Arquivo da tag: oficinas culturais professor oswaldo névola filho

Encontro no dia 6 explica lei de bilheteria em espaços públicos de SV

A partir de abril, os espaços públicos culturais de São Vicente, como teatro do Parque Cultural Vila de São Vicente e o auditório das Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho, já permitem a venda de ingressos para espetáculos das companhias artísticas. Recentemente aprovada, a Lei Complementar 832 será o tema do encontro nesta quarta-feira (dia 6), às 19h30, nas Oficinas Culturais (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã), com o secretário da Cultura, Amauri Alves.

Reivindicação da classe artística há anos, a Lei Complementar 832 foi publicada pela Prefeitura no último dia 19. A legislação que disciplina as bilheterias é resultado do trabalho da Secretaria da Cultura, com apoio do Conselho Municipal de Políticas Culturais. Ela também favorece os auditórios do Cine 3D e do CEU das Artes no Humaitá, previstos para serem reabertos este ano pela Prefeitura.

“A programação gratuita oferecida pela Secult continuará a existir, mas a lei contribui para fomentar a economia criativa, pois garantindo a cobrança de ingressos nestes espaços, os grupos artísticos da Cidade e região terão a disposição espaços com a possibilidade de geração de recursos financeiros para auxiliar no custeio de suas produções, material cenotécnico, cachês de elencos, etc, a partir da arrecadação da bilheteria”, explica o secretário da Cultura, Amauri Alves.

A permissão da venda de ingressos também terá outros benefícios. Com maior procura dos grupos artísticos para agendar sessões no teatro e nos auditórios, haverá uma programação mais ampla e diversificada para a população. Ao mesmo tempo, 10% da arrecadação com a venda dos ingressos será revertido ao Fundo Pró-Cultura, que em médio e longo prazo poderá financiar via editais outras ações e obras de artistas da cidade.

*Lincoln Spada

 

Inscrições abertas para 4º Festival de Artes Cênicas de SV

Até o dia 3 de outubro estão abertas as inscrições para o 4º Festival de Artes Cênicas de São Vicente, que acontecerá entre 1º e 15 de novembro. O evento realizado pelo movimento Amigos do Teatro reúne atores, diretores e representantes de grupos teatrais da cidade.

Com objetivo de valorizar as artes cênicas, propondo oficinas e workshops teatrais e incentivando a formação de público, o festival ocorrerá este ano em diversos locais: Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho, E.E. Martim Afonso, ETEC Drª. Ruth Cardoso, CAMPSV, Projeto Circolando Alegria, Instituto Histórico e Geográfico de São Vicente, Parque Ipupiara, Praça do Correio, Praça Barão do Rio Branco e Praça Tom Jobim.

Poderão inscrever-se grupos amadores, profissionais, projetos sociais, escolas publicas ou particulares de São Vicente e Região nas categorias de teatro adulto, infantil, de rua e circo. O regulamento está disponível em: http://www.mediafire.com/view/a6thdr3rly8bt68/regulamento_4_FESTIVAL_DE_ARTES_CENICAS.pdf.

*Alessandro Cruz

 

Oficinas Culturais de SV abrem vagas em agosto

Do artesanato à produção de histórias em quadrinhos, as Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho abrem vagas para novos cursos de curta duração neste mês de agosto em São Vicente. As inscrições têm início nesta quarta-feira (dia 5) e segue até o dia 13.

As atividades gratuitas ministradas a partir do dia 17 são: assessoria de imprensa para projetos culturais, artesanato com fibra de bananeira, artesanato com fios de garrafa PET, canto livre, confecção de caixas de histórias, estruturas em arame para fantasias de carnaval e figurinos de teatro, histórias em quadrinhos, produção de Videogames 2D, produção de pipas e teatro.

Os interessados devem comparecer das 9 às 17h, de segunda a sexta-feira nas Oficinas Culturais (Rua Tenente Durval do Amaral, 72 – Catiapoã) com cópias do RG do responsável ou do aluno (caso este seja maior de idade) e do comprovante de residência. As Oficinas Culturais são um programa da Secult de São Vicente com apoio da Associação dos Artistas.

*Lincoln Spada

 

Após festival espanhol, grafiteiros vão a bate-papo em São Vicente

A experiência vivida por eles em Tolosa com as artes urbanas é o tema do bate-papo gratuito com os grafiteiros Daniel Amat, o Bloco, e Vlaidner Lima, o Vinil Colante, artistas recém-chegados do festival Beantatuz, na Espanha. Realizada pela Secretaria da Cultura de São Vicente, a atividade será na próxima segunda-feira (dia 6), às 19h30, nas Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã).

Nascido em 1987, Daniel de Oliveira Amancio Amat é mais conhecido como Bloco. Artista urbano desde 2003, já participou de diversos projetos em conjunto com prefeituras e instituições particulares, como ‘Das Ruas pras Escolas’, ‘Rabiskeira’ e eventos no Santa Rosa Breakers. Também foi arte-educador no Centro de Referência Especializado de Assistência Social em São Vicente.

Por sua vez, Vinil é o nome artístico de Vlaidner S. de Lima. Aos 40 anos, o santista é ilustrador e artista plástico multimídia. Atualmente é professor de Arte Urbana das Oficinas Culturais de São Vicente, e professor das matérias Fotografia e Arte Urbana na Unisanta. Ele ainda acumula experiência com edição de vídeo, vjing e vídeo arte, com apresentações em galerias de arte e eventos como BREU, SkolBeats, TRAX-fest, festas Motronic, Futuráfrica e Casa Galeria.

Programa Encontros

Iniciado em abril de 2014, o programa convida artistas, produtores culturais, participantes de movimentos artísticos e instituições culturais para falar sobre suas áreas de atuação. As conversas são gratuitas, sempre no auditório das Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho. A iniciativa é da Secretaria Municipal da Cultura com apoio da Associação dos Artistas.

*Lincoln Spada

 

Comédia ‘O Sertanejo e o Tinhoso’ estreia em São Vicente

Já recitava Shakespeare que “Há mais mistérios entre o céu e a terra do que a vã filosofia dos homens possa imaginar”. Imagine se deparar no pleno agreste com uma santa de um lado e o diabo em pessoa noutro. É neste auto que se encontra Pedro Esperto em ‘O Sertanejo e o Tinhoso’, da Cia História do Baú, espetáculo em temporada gratuita entre terça e quinta-feira (dias 9 a 11), às 9h30, 14h30 e 20 horas nas Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã).

Inspirada em dois contos dos Irmãos Grim, a comédia infanto-juvenil têm os brincantes contando e cantando a história de Pedro, um sertanejo que usa sua esperteza para driblar os infortúnios que leva em um pedaço do Brasil esquecido por muitos. Munido de fé e mentiras, ele trava um duelo de inteligência com o prepotente Dr. Lúcio Ferro, o tinhoso, em um jogo onde sua sobrevivência e a sua alma são colocados em risco.

Para desfazer um contrato com o diabo, o protagonista é aconselhado por Santa Rita de Cássia a realizar uma jornada até o inferno. Dança, música, ditados populares e desenho animado se fundem em no espetáculo que reflete sobre o ato de mentir. A peça é contemplada pelo ProAC 2014 para a produção de espetáculo inédito e temporada de artes cênicas para público infantil e/ou juvenil no Estado de São Paulo.

A direção e o texto são de Amauri Alves e o elenco é formado por João Vieira, Jair Moreira, Tamyres Ohanna, Beto Vieira e Larissa Sanchez. Assistente de direção: Henrique Dias Alves. Produção executiva: Tereza Dias. Assistente de produção: Carolina Dias Alves. Coreografia: Melissa Alves. Figurinos: André Reis e Amauri Alves. Preparação de percussão: Ariel Alves. Músicas: Vinícius Russo. Adereços e mamulengos: Marcia e Amauri Alves. Ilustrações e animação: André Reis. Programação Cosntruct2: Guilherme Pupo. Comunicação Visual: Tiago Monteiro.

CIA HISTÓRIAS DO BAÚ

Fundada há 24 anos em São Vicente, a Cia Histórias do Baú tem um repertório de peças focadas principalmente entre crianças e jovens, com diferentes linguagens, dos mamulengos a fábulas europeias. A companhia também já representou a Baixada Santista e o Brasil em diversos festivais internacionais, como Colômbia, Marrocos, Paraguai e Portugal.

SESSÕES

Enquanto as duas primeiras sessões são exclusivas para estudantes da rede municipal de ensino e devem ser agendadas com antecedência, as sessões noturnas são abertas ao público que deve retirar seus ingressos a partir das 19h30. A temporada tem apoio da Secretaria Municipal da Cultura. Por sua vez, as Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho são um programa da Secult com apoio da Associação dos Artistas.

*Prefeitura de São Vicente

 

Versatilidade permeia Mapa Cultural Paulista em SV no fim de semana

De dança de rua a do ventre. De teatro infantil a espetáculo na rua. De fotografias a quadros. É com essa versatilidade que será realizado neste final de semana a etapa municipal do Mapa Cultural Paulista em São Vicente. A iniciativa é da Secretaria Estadual de Cultura realizada pela Abaçaí Cultura e Arte.

O evento contará com apresentação de obras 20 artistas e grupos da Cidade nos segmentos de música, teatro, dança, artes visuais, audiovisual e literatura. Todas as atividades serão gratuitas e realizadas nas Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã).

Um júri selecionará o representante de cada modalidade para a etapa regional a ser realizada no segundo semestre deste ano. As fases estadual e de circulação ocorrerão em 2016. Confira a programação deste final de semana:

Sexta (dia 29)
19h30 – Sala Laranja – Abertura da exposição de artes visuais e literatura: Conto ‘A Prova’ e quadro ‘Aquavila’, de Carlos Alves; poema ‘Asas do Meu Destino’, de Olímpio Coelho de Araújo; poema ‘Escreve… Escrita!’ e fotos ‘Bonde’ e ‘Borboleta Urbana’ de Edu Lima; poesia e quadros ‘Wings of Desire’ e ‘Inútil Andança Labiríntica’ de Madeleine Alves; fotos ‘Tempo Perdido’, ‘A Espera’ e ‘Divergente’ de Jolie; quadros ‘Ponta da Praia’ e ‘Passeandro pela Velha Cidade de Santos’ de Marie Sanoki; série fotográfica ‘Corpos e Cores’ de Ivy Freitas
19h30 às 20h – Auditório – Exibição dos curtas-metragens ‘Limbo’, ‘O Homem que Voava com os Peixes’ e ‘Moradores de Rua – Olhar de uma Sociedade Cega’
19h40 – Sala Laranja – Apresentação musical Aqui Tem Choro
20h – Auditório – Apresentação das companhias Cia Criarte e Flor do Oriente

Sábado (dia 30)
9h às 18h – Sala Laranja – Continuação da exposição de artes visuais e literatura
18h – Auditório – Teatro adulto ‘Diabólica’, da Cia Teatral Tartuffos Cênicos
19h30 – na frente das Oficinas Culturais – Teatro de rua ‘Aquele que Diz Sim – Aquele que Diz Não’, da Cia Os Indesejáveis do Telhado

*Prefeitura de São Vicente

 

Os caminhos da arte urbana em bate-papo em São Vicente

Revitalizando, ocupando e dando novos ares às cidades, a arte urbana vem ganhando os espaços públicos. Antes registrada apenas como ações de pichadores, hoje ela se distancia e se valoriza em intervenções com diferentes técnicas, como o sticker, o estêncil e o grafite. Assim, Vinil Colante é o convidado do bate-papo gratuito do ‘Programa Encontros’ nesta quarta-feira (dia 27), às 19h30, nas Oficinas Culturais Prof. Oswaldo Névola Filho (R. Ten. Durval do Amaral, 72, Catiapoã).

Vinil é o nome artístico de Vlaidner S. de Lima. Aos 40 anos, o santista é ilustrador e artista plástico multimídia. Atualmente é professor das matérias Fotografia e Arte Urbana na Unisanta. No debate, ele também abordará sua carreira vasta, como o projeto Vinil Colante Arte Ataque Manifesto, realizando trabalhos voltados a Arte Urbana.

02Ele ainda acumula experiência com edição de vídeo, vjing e vídeo arte, com apresentações em galerias de arte e eventos como BREU, SkolBeats, TRAX-fest, festas Motronic, Futuráfrica e Casa Galeria.

Programa Encontros

Iniciado em abril de 2014, o programa convida artistas, produtores culturais, participantes de movimentos artísticos e instituições culturais para falar sobre suas áreas de atuação. As conversas acontecem duas vezes ao mês e são gratuitas, sempre no auditório das Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho. A iniciativa é da Secretaria Municipal da Cultura com apoio da Associação dos Artistas.

*Prefeitura de São Vicente