Arquivo da tag: prêmio

De PG, Regina Maura vence prêmio de atriz coadjuvante em MG

Prefeitura de Praia Grande

A atriz de Praia Grande, Regina Maura, que vive a personagem Violeta no espetáculo ‘As Sogras’, foi vencedora do prêmio de melhor atriz coadjuvante no 12º Festival Nacional de Teatro de Governador Valadares (MG), o FENTA, no último final de semana (27/jan). Também participante da peça, a atriz Regina Monteiro foi outra indicada ao prêmio.

Regina Maura declara: “Estou muito feliz em todos os sentidos. Fomos muito bem recebidos pela organização do Festival, tudo muito organizado, e só essa oportunidade de participar já estava ótima. É claro que esperávamos trazer alguma premiação, porém achamos que seria mais na parte técnica. Foi uma surpresa para mim porque o elenco é incrível, todos têm muito destaque e, de repente, duas atrizes da mesma peça sendo indicadas já seria maravilhoso. Ser premiada então, me deixa emocionada”, conta a artista.

O diretor do espetáculo, Alan Queiroz, diz que estava acompanhando a premiação pelo Instagram e repassando as informações ao elenco. “Quando mencionei a indicação das duas para a mesma categoria de melhor atriz coadjuvante a alegria foi geral, não apenas para as duas, mas para todo o elenco. Logo depois veio a premiação da Regina Maura. Foi muito gratificante para todos nós”.

Ele comenta ainda sobre o merecimento do prêmio de Regina. “Eles deram um show no palco e a Violeta estava com a corda toda. Concentração, construção do personagem e dedicação extrema. Ela mereceu muito esse prêmio. Regina vem crescendo muito, novos palcos ofertam novos desafios e superar esses desafios fazem com que o ator cresça e, consequentemente, o personagem cresça juntamente com o espetáculo”.

A peça, escolhida entre os 51 inscritos no Festival, conta a história de Roberval, um professor prestes a conquistar a tão sonhada aposentadoria. Porém, a sua vida e da esposa mudam consideravelmente, quando eles recebem a visita inesperada de suas quatro sogras juntas. O divertimento é garantido com a atuação dos atores Naira Reyne, Oswaldo Soto, Regina Monteiro, Regina Maura, Paula Sueli e Eulália Santos. Em Praia Grande, a peça deverá ter uma nova apresentação gratuita no dia 21/fev no Teatro Serafim Gonzalez.

 

Atriz Tamirys O’hanna vence no voto popular o Prêmio Aplauso Brasil

Por Lincoln Spada | Atualizado 25/jan às 23h07

Direto da Baixada Santista, a atriz cubatense Tamirys O’hanna foi a vencedora pelo voto popular na categoria melhor atriz coadjuvante no segundo semestre de 2018, alcançando 1.978 votos. Assim, participa da próxima fase relacionada a escolha do júri técnico. Aos 25 anos, a artista vive em São Paulo e foi indicada após encenar em ‘Os 3 Mundos’, peça com dramaturgia do santista Nelson Baskerville junto de Paula Picarelli, também protagonista e idealizadora do espetáculo.

Primeira obra teatral dos aclamados quadrinistas Fábio Moon e Gabriel Bá, ‘Os 3 Mundos’ é um espetáculo multimídia que mescla artes cênicas e marciais, histórias em quadrinhos e audiovisual. Em um cenário distópico pós-apocalíptico, dois grupos de hábitos distintos se confrontam em meio ao fanatismo e à sobrevivência, diante de líderes que permeiam lágrimas e hipocrisia.

Tamyris teve formação profissional no Teatro do Kaos e cursou a Escola de Arte Dramática (USP), também fazendo aulas de dança na Broadway Dance Center (Nova York, EUA). Nos palcos da Baixada Santista, participou de ‘Caminhos da Independência’, ‘Encenação da Fundação da Vila de São Vicente’, ‘A Falecida’ e sendo a última passagem em ‘O Sertanejo e o Tinhoso’ (2016).

Entre os seus trabalhos internacionais, participou do maior teatro musical de rua de Portugal, a encenação ‘Um Porto para o Mundo’, dirigida por Amauri Alves: “Hoje ganha a Tamirys, e também a cultura e o teatro de Cubatão e da Baixada Santista”. Ainda, é possível ver a atriz no Netflix: ela interpreta a guarda Marta da segunda temporada da série original do streaming, ‘3%’.

O Prêmio Aplauso Brasil vem da plataforma digital homônima especializada em teatro, criada há 15 anos. O que diferencia a premiação de outras é o seu formato. Por semestre, há um sistema de votações de dinâmica compartilhada, com participação de júri técnico e voto popular durante a indicação e escolha de artistas e equipe técnica em cada uma das 18 categorias.

Contos e romances podem ser inscritos no Prêmio SESC de Literatura 2019

Informações do SESC

O Prêmio SESC de Literatura chega com inscrições gratuitas e onlines para o público em geral. As obras inéditas dos escritores podem ser inscritas para concorrer nas categorias Conto e Romance até o dia 14 de fevereiro em: www.sesc.com.br/portal/site/premiosesc.

A edição de 2019 aceitará apenas livros destinados ao público adulto e escritos por maiores de 18 anos. Os vencedores da premiação têm as obras publicadas e distribuídas pela editora Record, com tiragem inicial de dois mil exemplares. De acordo como analista de leitura do SESC, Henrique Rodrigues, o prêmio “promove uma renovação do mercado literário brasileiro ao oferecer uma oportunidade para novos escritores. Desde a sua criação, já teve mais de 12 mil livros inscritos e revelou 27 novos autores”.

Destinado exclusivamente a novos autores, a premiação conta com um processo de curadoria e seleção das obras criterioso e democrático. Na última edição os vencedores foram Juliana Leite, na categoria Romance com ‘Entre as mãos’, e Tobias Carvalho, ganhador da categoria Conto, com ‘As coisas’. Tradicional concurso do segmento, o Prêmio SESC de Literatura ocorre em nível nacional desde 2003.

Prêmio Zumbi dos Palmares é entregue em Cubatão

Por Prefeitura de Cubatão

Nesta segunda-feira (20), a Prefeitura de Cubatão e entidades do Movimento Negro da cidade realizam a Solenidade de Entrega de Prêmio Zumbi dos Palmares. O evento começa às 9 horas, no Bloco Cultural (Praça dos Emancipadores, s/nº, Centro).

A data é uma lembrança à morte de Zumbi dos Palmares, no dia 20 de novembro de 1695. Nascido em um Quilombo – aldeia onde viviam os escravos fugitivos – lutou até a morte para defender seu povo da escravidão. A abolição da escravatura, de forma oficial, só veio em 1888.

A solenidade conta com indicações da Sociedade Civil: Esnilsa Jacinto de Oliveira – Educafro; Matheus Ponciano Costa – Movimento A Cara do Brasil; Ana Carolina Torres Azevedo – Afoxé Filhos de Ganga e Zumba; e Eliane de Souza Castro – Samba do Mumu. São os indicados do Poder Público: Lucélia Ana Soares – Semas; Maria Gelialda dos Santos Silva – SMS; Seleida Barbosa Estevan – Seges; e André Carlos dos Santos – Assessor Parlamentar.

Programação:
>> 9h30: Mesa de Abertura Institucional (com a fala das autoridades);
>> 9h45: Intervenção Cultural – Espetáculo “Vozes”, Direção de Walter Rodrigues;
>> 10h30: Palestra “A Consciência Negra e a luta pela igualdade: de Zumbi e Dandara a Quintino e Maria Liberata!”, por Renato Azevedo;
>> 11h: Entrega da premiação aos homenageados.

 

2º Prêmio CEPE Nacional de Literatura recebe inscrições até dia 15

O Prêmio Cepe Nacional de Literatura 2016 está com inscrições prorrogadas até o dia 15 de julho. Já em sua segunda edição, o concurso, que é promovido pela Companhia Editora de Pernambuco, concede premiação de R$ 80 mil distribuídos entre os primeiros lugares das categorias romance, contos, poesia e literatura infantojuvenil. Escritores brasileiros residentes no país ou no exterior, bem como estrangeiros naturalizados, poderão participar inscrevendo uma obra (inédita) em uma das categorias. Confira aqui o edital.

Com participação já confirmada de escritores de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Amazonas, Goiás, Distrito Federal, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará, o Prêmio Cepe Nacional de Literatura foi criado para fomentar a cultura, estimulando a produção literária de escritores e de novos talentos de todo o Brasil. As inscrições são gratuitas. O edital está disponível no site da Companhia com todas as informações e prazos do certame.

A seleção dos melhores trabalhos será feito a partir da análise de duas comissões julgadoras. A primeira, local, formada por especialistas com reconhecida notoriedade, será responsável pela pré-seleção das dez melhores obras de cada categoria. A segunda, de caráter nacional, composta por escritores de renome nacional, será responsável pelo julgamento final. O anúncio dos resultados acontecerá no dia 16 de novembro e a entrega dos prêmios em dezembro.

*CEPE

 

Fescete 20 Anos premia uma centena de artistas e estudantes

Cerca de 100 troféus Iracema Paula Ribeiro consagraram artistas, alunos, arte-educadores e técnicos das artes cênicas na cerimônia de encerramento do Fescete 20 Anos – Festival de Cenas Teatrais. O evento foi realizado na última sexta-feira (dia 1º) no Teatro Braz Cubas, em Santos. Com o tema ‘Reinventar’ e show da Banda Mordida, a cerimônia também teve o anúncio do tradicional concurso de poesias do festival.
.
Na escolha dos grupos de orientadores teatrais, as melhores cenas deste ano foram: ‘La fuerza de la superacion’ (Tenda da Fortuna, de São Paulo, na categoria adulta), ‘Elena’ (Cia Valsa pra Lua, de Cubatão, na categoria monólogo), ‘Meu pé de laranja lima’ (Teatro JN de São Vicente, na categoria estudantil A), ‘Morte e vida Severina’ (Colégio Jean Piaget, na categoria estudantil B) e ‘Por quê?’ (do Inesperado’s Baby, na categoria mirim).
.
O Festival
.
O Fescete 20 Anos é uma realização da Escola de Teatro Tescom, do Governo Federal via Ministério da Cultura, patrocínio da Secretaria de Portos via Porto de Santos, co-patrocínio Transbrasa, apoio da Lei de Incentivo à Cultura, Prefeitura de Santos, TV Tribuna e Sesc Santos. Apoio cultural: AG Branco, Anglo Santos, Associação dos Artistas, Contabilidade Abílio das Neves, DB Fotografia, Dino Filmes, Divina Fornada, Ecad, Elemídia, Engenharia Habilidade, Just Design, Kokimbos, Nutri Org, Red Balloon, Unisanta, Vista Mídia e Viva Vinhos. Informações: www.fescete.com.br
.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 .
Categoria Mirim
>> Voto dos orientadores para melhores cenas: ‘Por quê?’ (Inesperado’s Baby/1º lugar), ‘Os Porquinhos’ (Cia Juliana Lima/2º lugar), ‘Semente’ (Presepada Teens/2º lugar) e ‘Linda Flor’ (Arte e estudo juvenil/3º lugar).
>> Voto popular de melhores cenas: ‘Por quê?’ (Inesperado’s Baby/1º lugar), ‘A Revolta dos Brinquedos’ (Inesperadinhos/2º lugar), ‘Linda Flor’ (Arte e estudo mirim/3º lugar).
>> Produção: ‘Por quê?’ (Inesperado’s Baby); Texto original: Marcus Di Bello (‘Por quê?’, de Inesperado’s Baby); Texto adaptado e sonoplastia: Juliana Lima (‘Os porquinhos’, da Cia. Juliana Lima); Figurino: Paola Caruso (‘Somos todos Dom Quixote’ e ‘A farsa do príncipe’); Iluminação: Marcus Di Bello (‘Severino faz chover’, da Presepada Kids); Cenografia: Dario Félix e Miriã Pessoa (‘Severino faz chover’, da Presepada Kids); Revelação: Catarina Cação (‘João e Maria’, de Arte e Estudo Mirim); Ator: Vitor Lima (‘Semente’, da Presepada Teens); Atriz: Manuela Romano (‘A revolta dos brinquedos’, do Inesperadinhos); Direção: Jamili Limma (‘Por quê?’, de Inesperado’s Baby);Prêmio especial pela construção da personagem: Ana Luiza Miranda (‘Severino faz chover’, da Presepada Teens); Prêmio pelo conjunto de cena: ‘Por quê?’; Coro cênico: ‘Linda Flor’ (Arte e estudo juvenil); Prêmio especial à Ana Luiza (‘Os Porquinhos, da Cia Juliana Lima) e às bailarinas de ‘A Farsa do Príncipe’.
.
Categoria Estudantil (A e B)
3>> Voto dos orientadores para melhores cenas da categoria estudantil A: ‘Meu pé de laranja lima’ (Teatro JN/1º lugar), ‘A revolução das notas musicais’ (Teátrio Musical/2º lugar), ‘A alegria do circo’ (Porto Encena/3º lugar).
>> Voto dos orientadores para melhores cenas da categoria estudantil B: ‘Morte e vida Severina’ (Teatro Jean Piaget/1º lugar), ‘A ver estrelas’ (O.B.A. São Vicente/2º lugar), ‘O Sétimo Planeta’ (Cia Teatral Pé no Palco/2º lugar), ‘As bruxas de Salém’ (O.B.A. Conselheiro/3º lugar).
>> Voto popular de melhores cenas: ‘Terra Ardente’ (Revirados/1º lugar), ‘O Truk da Trupe’ (Anglo Santos/2º lugar), ‘Morte e Vida Severina’ (Jean Piaget/3º lugar).
>> Produção: ‘Morte e Vida Severina’ (Jean Piaget); Texto original: Plínio Augusto (‘Vai dar bolo’, de Atrás da Cortina/A) e Nei Boito (‘Circo Portovick’, de Exploradores Cênicos/B); Texto adaptado: Raquel Araújo (‘O país dos dedos gordos, do Teatro Novo Tempo/A) e Marcondys França (‘O fantasminha Pluft’, do Verteatro/B); Figurino: Teatro JN (‘Meu Pé de Laranja Lima’/A) e Larissa Miyachiro (‘O sétimo planeta’, da Cia Teatral Pé no Palco/B); Iluminação: André Cajaíba; Sonoplastia: Marici Dorta (‘A revolução das notas musicais’, do Teátrio Musical/A) e Fred Lincoln (‘Circo Portovick’, de Exploradores Cênicos/B); Cenografia: Teatro JN (‘Meu pé de laranja lima’/A) e Daniel Valverde (‘A ver estrelas’, da O.B.A. São Vicente/B); Revelação: Jaya Cordaro Tavares, Lia Ramos Duarte (ambos de ‘O país dos dedos gordos’, do Teatro Novo Tempo/A), Naila da Silva Souza e Giovanna dos Santos Barone (ambas de ‘Circo Portovick’, dos Exploradores Cênicos/B); Ator: Guilherme Oliveira Mota (‘O país dos dedos gordos’, do Teatro Novo Tempo/A) e Arthur Neto (‘Morte e vida Severina’, do Teatro Jean Piaget/B); Atriz: Julia Laurieri (‘Os saltimbancos’, do Verteatro/A), Paula Prado e Beatriz Silva (ambas de ‘As bruxas de Salém’, do O.B.A. Conselheiro/B); Direção: Igor Ferreira (‘Meu pé de laranja lima’, do Teatro JN) e Daniel Valverde (várias obras); Prêmio especial: ‘Meu pé de laranja lima’ (Teatro JN), ‘A alegria do circo’ (Porto Encena), ‘Um Brasil Nordestino’ (Thearteiros) e a atenção à sustentabilidade do Grupo Dom Líbor.
.
Categoria Monólogo
2>> Voto dos orientadores para melhores cenas: ‘Elena’ (Cia Valsa pra Lua/1º lugar), ‘A mais forte’ (Taetro de Teatro/2º lugar) e ‘Um discurso para minha avó’ (Cia. Teatro Vozavós/3º lugar).
>> Voto popular de melhores cenas: ‘Laura’ (Maristelos/1º lugar), ‘Um dedo de prosa’ (Coletivo Allegro/2º lugar), ‘A Mais Forte’ (Taetro de Teatro/3º lugar).
>> Texto original e figurino: Juliana do Espírito Santo (‘Um discurso para minha avó’, da Cia de Teatro Vozavós); Maquiagem: Carina Torres e Vera Mojola (‘A mais forte’, do Taetro de Teatro); Iluminação: Anderson de Oliveira (‘A mais forte’, do Taetro de Teatro); Sonoplastia: Fred Lincoln (‘Um dedo de prosa’, do Coletivo Allegro); Cenografia e direção: Fabiano Melo (‘Elena’, Cia Valsa para Lua); Ator: Rodrigo Caesar (‘Carta de um defunto rico’, da Cia Héterus de Teatro); Atriz: Mariana Nunes (‘Elena’, da Cia Valsa pra Lua).
.
Categoria Adulto
>> Voto dos orientadores para melhores cenas: ‘La fuerza de la superacion’ (Tenda da Fortuna/1º lugar), ‘Eu matei minha mãe’ (Teatro JN/2º lugar) e ‘Uma dona só’ (Taetro de Teatro/3º lugar).
>> Voto popular de melhores cenas: ‘Axé Aiê’ (Mosaico Teatral/1º lugar), ‘Urbanus’ (Cia Dons/2º lugar), ‘Mãos de Ferro’ (TNQ/3º lugar).
>> Texto original: Mateus Faconti e Amadeus Gaia (‘La fuerza de la superacion’, de Tenda da Fortuna); Figurino: Larissa Kathleen (‘O Jantar’, do Grupo da Laje); Maquiagem: Carina Torres (‘A Mulher Judia’, do Taetro de Teatro); Iluminação: Roberto Bastelli (‘Luminescência’, da Cria Criou Cia de Artes); Sonoplastia: Eder Santos (‘La fuerza de la superacion’, de Tenda da Fortuna); Cenografia: Igor Ferreira (‘Eu matei minha mãe’, do Teatro JN); Revelação: Martinha Lopes (‘O Teste’, da Cia Atores da Vila) e Wilson Gois (‘De volta ao luto’, da Cia Lorena);Ator: Alex Moreira (‘La fuerza de la superacion’, da Tenda da Fortuna); Atriz: Ellen Silva (‘Uma dona só’, do Taetro de Teatro); Direção: Mateus Faconti (‘La fuerza de la superacion’, da Tenda da Fortuna); Prêmio especial ao elenco de ‘O Teste’ (Cia Atores da Vila) e pesquisa estéticado Teatro JN (‘Eu matei a minha mãe’).
.
12º Concurso Estudantil de Poesia
>> Ensino Fundamental 1: Luna Alves Silva Santos (Anglo Santos/1º lugar), Esthela Mendes Ricciotti (Anglo Santos/2º lugar), Salwa Riad El Malt (Anglo Santos/3º lugar);
>> Ensino Fundamental 2: Júlia Ferreira Pinto (Colégio Coração de Maria/1º lugar), Ana Luiza Badialle Costa (Colégio Coração de Maria/2º lugar), Bruno Manelici Felix (Anglo Santos/3º lugar), Arthur Felinto Mendes Ricciotti (Anglo Santos/Especial);
>> Ensino Médio: Hemily Kamila Santos de Lima (Colégio França/1º lugar), Deborah Braga Freitas Santos (Anglo Santos/2º lugar), João Vitor Soares Ribeiro (E.E. Afonso Schmidt/3º lugar);
>> Universitário: Ulisses Batista Thadeu Salvador (Unip/1º lugar), Angélica Aldrey Prates (Unisanta/2º lugar), João Victor Concer Corrêa (Unisantos/3º lugar).
>> Prêmio Fescete Solidário ‘Quadradinhos de Amor’: Colégio Anglo Santos;
.
*Lincoln Spada

Prêmio Sesc de Literatura 2015 recebe inscrições até dia 1º

Incentivo à produção literária nacional, o Prêmio Sesc de Literatura recebe inscrições de todo o Brasil até 1º de março. Primeira vez desde a criação do prêmio em 2003, o processo seletivo será inteiramente realizado via internet, desde o envio de informações pessoais até a obra propriamente dita.

Outra novidade desta edição é que os vencedores serão anunciados em julho durante a 13ª edição da Festa Literária de Paraty, a Flip. Os objetivos do prêmio são a valorização de novos escritores e a renovação do mercado nacional. A cada ano são selecionados dois autores inéditos nas categorias conto e romance.

Cada vencedor assina contrato de publicação com a editora Record, que será responsável pela distribuição comercial das obras com tiragem inicial mínima de 2 mil exemplares. Para participar, os candidatos devem ter um livro inédito de romance ou contos. O autor poderá concorrer nas duas categorias. O edital completo está disponível aqui.

*Sesc