Arquivo da tag: Orquestra Sinfônica Municipal de Santos

Orquestra Sinfônica de Santos contará com concurso público em 2019

Por Lincoln Spada

A Orquestra Sinfônica Municipal de Santos deve contar com novo concurso público este ano. Criada em agosto de 1994, a instituição gerida pela Prefeitura hoje conta somente com dez membros que são servidores públicos.

Os demais músicos são contratados de outra maneira, sem vínculo empregatício. Como a maioria dos demais corpos estáveis de outros municípios de Sâo Paulo e do País, havia a intenção do prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) em transferir a gestão da orquestra para uma Organização Social (OS).

Tal proposta teve forte resistência de parte da sociedade e dos artistas, como destacou a líder da oposição na Câmara de Vereadores, Telma de Souza (PT). “Nos últimos meses, a luta dos músicos da Orquestra e do movimento cultural de Santos afastaram, ainda que temporariamente, a proposta de terceirização da companhia, defendido pela atual Administração”.

Para o jornal A Tribuna, o secretário de Cultura, Rafael Leal enfatizou que “não existe a menor possibilidade da sinfônica ser terceirizada ou gerenciada por uma OS”. O estudo de impacto financeiro já está pronto e as tratativas para o novo processo seletivo serão discutidas no mês de abril.

No Coliseu, Sinfônica de Santos celebrará os 473 anos da Cidade

Por Secult Santos

Neste sábado (26/jan), o Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237, Centro Histórico) recebe o tradicional Concerto de Aniversário da Cidade, realizado pela Orquestra Sinfônica Municipal de Santos (OSMS) em homenagem aos 473 anos do município.

Criada em 1994, a orquestra será conduzida pelo maestro Luís Gustavo Petri, em apresentação com início previsto às 20h30, e com participação de Mário Tirolli no piano. Os ingressos são gratuitos e serão distribuídos no dia, a partir das 14h, na bilheteria do teatro.

O programa da noite reúne as obras Rhapsody in Blue, uma peça que combina a música erudita com elementos de jazz, composta pelo americano George Gershwin, e a Sinfonia nº 9, conhecida como Sinfonia do Novo Mundo, do tcheco Antonín Dvorak, que teve debute em 1893, no Carnegie Hall, de Nova York, em comemoração ao aniversário da conquista do novo mundo.