Arquivo da tag: praça dos emancipadores

Centenas de alunos de Cubatão participam da Semana Mundial do Brincar

Por Lincoln Spada

Com o tema ‘O brincar que encanta o tempo’, a Semana Mundial do Brincar (SMB) será celebrada pela Prefeitura de Cubatão com ampla programação na rede municipal de ensino entre os dias 22 e 26 de maio. Idealizada pela Aliança pela Infância, a SMB é realizada pela Secretaria da Educação em parceria das secretarias de Cultura e de Esporte e Lazer.

Já na segunda-feira, às 9 e às 14 horas, a professora de música Sonia Onuki realizará a atividade ‘Brincando e Cantando’ para os alunos da UME Sofia Zarzur (Vila Fabril). Trata-se de uma vivência de musicalização para bebês e crianças, em que serão aplicadas ações lúdicas, como cantigas folclóricas e músicas-brinquedos – em que as canções levam a atividades de expressão corporal.

No Vão Cultural do Parque Novo Anilinas, também às 9 e 14 horas, é a vez do clown Marcus Di Bello encenar ‘Cuscuz com Maçã’, do Grupo Tescom, para os alunos da UME Estado do Acre (Cota 200) e UME Estado de Santa Catarina (Vila Esperança). No espetáculo circense, Marcus protagoniza improvisos misturando a musicalidade, danças e referências da cultura nordestina.

Por sua vez, às 9h30 e às 14 horas, a UME Estado do Maranhão (Vila Natal) recebe a contadora de histórias Nalva Leal, que abordará contos populares aos alunos da escola e também de salas da UME Aracy Esteves Soares Campos (Vila Natal). Ainda na segunda-feira, às 15 horas, a mostra de minimetragens infanto-juvenis do Festival do Minuto, em itinerância na Biblioteca Professor João Rangel Simões, será voltada em sessão fechada para alunos da rede municipal.

No decorrer da semana, há a nova edição do projeto ‘Viva a Música!’. A Banda Marcial de Cubatão apresentará temas de desenhos animados e filmes infantis para os alunos da UME Jayme João Olcese e Marte Josete Impalea (ambas no Centro). O concerto didático será na quarta-feira (dia 24), às 14h30, no Bloco Cultural da Cidade (Praça dos Emancipadores).

A semana continua com mais ações na sexta-feira (dia 26). No Bloco Cultural, às 14h30, alunos da UME Dilce Ferreira Campos, UME Jayme João Olcese (ambas no Centro) e UME Estado do Alagoas (Pinhal do Miranda), recebem o espetáculo ‘A Famylia Monstro’, do grupo A Peste – Cia de Teatro Urbano, por meio do Circuito Cultural Paulista, programa estadual gerido pelo Governo Estadual via Secretaria de Cultura com a APAA – Associação Paulista de Amigos da Arte.

Em tom de comédia, a montagem faz uma homenagem aos mitos e lendas de monstros do Ocidente, que esses foram pessoas ingênuas, com medo de se adaptar ao mundo real. E em seguida, a partir das 15h30, as centenas de alunos continuarão na Praça dos Emancipadores, onde haverá atividades de movimento, conduzidas pela equipe da Secretaria de Esporte e Lazer.

 

Roda de conversa debate rumos das políticas culturais de Cubatão

Por Lincoln Spada

O futuro das políticas culturais de Cubatão pauta uma roda de conversa aberta à população na próxima segunda-feira (dia 30), às 19 horas, no Bloco Cultural (Praça dos Emancipadores, s/nº, Centro). O evento é realizado pela Prefeitura Municipal através da Secretaria da Cultura.

O objetivo deste encontro é de estreitar o diálogo com a classe artística, como também de discutir os desafios e as propostas para fortalecer as manifestações culturais da cidade, junto dos corpos estáveis, dos produtores, dos artistas e da população em geral.

Além disso, a proposta é de se debater a efetivação do Sistema Municipal de Cultura, como a reativação do Conselho Municipal de Políticas Culturais, a sensibilização para uma futura conferência municipal, além do plano decenal para o setor em Cubatão.

 

Maestro Vitta rege a Banda do Programa BEC neste sábado

Por Morgana Monteiro

Com um repertório de peso e a regência do maestro de um dos grupos sinfônicos mais importantes do Estado de São Paulo, os alunos do Programa Banda Escola – BEC, sobem no palco do Bloco Cultural neste fim de semana. O concerto da Banda A será dia 12/11, às 15h30 (Praça dos Emancipadores, s/nº), com entrada franca.

Formada pelos alunos que cursam os níveis mais avançados do Programa BEC, a Banda A vai trazer um repertório que inclui Interplay for band, do compositor Ted Huggens; Suíte Provençale, de Jan Van der Roost em quatro movimentos; e Chegada Triunfal, composição do próprio Vitta.

Para o maestro convidado é uma grande honra poder colaborar com a formação artísticas desses jovens músicos. “É um repertório de gente grande”, brinca. “É muito importante para o músico em formação interpretar diferentes linguagens, compositores e estar sob o comando de regentes diferentes. Cada um tem o seu estilo e nós artistas, precisamos nos adaptar, sempre”, disse Rodrigo.

Mas antes dessa apresentação a Banda de Iniciantes mostra todo seu talento, sob a regência de Germano Blume, coordenador geral do BEC. O programa traz Lion sleeps tonight, de George David Weiss; Alladim, com aranjo de Michael Sweeney; e The phantom of Opera (Fantasma da Ópera), de Andrew Loid Weber, arranjo de Antonio Carlos Neves.

 

Alunos do Programa Banda Escola de Cubatão se apresentam sábado

Os jovens artistas do Programa Banda Escola de Cubatão (BEC) se apresentam no próximo sábado (30) na cidade. O concerto musical contará com a participação de vários grupos jovens e será realizado a partir das 15h30, no Bloco Cultural (Pça. dos Emancipadores, s/nº), com entrada gratuita.

Sob o comando do maestro Ulysses Damacena, que também é regente-assistente da Banda Sinfônica de Cubatão, a Banda Acadêmica traz o seguinte repertório: “Chester – Overture”, de William Schuman; “Cake – Walk Fantasy”, de Peter Milray, com arranjo de Johan de Meij; e “Suíte Nordestina”, de José Ursino da Silva, uma apresentação que contempla diferentes ritmos como baião, serenata, maracatu e frevo.

A Banda Escola contará com a regência de Germano Blume Neto, coordenador geral do BEC. Os alunos trarão “The good, the bad, the ugly”, de Enio Morricone; e “Marcha Turca”, de Beethoven, com a participação do Balé Iniciante do Programa, com coreografia da bailarina Joyce Guilherme.

A Orquestra de Cordas do BEC, sob a regência do monitor Sérgio Wisbeck, traz um repertório bastante contemporâneo: “Only” e “Sail Away”, da cantora Enya, com arranjo especial para orquestra; “Iris”, da banda Goo-goo Dolls; “Cantiga de ninar”, de Edmundo Villani-Cortes; e “Palladio”, de Karl Jenking, com adaptação de Wisbeck.

Já o Grupo de Música Antiga do BEC, comandando pelo músico Fabrício Leite, traz as seguintes canções de época: “Pavane I e “”, de Tielmo Susato; e “Duo para flauta doce”, de JC Demantius.

As apresentações dos alunos do Programa BEC são uma ótima oportunidade dos jovens artistas realizarem audições em grupos e compartilharem o conhecimento que adquiriram com seus amigos e familiares. Esses encontros geralmente são realizados a cada trimestre, reunindo os diferentes grupos artísticos de música, dança e coral.

*Prefeitura de Cubatão

 

Banda Sinfônica de Cubatão revisita grandes compositores

A Banda Sinfônica de Cubatão sobe ao palco do Bloco Cultural no próximo sábado (14), às 20h30, no Bloco Cultural (Pça. dos Emancipadores, s/nº). Com repertório que une grandes compositores mundiais, a apresentação foi intitulada de “Concerto da Proclamação da República”. A entrada é gratuita e o espetáculo contará com a regência do maestro-assistente, Leonardo Corassari.

Entre as obras estão “Tribute to Bach”, composição do maestro Roberto Farias, que é o coordenador geral dos Grupos Artísticos de Cubatão. Cheia de energia e movimento, a história da peça, segundo o maestro, é uma ficção como se noticiasse o desaparecimento do grande mestre do barroco Johann Sebastian Bach.

“Parte das quatro notas que representam na notação musical alfabética aparecem sobre o nome do compositor B-A-C-H, respectivamente, si bemol, lá, do e si natural. Sonoramente essas quatro notas nos dão a sensação de uma interrogação, que poderia ser traduzida na pergunta perene: onde está Bach?”, comentou o maestro.

Outra música apresentada pela Sinfônica nesta noite será “Orient Express” do genial Philip Sparke. Composta em 1986, ganhou um importante prêmio musical na época e descreve a viagem a bordo do luxuoso e famoso trem que vai de Londres a Veneza. O desenrolar da canção nos remete à locomotiva e seus barulhos no trilho, o vai e vem de vagões em uma criativa viagem musical.

Há, ainda, “Romanza para Corne-Inglês e Banda Sinfônica” de Peter Koval, radicado no Brasil. Esta apresentação contará com o solista Gilson Barbosa. “Orient et Occident”, de Camille Saint-Saens, é outra composição original para banda sinfônica em destaque no programa de sábado à noite. Criada em 1869, o compositor estava preocupado com a relação entre arte e indústria e de como isso poderia refletir em um futuro próximo. A música foi dedicada ao amigo de Camille, Theodore Biais. Quase 10 anos de depois, quando regia a própria composição, Saint-Saens recebeu o prêmio Wordl Fair, em Paris.

Frigyes Hidas é outro grande nome da música erudita mundial que será celebrado neste concerto com “Circus Suite”. A obra desse grande compositor cobriu quase todos os gêneros, incluindo óperas, balés, música de câmara e coral. Ele foi um dos principais nomes no mundo contemporâneo para as composições feitas especialmente para instrumentos de sopro.

“Temos certeza de que nosso público será brindado com um belo repertório, cheio de boa música, que celebram grandes compositores de nosso tempo”, afirmou o jovem maestro Corassari.

*Prefeitura de Cubatão

 

Banda Sinfônica de Cubatão apresenta novo concerto ‘Rhapsody in Blue’

A Banda Sinfônica de Cubatão estreia novo espetáculo neste sábado (23), às 20h30: o concerto “Rhapsody in Blue” será destaque no Bloco Cultural da Cidade (Pça. dos Emancipadores, s/nº), com entrada gratuita. A apresentação traz o legado de importantes compositores do gênero erudito, começando por George Gershwin, cuja música dá nome ao concerto sabático.

“Rhapsody in Blue” é a obra de maior destaque de Gershwin e de grande importância para o repertório sinfônico mundial. Tem uma característica peculiar que é a fusão da linguagem clássica com a popular. O compositor nova-iorquino é um dos precursores dessa prática, quando traz para o palco aspectos sonoros da música urbana norte-americana numa roupagem sinfônica, rompendo barreiras entre essas duas vertentes.

Essa música ainda traz outra surpresa, a participação de Lucas Gonçalves no piano. O músico cubatense é formado pela Escola Técnica de Música e Dança de Cubatão e atualmente cursa Faculdade de Música na Universidade de São Paulo, USP. É vencedor de vários concursos e dono de uma carreira promissora.

O repertório ainda inclui “Sonatina”, do húngaro Bela Bartók, com transcrição de Guilherme Sparrapan, que faz parte de um projeto de difusão e acesso da obra desse compositor, trabalho rico desenvolvido pela Sinfônica de Cubatão. “Música for Hamlet”, de Alfred Reed, também é destaque. Baseada na obra literária de William Shakespeare, exige na mesma medida que a literatura interpretação técnica e sensibilidade.

“Symphonic Prelude”, de Mark Camphouse, trata-se de uma página musical que mescla uma sonoridade bastante densa com melodias que exploram ao extremo o potencial timbrístico de um grande conjunto sinfônico de sopros e percussão. “Dance movements”, do inglês Philip Sparke, é uma obra de grande vigor rítmico.

O maestro Roberto Farias afirma que este concerto traz um programa de grande ousadia: “São compositores que integram o repertório de grandes orquestras e bandas ao redor do mundo. É sempre um desafio para os instrumentistas interpretar obras como essas”. Para esta apresentação, a regência será dividida entre o regente-interino Ulysses Damacena, o regente-assistente Leonardo Corassari e o maestro Roberto Farias, coordenador dos Grupos Artísticos.

*Prefeitura de Cubatão

 

‘O Rei e a Coroa Enfeitiçada’ é destaque nesta quarta-feira em Cubatão

Crianças da cidade acompanham na próxima quarta-feira (20), às 15h, a peça teatral “O Rei e a coroa enfeitiçada”. Será no Bloco Cultural da Cidade (Pça. dos Emancipadores, s/nº), voltado para alunos da rede pública de ensino. A apresentação faz parte do Projeto Circuito Cultural Paulista, da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.

No palco, a Cia Mesa 2 Produções conta a história do reino da Felizlândia, que é governado por Nicolau I, um rei honesto e de bom coração, que faz questão de viver com simplicidade e só pensa no bem-estar de seu povo. Nicolau I e sua esposa Margarida têm uma linda filha, Irene, que herdará o trono quando atingir a maioridade. Aos 17 anos, Irene namora seu professor de equitação, Augusto Valente, um jovem plebeu sério, astuto e trabalhador.

Mas o rei é enfeitiçado por conta da ideia maléfica de seu próprio irmão. E de uma hora para outra, Nicolau I se transforma: proíbe o casamento da filha, diz coisas absurdas e toma decisões estapafúrdias. A loucura é tal que o Conselho da Corte decide depor o rei, que é posto numa camisa de força, e determina que o irmão dele seja coroado. O reino só será defendido pelo namorado da princesa e seu inseparável amigo Pulga.

Com direção de Débora Falabella e Cynthia Falabella, a peça fala do papel do governante e de sua imensa responsabilidade, apresentando ao público infantil temas como poder, bem comum, inveja, ganância, comprometimento, esperteza, oportunismo, trapaça e solidariedade – sempre de maneira lúdica e divertida.

*Prefeitura de Cubatão