Arquivo da tag: patrimônio cultural

Condepac não pretende judicializar preservação do patrimônio cultural de Cubatão

Por Gilson Miguel (Prefeitura de Cubatão)

A nova composição do Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Cubatão – Condepac assumiu o compromisso de não judicializar as questões que envolvam a preservação cultural da cidade. A mais recente reunião ordinária aconteceu nesta quinta-feira (7/fev) na presença do prefeito Ademário Oliveira. A mesa renovou a disposição de agir com muita responsabilidade para garantir desenvolvimento com oportunidades de trabalho e renda para a população.

Ao apresentar os novos conselheiros, o presidente Carlos Augusto Costa , o Buda, afirmou ao prefeito que a existência do Conselho não deve estar atrelado somente ao tombamento de bens materiais e imateriais e que essa gestão do Condepac vai trabalhar forte para preservar o patrimônio cultural, porém não para engessar a cidade, impedindo o desenvolvimento.

“Vamos implantar políticas públicas que conciliem preservação cultural com garantia de oportunidades de crescimento para nossa comunidade”, disse Buda. Explicou ainda que o Conselho está unido e que ao afirmar que não vai judicializar as questões, é porque pretende utilizar o Ministério Público como última e derradeira instância: “Nossa determinação é sempre de conversar com a secretária de Cultura, Vanessa Toledo, com todos no governo e com o próprio prefeito para que encontremos um consenso”.

Ao cumprimentar o presidente e os novos conselheiros, Ademário Oliveira reconheceu a experiência e qualidade técnica de cada um dos integrantes e, principalmente, a capacidade de manter o diálogo “sem perder a imparcialidade e a independência de ação”, segundo o prefeito. Mas, principalmente, Ademário reconheceu o espírito democrático do grupo e desejou a todos boa sorte e maior celeridade nos processos de preservação.

O vice-prefeito, Pedro Sá, que participou da reunião juntamente com o secretário de Comunicação, Fabiano Caldeira, insistiu para que o Conselho tenha a percepção da necessidade de investimentos na cidade com a criação de novos empregos. “Proponho que antes de pensar em tombamento, o Conselho pense em preservação. Mas, preservação com legislação específica e com meios seguros de manter preservado o nosso patrimônio histórico”.

Os novos conselheiros

Carlos Augusto Costa (Câmara Municipal), Welington Ribeiro Borges (Secretaria de Cultura), Amaury Barros de Souza e Gilberto Oliveira Serqueira (Secretaria de Obras), Sílvio Gomes (Secretaria de Planejamento), Ana Beatriz dos Santos (Secretaria de Assuntos Jurídicos), Patrícia Cristina dos Santos Barbosa (Secretaria do Meio Ambiente), e representantes da sociedade civil: Cláudia Dias de Castro (AEA), Fabiana Pereira dos Santos (OAB), José Carlos Rodrigues (ACIC), Leandro da Silva Alonso (Unisantos), Antônio de Pádua Maia Azevedo (ACCEC) e Leonardo Branco (IHGSV – Instituto Geográfico).

 

No Braz Cubas, 8º Facult é tema de tira-dúvidas nesta quinta

Por Lincoln Spada

Novos segmentos artísticos devem compor o Conselho de Cultura de Santos (Concult), no biênio 2019-2021. É que em janeiro, a atual gestão do órgão endossou indicações à Prefeitura para alterações das representatividades da sociedade civil já a partir do primeiro trimestre.

Assim, estão previstas as vagas exclusivas para Artes Urbanas (hip hop, artistas de rua, festas urbanas, etc.) e Cultura da Diversidade (expressões artísticas relacionadas a questões de diversidade sexual, identidade racial, etc.). As eleições dos representantes ocorrem na 10ª Conferência Municipal de Cultura, no dia 16/mar.

Os outros segmentos representados no Concult serão: Música; Audiovisual e Multimeios; Literatura; Teatro e Circo; Artes Visuais; Dança e Movimento; Patrimônio Cultural; Carnaval e Cultura Popular; Produção Cultural. Tanto o conselho quanto a 10ª Conferência pautam o ‘Painel: Facult + Políticas Culturais’.

O painel

A iniciativa realizada pelo Concult e pela Prefeitura via Secult também será um tira-dúvidas sobre o regulamento do 8º Concurso de Apoio a Projetos Culturais Independentes no Município de Santos, o Facult. O evento será nesta quinta-feira (dia 7), às 19 horas, no Teatro Braz Cubas (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Não há inscrições prévias para o painel com entrada franca.

Ampliando em 25%, 8º Facult recebe projetos culturais até abril

Prefeitura de Santos | Foto via Jamir Lopes 

Artistas e produtores culturais de Santos podem inscrever até o dia 30 de abril seus trabalhos no 8º Concurso de Apoio a Projetos Culturais Independentes no Município de Santos, que teve seu regulamento publicado pelo Decreto nº 8.313/2019 (Acesse aqui). O concurso selecionará via comissão julgadora 30 projetos contemplados cada um em R$ 15 mil.

O investimento é 25% maior ao dos últimos três editais lançados, cujos repasses foram de R$ 12 mil. O valor também corresponde a metade a mais do que a quantia repassada aos selecionados do primeiro concurso, em 2011. À época, os contemplados ganhavam R$ 10 mil. Assim, pela primeira vez o concurso supera o reajuste inflacionário do período (48,3%).

Outra novidade nesta edição de acesso ao Fundo Municipal de Assistência à Cultura (Facult), é que o projeto pode ter uma de suas duas vias (antes eram ambas em papel) encaminhada ao e-mail facultsantos@gmail.com. Mas ainda é necessário enviar uma cópia física, a ser entregue por via postal ou pessoalmente na Secretaria de Cultura. O endereço é: Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, piso térreo, Vila Mathias, CEP 11075-907. Inscrições ocorrem nos dias úteis, das 9h às 12h e das 14h às 17h.

Podem participar do 8º Facult projetos nos segmentos artísticos de artes gráficas, integradas, plásticas, visuaus, de rua, artesanato, audiovisual, cultura popular, circo, dança, literatura, música, patrimônio e infraestrutura cultural, entre outros aprovados pelo Conselho de Cultura.

Ao longo de suas edições, o concurso já beneficiou 180 trabalhos, cuja contrapartida consiste em apresentações públicas, gratuitas, em três locais da Cidade: uma na região da Zona Noroeste; uma na região dos Morros ou na Área Continental; e uma na região da Zona Leste (Centro, Orla ou Área Intermediária) de Santos. No caso da obra não ser itinerante, deverá ser apresentada em local público e gratuito, em espaço a ser definido e contratado pelo artista ou em parceria com a Secult.

Caixa Cultural lança editais de ocupação artística e patrimônios

A Caixa Cultural abriu editais para projetos de festivais, ocupação de espaços, patrimônio e a bienal para novos artistas. As inscrições para todos os editais terminam dia 31 de julho de 2016. Confira alguns editais abaixo:

Programa de ocupação dos espaços da Caixa Cultural

Trata-se de seleção pública anual de projetos culturais nas áreas de artes visuais (fotografia, escultura, pintura, gravura, grafite, desenho, objeto, instalação, videoinstalação, intervenção e novas tecnologias), teatro, dança, música, mostra de cinema, palestras, encontros, cursos, oficinas e lançamento de livros, para composição da pauta das unidades da CAIXA Cultural em Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Vários projetos são integrados ao circuito de itinerância pelos espaços da CAIXA Cultural, proporcionando expressivo aumento do número de eventos inicialmente selecionados, o que possibilita a difusão da arte pelo território nacional e seu acesso a um maior número de cidadãos. Clique aqui no edital.

Programa de apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro 

O programa tem por objeto a seleção de projetos de entidades museais que visem assegurar a democratização do acesso e a preservação do patrimônio cultural brasileiro.

O processo de seleção é bienal e contempla projetos de funcionamento de instituições museológicas, tais como programas pedagógicos (ações de arte-educação, oficinas, palestras, cursos, visitas mediadas), programação de mostras de seu acervo permanente e mostras temporárias, dentre outros. Clique aqui no edital.

*Programas culturais da Caixa