Arquivo da tag: premiação

Tiago Portto vence Festival de Música Autoral de Guarujá

Por Prefeitura de Guarujá

Com a composição ‘Ainda Pensa em Mim’, Tiago Portto foi o grande vencedor do Festival de Música Autoral de Guarujá – Femag, recebendo o troféu e o prêmio de R$ 2 mil. A premiação aconteceu na última sexta-feira (11/jan), no Teatro Municipal Procópio Ferreira. A iniciativa é da Prefeitura via Secretaria de Cultura.

O segundo e terceiro colocados também receberam troféus e premiações em dinheiro. Edu Quintana, com a música ‘Meditação’, conquistou a segunda colocação e levou R$ 1,5 mil, e o terceiro lugar ficou com a Banda Hibalta, que apresentou a canção ‘Quadros’ levando R$ 1 mil para casa.

O evento foi realizado em dois dias, sendo o primeiro para as apresentações finais dos participantes no dia 10/jan, e o segundo para premiação. Além disso, as 10 composições finais foram acompanhadas na reapresentação durante a premiação, pela Orquestra Municipal de Guarujá, que também criou um novo arranjo para cada obra.

Todos os finalistas receberam certificados pela participação. Entre as categorias de certificação, Melhor Intérprete, foi conquistada por Edu Santana; Melhor Torcida, recebido pela Banda Hibalta; e Música Chiclete, que teve como premiada Sandra Mell.

As 10 canções que estiveram na final constarão no segundo álbum Femag. Os compositores e a Orquestra Municipal começam os ensaios em fevereiro. A direção do projeto será realizada por Sérgio Wisbeck, regente da orquestra e a produção, gravação e divulgação do disco serão da Prefeitura com apoio de parceiros.

 

Clarinestista da Sinfônica de Cubatão vence concurso nacional

Por Morgana Monteiro
.
Muitos dizem que para viver da música, o artista precisa ingressar cedo na atividade, seja ela qual for. Mas uma musicista da Banda Sinfônica de Cubatão provou esta semana que força de vontade e dedicação podem fazer toda a diferença e mudar a história de uma vida. Suzane Raquel começou a estudar música aos 16 anos de idade e hoje, aos 25, a clarinetista da Banda Sinfônica de Cubatão foi premiada com o 1º lugar no Concurso Jovens Solistas, da Semana Eleazar de Carvalho. A cerimônia de premiação aconteceu neste domingo (5), na Sala São Paulo, na Capital.
.
Ela competiu com jovens talentos de todo o Brasil, já que o Concurso acontece nas regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. Nesta etapa final, os vencedores de cada região se enfrentam. Além do certificado de 1ª colocação, Suzane retorna em 2018 ao Festival, na condição de solista, participando de duas apresentações de gala com orquestras convidadas.
.
Esta é a primeira vez que a musicista participa de um concurso e conta que a experiência está sendo incrível. “O Festival Eleazar de Carvalho é super importante e bem conceituado no meio musical erudito. Reúne gente de todo o Brasil e a troca de experiências de temos nesses dias de competição é algo insubstituível. Espero que esse prêmio seja um exemplo para outros que, como eu, tem o sonho de viver da música. É uma realidade muito difícil, ainda mais nos dias de hoje”, afirma.
.
A declaração tem a ver, principalmente, com os alunos do Programa Banda Escola de Cubatão – BEC, onde Suzane dá aulas como monitora. Com uma semana repleta de atividades – sempre musicais, Suzane cursa piano na Escola Técnica de Música e Dança de Cubatão e faz Faculdade de Música na Universidade FIAM-FAAM, na Capital: “Passo meus dias entre Cubatão e São Paulo. Durmo na casa de parentes, amigos, é uma correria muito grande. Mas hoje percebo que todo esforço está valendo a pena”.
.
A história de amor entre Suzane Raquel e a música teve início em Peruíbe, cidade em que ela nasceu e cresceu. Aos 10 anos de idade, teve o primeiro contato com a música em um projeto escolar. “Foram apresentados vários instrumentos musicais, mas eu só me lembrava do clarinete (risos). Acho que essa paixão vem desse tempo…”, comenta. Na época, morava longe do colégio e não teve condições de ingressar no projeto que ensinava música no contraturno escolar.
.
Somente seis anos depois teve a oportunidade de iniciar os estudos na música. Foi quando ingressou na Banda Musical de Peruíbe, porém, novamente, as dificuldades fizeram a jovem paralisar as atividades por mais dois anos. Em 2010, finalmente Suzane se matriculou na Banda Escola de Cubatão. Algumas vezes por semana percorria os 82 quilômetros que separam Peruíbe e Cubatão para se aperfeiçoar no que sempre foi a sua paixão. No BEC, se formou clarinetista e, nesse meio de tempo, começou a estudar na Escola Técnica de Música e Dança.
.
No ano de 2015, a jovem passou a fazer parte do corpo artístico da Banda Sinfônica de Cubatão, quando também iniciou o bacharelado na FIAM-FAAM. Se lembra quando, ainda criança, ouviu a Banda Sinfônica pela primeira vez em uma apresentação ainda na cidade de Peruíbe. Não fazia ideia do que era aquela vida de artista, mas ficou extremamente encantada. “Aquele som maravilhoso que saía da Sinfônica me fisgou. Ali, tive certeza de que era isso que eu queria fazer para o resto da vida. E me perguntava: Será que um dia estarei ali, sentada em uma daquelas cadeiras, tocando com a Banda Sinfônica de Cubatão?”. E hoje, a artista comemora a vida que tem e a oportunidade de ainda ser colega da musicista Cláudia Santos, clarinetista que ensinou a Suzane as primeiras notas musicais. Reserva dois finais de semana por mês para retornar a Peruíbe e matar saudades dos pais e do irmão pequeno.
.
O maestro Rodrigo Vitta, regente titular da Banda Sinfônica, destaca o esforço de Suzane. “É muito bom ver que nossos artistas continuam conquistando o Brasil, muitas vezes com limitações financeiras. A Suzane é uma prova de que determinação é essencial nessa carreira. Fiquei muito feliz quando tive a notícia que ela conquistou o 1º lugar no Concurso”, disse o maestro. Rodrigo também viveu uma maratona no Festival: abriu o evento com a apresentação frente à Banda Sinfônica de Cubatão, semana passada, em concerto no Museu da Casa Brasileira e regeu a Orquestra Sinfônica e Coro Acadêmico da FIAM-FAAM, faculdade em que leciona, em apresentações durante toda a semana, em vários espaços paulistanos, também integrando a Semana Eleazar de Carvalho.

Confira a programação completa do 4º Fidifest – Festival Internacional de Dança

Por André Azenha

O Fidifest – Festival Internacional de Dança chega à sua quarta edição entre 23 e 28 de maio, no Teatro Municipal Braz Cubas. Realizado pela Adalpa – Associação de Dança do Litoral Paulista, o projeto vem disseminando, ao longo dos anos, a dança na Baixada Santista e formado público para o gênero artístico, que tem crescido no país.

Além disso, contribui para o turismo local. Para esse ano, contará com mais de mil bailarinos vindos de Cajati, Campinas, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Jundiaí, Peruíbe, Praia Grande, Santos, São Paulo (Capital), São Vicente, Sertãozinho, Valinhos e Vinhedo, além da Argentina e do Chile. Eles estão divididos em 62 academias inscritas e levarão ao público 244 coreografias. São esperadas mais de 3 mil pessoas no teatro durante os seis dias de festival.

A abertura contará com o espetáculo da Cia Tentáculo Jovem de São Paulo reunindo três trabalhos da companhia que são “O eu pele”, “Voyeur cena final” e “Onírico”, no dia 23, uma terça, 20h, no Teatro Municipal Braz Cubas. A retirada gratuita de ingressos ocorrerá uma hora antes do início, na bilheteria do próprio teatro. Nos dias seguintes, até 27 de maio, acontece a mostra competitiva e, em 28 de maio, ocorre a Noite de Gala. Paralelamente à mostra competitiva, acontecerá uma feira com diversos itens de dança.

O evento contará ainda com workshops ministrados (a partir do dia 25), também no Teatro Municipal Brás Cubas, por quatro profissionais reconhecidos internacionalmente: Neyde Rossi, considerada a “primeira dama” da dança no Brasil, Suely Machado e Ciro Barcellos, ambos integrantes do júri técnico do quadro Dança dos Famosos, do Domingão do Faustão, e Marcio Rongetti, que integra o festival desde a primeira edição. Todos também formarão o júri dessa edição do Fidifest. As reservas para os workshops podem ser feitas pelo e-mail: contato@fidifest.com.br ou pelo site http://www.fidifest.com.br.

Programação de abertura e mostra competitiva

DIA 23/05/17 (Terça-feira), 20h, entrada gratuita
– “O Eu Pele 15′, Avesso 7′, Onírico 25’”, da Cia Tentáculo Jovem
Gratuito – retirada de ingressos uma hora antes

DIA 24/05/17 (Quarta-feira), 19h, entrada a R$ 10
– Variação Infantil (Feminino e Masculino)
– Variação Juvenil I (Feminino e Masculino)
– Solo Aberto Infantil (Feminino e Masculino)
– Sapateado (Solo) – Todas Categorias a partir do Juvenil I / Feminino e Masculino
– Danças Urbanas (Solo) – Todas Categorias a partir do Juvenil I / Feminino e Masculino
– Trio Aberto – Todas Categorias
– Contemporâneo (Conjunto) – Todas Categorias

DIA 25/05/17 (Quinta-feira), 19h, entrada a R$ 10
– Variação Juvenil II (Feminino e Masculino)
– Variação Adulto (Feminino e Masculino)
– Estilo Livre (Solo) – Todas Categorias a partir do Juvenil I / Feminino e Masculino
– Balé Repertório (Conjunto) – Todas Categorias
– Jazz (Conjunto) – Categoria Infantil e Categoria Juvenil I
– Sapateado (Conjunto) – Todas Categorias

DIA 26/05/17 (Sexta-feira), 19h, entrada a R$ 10
– Jazz (Solo) – Todas Categorias a partir do Juvenil I / Feminino e Masculino
– Duo / Pas de Deux Aberto – Todas Categorias
– Pas de Trois Repertório – Todas Categorias
– Estilo Livre (Conjunto) – Categoria Infantil e Categoria Juvenil II
– Danças Urbanas (Conjunto) – Todas Categorias
– Balé Clássico Livre (Conjunto) – Categoria Juvenil I e Categoria Adulto

DIA 27/05/17 (Sábado), 18h30, entrada a R$ 10
– Pas de Deux Repertório – Todas Categorias
– Balé Clássico Livre (Solo) – Todas Categorias a partir do Juvenil I / Feminino e
Masculino
– Contemporâneo (Solo) – Todas Categorias a partir do Juvenil I / Feminino e Masculino
– Balé Clássico Livre (Conjunto) – Categoria Infantil e Juvenil II
– Jazz (Conjunto) – Categoria Juvenil II e Adulto
– Estilo Livre (Conjunto) – Categoria Juvenil I e Adulto
– 3ª Idade (Conjunto)

DIA 28/05/17 (Domingo), 18h30, entrada a R$ 10
Noite de Gala
1ª Parte – Baby (Conjunto)
2ª Parte – Apresentação de Todos Premiados em 1º Lugar que estarão concorrendo aos Prêmios em Dinheiro

Programação de Workshops
Local: Teatro Braz Cubas – Avenida Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias
Valores: Participante – R$ 60,00 (01 Workshop) | Participante – R$ 50,00 (Valor por workshop para quem fizer mais de dois) | Ouvinte (Apenas assiste a aula) – R$ 25,00

Dia 25/05/17 (Quinta-feira)
– Balé Clássico Intermediário com D. Neyde Rossi – Turma 01 – Das 08h00 às 09h45
– Técnicas de Correções de Balé – Teórico Demonstrativo (Para Professores) com Marcio Rongetti – Das 10h00 às 12h00 (*)
(*) Todos pagam como Participante nesse Workshop

Dia 26/05/17 (Sexta-feira)
– Bossa Jazz com Ciro Barcelos – Turma 01 – Das 08h00 às 09h45

Dia 27/05/17 (Sábado)
– Da Consciência e Prática da Presença à Criação e dramaturgia do Gesto com Suely Machado (Parte 01) – Das 08h00 às 09h45

Dia 28/05/17 (Domingo)
– Da Consciência e Prática da Presença à Criação e dramaturgia do Gesto com Suely Machado (Parte 02) – Das 08h00 às 09h45
– Balé Clássico Intermediário com D. Neyde Rossi – Turma 02 – Das 10h00 às 11h45
– Bossa Jazz com Ciro Barcelos – Turma 02 – Das 12h00 às 13h45

A Adalpa

A Adalpa é uma associação sem fins lucrativos, fundada em julho de 2016 e se tornou legalmente constituída em Outubro/2016. Tem por missão assessorar os profissionais de dança do Litoral Paulista, em suas ações e atividades oficiais e independentes.

 

Teatro Braz Cubas recebe 4º Dunada – Street Dance Festival

Por Prefeitura de Santos

Grupos e dançarinos de todas as vertentes têm encontro marcado no 4º Dunada – Street Dance Festival. O evento, um dos maiores do estilo, que ocorre neste sábado (15) e domingo (16), no Teatro Municipal Braz Cubas, traz na programação competições (solo, duo, trio e grupos) nas categorias Infantil, Sênior e Avançado, além de batalhas (estilo desafio de rua) e workshops.

Bailarinos e estudantes de dança podem se inscrever pelo telefone 98103-2863 ou pelo e-mail ricardodiasnr@hotmail.com. Os ingressos para assistir as competições, que ocorrem nos dois dias, às 19h, custam R$ 20,00 (promocional antecipado) e R$ 25,00 (no dia).

O Municipal fica no Centro de Cultura Patrícia Galvão, na Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Outras informações na página https://www.facebook.com/dunada.street. Confira a programação:

>> Dia 15 | 13h às 16h – Workshop com os professores Matheus Mira e Danilo Bourog
>> Dia 15 | 19h às 23h – Competição de solo, duo, trio e grupos nas categorias Infantil, Sênior e Avançado
>> Dia 16 | 11h30 às 14h15 – Workshop com os professores Danilo Bourog e Nice Estrela
>> Dia 16 | 14h às 17h – Batalhas de danças urbanas (entrada gratuita)
>> Dia 16 | 19h às 22h – Competição de solo, duo, trio e grupos nas categorias Infantil, Sênior e Avançado
>> Dia 16 | 22h às 23h – Premiação

 

Escola de Bailado e Escola Livre de Dança são premiadas em festival

Grupos de dança da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), a Escola de Bailado Municipal de Santos e a Escola Livre de Dança conquistaram o júri e o público do 1º festival RV Santos, realizado no último fim de semana, no Teatro Municipal Brás Cubas (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). O evento reuniu companhias de dança de todo o Estado de São Paulo.

O Balé da Cidade de Santos ficou em primeiro lugar na modalidade Neoclássico com a coreografia ‘Crematório’, de Renata Pacheco. A coreógrafa também assina ‘Valetino’, que garantiu o 2º lugar ao Corpo de Baile Juvenil, também no Neoclássico.

Já a professora e coreógrafa Natali Camolez repetiu a dobradinha de Pacheco e faturou a primeira colocação no Contemporâneo, com a coreografia ’13 Rosas’, com o Balé da Cidade, e o vice-campeonato com os movimentos de ‘Trilhas Cruzadas’, no Duo Jazz.

Além disso, o corpo Infantil faturou mais um primeiro lugar com a premiada coreografia ‘Clown’, também de Renata, além do prêmio de ‘Destaque do Festival’.

Escola Livre de Dança

A coreografia ‘Angelus’, de sapateado irlandês, da Cia. Adulta da Escola Livre de Dança (ELD), mantida pela Secult, conquistou o faturou o 1º lugar no festival RV Santos. Já a Cia. Juvenil da ELD, que participou pela primeira vez de uma competição este ano, ficou com o segundo lugar na categoria Jazz.

*Prefeitura de Santos

 

Escolas de Samba de Cubatão recebem premiação nesta sexta

As Escolas de Samba cubatenses recebem nesta sexta-feira (27) os prêmios referentes ao Desfile Oficial. A cerimônia será às 15 horas, no Bloco Cultural (Praça dos Emancipadores, s/nº). As agremiações classificadas em 1º, 2º e 3º lugares recebem os cheques e troféus correspondentes. Além disso, os integrantes que obtiveram nota 10 nos quesitos que estavam representando também serão homenageados.

A GRECS Independência, vencedora do Carnaval 2015 com 167,75 pontos, recebe prêmio de R$ 90 mil e troféu. Defendendo o enredo “E o povo começa a cantar”, a agremiação do Jardim Casqueiro conquistou pela 10ª vez consecutiva o 1º lugar no Carnaval cubatense e será homenegeada por isso pela Secretaria de Cultura.

Na 2ª colocação está a GRES Unidos do Morro, que recebe R$ 60 mil e troféu. Este ano, a agremiação teve como enredo “Estrelas, a glória do morro. Reluzente chão de estrelas em busca do sonho dourado”. E em 3º lugar aparece a GRES Nações Unidas, com o enredo “Da criação do universo aos elementos da vida. Por um mundo melhor, preservar é a saída”, que ganhará R$ 30 mil e troféu.

Os integrantes da Corte Carnavalesca, escolhidos no início do mês, também serão premiados nesta oportunidade. A Rainha do Carnaval, Marisa dos Santos, recebe cheque de R$ 3 mil; a 1ª Princesa, Jéssica Campos, R$ 2 mil; e a 2ª Princesa, Simone Caldas, ganha R$ 1 mil.

O Cidadão Samba, Nego Osmar, leva cheque de R$ 3 mil; a Cidadã Samba, Vida, também R$ 3 mil. Aliás, esta foi a primeira vez em que ocorreu o concurso para cidadã samba na cidade.

O Passista eleito, Fabiano Rei, recebe R$ 2 mil. Como não houve concurso para passista feminina, a escolhida para ocupar o posto foi Henelizee Procópio, Rainha do Carnaval 2014. A Rainha Gay, Letícia Rios, recebe cheque de R$ 3 mil; a 1ª Princesa Gay, Kethelyn Lorransk, R$ 2 mil; e a 2ª Princesa Gay, Marcelly Close, R$ 1 mil.

*Prefeitura de Cubatão

 

Palestra do Oscar com Waldemar Lopes chega ao 21º ano

Controverso, polêmico, divertido. O Oscar pode não ser a premiação mais justa do cinema. Mas com certeza é a principal. Aquela em que os holofotes do mundo se voltam para curtir desde as celebridades no tapete vermelho, até as homenagens e entregas da famosa estatueta.

 E o Cine Roxy repete a iniciativa dos três anos anteriores. Dentro da programação especial do Oscar, que inclui a exibição ao vivo do prêmio, dia 22 de fevereiro, este ano acontece a vigésima  primeira edição da tradicionalíssima “Palestra do Oscar com Waldemar Lopes”.

 O evento, beneficente, ocorrerá na quinta-feira, dia 19 de fevereiro, 20h30, no Cine Roxy 5 (o de rua), promovido pela Open House Idiomas, em parceria com o Roxy e apoio do site CineZen. A entrada é franca, mas pede-se a gentileza de um quilo de alimento não perecível em prol da ACAUSA e da Casa João Paulo II. A retirada de ingressos começará no dia anterior, na bilheteria do cinema. Cada pessoa poderá retirar um ingresso.

Como é costume, serão sorteados vários brindes, como vales para restaurantes, cafeterias, chocolates, ingressos de cinema, livros e DVDs, entre outros.

 Histórico

“A história da origem da palestra é bem interessante”, afirma Waldemar. “Em um dos cursos de inglês que ministro na Open House Idiomas, chamado ‘Brush up’, que criei para pessoas que quisessem aperfeiçoar o idioma e conhecer mais a cultura americana, eu falava sobre o cinema em Hollywood e filmes independentes”, explica. “Nessas aulas, o Oscar começou a se tornar um tema recorrente, por ser talvez o primeiro prêmio criado para destacar os melhores de um setor e se tornar um modelo e inspiração para demais premiações. Quando se fala de qualquer outro prêmio, como o Tony, por exemplo, é comum se referirem a ele como ‘o Oscar do teatro’”, detalhe o artista plástico. “A ideia de fazer a palestra surgiu na sala de aula. Decidi fazer o evento na própria sala de aula da Open House, em inglês, aberta também ao público interessado. Foi um sucesso! O vencedor daquele ano foi ‘Forrest Gump’, e Tom Hanks se tornou uma espécie de amuleto de sorte para mim”, ressalta.

 Até 1997 a palestra foi realizada na Open House Idiomas. No entanto, o evento ia crescendo e o problema de espaço se tornou o primeiro obstáculo. A parceria com a Livraria Martins Fontes foi providencial. “Recebi muito apoio da Solange e Aírton, entre 1999 e 2006, onde pude realizar a palestra na sede da Praça Independência”, lembra Waldemar.

 Com o fechamento daquela unidade, Waldemar recebeu um grande apoio da Associação dos Médicos de Santos (atual unidade da Associação Paulista de Medicina na cidade), onde o evento ocorreu três anos. “Um maior trabalho começou quando, atendendo a muitos pedidos, comecei a fazer uma sessão extra em português”, destaca. “Infelizmente, problemas de horário e gastos me obrigaram a fazer uma escolha, e a palestra em português prevaleceu”.

 Há quatro anos, o Cine Roxy convidou Waldemar para realizar a palestra no cinema. Nessas três edições, realizadas no Roxy 4 do Pátio Iporanga, a sala ficou completamente lotada. Agora, o evento passar a acontecer no Roxy 5, de rua. Waldemar também, nesse período, tem sido o Mestre de Cerimônias do Roxy, nas exibições ao vivo do Oscar.

 *André Azenha