre o assunto, o jornalista e mestre em História Social Alessandro Atanes realiza na próxima sexta-feira, dia 5, a oficina “O mundo do trabalho na Literatura Portuária”, na Casa da Frontaria Azulejada, a partir das 19 horas.

Atanes é o autor do livro “Esquinas do Mundo: Ensaios sobre História e Literatura a partir do Porto de Santos” (Facult/Dobra Editorial, 2013), em que trata poemas e romances como fontes históricas para estudar a cidade, além de relacionar Santos ao universo portuário de várias partes do mundo, como Buenos Aires, Nova York, São Petersburgo, Dublin e Hamburgo. A conversa sobre as obras poéticas e de ficção que mostram o trabalho portuário e as relações entre a cidade e o porto faz parte do Festival Arte & Trabalho, que ocorre até domingo, 7 de maio.

A atividade portuária, conta o pesquisador, foi descrita em romances, contos e poesias por grandes nomes da Literatura universal como Pablo Neruda, Elizabeth Bishop, Jorge Amado, Guy de Maupassant e Oswald de Andrade, sem contar nomes da cidade como Ranulfo Prata, Roldão Mendes Rosa, Narciso de Andrade e, mais recentemente, Adelto Gonçalves, Lídia Maria de Melo, Madô Martins, Flávio Viegas Amoreira e Alberto Martins.

Entre as diversas obras que tratam desse universo, o pesquisador destaca os romances “Barcelona Brasileira”, do jornalista, escritor e doutor em Literatura Adelto Gonçalves (1999), sobre as greves anarquistas de 1917, que fazem 100 anos, “Agonia na Noite” (1954), de Jorge Amado, que descreve uma greve em que os estivadores se recusam a embarcar café em um navio nazista, e “Navios Iluminados” (1937), de Ranulfo Prata, que mostra o calvário de um retirante do sertão da Bahia que tenta melhorar de vida como estivador no cais de Santos, obra que já contou com uma tradução para o espanhol publicada em Buenos Aires e que tem uma reedição recente, de 2015, feita pela Edusp, dentro da coleção Reserva Literária, que tem como “madrinha” a escritora e ex-presidente da Academia Brasileira de Letras Nélida Piñon.

“Dentro dessa abordagem que entrelaça História e Literatura podemos ler o romance ‘Navios Iluminados’, que apresenta os trabalhadores antes das conquistas trabalhistas dos anos 30, também com uma atualidade incrível devido aos recentes acontecimentos na sociedade brasileira e a aprovação da reforma trabalhista”, analisa o autor. Confira a programação completa do festival em: https://www.facebook.com/events/2085052901721361/. O Festival Arte & Trabalho foi criado pela Lei Municipal nº 3.143, que institui a Semana do Trabalhador.

O Mundo do Trabalho na Literatura Portuária
5 de maio, às 19 horas.
Casa da Frontaria Azulejada: Rua do Comércio, 92, Centro Histórico de Santos
Contato: Alessandro Atanes (13) 98122-98144

 

Cia de Dança de Cubatão vai competir no festival Valentina Kozlova em NY

Por Morgana Monteiro

O trabalho começou faz muito tempo e agora a Cia de Dança de Cubatão colhe os frutos de tanto empenho e capricho nas coreografias que produz. Desta vez, quatro montagens foram selecionadas para a etapa mundial do Valentina Kozlova International Ballet Competition, que será realizada ano que vem na cidade de Nova York.

A novidade veio esta semana, quando as quatro coreografias competiram na etapa latinoamericana do Festival, em São Paulo. “Quando chegou a notícia de que todas as montagens que levamos estariam aptas a disputar em Nova York a emoção foi muito, muito grande. Melhor ainda é ter certeza de que essa conquista é resultado de tanto trabalho nosso ao longo desses últimos anos”, comemorou a diretora artística da Cia, Vanessa Toledo.

Ela caminha ao lado do coreógrafo Zeca Rodrigues. Eles que produzem incansavelmente, buscam a excelência de seus bailarinos através de oficinas e aulas especiais e, sobretudo, dão chance para novos talentos despontarem. Com um olho no futuro, mais ume vez, acertaram em cheio. As quatro coreografias escolhidas para serem dançadas na Big Apple são da bailarina Flávia Sá, que tem 26 anos. “Um dia depois da competição, acordei ainda com a sensação das duas noites passadas, noites mágicas com uma energia maravilhosa que os bailarinos transmitiram através daquilo que eu criei”, disse a artista.

As montagens foram: “Apenas”, um duo contemporâneo dançado por Yasmin Matos e Jey Santos; “Efêmero”, solo contemporâneo da bailarina Yasmin Matos; “Por que?”, solo contemporâneo do bailarino Jey Santos; e “Implexis”, um conjunto contemporâneo onde atuaram os bailarinos Jey Santos, Yasmin Matos, Claudionor Alves, Isabela Maria, Beatriz Pinheiro, Isabella Oliveira, Raphael Santos, Lucas Maia e Karyne Dantas. O bailarino Jey Santos, um dos artistas revelação do Festival, ganhou um prêmio especial e receberá isenção da taxa de participação no Festival Norteamericano.

A conquista no Festival Internacional de Balé Valentina Kozlova é um passo além para a Cia que já dançou em palcos importantes como o da mostra competitiva do Festival de Dança de Joinville, Festival Bravos, entre muitos outros. “A cada apresentação especial recebemos o reconhecimento do público. A cada competição acumulamos experiências e utilizamos tudo isso em nossas coreografias. Além disso, o corpo de bailarinos é altamente qualificado, refletindo na maturidade artística no palco, embora muitos sejam ainda bem jovens”, garante Vanessa.

O Valentina Kozlova é uma das competições mais importantes do mundo e tem a escola de mesmo nome, em Nova York, que garimpa talentos por todos os continentes. Com o lema “Preservando o passado, descobrindo o futuro”, o Festival oferece, além de prêmios em dinheiro e bolsas de estudos na escola, contratos, convites para dançar com a companhia, convites para audição e até vestuário de dança. “É muito além do prêmio. É o reconhecimento de um trabalho feito com a alma e de muito esforço pessoal até”, afirmou o coreógrafo Zeca Rodrigues.

Esta será a segunda vez que um Grupo Artístico cubatense pisa em Nova York para se apresentar. Em novembro de 2014, o Coral Zanzalá participou do Oratório de Natal de Handel, juntamente com outros 400 cantores de vários países. O concerto no Lincoln Center, uma das mais importantes casas de show novaiorquinas. O Zanzalá foi o representante brasileiro nesta apresentação artística. Parece mesmo que o mês de novembro tem dado sorte para o pessoal dos Corpos Estáveis da cidade.

Apoio financeiro será fundamental

Para tornar realidade o sonho de competir em Nova York, a Cia de Dança de Cubatão precisará contar com o apoio financeiro de empresas interessadas em patrocinar a ida da equipe aos Estados Unidos. “Sabemos que o município está em crise e não queremos que essa oportunidade passe”, afirmou Vanessa Toledo. Ela pede para que empresas que queiram atrelar seu nome a essa participação da Cia entrem em contato pelo telefone (13) 3362-0837 ou pelo e-mail gruposartisticoscubatao@gmail.com .

 

Agenda Cultural: Confira o que rola em Santos entre 20 e 22 de maio

CINEMA

Cine Arte
Na Paris de 1911, o jovem pintor Pablo Picasso e o escritor Guillaume Apollinaire são acusados de roubar o quadro ‘A Monalisa’, de Leonardo da Vinci, do Museu do Louvre. Anos antes, a dupla já havia sido acusada de roubar duas estátuas ibéricas que viriam a inspirar o Cubismo. Tal história se desenvolve na comédia ‘Picasso e o Roubo da Monalisa’. Dirigido pelo espanhol Fernando Colomo, o longa traz no elenco Ignacio Mateos, Pierre Bénézit e Jordi Vilches. Em cartaz até a próxima quarta-feira (25). Cine Arte Posto 4 – Sala Rubens Ewald Filho. Orla do Gonzaga, próximo ao Canal 3. Sessões às 16h, 18h30 e 21h. Ingressos custam de R$ 1,50 (meia) a R$ 3,00 (inteira). Classificação: 12 anos. Informações: tel. 3288-4009. Realização: Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

Cine Letras
O projeto, que une a sétima arte à literatura, exibe o filme argentino ‘O Segredo de seus Olhos’. Após a sessão ocorre debate que aborda a importância do papel das instituições públicas e alguns aspectos da literatura judiciária. Com a jornalista Milena Graziela e o filósofo Rodrigo Lucheta. Sexta-feira (20). 19h30. Biblioteca de Artes Cândido Portinari. Centro de Atividades Integradas (Cais) Milton Teixeira. Av. Rangel Pestana, 150, Vila Mathias. Gratuito. Realização: Secretaria Municipal de Cultura (Secult)

Musical no Miss
Traz a continuidade da projeção do documentário ‘Broadway – O Musical Americano’. O filme traz histórias de produções musicais desde os trabalhos pioneiros, no século 19, até os dias atuais. Logo após a projeção, Fernando Pombeu, maestro e diretor geral do grupo Broadway Voices, conversa com o público sobre os filmes. Sexta-feira (6). 16h. Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss). Piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Gratuito.

Mostra das Minas
06O evento tem o objetivo de abrir espaço para a projeção e o debate da produção audiovisual realizada por mulheres. Serão exibidos os curtas-metragens ‘Sopro’, de Rebecca Alba; ‘Árvore’, assinado por Gabriella e Fabiana Conway; ‘Sutura’, dirigido por Larissa Melo; e ‘Sangria’, realizado por Iasmin Alvarez. Sábado (21). 20h. Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss). Piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Gratuito. Informações: http://www.facebook.com/mostradasminas. Realização: CinemaMêmo – Movimento Audiviosual da Baixada Santista.

Cinemateca de Santos
05Dirigido pelo cineasta, desenhista e roteirista Enki Bilal, e com Charlotte Rampling, Frédéric Pierrot, Linda Hardy, Thomas Kretschmann e Yann Collette no elenco, a ficção científica ‘Immortel (ad vitam)’ se passa na Nova York de 2095, cidade habitada por mutantes, extraterrestres e humanos. A exibição faz parte do ‘Ciclo de Cinema Sci-fi’. Sábado (21). 20h. Cinemateca de Santos. Rua Ministro Xavier de Toledo, 42, Campo Grande. Classificação: 14 anos. Mais informações pelo tel. 3251-1613. Gratuito.

EXPOSIÇÕES

‘Fé e fogo’
Composta por 20 imagens da fotógrafa Jane Tuckerman, a exposição traz o olhar da norte-americana sobre os tradicionais eventos e celebrações que ocorrem ao redor do mundo. Jane percorreu diversos países, entre eles Brasil, Síria, México, Peru e Índia, com seu equipamento fotográfico. As fotografias panorâmicas contam histórias de fé e perdão. Realizada pelo Instituto Cenários Futuros e pelo Programa de Ação Cultural, do Governo do Estado de São Paulo (ProAC), a exposição integra o Projeto Programação de Arte Contemporânea, com curadoria da também fotógrafa Isabela Senatore. A mostra pode ser conferida até o dia 12 de junho. Galeria de Artes Braz Cubas. 2º piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Funciona de segunda-feira a sábado, das 13h às 19h. Gratuito.

Abraça a tua loucura
Sob curadoria de Lula Carvalho, a mostra fotográfica ‘Abraça a tua loucura antes que seja tarde’ reúne imagens captadas pelos alunos das oficinas de fotografia da ONG Tam Tam (Fernando Alonso, Luiz Fernando Menezes, Priscila Novaes e Daniel Filipi). Em cartaz até domingo (22), das 13h às 19h. Espaço VIP da Galeria de Arte Braz Cubas. 2º piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Gratuito.

Circuitos Nus – Projeto Tecnolixo
Pautado na proposta sustentável, o artista plástico Marcus Flávio reorganizou componentes eletrônicos para provocar um encontro com materiais orgânicos. Assim criou imagens e nova poética sobre a paisagem e seus significados. A mostra fica em cartaz até o próximo dia 27. Galeria de Arte Nelson Penteado. Piso térreo do prédio da Prodesan. Praça dos Expedicionários, 10, Gonzaga. Funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h30. Gratuito.

Muretas de Santos
Idealizada pelo cenógrafo Mauriomar Cid, inspirada na Cow Parade de Nova York, a mostra traz reproduções das tradicionais muretas da Cidade, com intervenções realizadas por artistas como Luciana Futuro, Kátia Costacurta, Beatriz Rota Rossi, Mônica Figo, Mordenti, Ademir Costa, Ana Akaui, Shesko, Renato D’Lone, Gilson de Mello Barros, Luiz Otávio Pinheiro, Waldemar Lopes, Nando Fernandez, Beatriz Ramires, Helena Alba e o próprio Mariomar. Jardim interno da Pinacoteca Benedicto Calixto. Av. Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão. Pode ser conferida até o dia 31 de julho. Abre de terça-feira a domingo, das 9h às 18h. Gratuito.

Armando Sendin
Uma trajetória entre o onírico e a abstração. É dessa maneira que é descrita a mostra, que promove uma retrospectiva do ceramista, escultor, desenhista e pintor carioca Armando Moral Sendin, um dos mais expressivos representantes do realismo brasileiro. Os trabalhos, exibidos pela primeira vez em seu conjunto, fazem parte da coleção particular do artista, doada para a Pinacoteca Benedicto Calixto em 2015. A mostra pode ser visitada até o dia 6 de junho, de terça-feira a domingo, das 9h às 18h. Av. Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão. Gratuito.

MÚSICA

Chorinho no Aquário
01Formado por experientes chorões santistas, o grupo Pra Que Chorar pesquisa e difunde estilos como maxixes, polcas e valsa, além do choro. Seus integrantes interpretam composições consagradas dos mestres da música, mas deixam também espaço para obras menos conhecidas, e até inéditas, como a canção ‘Pequenino’, que foi composta por Garoto em homenagem ao santista Nelsinho, conhecido como ‘o malabarista do violão tenor’. O grupo é composto por Obed Zelinschi (clarinete e sax), Toninho Guedes (violão 7 cordas), Renê Ruas (cavaquinho) e Luiz Roberto (pandeiro). Sábado (21). 18h. Praça Luiz La Scala, na Ponta da Praia. Gratuito. Realização: Secretaria Municipal de Cultura (Secult). Apoio: Transbrasa e Fundação Marlim Azul (Fundamar). Em caso de chuva, o evento é cancelado. Gratuito.

Concha 1
Vencedor do prêmio Multishow de Humor em 2015, o comediante santista Gabe Cielici apresenta piadas e músicas autorais que retratam a sua visão daquilo que o cerca, e declama pensamentos cômicos que questionam seu próprio vazio. Sábado (14). 19h. Concha Acústica Vicente de Carvalho. Orla do Gonzaga, ao lado do Canal 3. Gratuito.  Em caso de chuva, a programação é cancelada.

Violões em pauta
Detentor de 852 prêmios, entre eles a medalha Villa-Lobos e o titulo de Cidadão Santista, o Maestro Antonio Manzione continua a lecionar, conduzir e revelar novos talentos do instrumento. Ao seu comando, a Orquestra Cordas Bancárias interpreta clássicos de Vivaldi, Mozart, Brahms, Shostakovich, Villa-Lobos, Consuelo Velasques, Agustin lara, e outros consagrados compositores.  Sábado (21). 20h. Teatro Guarany. Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico. Gratuito.

Concha 2

SONY DSC
SONY DSC

O cantor anglo-brasileiro Dan Torres traz a turnê ‘Novelas’ para Santos. Em apresentação acústica, o artista, que participou da 3ª edição do programa ‘Fama’, produzido pela rede Globo, interpreta canções que foram temas de tramas como ‘Sete Vidas’ e ‘Império’. No repertório, clássicos como ‘Blowin’ In The Wind’ e ‘Lucy In The Sky With Diamond’, além de ‘Everything is Changing’, single que entrou na trilha sonora do filme ‘S.O.S – Mulheres ao mar 2’. Domingo (22). 19h. Concha Acústica Vicente de Carvalho. Orla do Gonzaga, ao lado do Canal 3. Gratuito. Em caso de chuva, a programação é cancelada.

Cultura na Praça
O evento ‘Cultura na Praça’, que leva atrações culturais à Praça Nossa Senhora Aparecida sempre no último domingo de cada mês, será antecipado para este dia 22 em virtude da realização da Virada Cultural 2016 na Cidade, que ocorre nos próximos dias 28 e 29. O show deste fim de semana traz o Rancho Folclórico Raízes de Portugal. Composto por 25 pessoas, o grupo argentino, que se apresentou em vários países da América do Sul, faz o resgate da tradicional cultura lusitana através das danças e músicas típicas. Domingo (22). 16h30. Praça Nossa Senhora Aparecida (em frente à igreja homônima). Gratuito. Realização: Secretaria Municipal de Cultura.

Fados e Guitarradas
04Músicos dedicados à difusão da cultura portuguesa que já tocaram em países europeus como Alemanha, Ucrânia, Rússia e Portugal, Marly Gonçalves, Renato Araújo, Ricardo Araújo e Heitor Tenório se apresentam com participação especial do casal flamenco Newton Júnior e Natália Martins, do Instituto Andaluzia. Domingo (22). 20h. Teatro Guarany. Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico. As entradas, que custam de R$ 20,00 a R$ 40,00, podem ser compradas uma hora antes do início do espetáculo, na bilheteria do teatro.

Baile na Praia
O grupo Nayat Jordan & Company comanda o ritmo do baile à beira do mar. No repertório estão clássicos da música popular brasileira e grandes sucessos internacionais. Também haverá apresentação dos alunos de dança do professor Lauro Vicenzi. Domingo (22). 18h às 22h. Fonte do Sapo, na orla do bairro Aparecida. Em caso de chuva, a programação é cancelada. Organização: Secretaria Municipal de Cultura (Secult). Gratuito.

Baile da Zona Noroeste
A 8ª edição da festa ao ar livre no Sambódromo Dráusio da Cruz traz a apresentação da banda Flex Power. O grupo promete agitar com hits de diferentes gêneros musicais. Domingo (22). 18h. Av. Afonso Schmidt, s/nº, Areia Branca. Em frente ao Centro Cultural da Zona Noroeste. Realização: Secretaria Municipal de Cultura (Secult). Gratuito. Em caso de chuva, o evento é cancelado.

TEATRO

O Misterioso Caso dos 3 Porquinhos
09Uma releitura cômica de um clássico conto infantil, o espetáculo, com canções tocadas e cantadas ao vivo, começa quando o Lobo Mau presta uma queixa à polícia. Ele alega que os porquinhos queimaram o seu rabo. A partir daí, um porco detetive entra em cena para investigar o caso. Sexta-feira (20), às 14h, e no sábado (21), às 19h. Teatro Municipal Braz Cubas. 2º piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. A entrada custa R$ 40,00 e pode ser adquirida na bilheteria doteatro. Outras informações pelo telefone 3226-8000.

Rudá – Um Sonho Real
07Dirigido por Gustavo Lobo, o espetáculo circense ‘Rudá – Um Sonho Real’, da companhia santista Rudá, propõe o resgate das remotas lembranças da infância e das brincadeiras que tomavam conta das ruas. Tudo isso por meio de oito personagens, que conduzem o público em uma viagem repleta de dramaticidade, acrobacia aérea, dança e intenso trabalho atlético e corporal. Sexta-feira (20), às 21h30. Sábado (21), às 18h e às 21h. Teatro Coliseu. Rua Amador Bueno, 237, Centro Histórico. Os ingressos custam de R$ 30,00 a R$ 70,00 e podem ser adquiridos no site http://www.compreingressos.com, no quiosque Compre Ingressos (3º piso do Miramar Shopping, no Gonzaga) e na bilheteria do Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Outras Informações pelo telefone 4062-0016. Classificação: livre.

Conchinha
02A Companhia de fantoches Von Feffer revisita um clássico infantil, ‘Os Três Porquinhos’. Cícero, Heitor e Prático se unirão para vencer o lobo mau que os quer devorar. Domingo (22). 10h30. Concha Acústica Vicente de Carvalho. Orla do Gonzaga, ao lado do Canal 3. Gratuito. Realização: Secretaria Municipal de Cultura (Secult). Em caso de chuva, o evento é cancelado.

The Best of Bon Jovi – O show
Os grandes sucessos de uma das melhores bandas dos anos 90 serão interpretados pela banda These Days. A apresentação busca reproduzir detalhes como figurino, instrumentos e acessórios. Domingo (22). 20h. Teatro Coliseu. Rua Amador Bueno, 237, Centro Histórico. Os ingressos custam de R$ 40,00 a R$ 90,00. Podem ser comprados no site http://www.compreingressos.com, no quiosque Compre Ingressos (3º piso do Miramar Shopping, no Gonzaga) e na bilheteria do Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Informações pelo telefone 4062-0016

DANÇA

VI Mostra de Dança Marcela Ribeiro
Com a participação de diversos grupos de dança, a mostra tem como objetivo aproximar o público, os artistas e os educadores, além de incentivar novas produções, a difusão e a formação de dançarinos em nossa região. Domingo (22). 17h. Teatro Municipal Braz Cubas. 2º piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Os ingressos serão vendidos na bilheteria do teatro a R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia). Informações pelo telefone 3302-7777 ou no e-mail espaçocultural.marcelaribeiro@hotmail.com.

EVENTOS

Coffee and Drawn
Com o objetivo de reunir desenhistas amadores e profissionais para uma tarde descontraída, na qual todos podem desenhar e trocar experiências, o evento traz como destaque o quadrinista Clayton InLoco, autor da série ‘Hurulla’. Domingo (22). 14h30. Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes. Posto 5. Orla do Boqueirão, próximo à Av. Conselheiro Nébias. Gratuito.

*Prefeitura de Santos

 

Trio do Balé Jovem de SV vai para festival nos EUA

Três alunos do Balé Jovem de São Vicente participam nesta semana do Youth American Grand Prix. O festival que ocorre entre os dias 10 e 16 de abril é conhecido como a maior vitrine para jovens bailarinos, garantindo a oportunidade dos participantes mostrarem seus talentos para diretores de companhias da Europa e dos Estados Unidos. O balé tem apoio da Secretaria Municipal da Cultura.

02Embarcaram com seus entes para Nova Iorque os alunos: Giovanna Costa, de 15 anos, Yago Guerra, de 14, e Luiza Almeida, de 12. “Além da grande experiência e enriquecimento cultural, eles estarão concorrendo à bolsas de estudos, uma grande oportunidade que pode mudar a vida de qualquer um” diz a professora Sabrina Olimpio.

No evento, eles terão que demonstrar sua técnica através de aulas avaliativas, apresentando uma variação clássica de repertório e um solo livre contemporâneo coreografado por Alexandre Almeida e Cristiane Araujo. “É a realização de um sonho, pretendo levar todo o ensinamento e mostrar meu talento da melhor maneira possível” diz Yago Guerra. Por meio do festival, o Balé Jovem já revelou seis bailarinos que hoje estudam ou trabalho no exterior.

*Prefeitura de São Vicente