Arquivo da tag: percutindo mundos

Semana da Cultura Caiçara de Santos inicia dia 16; confira a programação

Por Secult Santos

A 6ª Semana da Cultura Caiçara de Santos será aberta na sexta-feira (15/mar), às 19h30, na Pinacoteca Benedito Calixto (Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão), com apresentação do Coletivo Percutindo Mundos, Coletivo Caiçara e os
músicos Danilo Nunes, Pablo Mendoza, William Silva.

De fundamental importância para a formação da identidade nacional, o caiçara representa a gênese e o desenvolvimento de uma cultura que nasce no litoral, nos primeiros anos da colonização, por meio da miscigenação entre o indígena, o europeu e o africano, e depois expande-se pelo território brasileiro através dos bandeirantes, tropeiros e pelos diversos ciclos econômicos pelos quais o País passou.

A programação do evento, que este ano também será promovida em Guarujá e São Vicente, prevê muitas atividades com música, dança, teatro, literatura, contação de histórias, artes visuais, cinema, debates, oficinas, esportes, ecologia e turismo de base comunitária.

Esta edição marca o último ano em que as comemorações serão em março. A partir de 2020, a semana será celebrada em maio, depois da Quaresma. Inserido no Calendário da Cidade pela Lei 2920/13, o evento também faz parte das comemorações oficiais de outras cidades: Guarujá, São Vicente, São Sebastião, Cananeia, Ubatuba e Paraty. A semana é realizada pelos coletivos Imaginário Coletivo, Percutindo Mundos e Coletivo Caiçara, com apoio da Secult.

> 15/mar | Pinacoteca | 19h30 | Abertura oficial, com artistas, pesquisadores e autoridades da Região. Apresentação do Coletivo Caiçara e Percutindo Mundos, com os músicos Danilo Nunes, Pablo Mendoza, William Silva;
> 16/mar | Ponte Edgard Perdigão (Av. Bartolomeu de Gusmão, s/nº, Ponta da Praia) | 10h | Passeio e oficina fotográfica com trilhas e comunidades caiçaras, com Anak Albuquerque;
> 16/mar | Estação da Cidadania (Av. Ana Costa, 340) | 18h – Feira Imaginária – Feira de livros de editoras independentes da Região e bate-papo com autores, como Madô Martins e Regina Alonso; 18h30, Apresentação de ‘Lendas Caiçaras’, com André Barros e Marina Machado; 19h, Sarau caiçara; 20h, Pindorama – Encontro de rap caiçara; 21h, Bailão do Santo – Músicas dançantes de autores da Região nos ritmos de samba rock, reggae, maracatu, soul, fandango, samba e pop.
> 17/mar | Centro de Visitantes do Parque Estadual Xixová-Japuí | 9h, Mar Caiçara – passeio pela trilha do parque até a Praia de Itaquitanduva, com Danilo Alves; 9h30, café comunitário; 11h, oficina sohre história e prática do surf; 12h, ação ambiental de coleta de resíduos sólidos e plantio de sementes nativas.
> 19/mar | Associação Cultural José Martí (R. Joaquim Távora, 217) | 19h, Cine Caiçara, com exibição de ‘História Oral da Gente de Santos’ e ‘Hans Staden’, seguido de bate-papo com o crítico Flávio Viegas Amoreira e o cineasta Dino Menezes;
> 20/mar | Lagoa da Saudade (Morro da Nova Cintra) | 14h, Batalha do Conhecimento, leitura e interpretação poética com Syro Damassaclan;
> 21/mar | Caruara | 10h, Batalha do Conhecimento; 14h, Leia Santos, com doação de livros e revistas;
> 22/mar | Universidade Católica de Santos (Av. Cons. Nébias, 300) | 19h30, Cátedra Gilberto Mendes com o bate-papo ‘O Brasil Caiçara’; 20h30, performance artística.

 

Márcio Barreto lança sua nova obra durante Sarau Caiçara nesta sexta

Por Márcio Barreto

O livro ‘A Desmemória e seus outros nomes’ será lançado durante nova edição do Sarau Caiçara nesta sexta-feira (15/fev), das 19h às 22h, na Estação da Cidadania (Av. Ana Costa, 340/Santos). A publicação de Márcio Barreto (Ed. Imaginário Coletivo) tem o valor de R$ 40.

O lançamento contará com a Feira Imaginária (feira de livros) e participação do aniversariante Flávio Viegas Amoreira, do grupo Percutindo Mundos, além de: Mc Dany, Douglas Drez, Nytria, Orpheu, Martin. Entre escritores, Madô Martins e Regina Alonso têm presenças confirmadas. No dia, haverá homenagem póstuma à jornalista Helle Alves com mostra fotográfica de Myriam D’Almeida.

Em ‘A Desmemória e seus outros nomes’, o autor reúne os seus quatro últimos livros ‘O novo em Folha’, ‘Nietszhe: ou do que é feito o arco do violino’, ‘Mundocorpo’ e ‘Macunaímabladerunner’, poemas inéditos e entrevistas que marcaram sua produção literária de 2010 a 2018.

Com prefácio de Ademir Demarchi, Flávio Viegas Amoreira, Manoel Herzog, Laercio Silva, Madô Martins, Maria José Goldschmidt, Oscar Dambrosio e Carlos Pessoa Rosa, o livro é um monumento móbile às memórias e desmemórias que nos formam.

Nascido em Santos, Barreto é pesquisador da cultura caiçara e utiliza diversas linguagens para expressar suas questões como a literatura, edição de livros, música, cinema, dança, arte-educação, educação social. Já publicou sete livros entre eles ‘Ácidos Trópicos’, ‘Wisnikianas’ e ‘Mar Selvagem’, este como organizador.

Atualmente, trabalha na edição de seu romance ‘Totem’. É também compositor e líder do coletivo Percutindo Mundos que criou profundos laços com a música de Gilberto Mendes, ao qual é dedicado o livro, tendo encerrado o último Festival Música Nova, na USP em Ribeirão Preto.

Festa Caiçara #É Góis! será neste domingo

Por Márcio Barreto
.
Celebrando a antiga prática do mutirão, A Futuráfrica Afrobraziliangrooves e o Percutindo Mundos convidam para a Festa Caiçara #ÉGóis! Com música, dança, intervenções, boi bumbá, Sarau Caiçara e Mostra Marginal de Cinema a festa propõe o encontro de pessoas e ideias em contato com a Mata Atlântica, com o mar, com a terra, com a ancestralidade e a contemporaneidade.
.
A dez minutos de Santos, a Praia do Góes, no Guarujá, é um desses lugares que formam o imaginário coletivo sobre a cultura caiçara. A atual ocupação remonta ao início do século XX e traz consigo a cultura trazida pelos caiçaras vindos principalmente do litoral norte paulista. Devido sua localização que dá abrigo contra os ventos e a fúria do mar, desde o século XVI a praia passou por diversas ocupações humanas. Atualmente seus moradores vivem principalmente do turismo.
.
Atividades
.
>> 9h – Saída Ponte Edgard Perdigão (Ponta da Praia, Santos)
>> 10h – Chegada no Sítio Caiçara
>> 11h – Mutirão
>> 15h – Almoço Colaborativo
>> 16h – Semeadura
>> 17h – Festa #ÉGóis! – Com Rádio Futuráfrica, Percutindo Mundos, Sarau Caiçara, Mostra Marginal de Cinema Santista e convidados

Confira a programação da 1ª Semana da Cultura Caiçara de São Vicente

Por Márcio Barreto

A 1ª Semana da Cultura Caiçara de São Vicente, amparada pela Lei Municipal n° 3312/2015, e pela Lei Estadual n° 16.290/2016, promove programação em torno da cultura caiçara. Desde suas origens e tradições às experimentações da arte contemporânea, artistas e pesquisadores da região expõem seus trabalhos através da música, literatura, cinema, dança, contação de histórias e teatro.

Em sua primeira edição, a Semana homenageará o músico, compositor e escritor vicentino José Miguel Wisnik e as famílias caiçaras representadas por Antonio Lancha e Dona Nenê (Maria Aparecida Nobre), presidente da Colônia de Pescadores Z-4 e bisneta de Firmino Gonçalves do Santos – mais antigo pescador registrado de São Vicente (1912).

José Miguel Soares Wisnik nasceu em 27 de outubro de 1948. Estudou piano clássico e estreou aos 17 anos como solista na Orquestra Municipal de São Paulo. Ingressou no curso de Letras na USP, onde, depois, concluiu o doutorado em Teoria Literária e Literatura Comparada. Como músico e compositor tem quatro discos gravados e parcerias que vão desde Caetano Veloso e Arthur Nestrowsk, à Elza Soares e Tom Zé.

Compôs para cinema (‘Terra Estrangeira’), teatro (Teatro Oficina) e dança (Grupo Corpo). Escreveu diversos ensaios sobre música e literatura, cuja obra máxima é Veneno Remédio. Ganhou o Prêmio Jabuti de Literatura em 1978. Apresenta-se no Brasil e no exterior regularmente, onde sempre fala de sua cidade natal: São Vicente.

A 1ª Semana da Cultura Caiçara de São Vicente é uma realização do Coletivo Caiçara, Imaginário Coletivo de Arte, Prefeitura de São Vicente, Secult, IHGSV, Academia Vicentina de Letras, Artes e Ofícios e Conselho Municipal de Políticas Culturais. Curadoria de Márcio Barreto. Produção e organização de Márcio Barreto, Gigi Fernandes e Rogerio Baraquet.

Confira a programação:
>> 14/mai | 17h | Instituto Histórico e Geográfico de SV (R. Frei Gaspar, 280) | Abertura oficial com homenagem a José Miguel Wisnik e às familias de pescadores tradicionais;
>> 14/mai | 17h30 | IHGSV | Abertura da exposição fotográfica ‘Café com Peixe’, de Christina Amorim, visitação até dia 20;
>> 14/mai | 18h | IHGSV | Lançamento do livro ‘Mar Selvagem – Vicente de Carvalho Revisitado’;
>> 14/mai | 19h | IHGSV | Sarau Caiçara, com Flávio Viegas Amoreira, Marcelo Ignacio, Marcelo Ariel, Maria José Goldschimidt, Madô Matins, a intérprete-criadora Célia Faustino, os fotógrafos Anak Albuquerque, Gilberto Grecco, os músicos Laert Sarrumor, Anderson Vilaverde, Rogerio Baraquet, Danilo Nunes, as atrizes Gigi Fernandes e Claudynha Torres, os artistas visuais Gil de Brito, Anna Fecker e a participação especial dos escritores Academia Vicentina de Letras, Artes e Ofícios.
>> 17/mai | 9h e 10h | E.E. Esmeraldo Tarquínio | Ciranda ‘Caiçara’, com músicas de Rogério Baraquet, contação de histórias com Gigi Fernandes e oficinas de cultura caiçara;
>> 17/mai | 14h | E.M.E.F. Francisco Martins | Ciranda ‘Caiçara’, com músicas de Rogério Baraquet, contação de histórias com Gigi Fernandes e oficinas de cultura caiçara.
>> 19/mai | 14h | IHGSV | Feira de Artesanato;
>> 19/mai | 19h | IHGSV | CineCaiçarama, com exibição de ‘Expedição Caiçara – Praia de Castelhanos/SP’, de Danilo Tavares, e ‘Mar Selvagem’, de Márcio Barreto;
>> 19/mai | 21h | IHGSV | Cozinha Caiçara, com organização da Confraria Guaiaó e chef Fabio Perassoli, a adesão no valor de R$ 50;
>> 20/mai | 10h às 14h | Praça Principal do Samaritá | ‘Subprefeitura em Ação – Ocupação Caiçara’, ação social com prestações de serviços e apresentações artísticas;
>> 20/mai | 10h | Praça Tom Jobim | Visita à Aldeia Guarani Mbyá;
>> 20/mai | 16h | Da Ilha Porchat à Praia do Gonzaguinha | Remada Caiçara;
>> 20/mai | 16h | Praia do Gonzaguinha | Batalha da Conselheiro, com apresentação de JR e Ofstreet;
>> 20/mai | 17h | Praia do Gonzaguinha | Art Radical Hip Hop Caiçara, com Carlos Tatu;
>> 20/mai | 18h | Praia do Gonzaguinha | Show de Brunão Mente Sagaz;
>> 20/mai | 19h | Praia do Gonzaguinha | Show ‘Pindorama’, com Percutindo Mundos, Danilo Nunes, Anderson Vilaverde, Célia Demézio e convidados.

 

Língua de Trapo e Percutindo Mundos se apresentam no Torto MPBar

Por Marcia Oliveira e Márcio Barreto

Nesta quarta-feira (dia 12), a partir das 20h, a banda Língua de Trapo se apresenta no Torto MPBar (Av. Siqueira Campos, 800/Santos). Com 36 anos de estrada, o conjunto lançou recentemente ‘O Último CD da Terra’, pelo selo Genesis, indicado ao Grammy Latino como melhor álbum do ano. O show de abertura será do grupo Percutindo Mundos. Os ingressos são a R$ 20.

No repertório, petardos como “Os Infernautas” (de Carlos Melo e Laert Sarrumor), um fado que vira “rap” e satiriza a dependência das pessoas à informática e aos celulares; “Rick Wakeman nunca mais” (de Carlos Melo e Laert Sarrumor), uma “bossa nova progressiva”; e “hits obrigatórios” como “Concheta”, “Xingu Disco”, “Quem ama não mata” e “Os Metaleiros Também Amam” – com a qual o grupo ficou entre os 12 finalistas do “Festival dos Festivais”, da Rede Globo, em 1985.

Formação da banda: Laert Sarrumor (voz); Sérgio Gama (voz, violão, guitarra e bandolim); Marcelo Castilha (acordeon e teclado); Zé Miletto (teclados); Valmir Valentim (bateria); Cacá Lima (baixo e vocal); Marcos Artur (percussão).

 

Percutindo Mundos lança CD em show gratuito no Sesc Santos

Por Márcio Barreto | Fotos de Christina Amorim

No próximo dia 8 (sábado), às 20 horas, o Sesc Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136) recebe o lançamento do CD ‘O Cinema Invisível’, do coletivo Percutindo Mundos. A apresentação homenageará o compositor Gilberto Mendes (1922-2016), patrono da Cultura Contemporânea Caiçara, que no próximo dia 13, completaria 94 anos de uma vida plena, marcada pela criatividade, o carisma e a genialidade. O show tem entrada franca.

0‘O Cinema Invisível’ é o primeiro CD do coletivo Percutindo Mundos, fruto de pesquisa e produção artísticas pioneiras referendadas por pesquisadores como Gilberto Mendes, Livio Tragtenberg e Laert Sarrumor. Traça um panorama da arte contemporânea caiçara – um processo de ressignificação das identidades culturais indígena, europeia e africana, misturando a música às outras linguagens.

Com o Coletivo Percutindo Mundos, Márcio Barreto, Célia Faustino, Fernando Ramos, Erik Morais, Anak Albuquerque, Bruno Davoglio, Jota Amaral. Participações especiais de Laert Sarrumor, da banda Língua de Trapo (concorrente ao Grammy 2016 em três categorias), o decompositor Livio Tragtenberg, o compositor e organizador do Festival Música Nova Rubens Ricciardi, o pianista Antonio Eduardo Santos, a cantora lírica Daniela Amaral, o escritor Flávio Viegas Amoreira, o ator Plinio Augusto, a atriz Juliana Bordallo e a pesquisadora Heloísa A. Duarte Valente.

 

25º Sarau Caiçara acontece na Praia do Góes

Artistas e pesquisadores de diversas linguagens se encontram na Associação Canoa Caiçara, capitaneada por José Paulo, na Praia do Góes, Guarujá – SP, para o lançamento do Projeto Guapuruvu 2037, liderado por Eduardo Tambor, que contará com mutirão para semeadura de Guapuruvus, almoço coletivo e Sarau Caiçara para celebrar e debater a cultura caiçara através da música, teatro, dança e literatura. O 25º Sarau Caiçara será neste dia 29/mai, às 9h, na Praia do Góes (Rancho Associação Canoa Caiçara).

O Sarau terá a participação de artistas e coletivos da região e de São Paulo com o objetivo de discutir, através da arte, a identidade cultural caiçara, seu passado e contemporaneidade. Com o coletivo Percutindo Mundos, Célia Faustino, Natalia Brescancini, Erik Morais, Fernando Ramos, Jorge Henrique, Eduardo Tambor, Marcelo Ignacio, Flávio Viegas Amoreira, Paulo Cesar Luz, Rafael Palmieri, Marco Aqueiva, Zezé Goldschmidt, Lucas Rodrigues, Luciana Meneses, Setor Central, Coletivo Cecom Caruara / Monte Cabrão.

O Sarau faz parte da Semana da Cultura Caiçara e do Mapa Literário de São Paulo e da Semana da Cultura Caiçara, com organização e apresentação de Márcio Barreto. O Sarau Caiçara é uma realização do Coletivo Percutindo Mundos, Imaginário Coletivo de Arte, Instituto Ocanoa, Projeto Canoa, Edições Caiçaras.

*Márcio Barreto