Arquivo da tag: rua da amargura

Cia Héterus apresenta nova temporada de ‘Rua da Amargura’ em abril

Por Cia Héterus de Teatro

A Companhia Héterus de Teatro apresenta o espetáculo ‘Rua da Amargura’, em temporada gratuita neste mês de abril. Com direção de Rodrigo Caesar e assistência de direção de Lucas Magalhães, a peça estará em cartaz nos dias 14, 15 e 16, às 20h, na Praça Tom Jobim.

Em seguida, nos dias 22 e 23, às 20h, no Parque Cultural Vila de São Vicente (Praça João Pessoa), além dos dias 29 e 30, no Instituto Histórico e Geográfico (Rua Frei Gaspar, 280). No caso de chuva, as sessões do teatro de rua serão canceladas.

Sinopse

O Circo Pulguentu’s vem aí para alegrar, encantar, emocionar os corações vicentinos com muita música, dança e teatro. São 60 minutos de divertimento garantidos! O que equivale a 60 meses de boa saúde!Venham sorrir, venham chorar! Venham curtir e prestigiar, pois é a história de Jesus Cristo que viemos contar!

 

Tradicional teatro ‘Rua da Amargura’ está em cartaz no Parque Cultural Vila de SV

Tradicional encenação cênica na Baixada Santista, ‘Rua da Amargura’ é a peça do coletivo de artes de São Vicente que apresenta a sua perspectiva sobre os atos que mitificaram Jesus Cristo para todo o Ocidente. O espetáculo estará em cartaz gratuitamente nos próximos domingos (dias 3 e 10), às 20 horas, no Parque Cultural Vila de São Vicente.

Na trama, um grupo circense chega à rua com muita vida, muitas cores e sons: eles contarão uma milenar história, a Paixão de Jesus Cristo. As fitas acompanham o figurino, um plano de fundo colore o cenário, máscaras personificam os personagens, realizando uma mistura de cores, formas e sons para apresentar tal história. “Venha conhecer a tão consagrada história do Salvador, contada de uma forma irreverente e feita para toda a família”, diz a atriz Mireille Oliveira.

Realizada pela Cia Héterus de Teatro, a produção cênica conta com a Cia Os Indesejáveis do Telhado e demais atores da Baixada Santista. A temporada conta com o apoio da Prefeitura Municipal de São Vicente através da Secretaria da Cultura.

*Lincoln Spada

 

Tradicional teatro ‘Rua da Amargura’ entra em temporada na Praça Tom Jobim

Diante da maior festividade cristã, a Páscoa, o coletivo de artes de São Vicente apresenta a sua perspectiva sobre os atos que mitificaram Jesus Cristo para todo o Ocidente. É a tradicional temporada do espetáculo ‘Rua da Amargura’, que estará em cartaz gratuitamente entre os dias 24 e 27 (quinta-feira a domingo), às 20 horas, na Praça Tom Jobim (Gonzaguinha).

Na trama, um grupo circense chega à rua com muita vida, muitas cores e sons: eles contarão uma milenar história, a Paixão de Jesus Cristo. As fitas acompanham o figurino, um plano de fundo colore o cenário, máscaras personificam os personagens, realizando uma mistura de cores, formas e sons para apresentar tal história. “Venha conhecer a tão consagrada história do Salvador, contada de uma forma irreverente e feita para toda a família”, diz a atriz Mireille Oliveira.

Realizada pela Cia Héterus de Teatro, a produção cênica conta com a Cia Os Indesejáveis do Telhado e demais atores da Baixada Santista. A temporada conta com o apoio da Prefeitura Municipal de São Vicente através da Secretaria da Cultura. Em abril, nos domingos (dia 3 e 10), o espetáculo estará em cartaz no Parque Cultural Vila de São Vicente.

*Lincoln Spada

 

Confira a programação do 4º Festival de Artes Cênicas de SV

No período de 1º a 15 de novembro de 2015, acontecerá o 4º Festival de Artes Cênicas de São Vicente, ocupando pontos culturais e espaços alternativos da Cidade. O evento tem como objetivo valorizar a cultura, incentivar o “fazer teatral”, auxiliar na formação de jovens e adultos em busca de novos segmentos e linguagens artísticas promovendo com isso um intercâmbio entre grupos da cidade e região.

O 4º Festival de Artes Cênicas é uma realização do “Movimento Amigos do Teatro”, composto por atores, diretores e representantes de grupos teatrais da cidade e conta com o apoio institucional do Conselho Municipal de Políticas Culturais e Secretaria Municipal de Cultura. As apresentações serão gratuitas e os ingressos trocados por alimentos que serão doadas a entidades assistenciais da cidade. Confira a programação completa:

Este slideshow necessita de JavaScript.

>> Dia 1º – 19h – Parque Cultural Vila de São Vicente – Teatro ‘Quando a caravana passa’, do Teatro JN (São Vicente)
>> Dia 1º – 21h – Início na Praça Tom Jobim – Teatro ‘Projeto Bispo – Tratados como bicho, comportam-se como um’, do O Coletivo (Santos)
>> Dia 2 – 18h – CampSV – Teatro ‘O Despertar da Juventude’, do Grupo Cetla (Peruíbe)
>> Dia 2 – 19h – CampSV – Teatro ‘Até que a Morte nos Separe’, do Grupo Cetla (Peruíbe)
>> Dia 5 – 20h – Parque Cultural Vila de São Vicente – Teatro ‘Manifesto Artaud’, do Teatro Genoma (Praia Grande)
>> Dia 6 – 20h – Parque Cultural Vila de São Vicente – Teatro ‘Passagem das Horas’, da Cia Teatral Vinho & Alma (Santos)
>> Dia 7 – 17h – CampSV – Teatro ‘Era uma Vez’, do Coletivo Verum (Santos)
>> Dia 7 – 20h – ETEC Drª. Ruth Cardoso – Teatro ‘Marulhos’, da Cia Teatral Marulhos (Santos)
>> Dia 7 – 21h – ETEC Drª. Ruth Cardoso – Coreografia ‘Procurados’, da Cia de Dança Fator (São Vicente)
>> Dia 7 – 21h30 – Praça Coronel José Lopes – Teatro ‘Blitz – O Império que Nunca Dorme’, da Trupe Olho da Rua (Santos)
>> Dia 8 – 13h – Praça Coronel José Lopes – Teatro ‘Sorrio Maravilha’, do Grupo Teatral As Lucianas (Rio de Janeiro)
>> Dia 8 – 19h – Parque Cultural Vila de São Vicente – Cenas ‘Lampião e Maria Bonita no Reino Divino’, do Ribert Curso de Teatro da Adesaf (São Vicente), ‘Liberdade, Liberdade’, do Grupo Alta Tensão (São Vicente), ‘A Revolta dos Brinquedos’, do Grupo Verteatro (São Vicente)
>> Dia 8 – 20h – Parque Cultural Vila de São Vicente – Teatro ‘Rua da Amargura’, do Coletivo de Artes (São Vicente)
>> Dia 13 – 20h – Parque Cultural Vila de São Vicente – Cena ‘Quando as Máquinas Param’, da Cia Pixotes e Quixotes (São Vicente)
>> Dia 14 – 19h – ETEC Drª. Ruth Cardoso – Coreografias ‘Navio Negreiro’, da E.E. Profª. Yolanda Conte (São Vicente) e ‘Africa Songs’, da Cia de Dança Lailton Reis (São Vicente)
>> Dia 14 – 20h – ETEC Drª. Ruth Cardoso – Teatro ‘A Tarde ardia com Cem Sóis’, do Grupo Orgone (Santos)
>> Dia 14 – 21h – ETEC Drª. Ruth Cardoso – Teatro ‘Um Novo Despertar’, da Cia Dons de Teatro Musical (São Vicente)
>> Dia 15 – 18h – CampSV – Teatro ‘Cala Boca Já Morreu – Parte 1’, do Núcleo de Artes Cênicas do CampSV (São Vicente)
>> Dia 15 – 20h – CampSV – Teatro ‘Cala Boca Já Morreu – Parte 2’, do Núcleo de Artes Cênicas do CampSV (São Vicente)
>> Dia 15 – 20h – Parque Cultural Vila de São Vicente – Teatro ‘Aquele que diz sim, aquele que diz não’, da Cia Indesejáveis do Telhado (São Vicente)
>> Dia 15 – 21h – Parque Cultural Vila de São Vicente – Teatro ‘Choro de Saudade’, da Cia Héterus de Teatro (São Vicente)

*Alessandro Cruz

 

Confira a programação do FESTA 57 – Festival Santista de Teatro

Com o tema ‘Fomento’, o mais antigo festival de artes cênicas em atividade do Brasil, o FESTA 57 – Festival Santista de Teatro abre com o espetáculo gratuito da Caravana Tonteria com a atriz e cantora Letícia Sabatella ‘De Volta ao Centro’. A caravana é o grupo formado por Paulo Braga (piano), Fernando Alves Pinto (serrote, trompete, violão e voz) e Zéli Silva (contra-baixo). A apresentação será no dia 1º de setembro, às 20 horas, no teatro do Sesc, onde as entradas podem ser retiradas a partir das 12 horas do mesmo dia (Rua Conselheiro Ribas, 136).

Contando com músicos-atores, o show carrega um elemento dramático em suas interpretações, incluindo pequenas cenas entre as canções autorais e de Chico Buarque, Kurt Weill, Duke Ellington e Colle Porter. As melodias vão de jazz ao flamenco, do tango à rumba, reforçando um ambiente de cabaré itinerante que roda pelo país.

Ativista ambiental e pelas causas indígenas, Letícia Sabatella inicia a programação do FESTA 57, que este ano, convide o público a refletir sobre a importância de uma lei de iniciativa popular para um Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de Santos, seguindo o modelo da capital paulista.

A iniciativa inspiradora possibilita a criação e manutenção de grupos com trabalhos continuados de pesquisa e produção artística e, ao mesmo tempo, melhorando o acesso da população ao teatro. Além das mostras nacional, estadual e regional, o festival também mantém shows, apresentações musicais, audiovisual, intervenções cênicas e rodas de conversa. Confira a programação em: fb.com/festivalsantistadeteatro e movimentoteatraldabaixadasantista.blogspot.com.

Programação

Dia 1º (terça-feira)
20h – Sesc-Santos (R. Cons. Ribas, 136) – Espetáculo musical ‘De Volta ao Centro’, com Letícia Sabatella e Caravana Tonteria;

Dia 2 (quarta-feira)
19h – Teatro Guarany (Praça dos Andradas) – Leitura dramática ‘A Condessa, a Cigana e o Amolador de Facas’ e curta-metragem ‘Rosinha Sinhá’ da TEP/Unisanta (Santos);
20h – Praça dos Andradas – Teatro ‘Circo do Só Eu’, do Barracão Teatro (Campinas);
23h – Vila do Teatro (Praça dos Andradas) – Show ‘O Baile é Balançante’, de Digo Maransaldi e Banda;

Dia 3 (quinta-feira)
0118h – Vila do Teatro – Teatro ‘Ispinho e Fulô de Patativa’, da Cia Teatral Carcarah Voador (Santos);
20h – Teatro Guarany – Teatro ‘Maria que Virou Jonas ou a Força da Imaginação’, da Cia
Livre (São Paulo);
22h – Quadra da Escola de Samba União Imperial – Teatro ‘Nas Quebradas do Mundaréu’, da Oficina do Imaginário e Dino Filmes (Santos);
23h – Vila do Teatro – Show ‘Visões de Severino’ (Ferraz de Vasconcelos);

Dia 4 (sexta-feira)
0416h – Rua do Comércio – Teatro ‘Hygiene’, do Grupo XIX de Teatro (São Paulo);
20h – Teatro Guarany – Teatro ‘Nepenthes’, do Projeto Antrópicos (Santos);
23h – Vila do Teatro – Festa do Coletivo Futuráfrica (Santos)
0h – Praça dos Andradas – Teatro ‘Blitz’, da Trupe Olho da Rua (Santos);

Dia 5 (sábado)
0515h30 – Fonte do Sapo – Teatro ‘Meu Quintal é Maior que o Mundo’, do Teatro Wídia;
16h30 – Fonte do Sapo – Teatro ‘A Moça da Janela’, da Animalenda (Itanhaém);
18h – Fonte do Sapo – Teatro ‘Baile do Anastácio’, do Oigalê (Rio Grande do Sul);
21h – Casa da Frontaria Azulejada – Teatro ‘A História dos Ursos Pandas’, do Teatro da Vila Velha (Bahia);
22h – Vila do Teatro – Batalha Musical sobre Fomento à Cultura Local, do grupo Muito Prazer, Meu Nome é Hip Hop (Santos);

Dia 6 (domingo)
0218h – Parque Roberto Mário Santini – Teatro ‘Rua da Amargura’, do Coletivo de Artes de São Vicente;
19h – Parque Roberto Mário Santini – Teatro ‘A Exceção e a Regra’, da Cia Estável de Teatro (São Paulo);
21h – Casa da Frontaria Azulejada – Teatro ‘Projeto Bispo’, do O Coletivo (Santos);
23h – Vila do Teatro – Apresentação do Diego Alencikas e Banda;

Dia 7 (segunda-feira)
16h – Escadaria do Monte Serrat – Teatro ‘Os Desclassificados’, de Os Panthanas (Santos);
20h – Casa da Frontaria Azulejada – Teatro ‘Diário de uma Revolucionária’, da Cia do Feijão (São Paulo);
21h30 – Praça dos Andradas – Teatro ‘Azar do Valdemar’, da Cia dos Inventivos (São Paulo);
23h – Vila do Teatro – Apresentação de The Matuts e Aparícius Band;

Dia 8 (terça-feira)
16h – Praça do Posto 2 – Teatro ‘Essa Partida Não Será Televisionada’, da Cia do Elefante/Tescom (Santos);
19h – Vila do Teatro – Teatro ‘Barraco Número 9’, da Oficina do Imaginário (Santos);
20h – Casa da Frontaria Azulejada – Teatro ‘{Entre}’, do Coletivo Negro (São Paulo);
21h30 – Vila do Teatro – Roda de conversa “Da vida ao palco: racismo e blackface no Brasil da democracia racial”;
23h – Vila do Teatro – Festa do Riscado com o DJ Silvio Luiz e Sandro Bueno;

Dia 9 (quarta-feira)
0320h – Teatro Guarany – Teatro ‘Os Sapatos que Deixei pelo Caminho’, do Teatro do Kaos (Cubatão);
21h – Praça dos Andradas – Teatro ‘Júlia’, do Cirquinho do Revirado (Santa Catarina);
23h – Vila do Teatro – Apresentação de Piratas do Maxixe e intervenções de ‘Zona in Progress 2’, de O Coletivo (Santos).

Histórico do Festival

O FESTA 57 – Festival Santista de Teatro é o festival de artes cênicas mais antigo em atividade do Brasil, reconhecido pelo Governo Federal com a Ordem do Mérito da Cultura. Criado em 1958 por Patrícia Galvão, a Pagu, o evento já despontou nomes como os dramaturgos Plínio Marcos e Carlos Soffredini, além de reunir personalidades como Regina Duarte, Paulo Goulart, Nicette Bruno, Herson Capri, Bete Mendes, Leona Cavalli, Cleyde Yáconis, Ney Latorraca, Sérgio Mamberti, Nuno Leal Maia, Alexandre Borges, Jandira Martini e Rubens Ewald Filho.

FESTA 57

O festival é uma realização do Movimento Teatral da Baixada Santista e da Secretaria de Estado da Cultura por meio do ProAC – Programa de Ação Cultural. O evento com apoio da Prefeitura de Santos e do Sesc além de parceria com a Cooperativa Paulista de Teatro, Movimento de Teatro de Rua de São Paulo, Rede Brasileira de Teatro de Rua, Vila do Teatro, Diário do Litoral, Escola de Samba União Imperial, Movimento Mães de Maio, Fundação Arquivo e Memória de Santos e Curta Santos.

*Lincoln Spada e Rafaella Martinez

‘Rua da Amargura’ reconta Paixão de Cristo no Parque Vila de SV

De seu nascimento ao batismo. Da Santa Ceia ao julgamento de Pilatos. E, enfim, a sua crucificação. A bimilenar história da Paixão de Cristo é a narrativa interpretada por mais de 80 atores vicentinos em ‘A Rua da Amargura’. Com apoio da Secretaria da Cultura, o teatro de rua fará temporada gratuita aos domingos (dias 12 e 19), às 20 horas, no Parque Cultural Vila de São Vicente (Praça João Pessoa, s/nº).

“O espetáculo buscou conciliar o universo circense ao enredo bíblico. Os antigos circos sempre realizaram encenações sobre a Paixão de Cristo e, assim, inserimos a linguagem da Commedia Dell’arte. Cada personagem possui um perfil, uma máscara, um modo de andar”, comenta o diretor Rodrigo Caesar.

Ainda, fitas acompanham os figurinos e um pano colore o cenário da peça. “Além deles, a união da música, a criação corporal, a interpretação, os trajes… Tudo gera muita emoção, é esta mistura que dá vida a cena”, complementa Rodrigo. Junto a ele, os assistentes Lucas Magalhães e Anderson Avelino dirigem elencos formados pelas companhias Héterus de Teatro, Os Indesejáveis do Telhado, Tartuffo’s Cênicos, em ensaios e produção realizados por meses no Parque Cultural Vila de São Vicente.

*Prefeitura de São Vicente

 

Teatro ‘Rua da Amargura’ reconta Paixão de Cristo em SV

De seu nascimento ao batismo. Da Santa Ceia ao julgamento de Pilatos. E, enfim, a sua crucificação. A bimilenar história da Paixão de Cristo é a narrativa interpretada por mais de 80 atores vicentinos em ‘A Rua da Amargura’. O teatro de rua fará temporada gratuita nesta quinta-feira (dia 2), às 20 horas, em frente ao Lar de Amparo Vovó Valquíria (Av. João Francisco Bendorf, 1555, Cidade Náutica) e de sexta-feira a domingo, no mesmo horário, na Praça Tom Jobim (Gonzaguinha).

“O espetáculo buscou conciliar o universo circense ao enredo bíblico. Os antigos circos sempre realizaram encenações sobre a Paixão de Cristo e, assim, inserimos a linguagem da Commedia Dell’arte. Cada personagem possui um perfil, uma máscara, um modo de andar”, comenta o diretor Rodrigo Caesar.

Ainda, fitas acompanham os figurinos e um pano colore o cenário da peça. “Além deles, a união da música, a criação corporal, a interpretação, os trajes… Tudo gera muita emoção, é esta mistura que dá vida a cena”, complementa Rodrigo. Junto a ele, os assistentes Lucas Magalhães e Anderson Avelino dirigem elencos formados pelas companhias Héterus de Teatro, Os Indesejáveis do Telhado, Tartuffo’s Cênicos, em ensaios e produção realizados por meses no Parque Cultural Vila de São Vicente. O espetáculo tem apoio da Prefeitura por meio da Secretaria da Cultura.

*Prefeitura de São Vicente