Arquivo da tag: rap caiçara

Semana da Cultura Caiçara de Santos inicia dia 16; confira a programação

Por Secult Santos*

A 6ª Semana da Cultura Caiçara de Santos será aberta na sexta-feira (15/mar), às 19h30, na Pinacoteca Benedito Calixto (Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão), com apresentação do Coletivo Percutindo Mundos, Coletivo Caiçara e os
músicos Danilo Nunes, Pablo Mendoza, William Silva.

De fundamental importância para a formação da identidade nacional, o caiçara representa a gênese e o desenvolvimento de uma cultura que nasce no litoral, nos primeiros anos da colonização, por meio da miscigenação entre o indígena, o europeu e o africano, e depois expande-se pelo território brasileiro através dos bandeirantes, tropeiros e pelos diversos ciclos econômicos pelos quais o País passou.

A programação do evento, que este ano também será promovida em Guarujá e São Vicente, prevê muitas atividades com música, dança, teatro, literatura, contação de histórias, artes visuais, cinema, debates, oficinas, esportes, ecologia e turismo de base comunitária.

Esta edição marca o último ano em que as comemorações serão em março. A partir de 2020, a semana será celebrada em maio, depois da Quaresma. Inserido no Calendário da Cidade pela Lei 2920/13, o evento também faz parte das comemorações oficiais de outras cidades: Guarujá, São Vicente, São Sebastião, Cananeia, Ubatuba e Paraty. A semana é realizada pelos coletivos Imaginário Coletivo, Percutindo Mundos e Coletivo Caiçara, com apoio da Secult.

> 15/mar | Pinacoteca | 19h30 | Abertura oficial, com artistas, pesquisadores e autoridades da Região. Apresentação do Coletivo Caiçara e Percutindo Mundos, com os músicos Danilo Nunes, Pablo Mendoza, William Silva;
> 16/mar | Ponte Edgard Perdigão (Av. Bartolomeu de Gusmão, s/nº, Ponta da Praia) | 10h | Passeio e oficina fotográfica com trilhas e comunidades caiçaras, com Anak Albuquerque;
> 16/mar | Estação da Cidadania (Av. Ana Costa, 340) | 18h – Feira Imaginária – Feira de livros de editoras independentes da Região e bate-papo com autores, como Madô Martins e Regina Alonso; 18h30, Apresentação de ‘Lendas Caiçaras’, com André Barros e Marina Machado; 19h, Sarau caiçara; 20h, Pindorama – Encontro de rap caiçara; 21h, Bailão do Santo – Músicas dançantes de autores da Região nos ritmos de samba rock, reggae, maracatu, soul, fandango, samba e pop.
> 17/mar | Centro de Visitantes do Parque Estadual Xixová-Japuí | 9h, Mar Caiçara – passeio pela trilha do parque até a Praia de Itaquitanduva, com Danilo Alves; 9h30, café comunitário; 11h, oficina sohre história e prática do surf; 12h, ação ambiental de coleta de resíduos sólidos e plantio de sementes nativas.
> 19/mar | Associação Cultural José Martí (R. Joaquim Távora, 217) | 19h, Cine Caiçara, com exibição de ‘História Oral da Gente de Santos’ e ‘Hans Staden’, seguido de bate-papo com o crítico Flávio Viegas Amoreira e o cineasta Dino Menezes;
> 20/mar | Lagoa da Saudade (Morro da Nova Cintra) | 14h, Batalha do Conhecimento, leitura e interpretação poética com Syro Damassaclan;
> 21/mar | Caruara | 10h, Batalha do Conhecimento; 14h, Leia Santos, com doação de livros e revistas;
> 22/mar | Universidade Católica de Santos (Av. Cons. Nébias, 300) | 19h30, Cátedra Gilberto Mendes com o bate-papo ‘O Brasil Caiçara’; 20h30, performance artística.

*A foto que ilustra a matéria se refere a uma apresentação da 5ª Semana da Cultura Caiçara, tendo em vista que a mostra de 2019 será iniciada.

Confira a programação completa do Dia Municipal do Hip Hop em Santos

Por André Azenha

Celebrado em Santos desde 2008, o Dia Municipal do Hip Hop tornou-se um evento referência no segmento, atraindo centenas de artistas do ramo de Santos e outras cidades. Para 2017, o projeto “Muito Prazer! Meu Nome é Hip Hop” – criado pelo produtor cultural Orlando Rodrigues e o DJ Mamuth – preparou uma extensa programação visando fortalecer essa cultura na região, formar público, instigar o pensamento crítico, valorizar artistas locais, promover intercâmbio cultural e democratizar o acesso da população à cultura. As atividades abordarão os quatro elementos do movimento: dança, rimas, discotecagem e grafite.

De 11 a 16 de maio, o município receberá ações em diversos no Centro de Cultura Patrícia Galvão, Praça Mauá, Centro Esportivo e Cultural “Dale Coutinho” e Cine Roxy 4. Toda a programação é gratuita. Locais fechados estão sujeitos à lotação. “Existem grandes demandas de produções da Cultura Hip Hop em Santos e o Dia Municipal do Hip Hop é muito esperado pelos agentes culturais para mostrarem seus trabalhos como produtores, artistas e arte educadores. Precisamos dialogar este ano para ampliar a participação do movimento de Santos nas próximas edições”, ressalta Orlando Rodrigues.

Apresentada ao legislativo santista, em 2008, por dois rappers santistas, Daniel Paixão, conhecido Criminal D. e Leandro Valença, pelo então vereador Marcus de Rosis, o Dia do Hip Hop virou lei municipal. As primeiras ações foram realizadas em 2013 e 2014 de forma voluntaria pelo Projeto Muito Prazer! Meu Nome é Hip Hop. Devido às solicitações de alguns agentes culturais em 2015, 2016 e 2017 o projeto conquistou para o Dia Municipal do Hip Hop uma verba parlamentar concedida pelo vereador Ademir Pestana, executada pela Secretaria Municipal de Cultura com a produção ações que utilizem os quatro elementos da cultura hip hop: dança, rimas, discotecagem e grafite.

PROGRAMAÇÃO:

>> ‘Produção da Cidade Hip Hop’
11 a 16 de maio, a partir das 12h. Praça Mauá, no Centro Histórico

>> ‘Rodas de conversas no Museu da Imagem e do Som para agentes da Cultura Hip Hop’
11 e 12 de maio, das 19h às 22h. Museu da Imagem e do Som (Miss – Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias).

>> ‘Projeto Rap de Garagem’
13 de maio das 12h às 18h. Centro de Cultura Patrícia Galvão (Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias).

>> Bate Papo ‘Hip Hop por Elas’
13 de maio, das 15h às 17h. Museu da Imagem e do Som (Miss).

>> Celebração 24 anos do LP ‘Força Rap do Litoral Santista’ 
13 de maio, às 20h. Teatro Municipal Braz (Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Shows: Criminal D e Gang de Rua (Daniel) / Contrabando de Atitude (Leandro).

>> Jam ‘Danças Sociais Hip Hop’
14 de maio, das 12h às 18h. Centro Esportivo da Zona Noroeste. Rua Fausto Felício Brusarosco, s/nº, bairro Castelo

>> 1ª Mostra de Vídeo Clipes de Rap Caiçara
16 de maio, às 21h. Sala 1 do Cine Roxy do Shopping Pátio Iporanga. Avenida Ana Costa, 443, Gonzaga.

Muito Prazer! Meu Nome é Hip Hop

Conscientizar, empoderar e dar autonomia a jovens, principalmente aos que estão em situação de vulnerabilidade social. Esses são os principais objetivos do “Projeto Muito Prazer! Meu Nome é Hip-Hop”. E não é por acaso que o nome se assemelha a um cartão de visitas. O projeto criado em 2010 por Orlando Rodrigues, militante do movimento negro, em parceria com DJ Mamuth, tem a proposta de levar as pautas do hip-hop para vários espaços, buscando políticas públicas por meio do diálogo com o Poder Público, conselhos sociais e comunidade fomentando o movimento na Baixada Santista.

Atualmente, o projeto possui perfil itinerante, voluntário e sem fins lucrativos, ocupando os espaços públicos com oficinas e eventos de hip-hop, levando o debate sobre questões raciais e a identidade negra à tona. Nesse anos, o projeto realizou ações em todas as regiões de Santos e promoveu o lançamento do filme “Hip Hop Santista: Suas Origens e Trajetórias Sobre o Tempo”. Maiores informações: https://www.facebook.com/MPMNH2/.

A programação do Dia Municipal do Hip Hop, em 2017, é realizada pelo Projeto Muito Prazer! Meu Nome é Hip Hop e tem apoios institucionais da Prefeitura Municipal de Santos, por meio das Secretaria Municipais de Cultura e Turismo, CulturalMente Santista, Museu da Imagem e do Som, UNIMONTE, Secretaria de Estado de Cultura, por meio da Assessoria de Projetos de Hip Hop e Mandato do Vereador Ademir Pestana, presidente da Comissão Especial de Assuntos Relacionados à Igualdade Racial e Étnica.

 

Dia Municipal do Hip Hop tem ampla programação; confira aqui

Por Secult Santos

Com programação de 11 a 16 de maio, o Dia Municipal do Hip Hop, criado pela lei municipal nº 2573, de 10 de outubro de 2008, traz apresentações musicais e de dança, além de encontros, rodas de conversa e intervenções artísticas em diversos pontos da Cidade. Toda a programação é gratuita.

O Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss), localizado no piso térreo do Centro de Cultura Patrícia (Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias), abriga a ‘Rodas de conversas para agentes da Cultura Hip Hop’ nos dias 11 e 12, das 19h às 22h. Já no dia 13, das 12h às 18h, o ‘Projeto Rap de Garagem’ chega ao piso térreo do espaço cultural. Ainda no dia 13, às 15h, o Miss recebe o bate-papo ‘Hip Hop por Elas’, que discute o papel e protagonismo feminino no movimento.

Na sequência, às 20h, o Teatro Municipal Braz Cubas é palco da celebração dos 24 anos do LP ‘Força Rap do Litoral Santista’, com shows de Criminal D e Gang de Rua (Daniel), e Contrabando de Atitude (Leandro). Outras informações na página http://www.facebook.com/MPMNH2/

‘Produção da Cidade Hip Hop’
Praça Mauá | 11 a 16 de maio, a partir das 12h.

‘Rodas de conversas no Museu da Imagem e do Som para agentes da Cultura Hip Hop’
Museu da Imagem e do Som (Miss) | 11 e 12 de maio, das 19h às 22h

‘Projeto Rap de Garagem’
Centro de Cultura Patrícia Galvão | 13 de maio das 12h às 18h

Bate Papo ‘Hip Hop por Elas’
Museu da Imagem e do Som (Miss) | 13 de maio, das 15h às 17h

Celebração 24 anos do LP ‘Força Rap do Litoral Santista’
Teatro Municipal Braz Cubas | 13 de maio, às 20h
Shows: Criminal D e Gang de Rua (Daniel) / Contrabando de Atitude (Leandro).

Jam ‘Danças Sociais Hip Hop’
Centro Esportivo da Zona Noroeste | 14 de maio, das 12h às 18h

1ª Mostra de Vídeo Clipes de Rap Caiçara
Sala 1 do Cine Roxy do Shopping Pátio Iporanga | 16 de maio, às 21h.