Arquivo da tag: propostas

Prefeitura de Santos credencia oficineiros de artes visuais e DJ até dia 18

Prefeitura de Santos / Foto: Facebook da ABSM

Profissionais de desenho e pintura, fotografia e DJs podem, até sexta-feira (18/jan), credenciar e apresentar propostas para as Oficinas de Formação Cultural oferecidas por meio de convênio entre Ministério da Cultura – Fundação Nacional de Artes (Funarte) e a Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

O edital, que teve sua prorrogação anunciada no Diário Oficial na edição do último dia 21, pode ser consultado na íntegra no link https://goo.gl/xtSuyQ. As inscrições podem ser enviadas pelos Correios ou feitas presencialmente, das 9h às 12h e das 14h às 18h, na Secretaria Municipal de Cultura de Santos (Secult), na Av. Sen, Pinheiro Machado, 48, 4º andar, Vila Mathias, CEP 11075-907.

No envio pelo Correio será considerada a data de carimbo da postagem. As propostas serão analisadas por uma comissão que avaliará critérios como objetivos, metodologia e viabilidade dos projetos, além do perfil, histórico e comprovações de experiência de cada participante. O credenciamento não implica em contratação, a qual ocorrerá conforme a pontuação obtida pelo credenciado.

 

Fábrica Cultural recebe propostas de cursos artísticos até terça-feira

Prefeitura de Santos

Profissionais da área artística têm até 15/jan para inscrever propostas de cursos de formação cultural na Secretaria Municipal de Cultura (Secult). Os projetos, após serem submetidos a análise de comissão julgadora, podem integrar a grade de 2019 do programa Fábrica Cultural, que oferece cursos artísticos gratuitos à população. Os detalhes das inscrições e outras informações estão publicados na edição de 27 de dezembro, do Diário Oficial, à pág. 22: acesse aqui.

Os cursos devem contemplar atividades nas modalidades de música, artes circenses, dança, artes visuais, teatro, literatura, artes integradas e gestão cultural, proporcionando conhecimentos gerais e específicos sobre a área escolhida, com atividades práticas e de fruição. Podem participar profissionais das áreas artísticas e cultural, maiores de 18 anos, que apresentem a documentação e preencham os requisitos exigidos no edital.

As inscrições podem ser presenciais ou enviadas pelos Correios. No caso de presenciais, devem ser realizadas das 9h às 12h e das 14h às 17h, no período estipulado, no Departamento de Formação Cultural da Secult (Av. Rangel Pestana, 150, Vila Mathias – CEP 11013-550). Nas inscrições enviadas pelos Correios será considerada a data de carimbo da postagem.

 

Trinta das mais de 200 propostas da 8ª Conferência de Cultura de Santos

Exatas 207 propostas. Eis o número de ações levantadas pela sociedade civil durante a 8ª Conferência de Cultura de Santos no último sábado (28/mar), na Prodesan. Os indicativos foram levantados sobre quatro temas: implementação do Sistema Municipal de Cultura; produção simbólica e diversidade cultural; cidadania e direitos culturais; e cultura e desenvolvimento.

Umas confirmam as ações desenvolvidas pela Prefeitura. Outras, cobranças de melhorias. Mais algumas são utópicas no âmbito administrativo ou financeiro. E ainda há as ingênuas, que desconhecem os programas governamentais. Mesmo assim, a maioria foi aprovada e sempre será um avanço a criação de um espaço democrático para discussões sobre políticas culturais. São muitas ideias, elenco abaixo 30 propostas da Conferência que podem nortear a Secult nos próximos dois anos.

Leis, Conselho e Produção Cultural

011) Criar nova Lei de Fomento à Cultura através de fundo único ou benefício/isenção fiscal.

2) Obter isenção fiscal (IPTU) para produtoras estabelecidas na Cidade que tenham contrapartida social, como, por exemplo, eventos e programação gratuita.

3) Ampliar para 24 as cadeiras destinadas aos segmentos culturais no Conselho Municipal de Cultura. (Assim, passaria de metade para dois terços de participação da sociedade civil)

4) Articular junto ao Governo do Estado e Governo Federal a criação de uma Universidade Pública de Artes na Cidade.

Fundo de Assistência a Projetos Culturais Independentes – Facult

025) Segmentar o edital do Facult e segmentar a comissão de análise. Assim, diversificar o valor dos prêmios.

6) Disponibilizar uma plataforma virtual de inscrição para o edital do Facult e de divulgação de projetos contemplados. Disponibilizar uma cartilha virtual de procedimentos para inscrição e elaboração de projetos do Facult e um funcionário que tenha treinamento específico para auxiliar os proponentes.

7) Realizar mapeamento e análise do resultado das primeiras quatro edições: bairros contemplados com atividades artísticas; espaços municipais e privados que receberam atividades de contrapartida; quantidade de iniciativas e de público atingido por cada segmento artístico; histórico de desdobramento de cada projeto já contemplado.

8) Promover medidas administrativas que solucionem os grandes atrasos de repasse e a falta de disponibilidade orçamentária da verba previamente destinada para o edital. (A verba já programada e guardada em 2014 ainda não foi repassada por completo aos contemplados)

Teatro e Circo

039) Promover o mapeamento dos grupos e artistas da Cidade para montagem de um anuário virtual e para geração e indicadores culturais que possam apoiar as políticas públicas da Cidade.

10) Promover um programa de intercâmbio de professores e alunos da Escola de Artes Cênicas Wilson Geraldo com outras escolas de artes cênicas. Elaborar um programa de estágio entre alunos e grupos da Região.

11) Elaborar a Lei Municipal que destina um espaço público para montagem de Lona Circense, visando apoiar e baratear a vinda de circos para Santos. Propiciar a criação da Escola Municipal de Circo.

Literatura

0412) Propor um projeto de oficinas literárias voltadas à formação profissional, tendo como objetivo o aprimoramento das técnicas e o conhecimento dos escritores, o agenciamento literário e o aprendizado na elaboração de roteiros de cinema, televisão e teatro. Parcerias e articulações com as universidades, Secretaria de Estado da Cultura, Ministério da Cultura, Sesc, entre outros.

13) Propor a realização de eventos literários no formato de festivais locais nos espaços históricos e turísticos da Cidade. Esses eventos envolveriam performances poéticas, lançamentos literários, debates, como por exemplo, o Fórum das Letras (Ouro Preto) e o Festival Literário Internacional de Paraty. Incentivar a criação da Rua da Literatura, como a Calle de las Huertas (Madri) que tem uma vida noturna intensa nos finais de semana.

14) Promover a criação de um roteiro turístico-literário, com a inclusão e uma linha de bondes e de ônibus, relacionando espaços e lugares à história da literatura e dos escritores santistas, por meio de identificação as ruas e residências onde viveram autores e intelectuais da Cidade. Placas com poemas ou trechos de obras estariam instaladas nesses locais.

História, Memória e Patrimônios Edificados

0315) Tornar o Cemitério do Paquetá ponto de referência cultural e histórica para a Cidade, com o tombamento das sepulturas de pessoas de relevância e história funerária ou tumular.

16) Instalação da Biblioteca Central (hoje na Sociedade Humanitária) em imóvel apropriado e de fácil acesso, incluindo-se a acessibilidade a todos os tipos de deficiências, notadamente a visual.

17) Viabilizar a continuidade e reestruturação de projetos, como Oficina Escola de Restauro e Educação Patrimonial.

18) Disponibilizar acesso digital do inventário dos imóveis tombados e dos imóveis gravados com nível de proteção 1, além de imóveis de interesse histórico e dos sítios arqueológicos do município.

19) Instalação de CR-Code nos monumentos da Cidade.

Audiovisual

0720) Abrir vagas de estágio remunerado no Santos Film Comission com processo de seleção aberto a estudantes, e não ser restrito como é atualmente.

21) Criar a Incubadora Municipal de Projetos de Audiovisual, com suporte artístico e acadêmico, utilizando infraestrutura e local da Prefeitura.

Carnaval

22) Possibilitar licença de comércio para agremiações de carnaval da Cidade, com contrapartida social em festas e eventos de cultura carnavalesca, tendo como exemplo as barraquinhas beneficentes na Festa Inverno.

Dança

0523) Ocupação de espaços públicos ociosos para que artistas independentes, grupos, companhias, coletivos, entre outros possam realizar ensaios de espetáculos de dança em fase de criação, montagem ou apresentação.

24) Realização de uma Mostra Anual de Dança, que contemplem encontros, debates, seminários e workshops fazendo parte do calendário municipal. (Santos perdeu a tradicional Bienal Sesc de Dança em 2014)

Música e Ópera

0225) Elaborar projeto de lei para relacionar e cadastrar todos os instrumentos musicais da Secult. Em caso de empréstimos a alunos ou músicos, deverão ser coletados dados, como nome, CPF e endereço. Estabelecer prazo de devolução.

26) Estudar a criação de uma Orquestra Jovem Municipal (hoje, a Prefeitura mantém o Quarteto Martins Fontes, Camerata de Violões Villa Lobos, Coral Municipal e Orquestra Sinfônica). Promover montagens de óperas aproveitando os corpos estáveis.

Artesanato e cultura popular

27) Criar polos artesanais em uma parceria das Secretarias de Cultura e Turismo.

Artes visuais

0128) Ampliar espaços na Cidade para mostras de artes visuais em pontos estratégicos para o desenvolvimento deste segmento, como: Estação da Cidadania, Museu da Pesca, Instituto Histórico e Geográfico de Santos, Caruara, Ilha Diana, Instituto Arte no Dique, Jardim Botânico Chico Mendes, Monumento Nacional Ruínas do Engenho dos Erasmos, Monte Serrat, morros, etc.

29) Implementar um centro de formação e serviço educativo na Galeria de Artes Braz Cubas, visando a mediação da arte, incentivo, produção e capacitação de artistas, para o desenvolvimento de projetos de linhas de pesquisa, preservação de acervo e formação de público.

30) Criar incentivos para a realização da Bienal de Gravuras e Bienal de Artes Visuais em Santos, sendo esta última com espaços paralelos com artistas locais, incluindo premiação.

*Lincoln Spada