Arquivo da tag: reflexões

Monumento a Braz Cubas receberá intervenção da Secult e Nova Acrópole

Por Secult Santos | Foto: Memória Santista

A Coordenadoria de Museus e Galerias da Secretaria de Cultura de Santos (Secult) recebe os voluntários da organização internacional de filosofia, cultura e voluntariado Nova Acrópole–Santos para a 12ª edição do Projeto Clio. A ação de limpeza ocorrerá no monumento a Braz Cubas (Praça da República, no Centro Histórico), fundador da vila de Santos. A atividade será nesta quinta-feira (24/jan), às 9h, dentro da comemoração dos 473 anos da Cidade.

Além de colaborar no serviço de limpeza, orientado pela Secult, os voluntários também vão expor varal de poesias de poetas santistas e realiza a Roleta das Virtudes, cujo objetivo é trazer, por meio da interação com o público, reflexões sobre valores e princípios humanos baseadas na filosofia.

Feita pelo artista italiano Lorenzo Mazza, a obra em homenagem a Braz Cubas é o primeiro monumento da Cidade. Com 8 metros de altura, a peça carrega vários símbolos. A face de Braz Cubas aparece rodeada de outras figuras humanas que representam o comércio, a navegação e o gênio de Santos.

A ação voluntária de limpeza dos monumentos de Santos realizada pelos alunos e docentes da Nova Acrópole-Santos objetiva valorizar e preservar a memória municipal e nacional, representada pelos personagens exaltados nas obras. Ainda, é uma via de expressão dos alunos filósofos e voluntários, que sabem que o altruísmo pode tornar o mundo um lugar melhor.

 

Bate-papo em Santos: Vinil pra quem ouviu e pra quem nunca viu

Muitas mudanças ocorreram desde que o bom e velho vinil foi substituído pelo CD e este, pela música digital. Estas mudanças atingiram o mercado fonográfico, assim como a forma como hoje acessamos nossas músicas preferidas. E a imagem, antes tão presente nas capas dos discos, como interage com as obras dos artistas?

Estes assuntos são o mote de um evento que o Sesc Santos realiza nos dias 16 e 17 de abril, sempre às 19 horas. Na programação, conversas, histórias, livros, leituras, capas de discos e exposição de uma coletânea selecionada de discos antigos, tudo embalado a muita música ambiente.

Amantes da música e afins estão convidados para este debate-papo cultural. O primeiro, no dia 16, intitulado “Reflexões sobre as mudanças do vinil e a transformação para a música digital”, contará com a participação de Fernando Iazzetta, Fernando Naporano e Sérgio Pinto.

No dia 17, Herom Vargas e Itaici Brunetti falarão sobre “Arte de capa no vinil e a arte visual na música dos dias de hoje”, sua representação e importância que marcou épocas. A mediação dos dois debates será feita pela jornalista e pesquisadora Márcia Costa.

A atividade faz parte do evento “Vinil pra quem ouviu e pra quem nunca viu – ateliê sonoro”, que o Sesc Santos vem promovendo ao longo do ano. O evento ocorre na Sala de Internet da unidade (Rua Conselheiro Ribas, 136/Santos). Durante os dois encontros haverá sonorização com o DJ Sílvio Luiz e exposição de vinis raros.

OS CONVIDADOS

01Itaici Brunetti, produtor e músico, autor do projeto “Indiscotíveis”, lançado em 2014, um livro que retrata 14 discos clássicos da música brasileira.

Herom Vargas, doutor em Comunicação e Semiótica (PUC-SP), autor de “Hibridismos Musicais de Chico Science & Nação Zumbi” (Ateliê Editorial, 2007) e coorganizador de “Mutações da Cultura Midiática” (Paulinas, 2009). Coordena o Programa de Pós-Graduação em Comunicação da USCS.

02Fernando Iazzetta, professor livre-docente na área de Música e Tecnologia do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da USP e pesquisador do Laboratório de Acústica Musical e Informática (LAMI). Autor do livro “Música e mediação tecnológica”. São Paulo, Perspectiva (2009).

Fernando Naporano, poeta, jornalista especialista em música, atuou em várias publicações internacionais, a exemplo da revista Rolling Stone. Criou a banda “Maria Angélica Não Mora Mais Aqui”. Foi um dos pioneiros no jornalismo rock nos anos 80.

Sérgio Pinto: formado em Composição e Regência (IA/Unesp), com especializações em Gestão Cultural (Universidade de Girona/Espanha e Itaú Cultural) e Criação de Imagem e Som em Meios Eletrônicos (Senac). Atualmente é gerente adjunto do Sesc Pompeia.

02Sílvio Luiz: sua proposta como DJ mescla gêneros variados como baião, samba, pós-caipira, mangue beat e carimbó soul, jazz e axé music. Tocou em eventos como Mostra de Arte Popular Maracatu Quiloa, Vitrolada e Balaio Groove. Formado em comunicação social e programador musical do Sesc Santos.

Márcia Costa: doutoranda em Comunicação Social, estuda Jornalismo Cultural com foco nas relações entre arte e comunicação, imagem e hibridação cultural.

*Márcia Costa