Arquivo da tag: oscar

Premiado ‘Taxi Driver’ entra em cartaz na Biblioteca de Cubatão

Por Lincoln Spada
.
Drama premiado de Martin Scorcese, “Taxi Driver” entra em cartaz nesta semana na Biblioteca Municipal Professor João Rangel Simões. As sessões serão nesta quinta-feira (dia 26) às 19h30, e dia 30, às 14h30, no auditório do local, na Avenida Nove de Abril, 1977, Centro. A classificação do filme é de 14 anos.
.
O motorista de táxi de Nova York, Travis Bickle, reflete constantemente sobre a corrupção da vida ao seu redor e sente-se cada vez mais perturbado com a própria solidão e alienação. Em praticamente todas as fases de sua vida, Bickle permanece isolado e não consegue fazer contato emocional com ninguém. Incapaz de dormir noite após noite, o motorista frequenta os estabelecimentos noturnos locais em busca de diversão.
.
No elenco, o longa metragem conta nos papéis principais com os vencedores do Oscar, Robert De Niro e Jodie Foster. Ambas as ações compõem o programa Pontos MIS, da Governo Estadual e Museu da Imagem e do Som de São Paulo com apoio da Prefeitura Municipal de Cubatão via Secretaria de Cultura.

Palestra do Oscar e exibição da cerimônia ao vivo no Cine Roxy

Por André Azenha

Controverso, polêmico, divertido. O Oscar pode não ser a premiação mais justa do cinema. Mas com certeza é a principal. Aquela em que os holofotes do mundo se voltam para curtir desde as celebridades no tapete vermelho, até as homenagens e entregas da famosa estatueta. E o Cine Roxy repete a iniciativa dos cinco anos anteriores.

Na terça-feira, 21 de fevereiro, a partir das 20h30, no Cine Roxy 4 Pátio Iporanga (Av. Ana Costa, 465), ocorre a 23ª edição da tradicional Palestra do Oscar com Waldemar Lopes. O evento é promovido pela Open House Idiomas (escola com 25 anos de atuação que passou para novo endereço, na Rua Clay Presgrava do Amaral, 15, no Gonzaga, desde janeiro), em parceria com o Cine Roxy e diversos apoiadores. A entrada é franca, mas pede-se a gentileza de um quilo de alimento não perecível em prol da Acausa.

Como é costume, serão sorteados vários brindes, como ingressos do Roxy, vales para restaurantes, cafeterias, chocolates, livros e DVDs, brindes da Cult Comics, entre outros. Já no domingo, 26 de fevereiro, a partir das 21h45, aí no Cine Roxy 5 (Av. Ana Costa, 443), será a vez da exibição ao vivo do prêmio.

Na ocasião, Waldemar se juntará aos jornalistas Gustavo Klein e André Azenha, todos vestidos a caráter, para comentar as premiações e sortear brindes nos intervalos da transmissão. Mais uma vez serão sorteados diversos brindes para a plateia presente. A entrada segue o mesmo sistema da palestra: gratuita, mas pede-se para quem puder, um quilo de alimento não perecível em prol da Acausa.

 

Palestra do Oscar e Oscar ao vivo no Cine Roxy

Controverso, polêmico, divertido. O Oscar pode não ser a premiação mais justa do cinema. Mas com certeza é a principal. Aquela em que os holofotes do mundo se voltam para curtir desde as celebridades no tapete vermelho, até as homenagens e entregas da famosa estatueta.

E o Cine Roxy repete a iniciativa dos quatro anos anteriores. Na quinta-feira, 25 de fevereiro, a partir das 20h30, no Cine Roxy 4 Pátio Iporanga, ocorre a 22ª edição da tradicional Palestra do Oscar com Waldemar Lopes. O evento é promovido pela Open House Idiomas, em parceria com o Roxy e apoio do site CineZen. A entrada é franca, mas pede-se a gentileza de um quilo de alimento não perecível em prol da ACAUSA.

Como é costume, serão sorteados vários brindes, como vales para restaurantes, cafeterias, chocolates, ingressos de cinema, livros e DVDs, entre outros.

Já no domingo, 28 de fevereiro, a partir das 22h, aí no Cine Roxy 5, será a vez da exibição ao vivo do prêmio. Na ocasião, Waldemar se juntará ao jornalista Gustavo Klein, ambos vestidos a caráter, para comentar as premiações e sortear brindes nos intervalos da transmissão. A entrada segue o mesmo esquema da palestra: gratuita, mas pede-se para quem puder, um quilo de alimento não perecível em prol da ACAUSA.

Histórico da Palestra

“A história da origem da palestra é bem interessante”, afirma Waldemar. “Em um dos cursos de inglês que ministro na Open House Idiomas, chamado ‘Brush up’, que criei para pessoas que quisessem aperfeiçoar o idioma e conhecer mais a cultura americana, eu falava sobre o cinema em Hollywood e filmes independentes”, explica. “Nessas aulas, o Oscar começou a se tornar um tema recorrente, por ser talvez o primeiro prêmio criado para destacar os melhores de um setor e se tornar um modelo e inspiração para demais premiações. Quando se fala de qualquer outro prêmio, como o Tony, por exemplo, é comum se referirem a ele como ‘o Oscar do teatro’”, detalhe o artista plástico. “A ideia de fazer a palestra surgiu na sala de aula. Decidi fazer o evento na própria sala de aula da Open House, em inglês, aberta também ao público interessado. Foi um sucesso! O vencedor daquele ano foi ‘Forrest Gump’, e Tom Hanks se tornou uma espécie de amuleto de sorte para mim”, ressalta.

Até 1997 a palestra foi realizada na Open House Idiomas. No entanto, o evento ia crescendo e o problema de espaço se tornou o primeiro obstáculo. A parceria com a Livraria Martins Fontes foi providencial. “Recebi muito apoio da Solange e Aírton, entre 1999 e 2006, onde pude realizar a palestra na sede da Praça Independência”, lembra Waldemar.

Com o fechamento daquela unidade, Waldemar recebeu um grande apoio da Associação dos Médicos de Santos (atual unidade da Associação Paulista de Medicina na cidade), onde o evento ocorreu três anos. “Um maior trabalho começou quando, atendendo a muitos pedidos, comecei a fazer uma sessão extra em português”, destaca. “Infelizmente, problemas de horário e gastos me obrigaram a fazer uma escolha, e a palestra em português prevaleceu”. Há cinco anos, o Cine Roxy convidou Waldemar para realizar a palestra no cinema. Todas as edições lotaram.

Serviço:
Palestra: Oscar 2016, por Waldemar Lopes
Onde: Roxy 4 do Pátio Iporanga, Av. Ana Costa, 465, Gonzaga.
Quando: Quinta-feira, 25 de fevereiro, 20h30
Entrada: Um quilo de alimento não perecível, em prol da ACAUSA

Exibição ao vivo do Oscar 2016 com comentários de Waldemar Lopes e Gustavo Klein
Onde: Roxy 5 – Av. Ana Costa, 443, Gonzaga
Quando: Domingo, 28 de fevereiro, 22h
Entrada: Um quilo de alimento não perecível, em prol da ACAUSA

*André Azenha

Agenda cultural: Confira o que rola neste feriado em Santos

Ganhador do Oscar de ‘Melhor Filme Estrangeiro’ em 2015, o drama polonês ‘Ida’ se passa no ano de 1962 e retrata a história de Anna, uma órfã criada por freiras e que está pronta para jurar seus votos e tornar-se uma delas.

Por insistência da Madre Superiora do convento, ela visita a tia, sua única parente viva, e descobre que seu nome real é Ida, que sua família era judia e que foi capturada e morta por nazistas. Após essas revelações, as duas resolvem partir para uma jornada de autoconhecimento.

O longa-metragem é dirigido Pawel Pawlikowski e traz no elenco atores como Agata Kulesza, Agata Trzebuchowska e Halina Skoczynska. Em cartaz até quarta-feira (14). Sessões às 16h, 18h30 e 21h. Cine Arte Posto 4. Orla do Gonzaga, próximo ao Canal 3. Ingressos: R$ 3,00. Classificação: 16 anos. Realização: Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

Cine ZN

Com os comediantes Fábio Porchat e Miá Mello como protagonistas, o longa-metragem brasileiro ‘Meu Passado Me Condena 2’ mostra a crise de um casal que enfrenta a rotina na vida conjugal. Após Fábio esquecer o aniversário de três de casamentos, Miá resolve pedir um tempo. Um funeral em Portugal surge como uma possível maneira de salvar o casamento.

Sábado (10) e domingo (11). Sessões às 15h e 17h. Cine ZN – Sala Toninho Dantas. Av. Afonso Schmidt, s/nº, Areia Branca, no 2º piso do Centro Cultural da Zona Noroeste (Bloco B). Gratuito. Não será permitida a entrada após 15 minutos do início de cada sessão. Classificação: 12 anos. Apoio: Vídeo Paradiso. Realização: Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

Cinemateca

Continua a ‘Retrospectiva Carlos Manga’, com sessões em homenagem ao diretor brasileiro falecido no último dia 17 de setembro, aos 87 anos. Dessa vez será exibido o filme ‘Nem Sansão Nem Dalila’, de 1954. A comédia, paródia do longa-metragem ‘Sansão e Dalila’ (1949), traz a história do barbeiro Horácio. Após um acidente, ele viaja no tempo e acaba no reino de Gaza, no século IV antes de Cristo.

Horácio conhece Sansão, um poderoso homem que detém todas as forças na peruca, e troca a fonte de poder do líder de Gaza por um isqueiro. Traz no elenco Oscarito, Fada Santoro, Cyll Farney e Eliana Macedo, entre outros. Sábado (10). 20h. Cinemateca de Santos. Rua Ministro Xavier Toledo, 42, Campo Grande. Gratuito. Classificação: 14 anos. Mais informações pelo telefone 3251-1613.

Lasar Segall

Vinte gravuras ilustram a ‘Mostra Lasar Segall – Navio de Imigrantes’. Elas foram especialmente reimpressas para a exposição itinerante que tem como tema a ‘emigração’. As viagens do artista modernista pelo mundo serviram como inspiração na produção das obras, que ficam expostas até o dia 8 de novembro.

Galeria de Arte Patrícia Galvão. Avenida Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias – 3º Piso. Terça a sexta-feira, das 10h às 20h. Sábados, das 13h às 18h. Entrada franca. Realização: Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

Pinacoteca

Comemorando os 162 anos do pintor, o local traz a exposição ‘Benedicto Calixto: O artista e o processo’. Em cartaz até o próximo dia 29. De terça a domingo, das 9h às 18h. Pinacoteca Benedicto Calixto. Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão. Gratuito.

Monumentos em miniaturas

Exaltar o valor histórico e a beleza dos monumentos da Cidade, este é o objetivo da exposição ‘Releitura do Patrimônio Cultural de Santos’, de Laércio Alves. Entre as peças expostas estão o ‘Monumento a Brás Cubas’, de Lorenzo Mazza; ‘Monumento 100 anos da Imigração Japonesa’, de Tomie Ohtake; ‘Pescador’, de Ricardo Cipicchia; ‘Surfista’, de Daniel Gonzalez; e a estátua em homenagem a Osmar Gonçalves.  Casa do Trem Bélico. Rua Tiro Onze, 11, Centro Histórico. De terça-feira a domingo, das 11h às 17h, até o próximo dia 18. Entrada franca.

Leia Santos

O ‘Leia Santos – Um incentivo à Leitura’ participa das atividades do evento ‘Gonzagalegria’. O projeto, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult), promove várias atividades literárias com o objetivo de estimular o gosto pela leitura. Entre as ações, destaque para os programas ‘Adote um Livro’ e ‘Adote um Gibi’, além de um espaço para a criação artística do público infantil. Sábado (10). 14h. Av. Ana Costa, sentido Centro-praia, entre as Praças da Bandeira e da Independência. Gratuito.

Chorinho no Aquário

Apresentação dos Meninos Chorões, da Escola de Choro ‘Luizinho 7 cordas’. Sábado (10). 18h. Praça Luiz La Scala, na Ponta da Praia. Gratuito. Realização: Secretaria Municipal de Cultura (Secult). Apoio cultural: Transbrasa e Fundação Marlim Azul (Fundamar). Em caso de chuva, o evento é cancelado.

Baile na Praia

A Jazz Big Band toca ritmos dançantes em mais uma edição do Baile na Praia. Domingo (11). 18h às 22h. Fonte do Sapo, na orla do Aparecida. Gratuito. Em caso de chuva, o evento é cancelado. Realização: Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

*Prefeitura de Santos

 

Cine Comunidade exibe comédia ‘Um Paraíso Havaiano’ na Kosei Home

O Cine Comunidade consiste na formação de público para produções audiovisuais, desenvolvimento de um olhar mais crítico por parte do espectador e a discussão sobre aspectos do cotidiano a partir dos filmes. O projeto realizado pela Secretaria Municipal de Cultura de Santos e com apoio da Vídeo Paradiso, e cujas sessões são seguidas de bate-papos, segue com sua programação.

Nesta semana, o projeto exibe quinta-feira, 18 de junho, 14h30, na Kosei Home (Av. Campos Salles, 60, Vila Nova), da Beneficência Nipo-Brasileira, a comédia japonesa “Um Paraíso Havaiano” (2006), indicada ao Oscar de filme em língua estrangeira e vencedora de mais de vinte prêmios internacionais. A exibição – em parceria com a Associação Japonesa de Santos – é aberta ao público e receberá também as pessoas atendidas pela instituição.

Sobre o filme

Direção: Lee Sang-il. O ano é 1965. O Japão começa a substituir o carvão pelo petróleo. As tradicionais cidades mineradoras começam seu declínio, mas em uma pequena cidade, os diretores de uma mineradora local têm a idéia de desenvolver o primeiro vilarejo havaiano do Japão. O único problema é que ninguém sabe dançar, muito menos o hula… Mas o ceticismo e o conservadorismo dos moradores locais vão sendo gradualmente vencidos assim que suas filhas se encantam por uma talentosa e determinada instrutora de dança vinda de Tóquio. Baseado em fatos reais.

*André Azenha

 

Palestra do Oscar com Waldemar Lopes chega ao 21º ano

Controverso, polêmico, divertido. O Oscar pode não ser a premiação mais justa do cinema. Mas com certeza é a principal. Aquela em que os holofotes do mundo se voltam para curtir desde as celebridades no tapete vermelho, até as homenagens e entregas da famosa estatueta.

 E o Cine Roxy repete a iniciativa dos três anos anteriores. Dentro da programação especial do Oscar, que inclui a exibição ao vivo do prêmio, dia 22 de fevereiro, este ano acontece a vigésima  primeira edição da tradicionalíssima “Palestra do Oscar com Waldemar Lopes”.

 O evento, beneficente, ocorrerá na quinta-feira, dia 19 de fevereiro, 20h30, no Cine Roxy 5 (o de rua), promovido pela Open House Idiomas, em parceria com o Roxy e apoio do site CineZen. A entrada é franca, mas pede-se a gentileza de um quilo de alimento não perecível em prol da ACAUSA e da Casa João Paulo II. A retirada de ingressos começará no dia anterior, na bilheteria do cinema. Cada pessoa poderá retirar um ingresso.

Como é costume, serão sorteados vários brindes, como vales para restaurantes, cafeterias, chocolates, ingressos de cinema, livros e DVDs, entre outros.

 Histórico

“A história da origem da palestra é bem interessante”, afirma Waldemar. “Em um dos cursos de inglês que ministro na Open House Idiomas, chamado ‘Brush up’, que criei para pessoas que quisessem aperfeiçoar o idioma e conhecer mais a cultura americana, eu falava sobre o cinema em Hollywood e filmes independentes”, explica. “Nessas aulas, o Oscar começou a se tornar um tema recorrente, por ser talvez o primeiro prêmio criado para destacar os melhores de um setor e se tornar um modelo e inspiração para demais premiações. Quando se fala de qualquer outro prêmio, como o Tony, por exemplo, é comum se referirem a ele como ‘o Oscar do teatro’”, detalhe o artista plástico. “A ideia de fazer a palestra surgiu na sala de aula. Decidi fazer o evento na própria sala de aula da Open House, em inglês, aberta também ao público interessado. Foi um sucesso! O vencedor daquele ano foi ‘Forrest Gump’, e Tom Hanks se tornou uma espécie de amuleto de sorte para mim”, ressalta.

 Até 1997 a palestra foi realizada na Open House Idiomas. No entanto, o evento ia crescendo e o problema de espaço se tornou o primeiro obstáculo. A parceria com a Livraria Martins Fontes foi providencial. “Recebi muito apoio da Solange e Aírton, entre 1999 e 2006, onde pude realizar a palestra na sede da Praça Independência”, lembra Waldemar.

 Com o fechamento daquela unidade, Waldemar recebeu um grande apoio da Associação dos Médicos de Santos (atual unidade da Associação Paulista de Medicina na cidade), onde o evento ocorreu três anos. “Um maior trabalho começou quando, atendendo a muitos pedidos, comecei a fazer uma sessão extra em português”, destaca. “Infelizmente, problemas de horário e gastos me obrigaram a fazer uma escolha, e a palestra em português prevaleceu”.

 Há quatro anos, o Cine Roxy convidou Waldemar para realizar a palestra no cinema. Nessas três edições, realizadas no Roxy 4 do Pátio Iporanga, a sala ficou completamente lotada. Agora, o evento passar a acontecer no Roxy 5, de rua. Waldemar também, nesse período, tem sido o Mestre de Cerimônias do Roxy, nas exibições ao vivo do Oscar.

 *André Azenha