Arquivo da tag: posto 4

Filme de terror nacional ganha projeção no Cine Arte Posto 4

Prefeitura de Santos

Dirigido por Juliana Rojas e Marco Dutra, ‘As Boas Maneiras’ é um filme diferente sobre lobisomens. Com classificação indicativa de 18 anos, a obra mistura alucinação com conto de fadas. A história gira em torno de duas mulheres. Enfermeira vinda da periferia, Clara (Isabél Zuaa) é contratada pela misteriosa e rica Ana (Marjorie Estiano) como babá do filho que ela ainda espera.

Não demora muito para perceber que algo não vai bem com o bebê, muito menos com a mãe, que começa a apresentar comportamentos cada vez mais estranhos e sinistros hábitos noturnos que afetam diretamente a enfermeira. O filme também aborda questões sociais e de sexualidade.

Aclamado pela crítica, o longa-metragem conquistou o prêmio especial do Festival de Locarno e as categorias de Melhor Filme, Fotografia e Atriz-Coadjuvante para Marjorie Estiano, no Festival do Rio, além do prêmio Felix, dedicado a produções com temática LGBTQ. O filme segue em até 6/fev, em sessões às 16h, 18h30 e 21h, no Cine Arte Posto 4 (Orla do Gonzaga, próximo ao canal 3). Ingressos de R$ 1,50 a R$ 3.

 

Último suspense de Lars Von Trier entra em cartaz no Cine Arte Posto 4

Prefeitura de Santos

Cheio de polêmicas, o suspense ‘A Casa que Jack Construiu’ entra em cartaz no Cine Arte Posto 4 – Sala Rubens Ewald Filho (orla do Gonzaga, próximo ao Canal 3) nesta quinta-feira (17/jan). Protagonizado por Matt Dillon e dirigido por Lars Von Trier, o longa-metragem retrata um assassino em série que encara suas mortes com obras de arte. O filme fica em cartaz até o dia 23, com sessões às 16h, 18h30 e 21h. As entradas custam R$ 1,50 (meia) e R$ 3,00 (inteira). Classificação: 18 anos.

Na trama, durante um encontro fortuito na estrada, o arquiteto Jack (Dillon) mata uma mulher. O evento provoca um prazer inesperado no personagem, que passa a assassinar dezenas de pessoas ao longo de doze anos. Devido ao descaso das autoridades e à indiferença dos habitantes locais, o criminoso não encontra dificuldade em planejar seus crimes, executá-los ao olhar de todos e guardar os cadáveres num frigorífico. Tempos mais tarde ele compartilha os seus casos mais marcantes com o sábio Virgílio (Bruno Ganz) numa jornada rumo ao inferno.

 

Vida e obra de Henfil é tema de cinedebate nesta terça

Por Secult Santos

Nesta terça-feira (18/dez), às 21h, o Cine Arte Posto 4 (orla do Gonzaga/Santos) recebe a sessão especial do documentário ‘Henfil’, que retrata a vida de um dos mais importantes cartunistas brasileiros. A projeção terá a presença da diretora Angela Zoé, que participará de bate-papo mediado pelo jornalista e crítico de cinema André Azenha. Ingressos de R$ 1,50 a R$ 3.

Com depoimentos de cartunistas como Ziraldo, Jaguar, Sérgio Cabral e Tárik de Souza, além de animações realizadas com os desenhos de Henfil, o filme traz também imagens inéditas do artista e de sua família, incluindo seu irmão, o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho. Criador de personagens como Ubaldo, Graúna, Cangaceiro Zeferino e os Fradins, Henfil de Souza Filho é considerado um dos maiores cartunistas do Brasil.

Criado na periferia de Belo Horizonte, Henfil chegou a cursar Sociologia (UFMG), mas logo abandonou. Foi embalador de queijos, contínuo em uma agência de publicidade e jornalista, até se especializar nos anos 60 em ilustração e produção de HQs. Teve seu trabalho publicado por veículos como Pasquim, Realidade, Placar e O Cruzeiro.

O cartunista também atuou com cinema, teatro, TV e literatura, e recebeu os prêmios Cid Rebelo Horta (melhor cartunista, em 1965) e Vladimir Herzog (Artes, em 1981). Destacou-se também pela atuação em movimentos contra a ditadura militar. Hemofílico, após uma transfusão de sangue, contraiu o vírus HIV e faleceu em 1988.

Cine Posto 4, MISS e Cinemateca têm programação neste fim de semana

Por Secult Santos

‘Na Vertical’ é atração no Cine Arte

Com direção do cineasta francês Alain Guiraudie, o filme ‘Na Vertical’ se passa no sul da França e acompanha o cineasta Leo. Durante um passeio de observação de lobos ele é seduzido por Marie, uma pastora de espírito livre e dinâmico. Nove meses mais tarde, o casal tem um menino. Sofrendo de depressão pós-parto e sem acreditar mais em Leo, que aparece e desaparece sem aviso, Marie o rapaz com o filho.

Leo agora está sozinho com um bebê para cuidar. Por meio de uma série de encontros inesperados, ele luta para encontrar inspiração para seu próximo filme. O drama tem atuações Damien Bonnard, India Hair e Christian Bouillette. Cine Arte Posto 4. Em cartaz de quinta-feira (19) até o próximo dia 25. Sessões às 16h, 18h30 e 21h. Ingressos custam R$ 3,00 e R$ 1,50 (meia). Classificação: 18 anos.

Cine BV homenageia Julie Andrews

Seguindo com o ciclo Grandes Estrelas nos Musicais, que nos meses de outubro de novembro homenageia a atriz Julie Andrews, o projeto do coral cênico Broadway Voices e do Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss) exibe o filme ‘A Noviça Rebelde’. Além de Julie, o elenco traz Christopher Plummer e Richard Haydn.

A trama do musical se passa na Áustria de 1930, quando o nazismo estava prestes a se instaurar no país. Nesse contexto, uma noviça que vive em um convento, mas que não consegue seguir as rígidas normas de conduta das religiosas, vai trabalhar como governanta na casa do capitão Von Trapp, que tem sete filhos.

Viúvo, ele os educa como se fizessem parte de um regimento. A chegada da moça modifica drasticamente o padrão da família, trazendo alegria novamente ao lar. Após a exibição, Fernando Pompeu, diretor-geral do Broadway Voices, bate papo com o público. Sexta-feira (20). 15h30. Miss (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

Virada Cinematográfica chega à Cinemateca

Integrando a programação do 2º Santos Film Fest, a Cinemateca de Santos realiza Virada Cinematográfica, uma maratona de exibições com os filmes ‘Nosferatu’, de Friedrich W. Murnau, que conta a história de Hutter (Gustav von Wangenheim), um agente imobiliário que viaja até os Montes Cárpatos para vender o castelo do excêntrico conde Graf Orlock (Max Schreck), um milenar vampiro que busca poder.

Logo após ocorre a sessão de ‘A Múmia’, de Karl Freund, produção que se passa em 1921, ano em que uma equipe de arqueólogos liderada por Sir Joseph Whemple (Arthur Byron) descobre a múmia do príncipe Imhotep (Boris Karloff), que vivera há 3.700 anos e que, por ter cometido um sacrilégio, fora enterrado vivo. Também são encontrados manuscritos que têm o poder de fazer os mortos ressuscitarem.

Uma noite um dos membros da expedição lê os papeis e traz o príncipe de volta à vida. Para encerrar ainda haverá a projeção de um filme bônus e café da manhã para os maratonistas cinematográficos. Sábado (21). A partir das 23h30. Cinemateca de Santos (R. Xavier de Toledo, 42, Campo Grande). Gratuito.

‘Nome Provisório’ será apresentado no Miss

Produzido com verba do 5º Concurso de Apoio a Projetos Culturais Independentes de Santos,o curta de ficção ‘Nome Provisório’ aborda questões de gênero, as relações sociais e expectativas familiares. A produção, toda realizada em Santos, teve envolvimento de cerca de 30 profissionais, além de apoiadores como Unimonte, Madalena Brigadeiros e Black Jaw. Dia 23. 14h. Miss (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias).

Cine Pagu exibe ‘Saneamento Básico’

O projeto de cineclubismo desenvolvido pelos críticos de cinema Marcelo Pestana e Carlos Cirne exibe o filme ‘Saneamento Básico’, de Jorge Furtado. A comédia se passa na comunidade da Linha Cristal, na Serra Gaúcha, cujos membros decidem tomar providências sobre a construção de uma fossa para o tratamento do esgoto. Após ouvir a reivindicação, a secretária da prefeitura reconhece a legitimidade da solicitação, mas afirma que não dispõe de verbas para obras de saneamento básico até o final do ano.

No entanto, a prefeitura tem quase dez mil em verbas para a produção de um vídeo. A verba veio do Governo Federal e, se não for gasta, terá que ser devolvida. A comunidade decide então fazer um vídeo sobre a obra. Mas deve ser uma obra de ficção. Dia 24. 18h30. Museu da Imagem e do Som de Santos (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

Cine BV realiza sessão com ‘Newsies’

A sessão exibe a produção ‘Newsies’. Dirigido por Kenny Ortega, o musical da Disney é baseado em uma greve dos chamados newsies, meninos que vendiam os jornais. Em 1899, em Nova York, eles fizeram uma paralisação, pois o preço dos jornais havia aumentado. A mobilização durou duas semanas. Dia 25. 19h. Museu da Imagem e do Som de Santos (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

 

Cine Arte e MISS têm agenda especial nesta semana

Por Secult Santos

‘O Filme da Minha Vida’ fica em cartaz no Cine Arte
Adaptação do livro ‘Um Pai de Cinema’, de Antonio Skarméta, ‘O Filme da Minha Vida’ tem direção de Selton Mello. Conta a história do jovem Tony Terranova (Johnny Massaro), que retorna a Remanso, no Rio Grande do Sul, sua cidade natal, após terminar a faculdade. Ao chegar, ele descobre que Nicolas, seu pai, voltou para a França alegando sentir saudade dos amigos e de seu país de origem. Tony se torna professor de francês num colégio da cidade e convive com os conflitos dos alunos no início da adolescência.

Apaixonado por livros e por filmes, faz do amor, da poesia e do cinema suas grandes razões de viver. Até que a verdade sobre seu pai começa a vir à tona e o obriga a tomar as rédeas de sua vida. O elenco traz Vincent Cassel, Johnny Massaro, Ondina Clais, Bruna Linzmeyer, Selton Mello e Bia Arantes. Cine Arte Posto 4 – Sala Rubens Ewald Filho. Posto 4, na orla do Gonzaga. Em cartaz de quinta-feira (12) até o dia 18. Sessões às 16h, 18h30 e 21h. Ingressos custam R$ 3,00 e R$ 1,50.

Cine Pagu exibe ‘Meu Nome Não é Johnny’
Projeto de cineclubismo desenvolvido pelos críticos de cinema Marcelo Pestana e Carlos Cirne, o Cine Pagu realiza sessão do filme ‘Meu Nome Não É Johnny’. Baseado em uma história real, o drama traz a história de João Guilherme Estrella, um típico jovem da classe média que viveu intensamente sua juventude. Inteligente e simpático, ele era adorado pelos pais e popular entre os amigos. Com espírito aventureiro e boêmio, no início dos anos 1990, se tornou o rei do tráfico de drogas da Zona Sul do Rio de Janeiro.

O longa-metragem tem atuações de Selton Mello, Giulio Lopes, Júlia Lemmertz, Cléo Pires, Ângelo Paes Leme, Babu Santana, André de Biase e Cássia Kis Magro, entre outros. Após a exibição ocorre bate-papo sobre a produção. Dia 17. 18h30. Miss. Piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Gratuito.

Cine BV apresenta ‘Cinderella’
Parceria entre o Coral Cênico Broadway Voices e o Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss), o Cine BV exibe a produção ‘Cinderella’. Após a exibição, o público bate-papo com o maestro e diretor do Broadway Voices, Fernando Pompeu. Última versão do clássico musical de Rodgers and Hammerstein, a montagem tem elenco repleto de estrelas da Broadway como Brandy Norwood, Bernadette Peters e Veanne Cox. A direção é assinada por Robert Iscove. Dia 18. 19h. Miss. Piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Gratuito.

 

Mostra Cine Debate #DOC será realizada no Cine Arte Posto 4

Por Dino Menezes

Com o intuito de questionar e debater os problemas da sociedade por meio do cinema, a primeira edição do ‘#Doc’ traz a exibição das produções ‘Noisdarua’ e ‘Luz, Câmera, Inclusão – Um filme sobre a Luta Antimanicomial’. Logo após a sessão haverá debate com Rafael Moreira, doutor e mestre em ciência politica pela USP; Leonel Lobo, assistente social; e com o cineasta Dino Menezes. A sessão gratuita será nesta quarta-feira (dia 2), às 21h, no Cine Arte Posto 4 – Sala Rubens Ewald Filho (Orla do Gonzaga).

>> “NOISDARUA”
O filme é uma homenagem aos 80 anos do dramaturgo santista Plínio Marcos. Foi produzido a partir de uma passeata de moradores de rua. Um mergulho no mundo dos excluídos, invisíveis a uma sociedade cega e a um sistema excludente. Produção Dino Filmes. Cor /10m26s / Doc / Santos SP

>> “Luz, Câmera, Inclusão, Um filme sobre a Luta Antimanicomial.”
A obra faz uma viagem de volta à década de 1980 para contar a história da Casa de Saúde Anchieta, em Santos, que naquela época ficou conhecida como Casa dos Horrores. O lugar era um retrato do abandono e descaso dos manicômios espalhados pelo Brasil, sempre marcados pela superlotação, falta de profissionais, maus-tratos. Cor / 30m / Doc / Santos SP

 

Cine Arte Posto 4 exibe drama francês ‘Meu Rei’

Por Secult Santos

Em cartaz a partir desta quinta-feira (2), no Cine Arte Posto 4 (orla do Gonzaga, próximo ao Canal 3), o drama ‘Meu Rei’ expõe os turbulentos dez anos de relacionamento de um casal, marcados por dependência afetiva, mentiras e separações.

Dirigido pela atriz francesa Maïwenn, o longa-metragem, premiado em Cannes, faz um recorte na história de Marie Antoinette Jézéquel, a Tony, que após uma grave queda de esqui, vai para um centro de reabilitação. A rotina de exercícios a faz relembrar o relacionamento com Georgio, homem com quem foi casada e teve um filho.

O elenco traz Emmanuelle Bercot, Vincent Cassel, Louis Garrel e Isild Le Besco, entre outros. Os ingressos custam R$ 3,00 e R$ 1,50 (meia-entrada). Sessões ocorrem às 16h, 18h30 e 21h. Mais informações pelo tel. 3288-4009. A classificação é 14 anos.